sexta-feira, setembro 09, 2011

Cachorros - Terapias Antidepressivas/Estimulantes.



Cachorros - Terapias Antidepressivas/Estimulantes: Os cachorros além de serem uma ótima companhia, possuem e dedicam aos seus responsáveis um amor incondicional. E não importa o que se faça ou o que se diga, eles veneram os seus responsáveis como ninguém. Entretanto não é somente o afeto que ele podem oferecer. Pois inúmeras pesquisas apontam que a convivência com os cachorros e tambem outros animais domésticos trazem inúmeros benefícios à saúde física e mental. E um desses estudos, publicado na revista especializada Aids Care, dos Estados Unidos, mostrou que pacientes com Aids que possuíam um cachorro ou outro animal de estimação tinham menos chance de sofrer depressão do que aqueles que não possuíam nenhum animal de estimação.


E mesmo quem não tenha nenhuma doença, mas porem eventualmente sofra de depressão, pode se beneficiar com a companhia de um cachorro. Pois cuidar de um cachorro tambem é uma terapia ocupacional, pois tem que se dar banho, comida e tambem sair para passear, o que favorece um contato social, e em consequencia uma maior socialização, e estas atividades naturalmente ajudam a pessoa a sair da apatia,do tédio e da monotonia. E os cachorros tambem tem uma grande influência emocional dentro de uma família, inclusive quanto um cachorro adoece ou morre, principalmente as crianças e as pessoas muito idosas sentem demasiadamente chegando inclusive tambem a adoecerem devido a doença ou o falecimento de seu cachorro ou outro animal de estimação.


E os cachorros inclusive atualmente são muito utilizados para tratamentos terapêuticos e motivacionais, fazendo visitas a abrigos de idosos, hospitais infantis para servir de companhia e brincar com crianças deficientes ou doentes. E as crianças e os tambem os idosos adoram receber a visita e tambem a presença dos cachorros, pois a alegria fica latente e explicita no semblante e nos olhos das crianças e dos idosos, e é quando eles se soltam, e é possível notar-se uma instantânea e significativa melhora física e mental. Especialmente em crianças que sofrem de câncer, pois muitas vezes estas instituições abrigam crianças doentes cuja família em geral não tem como mantê-las.


E quando os cachorros chegam é uma festa, com as crianças ficando visivelmente muito mais animadas e felizes. Pois a alegria, como se sabe, aumenta imensamente os níveis de endorfina no organismo, e esta substância, é um calmante e relaxante que é produzido naturalmente pelo organismo perante a ocorrência destas circuntancias positivas e alegres. E influencia positivamente e de forma significativa no sistema imunológico, que é responsável pelas defesas do organismo, deixando o paciente mais fortalecido. Dessa maneira, reage-se melhor às doenças. E os cachorros também ajuda .imensamente aos velhinhos que não tem ou não recebem visitas de parentes, pois o cachorro acaba sendo o seu único elo com o mundo Exterior, e muitos inclusive chegam a escrever cartas para o cachorro.


E já está provado que o convívio com os animais são extremamente benéficos à saúde física e emocional, pois em uma pesquisa encomendada por uma companhia de seguro australiana, constatou-se de fato que as pessoas que conviviam com cachorros tinham uma saúde melhor. Pois os pacientes que cuidavam de um cachorro gastavam 16% a menos de medicamentos e saíam dois dias antes dos hospitais do que doentes que não mantinham contato com cachorros e outros animais. Outro estudo, publicado no American Journal of Cardiology tambem mostrou que o convívio com animais ajuda a controlar o stress, diminui a pressão arterial e reduz o risco de problemas cardiovasculares.


E para as crianças, brincar com bichos também é positivo até mesmo quando são animais de fazenda. Uma pesquisa realizada no final de 1999 na Áustria mostrou que os pequenos que brincam com vacas, galinhas, porcos e ovelhas têm menos chance de desenvolver alergias e problemas respiratórios, como a asma. E a explicação é que o contato com os animais aumenta as células de defesa das crianças e deixa o seu organismo mais tolerante e resistente a bactérias e ácaros. Provavelmente foi o que aconteceu com a menina Camila Benedetti, de dez anos.


Pois ela tinha crises alérgicas constantes e a mãe, Vivian, tentava controlar estas crises com medicamentos.  Porem Camila insistia que queria um cachorro, mas sua mãe relutava, pois tinha medo que os pêlos dos cachorros dessem mais alergia ainda. Mas em uma das suas crises fortes, a mãe se decidiu e resolveu dar um cachorro a ela. E em pouco tempo, as crises diminuíram bastante, e hoje ela só tem rinite quando o tempo muda, E a propria Camila disse que depois da chegada do cachorro que se chama Chobi, a casa está muito mais cheia de amor e alegria.

COMPARTILHE A POSTAGEM.

COMPRE E RECEBA EM CASA! COM TODA COMODIDADE, SEGURANÇA E RAPIDEZ.

,

,

CURSO DE VIOLÃO: EBOOK + VIDEO AULAS - TOTALMENTE GRATIS!