.

segunda-feira, setembro 06, 2010

Cachorros - Mosquitos Flebotomineos (Lutzomya longipalpis/Lutzomya cruz).


Cachorros - Mosquito Flebotomineos (Lutzomya longipalpis/Lutzomya Cruzi): Os mosquitos da família dos flebotomineos sao conhecidos vulgarmente como mosquito palha ou dependendo da região mosquito Birigui ou Cangalhinha.  E se dividem em duas as espécies de mosquito da família Flebotomineos, e que tambem são hematofogos e transmissoras da grave zoonose denominada Leishmanioses.  A espécie Lutzomya longipalpis tem como habitat predominante os grandes centros urbanos, entretanto ocorre também nas regiões rurais, estando presente em todo continente americano.  Sendo a espécie que tem maior incidência de transmissão da leishmanioses. E parasita suas vitimas sugando-lhes  o sangue, tanto dos cachorros, quanto dos seres humanos e também outros mamíferos e até aves.

A espécie Lutzomya cruzi possui as mesmas caracteristicas da lutzomya longipalpis, entretanto a sua área de ocorrência da-se com maior incidência na região urbana do Centro-Oeste do Brasil. E as fêmeas dos mosquitos flebotomineos depositam entre 45 a 60 ovos em cada postura, e que podem chegar a dezenas de vezes durante todo o seu ciclo de vida, variando de 27 a 73 dias. Elas depositam seus ovos preferêncialmente em locais umidos, e que tenham matéria orgânica em decomposição. Entretanto podem deposita-los também em residências, desde que encontrem ambientes propícios e caracteristicos. E após a postura, os ovos eclodirão em um prazo entre 7 a 18 dias, dando inicio ao ciclo larval dos mosquitos flebotomineos.

As larvas dos mosquitos flebotomineos tem um ciclo que leva entre 30 a 60 dias, para então transformarem-se em pupas. E depois as pupas em um prazo que varia em media de 5 a 8 dias darão vida aos jovens mosquitos flebotomineos que já nascem com todas as caracteristicas de um mosquito adulto.  E os mosquitos da família dos flebotomineos sao relativamente pequenos, e tem como caracteristica pernas desproporcionalmente  grandes quando comparados a outros tipos de  mosquitos dipteros, possuindo também asas estreitas e com pelos. Esta espécie de mosquito tem hábitos noturnos e somente as fêmeas são hematofogas e ao parasitarem, picam e se alimentam do sangue de seus hospedeiros momentâneos.

Que vão desde animais mamiferos, seres humanso e tambem aves, e sua picada dependendo da intensidade pode ser dolorosa. E a transmissão do protozoário unicelular do género leishamia, causador da Zoonose Leishmaniose, ocorre justamente pelo ato de picarem simultâneamente suas vitimas. Pois o mosquito por ser o vetor do protozoário da Leishmaniose ao picar uma vitima contaminada ( hospedeiro da doença) e concomitantemente picar uma vitima sadia, transmite para esta mesma vitima sadia a doença Leishmaniose, vitimas estas em que se incluem inclusive os seres humanos por ser a doença Leishmaniose uma Zoonose.                                                                        

                                           
                                                                                                                                                                                                                              

Cachorros - Mosquitos Flebotomineos (Lutzomya longipalpis/Lutzomya cruz).


Cachorros - Mosquito Flebotomineos (Lutzomya longipalpis/lutzomya cruzi): Os mosquitos da família dos flebotomineos sao conhecidos vulgarmente como mosquito palha ou dependendo da região mosquito Birigui ou Cangalhinha.  E se dividem em duas as espécies de mosquito da família Flebotomineos, e que tambem são hematofogos e transmissoras da grave zoonose denominada Leishmanioses.  A espécie Lutzomya longipalpis tem como habitat predominante os grandes centros urbanos, entretanto ocorre também nas regiões rurais, estando presente em todo continente americano.  Sendo a espécie que tem maior incidência de transmissão da leishmanioses. E parasita suas vitimas sugando-lhes  o sangue, tanto dos cachorros, quanto dos seres humanos e também outros mamíferos e até aves.  

A espécie Lutzomya cruzi possui as mesmas caracteristicas da lutzomya longipalpis, entretanto a sua área de ocorrência da-se com maior incidência na região urbana do Centro-Oeste do Brasil. E as fêmeas dos mosquitos flebotomineos depositam entre 45 a 60 ovos em cada postura, e que podem chegar a dezenas de vezes durante todo o seu ciclo de vida, variando de 27 a 73 dias. Elas depositam seus ovos preferêncialmente em locais umidos, e que tenham matéria orgânica em decomposição. Entretanto podem deposita-los também em residências, desde que encontrem ambientes propícios e caracteristicos. E após a postura, os ovos eclodirão em um prazo entre 7 a 18 dias, dando inicio ao ciclo larval dos mosquitos flebotomineos. 

As larvas dos mosquitos flebotomineos tem um ciclo que leva entre 30 a 60 dias, para então transformarem-se em pupas. E depois as pupas em um prazo que varia em media de 5 a 8 dias darão vida aos jovens mosquitos flebotomineos que já nascem com todas as caracteristicas de um mosquito adulto.  E os mosquitos da família dos flebotomineos sao relativamente pequenos, e tem como caracteristica pernas desproporcionalmente  grandes quando comparados a outros tipos de  mosquitos dipteros, possuindo também asas estreitas e com pelos. Esta espécie de mosquito tem hábitos noturnos e somente as fêmeas são hematofogas e ao parasitarem, picam e se alimentam do sangue de seus hospedeiros momentâneos. 

Que vão desde animais mamiferos, seres humanso e tambem aves, e sua picada dependendo da intensidade pode ser dolorosa. E a transmissão do protozoário unicelular do género leishamia, causador da Zoonose Leishmaniose, ocorre justamente pelo ato de picarem simultâneamente suas vitimas. Pois o mosquito por ser o vetor do protozoário da Leishmaniose ao picar uma vitima contaminada ( hospedeiro da doença) e concomitantemente picar uma vitima sadia, transmite para esta mesma vitima sadia a doença Leishmaniose, vitimas estas em que se incluem inclusive os seres humanos por ser a doença Leishmaniose uma Zoonose.                                                                         

                                            
                                                                                                                                                                                                             

Cachorros - Mosca Domestica ( Musca Domestica).


Cachorros - Mosca Domestica ( Musca Domestica): A mosca domestica tem como habitat tanto a área rural como a urbana, sendo abundante em ambas as regiões.  E frequenta  preferencialmente ambientes em que haja detritos, dejetos ou matéria orgânica animal em decomposição, frequentando também o interior das residências.  Esta amplitude de ambientes diversos e distintos faz com que a mosca domestica ( Musca Domestica) seja uma potencial transmissora e disseminadora de graves e perigosas patologias e infecções por bactérias e vírus.  Principalmente quando pousam em pequenos ferimentos vulneráveis sem os cuidados e o tratamento devidos, o que ocorre frequentemente com muitos cachorros. E apesar de a mosca domestica (Musca Domestica) não possuir um aparelho bucal do tipo sugador ou picador, ou seja não suga o sangue de suas vitimas (hematofoga). 


E nem lhes acomete com picadas e aparentemente não podem causar maiores danos aos cachorros, entretanto as suas peculiaridades físicas, tendo patas com caracteristicas aglutinantes e um aparelho bucal com capacidade para regurgitar os alimentos que  lhe possibilitam automaticamente a disseminação de varias doenças contaminando com infecções viroticas e bacteriologicas suas vitimas e seus alimentos, como e o caso de alimentos domiciliares e resto de ração dos cachorros.  A prevenção e o tratamento consistem principalmente em um controle da incidência das moscas através de uma constante desinfecção e higienizaçao do ambiente. E  também em ficar atento a qualquer mínima lesão que possa aparecer no cachorro, tomando as devidas providências e consultando um veterinário se necessário. 

                                                                                             

                                                                                             

                                           

COMPARTILHE A POSTAGEM.

.

.
.

Visualizações de página do mês passado