.

terça-feira, março 29, 2011

Raça Dogue Alemão - Cachorros.




Raça Dogue Alemão - Cachorros:  O Dogue Alemão, conhecido tambem como dinamarquês, grand danois ou gigante dinamarquês, é uma raça de cachorro pertencente à categoria dos molossóides, tendo sido criado a principio para a caça, principalmente a caça do javali. Porem atualmente é considerado e criado tambem tanto como cachorro de guarda, quanto cachorro de companhia. E a Dogue Alemão tambem pode ser considerada a raça de cachorros mais alta do mundo, mesmo com alguns criadores considerando o Irish Wolfhound (ou Galgo Irlandês) o maior. Porem segundo o Guinness World Records, consta registrado como o maior cachorro do mundo um exemplar de Dogue Alemão, que mede 109 cm de altura até à cernelha chamado "Giant" George, sem duvida o Dogue Alemão pode ser considerado o cachorro mais alto, ou pelo menos a raça com os mais altos exemplares do mundo. E tem um porte imponente, e que impressiona por sua majestade e elegância, o que proporciona à sua aparência um aspecto clássico e nobre. 




E o seu temperamento é o de um cachorro, tranquilo, equilibrado, obediente e bastante amigável, sendo um cachorro que se dedica e protege com muita devoção os seus responsáveis e familiares, especialmente se forem crianças, entretanto em seu relacionamento com elas, pode facilmente devido a seu tamanho e força, em uma brincadeira derruba-las e até mesmo feri-las involuntariamente e sem nenhuma intenção. Contudo é bastante  reservado com estranhos, e se pressentir ou for  submetido a uma situação de ameaça ou perigo, reage imediatamente com grande coragem e destemor, atacando ferozmente a pessoa ou o animal que representa uma ameaça, e podendo se não for contido, feri-los seriamente, ou dependendo da intensidade ou fúria do  ataque até mata-los. E tambem pelo seu porte, o Dogue Alemão não precisa fazer muito esforço para impor respeito e defender as pessoas de sua família e o seu território, pois Chega facilmente a quase 1 metro de altura, podendo pesar mais até 80 quilos, sendo capaz de derrubar um homem adulto com extrema facilidade. 




Entretanto segundo a grande maioria dos criadores, o Dogue Alemão age de uma maneira extremamente consciente e equilibrada, e só parte para o ataque, se este for inevitável e absolutamente necessário. E apesar do tamanho, é um cachorro extremamente ágil e rápido, o que lhe permite vigiar e guardar territórios bastante extensos e com grandes áreas, pois alem de ser uma raça de grande porte, tambem é um cachorro de crescimento muito rápido, pois aproximadamente aos oito meses de idade, já possui uma altura próxima da definitiva, entretanto dependendo da origem de sua linhagem, de sua musculatura, ossatura e maturidade só virão a estar completamente formadas com dois ou três anos de idade. E  quanto a sua origem, o Dogue Alemão bastante antigo, pois é uma das raças tambem descendente dos Molossos Romanos, inclusive já na idade média, há referências da utilização do Dogue Alemão na caça ao javali, como cachorro de guarda e vigia e até mesmo lutando em arenas contra touros. 




E apesar de haver fortes indícios da existência do Dog Alemão há séculos, ainda há divergências sobre sua origem, pois alguns criadores e especialistas afirmam que sua origem foi na Dinamarca, o que inclusive explica o nome que a raça recebe em certos países: como dinamarquês ou grande dinamarquês, já outra vertente afirma que o Dog Alemão é uma raça de origem alemã, tendo sido feito o desenvolvimento e aprimorado iniciais da raça na região de Württemberg, sendo que a Federação Cinológica Internacional fez a opção pela segunda hipótese. E no século XIX, o Dogue Alemão se destacou,  conseguindo chamar a atenção e despertar a admiração de vários criadores, que apreciavam cachorros de raças gigantes como o Mastiff e o Grand Danois, raças estas que entraram na composição das raças que deram origem a raça do Dogue Alemão. Sendo então o Dugue Alemão apresentado pela primeira vez oficialmente numa exposição em 1863, em Hamburgo, na Alemanha. 




E no Brasil, sua presença também é bastante antiga, tendo sido retratado aos pés de D. João VI, numa pintura da época. Inclusive atualmente continua sendo um cachorro com bastante prestigio e admiração no Brasil, que só perde em número de registros para os Estados Unidos, país que é considerado como o que dispõem do melhor plantel da raça Dogue Alemão. E a pelagem do Dogue Alemão é curta, bastante espessa e tambem muito brilhante, e as suas cores se dividem em três grupos distintos, com suas variedades especificas, e os cruzamentos entre os Dogue Alemães de cada variedade somente podem acontecer entre elas. E entre este grupo de cores estão o dourado e o tigrado, azuis e pretos de azul, arlequins e pretos de arlequim, dourado: cor castanho dourado-claro ao castanho dourado-escuro, podendo ter ou não o focinho (máscara) preto, sendo esta uma característica desejável. Tigrado, cor de fundo indo do castanho dourado-claro ao castanho dourado-escuro, com faixas pretas bem definidas, também pode ter a máscara negra.





Azul cor azul-aço, sem qualquer sinal de outra cor, podem ter os olhos mais claros, e é o tipo de pelo mais brilhante nos dogues alemães. Preto, cor preta brilhante, pode ter mancha branca no peito, dedos e ponta da cauda. Fêmea arlequim e macho mantado arlequim: cor de fundo branco, com manchas pretas irregulares, pequenas manchas cinzas ou amarronzadas são toleradas. Mantado (boston), preto com o focinho, o pescoço, linha sobre a cabeça que liga o focinho ao pescoço, o peito, o ventre, as patas e a extremidade da cauda brancos. O mantado, é na verdade uma variação do preto, pertecendo à variedade dos arlequins. MerleFCI, sendo considerada um falta passivel de eliminação E os cruzamentos entre cachorros de variedades diferentes, incluido os dois tipos de negro, podem gerar cachorros de cores não reconhecidas.





Os filhotes  na coloração Merle de Dogue Alemães, diferem dos demais Dogues dentro do padrão da raça única e exclusivamente pela cor , pois não são considerados nem pretos, nem arlequins, entretanto morfologicamente as suas características de porte e estéticas são idênticas, a sua genética é semelhante, não havendo portanto nenhuma diferença significativa entre os Dogues Merles e os Dogues que se estejam dentro do padrão de cores específicos e determinados para a raça, a não ser a diferença de coloração na pelagem. E geralmente a pelagem dos Merle tem o fundo cinza mais escuro, e manchas pretas, que inclusive são bastante frequentes, inclusive os filhotes Merle nascem com uma certa frequência, o que é imprevisivel e inevitável, e inclusive não somente entre cruzamentos fora do estabelecido, mas como tambem cruzamentos normais e dentro do padrão, pois são cruzamentos de arlequins, pretos e mantados e tambem miscigenados,  onde inclusive o nascimento de Dogues Alemães Merles ocorrem com maior frequência,  entretanto são tão Dogues como os demais, diferindo somente na cor da pelagem. muda só a cor.





Em alguns países, incluindo o Brasil, são aceitos certificados genealógicos ou pedigrees de Merles, no entanto estes certificados vem com uma advertência estipulando, que o cachorro não será aceito e consequentemente, não pode-rá ser usada para reprodução, devido a cor de sua pelagem. E as suas caracteristicas fisicas e estéticas dentro do padrão especifico da raça são, de um cachorro com um corpo forte, musculoso, porem homogênio e esguio,  tendo os seus membros fortes, com uma boa musculatura, sendo que os anteriores devem ser retos até os pés, e os pés devem ser arredondados, com dedos curtos e fechados. Possui tambem uma cabeça volumosa, simétrica expressiva e imponente, tendo o focinho preto, exceto no Dogue arlequim. Os lábios são volumosos e firmes, e a boca tem uma mordedura com fechamento angular em forma de tesoura, e o focinho da ponta do nariz até o total de sua extensão, devem ser simetricamente homogêneos, tanto a parte superior, quanto a mandibula.





E os seus olhos são de tamanho médio, bem arredondados, escuros, expressivos e com grandes cílios. Com as orelhas tendo uma boa posição e simetria com a cabeça, sendo alta e com um bom tamanho. E o nariz é largo e totalmente preto, exceto no Dogue arlequim, mantendo a linha reta da cana nasal, os dentes são fortes e claros, e com a mordedura em forma de tesoura. Tendo o pescoço forte e musculoso, com inserção alta no tronco, e sem pele solta, ou seja papada ou barbela, e a cauda é de tamanho médio, com inserção larga e alta, e afinando na ponta. E devido ao grande porte do Dogue Alemão, recomenda-se deixar as vasilhas de ração e de água na altura do pescoço do mesmo, para se evitar problemas de postura e deformação de seus membros dianteiras, e tambem a água da vasilha deve ser trocada com freqüência, devido à sua salivação excessiva.





Deve-se ter cuidados tambem com as unhas do Dogue Alemão, pois podem se tornar excessivamente grandes, e provocarem feridas nos seus dedos, feridas estas que se não cuidadas, podem vir a causar infecções. E naturalmente o próprio Dogue lixa as suas unhas automaticamente ao se movimentar em pisos de concreto ou outras superfícies abrasivas. Sendo que o piso ideal para cachorros de grande porte é o do tipo áspero, para que eles não escorreguem ou tenham que modificar a sua postura para poderem se equilibrar, o que pode vir a causar o espalmamento de suas patas. E os pisos ásperos também favorecem o desgaste natural de suas unhas, porém na cama ou no local de descanso, deve haver um pano ou superfície macia, para evitar a formação de calos, principalmente nos cotovelos, joelhos e quadril.



O Dogue Alemão naturalmente é um cachorro robusto e resistente, porem há alguns problemas de saúde especificos e inerentes que acometem a raçã, pois o estômago do Dogue Alemão é muito longo e sujeito à torção gástrica, e deve-se ter cuidado, pois esta é uma das principais causas de morte da raça. E é recomendável evitar deixar grandes porções de comida à disposição do Dogue, pois as refeições devem ser moderadas e em horários determinados. Sendo que a torção gástrica, é caracterizada pela rotação do estômago sobre o seu eixo, quando há um grande aumento do seu volume, em consequencia o cachorros fica ofegante, com um acumulo execivo de gases, com seu estomago estufando de forma demasiado e rapidamente, e com o cachorro podendo morrer em poucas horas.



Megaesôfago, é um problema de origem possivelmente hereditária, que provoca o acúmulo de alimentos no esôfago, provocando consequentemente a dilatação deste órgão. E os sintomas aparentes são, o cachorro regurgitando de forma crônica e com freqüência, apresenta tambem um nítido desconforto após as refeições, perde peso e está constantemente com fome , podendo até morrer por inanição ou pneumônia. Higromas, é provocado normalmente por excesso de peso, e faz com que apareçam bolsas flácidas e inflamações nas articulações do cotovelo, principalmente se o cachorro se deita sobre superfícies muito duras, que causam atritos nos seus ossos. E para se evitar a sua ocorrência, deve-se acompanhar com rigor a alimentação do cachorro, para se evitar que ele não engorde de forma exagerada. Calos, são uma proteção natural e expôntanea das articulações ao atrito, provocado principalmente pelos pisos de cimento e aparecem devido ao grande peso dos Dogues, e para minimiza-los deve-se evitar que o cachorro durma em superficies duras.



Osteodistrofia hipertrófica, é uma enfermidade que se caracteriza apresentando sintomas como apátia, perda de apetite, febre alta, inchaço das articulações e dificuldade de locomoção, sendo causado geralmente pelo excesso de cálcio na alimentação, e sua ocorrência acontece principalmente em filhotes. Dermatite, o tipo de maior constância, e que ocorre e acontece com uma maior frequencia nos Dogue Alemâes é a seborréia, e se apresenta com uma extensa descamação da pele, que tanto pode estar muito oleosa ou muito ressecada. Também há relatos de ocorrência de displasia coxo-femural, que é o encaixe incorreto do osso do fêmur na bacia, causando fortes dores e dificuldade em muito a movimentação dos cachorros., entretanto a contatação de sua ocorrência se dá com pouca freqüência. Os problemas ósseos podem ocorrer devido ao seu crescimento extremamente rápido, portanto é importante acompanhar cuidadosamente esse período, e em caso de suspeita ou contatação de alguma anormalidade, deve-se imediatamente procurar o auxilio de um veterinário





Aprenda os Segredos dos Melhores Adestradores ...!

Finalmente! Você poderá adestrar e educar o seu cachorro, com apenas alguns treinamentos básicos, fáceis e de simples execução. 
E o seu cachorro irá lhe obedecer fielmente de uma forma facil e natural.

Você mesmo poderá ensiná-lo a deixar de destruir suas coisas, a latir só quando necessário, ou o melhor a fazer suas necessidades no lugar correto e ainda irão passear sem arrastar você junto...










COMPARTILHE A POSTAGEM.

.

.
.

Visualizações de página do mês passado

.COMO ACABAR COM AS PULGAS!