quarta-feira, setembro 14, 2011

Cachorros - Dominância.



Cachorros - Dominância: O cachorro dominante a principio é aquele que sempre tem suas vontades atendidas, e esta dominância, porém, não necessariamente é feita de forma agressiva. Inclusive muitos cachorros dominantes são extremamente dóceis e simpáticos, motivo pelo qual a razão de raramente se conseguir dizer não a eles. E toda a questão da dominância se resume a isto, ou seja, quem é que decide. E quando a vontade que quase sempre prevalece é a do cachorro, e não a do dono, temos ai uma situação tipica e clara de um cachorro dominante, e que inclusive nada tem de agressivo. Pois quando falamos em dominância estamos falando do temperamento do cachorro, e geralmente um cachorro que tem um comportamento dominante sabe ser um bom líder de sua matilha.


E o papel do responsável é saber analisar e escolher uma raça com o perfil que mais se adeque e tenha mais familiaridade com o seu. Se informar e conhecer bem o temperamento de cada raça é fundamental para uma escolha bem feita. E todos os detalhes e fatores são importantes, como se é uma raça agitada ou não. Pois cachorros muito ativos ficam tremendamente ansiosos ao lados de donos muito sedentários, se é uma raça fácil de se educar ou não, se costuma ser agressivo ou não entre outras caracteristicas e comportametos. O ideal é que você escolha a raça mais adequada ao seu temperamento e ao seu estilo de vida. E se o responsável não tiver conhecimento e experiencia suficientes deve evitar as raças mais teimosas como o Beagle, Cocker, Teckel, Pit Bull, Rottweiller entre outras.


Pois essas raças requerem responsáveis experientes, que saibam se impor como lideres de uma forma incontestável, e consequentemente conseguirão aplacar o instinto de dominância destas raças. E quando da ocasião da aquisição de um filhote,  ao se chegar no canil, deve-se pedir para que sejam separados os filhotes do sexo que haja interesse, e observa-los atenciosamente, inclusive quanto ao seu comportamento. E os filhotes mais audaciosos, naturalmente tendem a ser os mais dominantes, e exigirão consequentemente uma postura muito equilibrada e firme de seu responsável, para que possam ser vistos e considerados por eles como o seu líder, Sendo inclusive não recomendada a sua aquisição por responsáveis inesperientes ou principiantes, pois podem tornar-se agressivos, se não forem devidamente educados e socializados.


E igualmente os filhotes muito medrosos também devem ser evitados, pois muitos deles podem acabar tornando-se agressivos, e caso eles não venham a ter confiança em seu responsável, que eles naturalmente considerariam um líder capaz de garantir a segurança da matilha, acabam tomando decisões obviamente erronêas por conta propria, e sem serem aptos para tal, e por pura falta de orientação e confiança. Pois não sabem avaliar uma situação de perigo real, e acabam se tornando até mais perigosos que os cachorros com o instinto dominantes, pois estes agem de certa forma, com um comportamento estabelecido, e naturalmente dominam a situação, já os cachorros medrosos não, pois eles agem por puro medo e atacam às cegas.


E o ideal é que sejam escolhidos os filhotes que apresentem um comportamento mais equilibrado e tranquilo, ou que ao menos seja um intermediário entre estes 2 tipos. Pois pode-se até levar um filhote com uma certa tendência dominante, porem dificilmente se levará um cachorro problemático e que exigirá muito tempo e trabalho para ser orientado, educado e socializado. E depois de passada a etapa de escolhida do filhote, deve-se providenciar para o mesmo um espaço adequado, pois  é muito importante que o filhote possa dispor de um local para que possa brincar e se distrair; e que tenha água, comida de acordo com seu tamanho e necessidade, e que seja assim que possivel socializado com outros cachorros e seres humanos, e o mais importante tambem, que ele receba muito carinho e sinta-se protegido e acolhido em sua nova casa.


E resolvida a questão da acomodação do filhote, deve-se imediatamente iniciar o seu processo de educação e orientação. Pois é de fundamental importância que o filhote receba corretamente as orientações que lhe são transmitidas, e que devem ser de uma forma equilibrada, segura e tranquila. Para que o filhote consiga antender, assimilar e obedeçer, e naturalmente passe a considerar e respeitar o seu responsável como o seu líder e protetor.   E é muito importante, no entanto, prestar muita atenção para não se recompensar inconciêntemente comportamentos errados ou agressivos do filhote, pois são muitas as situações do cotidiano em que sem se perceber os responsáveis acabam-se recompensando comportamentos agressivos de seus cachorros, sem se darem conta disto.


Em comportamentos como em que o responsável ao tentar colocar a coleira no seu cachorro, e este por medo e assustado ameaça morde-lo, e o responsável acaba recuando, parando de fazer a ação. Pois agindo assim, este responsável acabou de ensinar ao seu cachorro que a situação que o assustava acabou quando ele ameaçou morde-lo, e está natural e obviamente será a sua atitude quando o cachorro se sentir assustado novamente. Ou na situação em que o responsável sai para passear com seu cachorro na rua, e toda as vezes em que o mesmo  reage agressivamente à aproximação de outras pessoas ou animais, o responsável afaga o cachorro dizendo “... amigo...” ou “... calma...”.


E este cachorro entenderá então que está sendo recompensado por agir agressivamente, e terá certeza de que é este o comportamento que o seu responsável  quer dele, afinal o recompensa sempre que ele age assim. Ou tambem na situação em que o responsável  está com um alimento qualquer nas mãos, pode até mesmo ser um biscoito canino, e o seu cachorro pula em cima dele inesperadamente, arrancando-lhe o  ele tinha nas mãos, e o responsável simplesmente ignora está atitude, sem reprender o cachorro. E novamente vemos um cachorro que foi recompensado por uma atitude errônea e de certa forma até violenta, ele que acabou sendo recompensado ficando com o alimento.


Pois a imagem que fica para o cachorro, é que ele pode pegar a sua comida na hora e da forma que quiser, inclusive arrancando-a de seu responsável, sem que tenha nenhuma consequência ou sofrer qualquer reprenssão.  Ou seja, toda vez que o cachorro é recompensado por ter uma atitude inadequada ou agressiva, isto lhe serve como uma pessima orientação e exemplo comportamental e contribui enormemente para que o mesmo passe a assimilar e manifestar um comportamento cada vez mais nocivo. E a máxima “é melhor prevenir do que remediar” aqui também cabe. Devido a isto, é necessário previnir e imediatamente reprender todo comportamento agressivo manifestado pelo cachorro, que devem ser contidos com veemência.


Pois se o seu cachorro rosna para outro na rua, dê um tranco suave na guia dele e diga de forma firme NÃO, e continue dando trancos, até que ele se acalme, e somente então o afague. Porque socializar preventivamente o filhote é a melhor maneira de combater a agressividade em um cachorro quando adulto, pois deve-se ficar bastante atento ao comportamento do cachorro durante as fases de seu crescimento, e se ele der sinais de agressividade antes dos 6 meses de idade,  deve-se procurar um adestrador ou um especialista em comportamento canino. Pois somente assim será possivel se avaliar o real grau de agressividade que o cachorro possa vir a apresentar ou não, e uma atitude agressiva na idade entre 6 meses e 1 ano pode até ser tolerável.


Claro que desde de que dentro de certos limites, pois se o cachorro ferir alguém intencionalmente, é hora de procurar um especialista. E a grande dificuldade na resolução destes problemas, é que na maioria das vezes o proprio responsável pelo cachorro demora muito a perceber e reconhecer o quanto agressivo é o seu cachorro, porem quando percebem, já é tarde demais. E estes responsáveis acham tal comportamento normal, principalmente se estes forem cachorros de guarda. Entretanto o fato de serem cachorros de guarda, não significa que eles devam ser descontroladamernte violentos, pois o cachorro de guarda deve ser violento com quem nos ataca, porem com os seus responsáveis eles devem ser leais e obedientes.





COMPARTILHE A POSTAGEM.

COMPRE E RECEBA EM CASA! COM TODA COMODIDADE, SEGURANÇA E RAPIDEZ.

,

,

CURSO DE VIOLÃO: EBOOK + VIDEO AULAS - TOTALMENTE GRATIS!