sábado, março 12, 2011

Audição - Cachorros.


Audição - Cachorros: Os cachorros pertencem à família dos canídeos, na qual integram também tanto as raposas e quanto os lobos. E esta família de eficientes predadores possui sentidos apurados, o que consequentemente os auxilio na captura de presas para obtenção de alimentos, como tambem na sua própria defesa e na proteção da matilha. E mesmo após a sua domesticação e depois de sucessivos cruzamentos, os cachorros preservaram em grande parte a habilidade dos seus sentidos. E apesar de não viverem mas em seu ambiente selvagem de origem, ainda possuem uma incrível e aguçada capacidade sensorial. 


E entre estes sentidos, a audição está entre os principais, sendo um dos mais apurados e desenvolvidos. Pois os cachorros possuem uma percepção auditiva com capacidade para ouvir sons de alta frequência e de baixo volume, sons estes que são inaudiveis e imperceptíveis para o ouvido humano. E atraves de suas orelhas direcionáveis, são capazes de se orientar e localizar com precisão, a direção e a origem do som em seis centésimos de segundo. E este potencial auditivo, juntamente com outros sentidos, lhes permite seguir a pista e localizarem a presa com extrema facilidade e rapidez. São capazes ainda, de ouvir um som a uma distância quatro vezes superior, em comparação aos seres humanos. 


E esta incrivel capacidade auditiva, alem de aguçada, proporciona tambem aos cachorros a habilidade de discernir com facilidade tons e palavras pronunciados pelas pessoas. E existem vários motivos pelos quais o sentido da audição é tão evoluido e aguçado nos cachorros. A principio vem da sua própria necessidade natural de ter que caçar, e tambem se defender e defender a matilha da ameaça de outros predadores, como dito anteriormente. E devido à importância da audição, o seu cérebro privilegiou este sentido, pois os cachorros que tinham um maior potencial auditivo, possuiam consequentemente uma maior capacidade tanto para caçar, como para se defender. Além disso, as suas orelhas são proporcionalmente grandes, moveis e de forma côncava, 



O que lhes permite, captar com maior eficiência as ondas sonoras e direciona-las diretamente para o tímpano. Entretanto, mesmo com todas as possibilidades proporcionadas por sua capacidade auditiva, existem casos em que este potencial e sensibilidade trazem sérios problemas aos cachorros. Como no caso em que há ocorrência de alarmes, trovões, fogos de artificio ou outros ruídos demasiadamente altos. Situações estas, que são extremamente desagradáveis para os mesmos. E diferentemente do que muitas pessoas imaginam, não existe diferenciação na capacidade auditiva entre as diversas raças de cachorros. Inclusive os cachorros com orelhas caídas ouvem tão bem quanto os cachorros com orelhas eretas, quer estejam com as orelhas relaxadas ou quando deitam, deixando encoberto o canal auditivo. 


A diferença entre as raças, entretanto, influi na possibilidade de ocorrerem percentualmente o nascimentos de muitos filhotes surdos em determinadas raças. Pois mesmo que está deficiência possa ocorrer ou acontecer com qualquer raça de cachorro, e até mesmo com os cachorros SRD. A maior ocorrência e incidência de surdez, a principio está relacionada a um problema genético ligado às cores branca e cinza da pelagem dos cachorros. E cachorros da raça Dálmatas, tem uma grande incidência de nascimento de filhotes com surdez. 


Porem estes cachorros desde filhotes, já são capazes de superar este problema, e compensam a falta de audição, com o desenvolvimento de outros sentidos. Assim, desenvolvem outros sentidos, e tem mais facilidade em interpretar a linguagem corporal do que os cachorros que tem audição normal. E devido à sua grande capacidade auditiva, uma das melhores maneiras de se comunicar com os cachorros, é se utilizando a voz. E está é a maneira, mais eficiente e adequada de se chamar a atenção de um cachorro ou ainda de elogiá-lo. Sendo que os tons mais altos lembram grunhidos, e soam como reprimenda. 


Pois este, era o tom que sua mãe usava para chamar sua atenção por um erro, ou que o líder da matilha usava para informar uma atitude desagradavel. Usar este tom, entretanto, pode ter um efeito negativo, pois pode deixar o cachorro nervoso, e ele será incapaz de prestar atenção e aprender o comportamento correto, provocando apenas medo e dúvida. Da mesma forma, gritos são totalmente contra-indicados, pois chamam a atenção, mas provocam medo e angústia, e tambem impossibilitando o aprendizado. Assim, falar calma e pausadamente, e com a voz baixa é a melhor forma de fazer com que o cachorro preste atenção e consiga entender e interpretar o que se pretende comunicar, orientar ou ensinar ao mesmo. 





COMPARTILHE A POSTAGEM.

COMPRE E RECEBA EM CASA! COM TODA COMODIDADE, SEGURANÇA E RAPIDEZ.

,

,

CURSO DE VIOLÃO: EBOOK + VIDEO AULAS - TOTALMENTE GRATIS!