.

segunda-feira, março 28, 2011

Raça Boxer - Cachorros.





Raça Boxer - Cachorros: Boxer ou bóxer é uma raça de cachorro originária da Alemanha, de médio porte e com o pêlo curto, e com a cor padrão dourada ou tigrada, que possuem uma mandíbula proeminente caracteristica, e um corpo robusto e quadrado com um porte encorpado e imponente. porem a diversidade sempre caracterizou o Boxer desde o seu aparecimento. Pois eles descendem de varias raças com caracteristicas bem distintas, e pelo menos cinco raças participaram na criação do boxer, como os Bullenbeissers da Alemanha, o Brabanter da Bélgica, o Dantziger da Polónia e o Bulldog inglês. Sendo que os Bullenbeiasers, já eram bastante popular na Alemanha desde a Idade Média, com a raça sendo proveniente de exemplares de Mastins vindos da Inglaterra, e de Dogues existente na Alemanha, Bélgica, Holanda  e na França.



E foi seleccionado, principalmente por sua força e agilidade funcionalidade, pois era tanto utilizado para a caça de grandes presas como Ursos, Javalis e Cervos, como na guarda de rebanhos de gado, e tambem em combates ou espectáculos de lutas contra Touros. E  eram chamados pelos alemães de beissers, ou mordedores, e tinham como caracteristica anatomica serem proganatas, ou seja, tinham a sua arcaria dentária inferior mais proeminente do que a arcaria dentaria superior. Sendo que se subdividam em varios grupos, e conforme sua especialidade e função os Bullenbeissers podiam ser Cannis Ursiturus ou Caçadores de Urso, Cannis Porcatoris ou caçadores de Javali, e grandes Cervos. E o Brabante da Bélgica, assim como o Dantziger da Polônia, que eram cachorros pequenos, porem ágeis e rápidos. E o antigo Bulldog inglês, que chegou na Alemanha em 1820, e que eram maiores e mais pesados que o Bulldog atual.


E através da criação e respectivos cruzamentos selecionados chegaram finalmente a exemplares de cachorros considerados satisfatórios, resultando daí a origem e o aparecimento inicial dos primeiros exemplares da raça raça Boxer. E Apesar do aprimoramento e origem da raça serem germânicos, manteve-se o nome inglês "Boxer", talves devido aos antepassados da raça tambem serem de origem inglesa, e inclusive para satisfazer os ingleses que reivindicavam tambem a paternidade da raça Boxer. E o registro da primeira apresentação de exemplares da raça ocorreu em 1895, e que veio a acontecer no Clube Alemão do São Bernardo que permitiu, durante uma exposição monográfica da raça São Bernardo, a exibição de alguns exemplares da raça Boxer, com o intuito de formalizar, definir, aprimorar e consequentamente melhorar o padrão da  raça, e tambem divulgar para tentar populariza-la, já que até então, o Boxer era pouco conhecido como uma raça genuina. 


E em 17 de Janeiro de 1896, já viria a ser fundado na cidade de Munique, na Alemanha, o clube alemão da raça, com o nome de Boxer Klub Sitz Münche, e dois meses mais tarde, em 29 de Março de 1896, organizava-se a primeira exposição monográfica especifica e dedicada exclusivamente a raça Boxer. Porem somente em 1902 estabeleceram e fixaram, e assim mesmo de forma provisória, as primeiras  composições de bases raciais que viriam a dar origem a raça Boxer. E sendo posteriormente publicado em 1904 o primeiro Livro de Origens (Zuchbuch), com os registos oficiais genealógicos da raça, ao mesmo tempo que surgia o "Boxer Blatter, boletim do clube onde foi publicado o primeiro registro oficial com os padrões e parametros da raça. Entretanto durante todo o tempo do início na criação, até a selecção, depuração e aprimoramento da raça, surgiram certas divergencias e controvérsias, principalmente entre os cada vez mais numerosos e aficionados grupos de criadores e admiradores da raça, com relação a qual o padrão de estrutura que o Boxer deveria ter. 


Haviam grupos que preferiam o tipo semelhante ao Bulldog clássico, já outros grupos pelo contrário, tinham mais preferencia para o tipo do antigo Bullenbeisser, e havia tambem um terceiro grupo que dava preferencia a um cachorro bem diferente e distinto, e mais evoluído e elegante que estas raças. Finalmente, o clube decidiu optar por adotar e formalizar o padrão da raça Boxer, como sendo o preferido por este terceiro grupo,  e esse é o padrão e o ponto de referência da raça Boxer até a atualidade. E um fato interessante, é que a cor branca, foi a cor predominante nos primordios da história da raça, ocasião em que o conceito de funcionalidade era prioritário em relação a outros fatores, chegando inclusive a ser permitido que o branco prevalece-se, e ocupasse a maior parte da cor da pelagem dos cachorros, com a intenção de não afastar da criação, exemplares que pudessem fornecer outra série de características interessantes.



Entretanto, pouco tempo depois, entre os anos 1925 e 1926, o clube efetuou uma série de revisões no padrão estetico da raça, e começou então a tentar a eliminação da cor branca proveniente do Bulldog, através de uma intensa seleção e aprimoramento da raça, e com isso, obterem a coloração desejada, o louro ou o dourado, e tambem reduzir a robustez e conformação pesada, buscando um tipo de porte mais ágil e elegante, entretanto ainda hoje, continuam a nascer exemplares de Boxer brancos e com estas conformações. Sendo que, após a segunda guerra mundial, o Boxer já era uma raça famosa e bastante popular nos cinco continentes, e com um altíssimo nível de criação em países como a Alemanha, Holanda, Itália, França, Estados Unidos e Australia. E durante este período, a raça viveu os seus melhores momentos, graças principalmente à homogeneidade conseguida no padrão da raça, entre os seus diversos criadores em todo mundo. E em 1950, nasce na cidade de Strassbourg, na Alemanha, a ATIBOX (Associação Técnica Internacional do Boxer), cuja finalidade é a formalização, padronização e estabilização de um perfil morfológico, emotivo e psico-comportamental da raça.



E orientando as diretrizes a serem seguidas, na criação e na consequente evolução da raça, e com critérios uniformes para os diferentes países. Sendo que está associação, agrupa todos os clubes de Boxer a nível mundial, e celebra anualmente uma assembleia geral, na qual se encontram representados todos os seus filiados. Além disso, organiza tambem, uma exposição de beleza e um campeonato de trabalho.  E tambem formou-se uma convenção entre os formadores, criadores e admiradores da raça com o proposito de se eliminar por completo todas as características do Bulldog, que poderiam vir a desvalorizar o Boxer no seu padrão estético considerado ideal. Que é um de cachorro robusto, porem com um aspecto compacto, elegante e harmonioso,  com uma musculatura definida e uma ossatura pesada, e membros volumosos e fortes, com uma pelagem curta, com o dourado e o tigrado como cor padrão em detrimento ao branco.



Com um porte e uma estatura de média para grande, e os machos devendo medir em média aproximadamente de 60 cm, sendo que os machos com mais de 60 cm, devem pesar mais de 30 quilos. As fêmeas, um pouco menores, medem em média aproximadamente 55 cm, e aquelas que medirem mais de 56 cm, devem pesar mais de 25 quilos.  E a cabeça do Boxer, deve ter uma harmonia entre o focinho e o crânio, sendo que o focinho deve medir 1/3 da distância do occiptal a ponta do nariz, e ter uma largura equivalente a 2/3 da largura do crânio, sendo que tambem não deve ter rugas profundas. E o crânio é arqueado, e não deve ser arredondado, achatado nem muito largo, e o focinho deve ser proporcional em largura e comprimento com o crânio, sem ser pontudo, estreito, curto ou raso E o nariz deve ser largo e totalmente preto, e o maxilar superior deve ser largo no encontro com o crânio, e manter essa largura até chegar na frente. onde se afina um pouco.





Sendo o lábio superior bastante grosso, sendo o boxer normalmente prognata inferior, e os caninos do maxilar inferior devem ter um bom comprimento e estarem separados. E o boxer não mostra dentes ou língua quando a boca está fechada, e os incisivos superiores do canto se encaixam na parte de trás dos caninos inferiores perfeitamente em cada canto. E os seus olhos, são de cor castanho escuro, tamanho médio pequeno, e não são protuberantea ou profundos, e suas orelhas, sendo posicionadas no ponto mais alto de cada lado do crânio, e devem normalmente permanecerem eretas quando em alerta. E o pescoço de formato  redondo, musculoso e com comprimento proporcional e sem barbelas. O corpo e o peito são largoe, o antepeito é profundo é bem definido, as costelas se estendem até à posterior e são bem arqueadas e ovalados simetricamente, o lombo é curto e musculoso, os ombros são longos e oblíquos cobertos por musculatura definida e discreta.



E sobre os quartos, os quartos traseiros, são fortes e musculosos com angulação equilibrada em relação aos dianteiros, os dianteiros, vistos de frente são retos e paralelos. Sendo a sua pelagem: curta, brilhante e distribuida uniformemente e rente ao corpo, e as cores predominantes são o castanho e o dourado. Sendo que o castanho varia do mais claro ao escuro profundo. E a variedade tigrada deve ter faixas pretas num fundo dourado, e as marcações brancas não devem ultrapassar 1/3 da cor da base e não são desejáveis no dorso. O padrão da raça determina também o tipo de cor, que deve ser castanho ou tigrado, sendo permitido apenas que um terço do corpo seja branco, e não permite o Boxer totalmente branco, com apenas pequenas manchas nos olhos ou no dorso. Inclusive quando nascem filhotes brancos, mesmo que de pais com pedigree, estes não recebem registro.


E quanto o temperamento do Boxe, e um cachorro muito fiel, e bastante ligado a seu responsavel, seus familiares e ao seu território, sendo tambem o Boxer um excelente guardião, destemido e muito corajoso, e dotado de um poder de ataque extraordinario; e é muito determinado e implacável quando avança sobre o seu oponente ou intruso, somente cessando o ataque se for impedido por seu responsável. Entretanto é um cachorro muito tranquilo, sereno e bastante dócil no meio familiar, sendo inclusive muito dedicando a todos os membros da familia, se relacionando com todos de forma alegre e brincalhona, e principalmente se estes forem crianças. E mesmo que sejam crianças estranhas,sem conhecer, brinca com elas como se fossem crianças da familia, e devido a sua tranquilidade, obediênçia, disciplina, inteligência, dedicação e docilidade, o Boxer é um cachorro confiavel e muito facil de lidar e conviver.



E o Boxer, devido a sua versatilidade e tambem ao seu temperamento tranquilo e equilibrado, agrada os mais variados tipos de pessoas, principalmente aquelas que procuram aliar um forte e destemido cachorro de guarda, com um dedicado e carinhoso cachorro de companhia e tendo todas estas qualidades presentes em uma única raça. E inclusive, mesmo que a pelagem, seja reconhecida pelos padrões oficiais da raça como dourado e o tigrado, entretanto atualmente os exemplares de Boxer provenientes de genitores com pedigre e que nascem com pelagem branca vem crescendo muito, e tambem alguns exemplares com pelagem negra já começaram a serem criados, o que deve certamente, mudar a concepção atual das cores permitidas dentro do padrão da raça pelas associações, clubes e criadores responsáveis pelos padrões estabelecidos da raça,  em um médio espaço de tempo.



E a ocorrência de exemplares de Boxer na cor branca, é devido a uma questão genética da propria composição das raças que deram origem ao Boxer, pois os Boxers possuem 3 genes básicos de cores que são o castanho, o dourado e o branco. Sendo que cada indivíduo pode possuir dois desses genes, e cada gene vem de um dos seus pais, porem o gene para cor branca é considerado recessivo. Sendo assim,  para um exemplar da raça ter pelagem branca, ele deve herdar do pai e da mãe o gene recessivo para pelagem branca, logo se um dos pais não tiver o gene para pelagem branca, é impossível nascer um filhote branco. Entretanto se ambos os pais tiverem o gene para pelagem branca, há uma grande chance de nascer um filhote com pelagem branca. E mesmo com todos as secessivas seleções e aprimoramentos feitos na raça desde 1925, com o proposito de se eliminar a presença da cor branca, mesmo assim há uma grande incidência de nascimentos de exemplares nesta cor, fato este que pode levar, a se rever as caracteristicas e conceitos de padrão da raça.



E o Boxer é um cachorro que não late a desnecessariamente, ou sem motivo, e que adora estar perto das pessoas com que se relaciona, entretanto não é raça manhosa ou carente, e que exige atenção constantemente. Embora seja um cachorro dinâmico e ativo, não é um cachorro exigente em relação a espaço, pois uma pequena casa, ou um pequeno apartamento são suficientes para acomoda-los com tranquilidade e conforto, e o Boxer se adapta e vive muito bem, e não se incomodam e tambem não incomodam ninguem, sendo necessario e conveniente somente leva-los para uma caminhada de 30 minutos diarios, sem a necessidade de que sejam longas ou cansativas. Inclusive a sua pelagem curta, favorece e facilita a sua escovação e consequente higienização, e tambem não exala aquele odor caracteristico forte, não sendo isto um impecílio para criá-los nestes ambientes.



Entretanto, devido a sua aparente docilidade, não significa que o Boxer seja um cachorro que possa vir a relaxar e se tornar relapso em relação a segurança, e diminuir a sua eficiência como um cachorro de guarda. Pois independente das circunstancias em que foi criado, o Boxer não esmorece e tambem não abandona as suas otimas caracteristicas, e sua excelência como um destemido, fiel e eficiente cão de guarda. Inclusive o  Boxer foi uma das primeiras raças de cachorros a serem utilizadas, e de forma brilhante e notável pela polícia alemã, e o seu treinamento para guia de cegos também foi muito bem sucedido. E o sucesso da raça em todo mundo, deve-se principalmente a diversos fatores, e entre eles o seu porte médio, que facilita a sua adaptação de forma polivalente a qualquer tipo de espaço, o seu aspecto forte e robusto, e tambem a sua pelagem curta, que exige e demanda poucos cuidados e, acima de tudo, às suas excelentes qualidades como otimo cachorro de companhia, e a sua exepicional performace como  cachorro de guarda.



Existem basicamente dois biotipos de Boxer bem distintos, e que foram a principio desenvolvidos e aprimorados para a raça em regiões diferentes, que são o biotipo do Boxer de linhagem tradicional alemã, que foi aprimorado originalmente na Alemanha, e que é mais forte, mais destemido, encorpado e robusto; e o de linhagem norte americana, mais pacifico, compacto, leve e ágil. Entretanto, para quem tem preferência pela função de cachorro de guarda, o recomendável é a opção pelo Boxer com linhagem tradicional alemã, pois estes tem mais desenvolvimento este instinto de proteção e guarda. Inclusive na Alemanha, onde há frequentemente, diversas provas de seleção e tambem em exibições ou exposições, os exemplares de Boxer são analisados não somente por sua estrutura física, como porte, massa muscular definida e robustes, mas também e principalmente por sua personalidade, destemor, coragem e disposição para o trabalho.



Entretanto, o Boxer, principalmente o de linhagem alemã, desde filhotes exigem do responsável uma atitude e uma postura firme e forte, pois o Boxer precisa estar ciente e saber precisamente quem é o lider da matilha, do territorio e da casa. Pois devido ao seu tamanho e força, é recomendável que estes  cachorros tenham ao menos a principio algum tipo de adestramento de obediência, pois podem se empolgar com alguma  brincadeira e facilmente de forma involuntaria, derrubar e eventualmente até ferir seus responsáveis e familiares, porem estes acidentes dificilmente ocorrem com crianças, pois com elas o Boxer é extremamente atencioso e cuidadoso. E já a partir da chegada do filhote na casa, deve-se começar a sua orientação e educação, porem a idade ideal para o início de um treinamento orientado e profissional é aproximadamente entre 5 e 6 meses, porem deve-se evitar o adestramento especifico para o ataque, pois alem de ser  questionado por muitos criadores, pode vir a acontecer graves acidentes com pessoas estranhas, inclusive na rua, pois o Boxer pode vir a confundi-las como potências ameaças, reagindo e atacando-as violentamente..



E objetivando se evitar maiores problemas de temperamento futuros, como uma personalidade dominante e uma agressividade excessiva com terceiros, deve-se desde o inicio socializar o filhote , possibilitanto que se estabeleçam interações com outras pessoas estranhas à familia, e tambem outros cachorros e demais animais. Inclusive, o Boxer quando já adulto, normalmente não aceita muito bem o convívio com outros cachorros estranhos, principalmente se forem do mesmo sexo. E ao se adquirir um filhote, recomenda-se que se observe e se examine principalmente se o prognatismo não é excessivo, e tambem se a boca do filhote não é torta. E o focinho, deve proporcionalmente ter a metade da medida da cabeça, e no caso dos machos, é importante verificar se possuem os dois testículos, simétricos e com tamanho igual, os olhos devem ser escuros, pois assim que nascem são claros. E segundo o novo padrão da raça, os filhotes não precisam mais ter sua cauda amputada, e o corte das orelhas tambem não é mas obrigatório, para a classificação em exposições.


O Boxer é considerada uma raça bastante resistente e saudável, porem eles precisam de certos cuidados e atenção para algumas doenças que são inerentes a raça, pois os Boxers ocasionalmente podem ser acometidos por certas doenças especificas para as quais a raça tem naturalmente uma pré-disposição, doenças estas que podem ser causadas por origem genética, ou desencadeadas por fatores ambientais.  E entre os problemas de saúde em que a raça Boxer é susceptível, estão a displasia coxo-femural, o hipotireoidismo, problemas digestivos, tumores malignos e benignos e cardiomiopatias. A displasia e o hipotireoidismo tem uma grande incidência na raça, afetando muitos cachorros, e a displasia quando detectada, deve-se  necessariamente castrar o cachorro, para se evitar a sua dissiminação, motivo pelo qual cachorros com displasia não devem se reproduzir. Entretanto, cachorros com problemas de hipotireoidismo, podem vir a cruzar, desde que esse cruzamento seja feito com os devidos cuidados e com cachorros que não apresentem tambem problemas de tireóide.



Pois as doenças da tireóide, podem ser tratadas e controladas com medicação especifica, entretanto a displasia somente com intervenção cirurgica. No entanto, a incidência dessas doênças, tanto a displasia coxo-femural ou o hipotireodismo não são tão altas, e normalmente o Boxer é um cachorro bastante saudável.  E tambem apesar do crescimento, ascenssão e até uma certa predileção pela cor branca entre os Boxers, a dados relativos a sua saude, que evidenciam a incidência de um elevado indice de ocorrência de surdez em Boxers de cor branca. Entretanto excluindo está questão, não existe nenhuma diferenciação em relação a saúde dos Boxers brancos, quando comparados aos demais Boxers das cores padrão. No entanto, é recomendável ter uma certa prudência, e ficar atento em relação a qualquer manifestação estranha, e caso seja observado algo caracteristico, deve-se consultar imediatamente um veterinário. Sendo que normalmente o Boxer, tem tambem uma expectativa media de vida de até 10 anos de idade.





Aprenda os Segredos dos Melhores Adestradores ...!

Finalmente! Você poderá adestrar e educar o seu cachorro, com apenas alguns treinamentos básicos, fáceis e de simples execução. 
E o seu cachorro irá lhe obedecer fielmente de uma forma facil e natural.

Você mesmo poderá ensiná-lo a deixar de destruir suas coisas, a latir só quando necessário, ou o melhor a fazer suas necessidades no lugar correto e ainda irão passear sem arrastar você junto...





COMPARTILHE A POSTAGEM.

.

.
.

Visualizações de página do mês passado

.COMO ACABAR COM AS PULGAS!