.

segunda-feira, abril 04, 2011

Raça Dobermann - Cachorros.



Raça Dobermann - Cachorros:   A Dobermann é uma raça relativamente recente, pois foi criada, desenvolvida e aprimorada durante o século XIX na Alemanha. E o criador da raça chamava-se Louis Dobermann, que era um cobrador de impostos na cidade de Apolda, e devido a suas funções, que o obrigava a fazer diversas viagens pela região, Louis Dobermann sentiu a necessidade de um cachorro para protegê-lo. E ele precisa-vá para acompanha-lo e protege-lo de um cachorro que fosse forte, ágil, inteligente e corajoso. Inclusive Louis Dobermann também trabalhava como zelador no canil municipal de Apolda, e tinha consequentemente um grande conhecimento sobre cachorros. 


Então a partir de 1870 começou a realizar cruzamentos entre os cachorros dito "dos açougueiros", que eram os ancestrais do Rottweiler, Pinscher, Pastor Alemão, Weimaraner, Greyhound e o Manchester Terrier. Contudo, Louis Dobermann morreu aproximadamente dez anos após ter iniciado a seleção do Dobermann e não teve a oportunidade de ver seu trabalho concluído. Porem seus trabalhos foram continuados por Otto Goeller, que inclusive estabeleceu um padrão para a raça em 1899, e dando o nome de Dobermann Pinscher em homenagem ao seu criador. E atualmente os Dobermanns são uns dos cachorros mais utilizados não somente pela Polícia da Alemanha, como tambem varias outras forças policiais de todo mundo. 


E como era a intenção inicial do criador da raça, o Dobermann é realmente um cachorro de grande coragem, inteligência e agilidade. E o seu temperamento é bastante equilibrado e é um cachorro muito determinado, sendo extremamente fiel ao dono e à sua família, porem muito desconfiado com estranhos e possui um grande instinto protetor, sendo considerado uma das melhores raças de cachorros de guarda do mundo. E é tambem um cachorro muito sensível e inteligente, e que possui uma grande facilidade de aprendizado que é utilizado em diversas funções no mundo todo, desde cachorro policial, cachorro militar até cão guia, embora esta não seja a sua maior aptidão. 


Contudo esta não é uma raça que seja indicada para responsáveis inexperientes, pois seu responsável deve ter bastante equilíbrio e saber como se impor com paciência e suavidade. E tambem os Dobermanns são cachorros que precisam de fazer bastante atividade física ou exercícios e necessitam de um certo espaço. E o seu pêlo deve ser escovado regularmente, para a retirada de fios mortos, e com relaççao a sua saúde, os Dobermans estão sujeitos à incidência de torção gástrica, por isso deve-se tomar certos cuidados com sua alimentação, e de atrofia progressiva da retina, um problema que pode ser evitado com a escolha consciente do filhote e dos pais da ninhada. E as características físicas da raça, são de um cachorro de grande porte, com aproximadamente 70 cm, com uma constituição física quase quadrada, com linhas elegantes, postura ereta e imponente, sendo um cachorro muito forte e musculoso. 


E sua pelagem é simples, curta, dura, espessa e bem assentada, sua pele retesada e aderente, enaltecendo sua modelagem seca e refinada. A cor varia entre preto, marrom escuro e azul, cor que não é aceita pelo padrão oficial FCI, com marcação castanho, claramente definida, isenta de pêlos pretos, no focinho, lábios, uma em cada bochecha e acima de cada olho, na garganta, duas marcas no ante-peito, pernas e patas, na face interna das coxas e sob a cauda, e suas orelhas posicionam-se para cima. Nos machos, a altura na parte mais alta do garrote é de 68 a 72 cm, enquanto nas fêmeas vai de 63 a 68 cm. e o peso também é diferente entre machos e fêmeas, sendo cerca de 40 a 45 kg para os machos e de 32 a 35 kg para as fêmeas. 


E as fêmeas tendem a ser mais tranquilas e pacíficas, enquanto que os machos tem uma tendência a ser mais agressivos. Porem, como em todas as raças, mais do que a genética, é o responsável que oriente e molda o comportamento e as atitudes dos cachorros, sendo absolutamente comum encontrar dobermann extremamente pacíficos e disciplinados. Inclusive há poucas raças de cachorros no mundo, que apresentem tanta eficiência e aptidão para a o exercício da função de defesa e de guarda, pois as qualidades físicas e psíquicas do Dobermann os credenciam e os colocam entre a elite dos cachorros de defesa e guarda. E são dotado de grande desconfiança com desconhecidos, sempre preferindo estarem próximos do seu responsável. 


E com um grande instinto de proteção, sempre atentos e com uma vigilância incessante, inclusive o seu olhar vivaz investiga sem descanso ao seu redor, de modo que possa proteger e advertir o responsável de qualquer perigo eventual. Pois é uma raça destemida, que não conhece o medo em um eventual momento de perigo, o seu corpo musculoso põe-se tenso, sua fisionomia se endurece, o olho se acende e ao menor sinal ou ordem do responsável ataca de forma destemida, furiosa e implacável o seu adversário. E o que é bastante surpreendente no caso desta raça, é que a a obra de seleção, desenvolvimento e aprimoramento da raça tenha sido lograda em um período muito breve, obtendo com grande rigor características excepcionais. 


Pois a origem do Dobermann é recente, e tal como a conhecemos, a raça existe desde há pouco decênios, e ainda antes, quando se apresentava menos refinada, a sua origem não ia mais além da metade do século passado. Não obstante, há controversias tambem quanto a sua origem, pois muitos alegam não ter sido Louis Doberman o criador da raça, e reivindicam a sua criação e origem. pois os franceses consideram que a raça derive do seu cachorro pastor de Beauce, e é certo que entre ambas as raças há uma notável semelhança. Por sua vez, os próprios cinófilos alemães preferem derivar o Dobermann de diversos antepassados, por exemplo o consideram originário da Teringia e, precisamente da aldeia de apold, onde um simples porteiro de palácio tambem com o nome Dobermann  teria conseguido obter este cachorro pelo cruzamento de várias raças, entre elas o pastor alemão antigo e o pincher alemão. 

No princípio, a raça tivera por nome "belling", aparente mente o apelido daquele porteiro, mas há quem diga que o belling era um cão completamente diferente. Segundo outros especialistas , o velho pastor alemão haveria sido a raça básica para criar o Dobermann, mas empregando, além do pincher, o braco de Weimar, e não falta tambem, finalmente, quem supõe a intervenção do black and tan terrier e do Rottweiler. Entretanto toda está especulação foi desmentida e rejeitada categoricamente por Otto Goller, que seguiu na continuação da criação da raça Dobermann, diz-se que Goller foi o verdadeiro selecionador, o que fixou a raça. 


É provável também, que mais adiante o Dobermann tenha recebido sangue inglês no sentido de que, num primeiro momento, era um pouco tosco e longo afinou-se através do cruzamento com o terrier preto fogo (blanck and tan), presente na Alemanha com dimensões consideráveis. Parece que somente em 1900 o dobermann adquiriu a conformação ágil que ostenta hoje. Já nos referimos aos dotes psíquicos e as aptidões da raça. Agreguemos que possui grande capacidade de aprendizagem e é bastante fácil de adestrar. De constituição muito robusta, suporta facilmente fadigas e intempéries e, em qualquer circunstância, está disposto a sacrificar a vida para proteger o responsável e seus familiares.



PADRÃO DA RAÇA:

Aspecto geral - tamanho médio, construção quase quadrada, forte e musculoso. Linhas elegantes, postura ereta e orgulhosa, temperamento firme e expressão determinada.
Talhe   - altura: machos 68 a 72 cm. e fêmeas 63 a 68 cm.
            - comprimento: a fêmea pode ser um pouco mais alongada.
            - peso: machos 40 a 45 quilos e fêmeas 32 a 35 quilos.

Pelagem - simples, pêlo curto, duro, espesso e bem assentado. Pele retesada e aderente, enaltecendo sua modelagem seca e refinada.


Cor - preto, marrom escuro e azul, com marcação castanho, claramente definida, isenta de pêlos pretos: no focinho; lábios; uma em cada bochecha e acima de cada olho; na garganta; duas marcas no antepeito; pernas e patas: na face interna das coxas e sob a cauda.

Cabeça de constituição anatomica cuneiforme, com paralelismo de crânio/focinho. Nitidamente destacada do pescoço
Crânio - de perfil, a linha superior plana se desnivela da do nariz até o topo, descendo, do
osso frontal em suave curva até a nuca, de frente é plano e horizontal, sem caimento na direção das orelhas.
Stop - suave declive.


Olhos - ovais, tamanho médio o mais escuros possível. Para cães marrons e azuis é permitida uma tonalidade mais clara, mas devem parecer escuros.
Orelhas - inserção alta, portada dobrada e caída rente às faces, quando cortadas, ficam eretas.
Focinho - profundo e largo.
Trufa - preta e nos marrons e azuis, deve parecer escura.
 Lábios - bem cerrados.
 Mordedura - em tesoura.


Tronco - é curto e firme, com a cernelha bem evidenciada, especialmente nos machos, define, pela altura e comprimento, o traçado da linha superior descendente até a garupa.
Pescoço - de bom comprimento seco e musculoso eleva-se do peito e dos ombros, em harmoniosa e arqueada linha,  portado alto em notável expressão de nobreza.
Dorso - largura adequada.
Lombo - bem musculoso.
Costelas - ligeiramente arqueadas.
Peito - boa largura antepeito bem desenvolvido, profundidade superior a 50% da altura. O
antepeito, projeta-se à frente da articulação dos ombros.
Ventre - linha inferior levemente esgalgada.
Garupa - arredondada sem ser caída.


Membros - Ombros - escápula longa, inclinada, angulação escápuloumeral em angulo quase reto. A escápula,bem musculada e firmemente acoplada ao tórax, aparece acima do nível do dorso, marcando a linha superior.
Anteriores - fortemente constituídos e bem aprumados, com os cotovelos trabalhando bem acoplados ao tórax e os metacarpos  corretamente direcionados para a frente.


Posteriores - coxas de boa largura, fortemente musculadas e anguladas a 130°. As pernas fazem ângulo obtuso com os Jarretes.
Patas - pés de gato, curtas, fechadas e arqueadas. Sem ergôs nos posteriores.
Cauda - (padrão não comenta). ( N.R.: amputada deixando 2 ou 3 vértebras).

Movimentação - elástica, elegante, ágil, livre, com boa cobertura de solo e movimentos simultâneos, de um membro anterior de um lado com um posterior do outro. A passada dos anteriores têm bom alcance e os posteriores com propulsão vigorosa e elástica.



Aprenda os Segredos dos Melhores Adestradores ...!

Finalmente! Você poderá adestrar e educar o seu cachorro, com apenas alguns treinamentos básicos, fáceis e de simples execução. 
E o seu cachorro irá lhe obedecer fielmente de uma forma facil e natural.

Você mesmo poderá ensiná-lo a deixar de destruir suas coisas, a latir só quando necessário, ou o melhor a fazer suas necessidades no lugar correto e ainda irão passear sem arrastar você junto...




COMPARTILHE A POSTAGEM.

.

.
.

Visualizações de página do mês passado