.

segunda-feira, abril 30, 2012

Ração/Comedouros - Cachorros.



Ração/Comedouros - Cachorros: Existem disponíveis no mercado uma variedade muito grande de comedouros para cachorros nacionais e importados, alem dos modelos e tipos tradicionais que são os vasilhames de plástico e alumínio. Pois há os comedouros do tipo automáticos programáveis, que proporcionam uma maior tranquilidade e despreocupação, para as pessoas que passam o dia todo fora de casa trabalhando, ou viajam com frequência, e são obrigadas a deixarem o cachorro sozinho. 

Inclusive os comedores automáticos programáveis, possibilitam alternar o oferecimento de ração em ate 03 vezes ao dia aos cachorros, e também funcionam tanto ligados na rede eletrica ou a pilha e a bateria. Inclusive tambem emitem um som imitando a ração caindo no vasilhame, ou permitindo ate mesmo a gravação da própria voz do responsável chamando o cachorro para se alimentar. E existem modelos para vários biótipos de cachorros, pequeno, médio e de grande porte e também funcionam como práticos e higiênicos armazenadores de ração.  


  

domingo, abril 29, 2012

Dentição - Cachorros.



Dentição - Cachorros: Os cachorros incluindo todas as raças independente de tamanho possuem 42 dentes definitivos, sendo 12 incisivos, 4 caninos, 16 pré-molares e 10 molares. Nos cachorros selvagens principalmente os dentes caninos tem a função de abater a presa, e os molares e pré-molares que ficam nas laterais e no fundo da boca tem como função mastigar e destroçar a sua carne. Nos cachorros domésticos não há mas a necessidade de caçar, entretanto eles mantém este instinto quando atacam pequenos animais como ratos, galinhas, gambas ou ate mesmo gatos. Nos filhotes os dentes começam a aparecer aproximadamente no vigésimo segundo dia de vida, e são dentes temporários que são chamados dentes de leite. E entre o quarto e o sexto mês caem cedendo o lugar aos dentes definitivos, que são estruturalmente mais robustos e resistentes.

Os dentes dos cachorros com o passar do tempo também estão propícios a apresentarem problemas como tártaro devido ao acumulo de resíduos alimentares. O que causa também placa bacteriana e consequente proliferação bacteriana, inflamações na gengiva(gengivite), amolecimento da raiz dos dentes, mau-hálito e dores nas gengivas e nos dentes principalmente ao se alimentarem. Existe também a possibilidade e o risco de uma infecção proveniente da flora bacteriana bucal do cachorro em outras partes ou outros orgões de seu organismo como rins, garganta e ate o coração. Devido a estes graves problemas, ao se notar qualquer anormalidade na boca, nas gengivas ou nos dentes do cachorro, deve-se buscar imediatamente auxilio veterinário.

As vitaminas que compõem o grupo das vitaminas hidrossolúveis são as vitaminas do complexo B (B1-tiamina/B2-riboflavina/B6-piridoxina/B12-cobalamina), acido pantoneico (niacina/biotina), acido folico (folato), vitamina C (acido ascorbico). As vitaminas hidrossoluveis tem como funções principais no organismo atuar positivamente no metabolismo digestivo e celular, no sistema nervoso, muscular, cutâneo e imunológico e também promovendo o desenvolvimento e a multiplicação celular. Agindo também preventivamente e protegendo o organismo contra varias infecções e enfermidades que vão de anemia a doenças cardivasculares. Somente utilize medicamentos com prescrição e acompanhamento veterinário. 


Vitaminas Tipo Lipossolúveis - Cachorros.



Cachorros-Vitaminas Lipossoluveis: As vitaminas liposoluveis são solúveis em ambientes lipidicos, ou seja, que contenham gordura em seu meio. E são absorvidas no intestino pela ação dos ácidos biliares produzidos pelo fígado,  sendo depois levadas pelo sistema linfático para varias partes do organismo. E ao contrario do que ocorre com as vitaminas hidrossoluveis, o excesso de vitaminas lipossoluveis e armazenado pelo organismo, sendo as vitaminas A e D acumuladas no fígado, a vitamina E nos tecidos adiposos e orgões reprodutores. E as vitaminas que compõem o grupo das vitaminas lipossoluveis são a vitamina A (retinol), vitamina E (tocoferol), vitamina K (k1/k2/k3), vitamina D (calciferol), e vitamina F (acido linolico). As vitaminas lipossoluveis proporcionam vários benefícios ao organismo, atuando no sistema digestivo, sistema nervoso, sistema cutâneo, sistema ocular, sistema renal, sistema urinário e no sistema glandular. Somente utilize medicamentos ou vitaminas com prescrição veterinária.                                 

sábado, abril 28, 2012

Vitaminas Tipo Hidrossolúveis - Cachorros.



Vitaminas Tipo Hidrossolúveis - Cachorros: As vitaminas hidrossolúveis são de solubidade hídrica, ou seja são solúveis em ambientes aquosos ou que contenham agua em seu meio, sendo então absorvidas pelo intestino e levadas pelo sistema circulatório até os tecidos  no qual farão parte no processo de metabolismo celular. O organismo utiliza momentaneamente somente a quantidade necessária, suprimindo o excesso, as vitaminas hidrosoluveis não tem o efeito cumulativo no organismo, sendo o excedente eliminada através da urina.  As vitaminas hidrossolúveis são muito sensíveis a altas temperaturas, e se diluem facilmente na água na qual são cozidos os alimentos em que são provenientes.  

Vitaminas - Cachorros.



Vitaminas - Cachorros: As vitaminas são chamadas de micronutrientes por comporem a dieta dos cachorros em quantidades de miligramas /microgramas por dia. Esta denominação serve para diferencialos dos macronutrientes que são os carboidratos, proteínas e as gorduras, e que são necessários em quantidades significativas na dieta diária dos cachorros. Os macronutrientes são imprencidiveis em grandes quantidades por fornecerem energia e aminoácidos(proteínas) para o organismo. Diferentemente das vitaminas que são necessárias em pequenas quantidades. 

Mas entretanto participam de várias etapas do ciclo metabólico e da assimilação dos macronutrientes para a manutenção do crescimento e do funcionamento perfeito do organismo do cachorro. E as vitaminas são divididas em duas categorias, que são as vitaminas hidrossolúveis (solúveis em água), e as lipossolúveis (solúveis em gorduras). As vitaminas hidrossolúveis são a tiamina (vitamina B1), riboflavina (vitamina B2), ácido nicotínico, ácido pantotênico, piridoxina (vitamina B6), biotina, ácido fólico, cianocobalamina (vitamina B12) e ácido ascórbico (vitamina C). E as  vitaminas lipossolúveis são as A, D, E e K, que são substâncias oleosas e  não solúveis em  água. 

quinta-feira, abril 26, 2012

Suplemento Alimentar - Cachorros.




Suplemento Alimentar - Cachorros: O suplemento alimentar e indicado para nutrição de cachorros que estejam com a sua saude debilitada, ou que apresentem deficiências nutricionais. O suplemento alimentar atua como repositor de carboidratos, aminoácidos, vitaminas e sais minerais no organismo. E que auxiliarão, no restabelecimento da saude e do sistema imunologico, em situações pos-cirurgicas e na recuperação de processos anêmicos e de desnutrição e no crescimento dos cachorros. 

Prevenindo tambem contra deficiências nutricionais. O suplemento alimentar é receitado tambem, para ser utilizado por femêas no periodo de gestação e lactação devido ao aumento da demanda por nutrientes, para a formaçao dos filhotes e produção de leite, evitando que a femêa tenha carência nutricional ou perda de peso. E tambem na preparação de cachorros atletas, que participem de competições, ou que atuem em missões de busca e salvamento.

Proporcionando uma melhor performance, e diminuição da fadiga e do desgaste fisico causados por estas atividades. Os nutrientes que compõem os suplementos alimentares, são balanceados e otimizados especificadamente para proporcionarem, uma alimentação de facil e rapida assimilação e digestibilidade pelo organismo (probiotica/prebiotica). E com proteinas, carboidratos complexos, fibras, minerais e vitaminas de alto valor nutricional e biologico, nutrientes estes que reunem todas as vitaminas do complexo B (B1,B2,B3,B5,B6,B7,B9,B12), vitamina C e E.

E minerais como ferro, zinco, calcio, fosforo, iodo, carboidratos complexos e os aminoácidos essenciais leucina, Isoleusina,Valina e o L-carnitina. Existem diversas marcas de suplemento alimentar para cachorros disponiveis no mercado, entretanto antes de se administrar aos cachorros vitaminas, sais minerais ou complemento alimentares, é necessario auxilio e orientação de um veterinario. 

Vitamina C - Cachorros.



Vitamina C - Cachorros: A Vitamina C ou Acido Ascorbico pertence ao grupo das vitaminas hidrossoluveis, e participa de vários processos metabolicos digestivos e celulares no organismo, e também na síntese de vários aminoácidos para produção de colageno, ossos e outros tecidos e proteínas. Tendo também uma ação benéfica e preventiva contra diversas doenças e seus sintomas como infecções virais, catarata, insuficiência imunológica, anemias, hemorragias, gengivite, cicatrização difícil, dores articulares (artralgia) entre outras. 

As melhores fontes de Vitamina C são as frutas cítricas. Entretanto os cachorros produzem a Vitamina C de que necessitam em seu próprio organismo a partir da glicose que e proporcionada naturalmente por sua alimentação. E a complementação com Vitamina C somente se faz necessária em situações como doenças, recuperação pós-cirúrgica ou debilidade no sistema imunológico. Somente utilize medicamentos ou vitaminas com prescrição e acompanhamento veterinário.

terça-feira, abril 24, 2012

Rações/Cachorros Idosos.



Rações/Cachorros Idosos: As rações para cachorros idosos (senior),tem características nutricionais especificas, para se adequarem as necessidades fisiológicas e nutricionais dos cachorros acima dos 07 anos de idade. Pois após os 07 anos começa o processo de envelhecimento nos cachorros, que possuem um tempo de vida médio que varia de 12 a 15 anos. A ração para cachorros idosos contem características e substancias que facilitam a digestão, e promovem a saúde e a prevenção de doenças e problemas inerentes ao envelhecimento dos cachorros.

Que são questões como sedentarismo, sistema circulatório, sistema cardiovascular, sistema renal, problemas articulares, perda de massa muscular e óssea (osteoporose), e problemas bucais como tártaro, gengivite e dentes fracos. Que são características e substancias como sulfato de condroitina e glucosamina que auxiliam na prevenção de problemas nas articulações, carnitina que facilita o metabolismo das gorduras, menor quantidade de fósforo para evitar-se problemas de insuficiência renal, minerais queletados para garantir uma melhor absorção pelo organismo e também uma maior proteção do sistema imunológico. 

Fibras para uma melhor digestibilidade, cálcio para reposição das perdas ósseas e antioxidantes e vitaminas C e E para uma maior proteção do sistema imunológico. E tem também uma consistência mais macia, devido ao enfraquecimento dos dentes dos cachorros. O que inclusive, evita o acumulo de resíduos alimentares e tambem promove uma auto-limpeza nos dentes e na boca dos cachorros. Existem diversas marcas especificas para cachorros idosos (Sênior) no mercado que são de ótima qualidade. Consulte o seu veterinário para maiores informações e esclarecimentos.

segunda-feira, abril 23, 2012

Ração Sabores - Cachorros.



Rações Sabores - Cachorros: Existem atualmente uma variedade e diversidade de qualidades e tipos de rações tão abrangente que praticamente supre todas as demandas e necessidades nutricionais dos cachorros. Com classificações para rações tipo populares, standart, premium,super premium e especiais. Com rações especificas para faixa etária (filhotes/adultos/Idosos), para o tamanho e porte dos cachorros (pequena/médio/grande), para raças ou cachorros com necessidades nutricionais ou tendências a desenvolverem enfermidades cronicas especificas. E também sabores diversificados e desenvolvidos para dar uma palatabilidade que atenda as preferências pelos sabores que agradem a todos os tipos de paladar dos cachorros, como frango, carne bovina, fígado, vegetais entre outros sabores.       

domingo, abril 22, 2012

Vitaminas do Complexo B/Sistema Imunológico - Cachorros.



Vitaminas do Complexo B/Sistema Imunológico - Cachorros: As vitaminas do Complexo-B são constituidas essencialmente pelas 8 (oito) principais vitaminas deste complexo vitaminico, que são a niacina (B3), o ácido pantotênico (B5), a vitamina B6, a riboflavina (B2), a tiamina (B1), o ácido fólico (B9), a biotina (B8), e a vitamina B12. e estas vitaminas que fazem parte do complexo B, tem propriedades funcionais  que favorecem a saúde dos cachorros de um modo geral, atuando positivamente no metabolismo e nas condições da pele, do cabelo, dos músculos, do sistema nervoso,  auxiliam na manutenção da função supra-renal e principalmente no fortalecimento do sistema imunológico, pois as vitaminas do complexo B auxiliam o sistema imunológico a funcionar de forma correta e eficiente. As vitaminas B6 e B12 dão suporte à formação de anticorpos e podem reduzir a gravidade de alergias respiratórias, o ácido fólico (vitamina B9) ajuda a manter fortes aquelas primeiras linhas de defesa (pele, pulmões e intestino) para que possam combater invasores e infecções. 

E deficiências de vitamina B no organismo do cachorro, podem baixar significadamente a sua resistência imunologica, e cachorros que tenham uma alimentação deficiente, e com carência de vitamínas do complexo B, devido a sua desnutrição podem ter uma baixa resistência imunologica, podendo ficar suscetiveis a adquirir diversas infecções viroticas e bacteriologicas. No entanto, os cachorros que têm uma alimentação proveniente de uma ração equilibrada e com nutrientes de boa qualidade, certamente estão supridos das vitaminas do complexo B, e tem consequentemente uma maior resistência imunologica, contra infecções em geral. Somente forneça a seu cachorro, suplementos alimentares ou vitaminicos, com a prescrição e orientação veterinaria.

sábado, abril 21, 2012

Vitamina C / Sistema Imunológico - Cachorros.



Vitamina C / Sistema Imunológico - Cachorros:  A função essêncial do sistema imunológico a principio consiste em identificar todos os tecidos, células e proteínas que fazem parte e constituem o organismo para distingui-los da infinita variedade de agentes patogénicos e substâncias estranhas que possam tentar invadir este mesmo organismo. Neste processo os linfócitos T, que são células que fazem parte dos glóbulos brancos sanguíneos ( leucócitos) são fundamentais, e durante o processo de desenvolvimento fetal, o sistema imunológico adquire a capacidade de distinguir as substâncias que pertencem ao organismo, mantendo desactivados os linfócitos T.

Porem quando um agente estranho, como uma infecção por bactérias invade este organismo, essas células são ativadas com o propósito de defender este mesmo organismo contra a presença destas infecções, e suas consequencias nocivas no organismo. E desde o momento que nascem, os cachorros estão sujeitos e expostos a diversas infecções através de bactérias, vírus, fungos e outras substâncias estranhas que podem agredir o seu organismo, atacando-o instantaneamente e a qualquer momento. Entretanto, para se defender dos ataques destes agentes patogênicos e das respectivas infecções provocadas por estes no organismo dos cachorros, dispõem do seu sistema imunológico. 

Que é constituído por células específicas (linfócitos T), que agem de forma semelhante ao sistema imunológico de outros animais. Entretanto o sistema imunológico pode muitas vezes ficar fragilizado e debilitado, deixando o cachorro vulnerável e suscetível a adquirir diversas infecções. E um dos fatores que podem ocasionar o enfraquecimento do sistema imunológico, é uma alimentação com deficiência nutricional, principalmente com a carência de vitamina C (Ácido Ascórbico). Que é uma vitamina muito importante para a produção de colágeno, colaborando para a formação dos dentes e ossos e também no processo de cicatrização, auxilia na absorção do ferro, atua como anti -oxidante e também tem uma influência fundamental no sistema imunológico, estimulando a atividade dos leucócitos. 

E a vitamina C que e um poderoso agente anti-oxidante, estimula significadamente a resistência do organismo às infecções através da atividade imunológica dos leucócitos. Aumentando a produção dessas células de defesa, que um tem efeito direto defensivo e destrutivo sobre as bactérias e os vírus, aumentando substancialmente a resistência do organismo as infecções em geral. E as melhores fontes naturais de vitamina C, são a acerola, as frutas cítricas (limão, laranja, lima), o kiwi, o caju, o morango, o tomate e vegetais como couve, repolho e pimentão verde, porem a vitamina C, se deteriora rápido e facilmente na presença do oxigênio, da luz e do calor. Entretanto, somente utilize vitaminas ou complexos vitaminicos com a prescrição e o acompanhamento do veterinário. 

sexta-feira, abril 20, 2012

Vitaminas/Sistema Imunológico - Cachorros.



Vitaminas/Sistema Imunológico - Cachorros: O organismo dos cachorros esta a todo momento naturalmente exposto a agressão de bactérias, vírus, fungos e outras substâncias estranhas e possivelmente nocivas. Entretanto, para combater estas agressões o organismo dos cachorros é naturalmente equipado e dispõem do seu complexo sistema imunológico, que são um tipo de células específicas que se agrupam, e estão sempre alertas e prontas para defender o organismo contra infecções ou agentes estranhos. A função do sistema imunológico consiste a principio em reconhecer cada um dos tecidos, células, e proteínas do organismo para distingui-las de uma ampla variedade de agentes patogênicos e substâncias estranhas, para então combaten-los, destrui-los e se opondo natural e automaticamente a sua presença no organismo dos cachorros. 

Neste processo, os linfócitos T, células pequenas que fazem parte dos glóbulos brancos sangüíneos ou leucócitos, têm grande importância. É por este motivo que os linfócitos estão sempre presentes em áreas com inflamação crônica, pois estão  exercendo a sua função imunológica, contudo o sistema imunologico pode casualmente ficar fragilizado e debilitado, deixando o organismo vulnerável e suscetível à agentes estranhos, infecções bacteriologicas, viroses, que podem evoluir para doenças mais sérias, como infecções generalizadas e até mesmo o câncer. E entre os fatores que podem desencadear problemas no sistema imunológico, pode-se citar doenças hereditarias, intoxicações, amamentação deficiente, alimentação desequilibrada entre outras.  

Um cachorro bem nutrido, que amamentou e se alimenta de forma completa e adequada, se nutrindo com uma ração de boa qualidade, está melhor preparado para enfrentar  infecções, agentes extranhos e outras doenças do que um cachorro mal nutrido, cuja alimentação é de má qualidade e consequentemente deficiente principalmente de proteinas, vitaminas e sais minerais que potencializam as defesas orgânicas. As principais vitaminas e minerais que atuam fortalecendo o sistema imunológico são as vitaminas A, C, E e ácido fólico e os minerais zinco e selênio. A seguir mostraremos quais são as principais funções imunológicas de cada um desses nutrientes, sendo que estes nutrientes estão presentes nas rações de boa qualidade. 

Vitamina A - Essa vitamina apresenta um papel muito importante na manutenção da integridade das membranas mucosas. Por isso, a sua deficiência no nosso organismo provoca uma redução do número de linfócitos T circulantes, aumentando a probabilidade de infecções bacterianas, virais ou parasitárias. 

Vitamina C - Essa vitamina antioxidante estimula a resistência às infecções através da atividade imunológica de leucócitos. Ela aumenta a produção dessas células de defesa, que tem efeito direto sobre bactérias e vírus, elevando a resistência a infecções. 

Vitamina E - Essa vitamina tem a capacidade de interagir com as vitaminas A e C e com o mineral selênio, agindo como antioxidante. Sua função primordial é proteger as membranas celulares contra substâncias tóxicas, radiação e os radicais livres que são liberados em qualquer reação química do organismo e podem causar sérios danos às estruturas das células, 

Ácido fólico - Essa vitamina é essencial para a formação dos leucócitos (glóbulos brancos) na medula óssea.

Zinco - Esse mineral atua na reparação dos tecidos e na cicatrização de ferimentos. Uma deficiência de zinco resulta em diversas doenças imunológicas; a deficiência grave causa linfopenia (grande diminuição do número de linfócitos). 

Selênio - Assim como a vitamina E, esse mineral possui grande capacidade antioxidante, ou seja, neutraliza a ação dos radicais livres   evitando o desencadeamento de algumas formas de câncer. 
Somente forneça vitaminas ou suplementos vitaminicos aos cachorros, com orientação veterinaria, e para maiores informações e esclarecimentos, consulte um veterinario.

quinta-feira, abril 19, 2012

Vitamina A - Cachorros.



Vitamina A - Cachorros: A vitamina A é de fundamental importância para a promoção e a prevenção da saúde dos cachorros, pois desde a fase de lactante o filhote já ingere esta vitamina através do colostro que é rico em vitamina A. Pois a vitamina A, tem vários efeitos positivos no organismo do cachorro como um perfeito funcionamento dos olhos, na promoção da saúde da pele e dos pelos, no crescimento e também no sistema reprodutor. E a deficiência de vitamina A ou hipovitaminose, no organismo do cachorro ocasiona um aumento da susceptibilidade a infecções bacterianas e virais, pois interferem na função dos macrófagos e reduzem a proliferação de linfócitos. A vitamina A também e essencial na produção, diverssificação e manutenção do tecido epitelial, pois o retinol é fundamental no processo de queratização. 

E a ausência de vitamina A, ocasiona também deficiência visual e cegueiras noturna com ressecamento dos olhos, neovascularização da córnea, opacidade e infecções oculares. E no sistema reprodutivo sua ausência pode provocar abortos, mal formação embrionária e degeneração testicular. As fontes naturais de vitamina A são o fígado, e as frutas e verduras de cor amarelo/alaranjadas que contem betacarotenos que são transformados pelo fígado em retinol para suprirem o organismo. Entretanto o excesso de vitamina A pode ocasionar sintomas como pele seca, áspera e descamativa, ceratose folicular, dores ósseas e articulares, queda de pelos, lesões hepáticas com consequente aumentos do baço e do fígado. Somente faça utilização da vitaminas A, com prescrição e acompanhamento veterinário. 

Vitamina E - Cachorros.



Vitamina E - Cachorros:  A vitamina E ou tocoferol, é uma vitamina lipossolúvel e os tocoferóis agem como antioxidantes, protegendo as células dos efeitos nocivos das substâncias tóxicas, principalmente dos radicais livres. e também tem uma influencia positiva na prevenção e tratamento da arteriosclerose, das inflamações articulares e das complicações do diabete por bloquearem as modificações oxidativas das lipoproteínas de baixa densidade.  Em cachorros a carência de vitamina E, pode provocar alterações neurológicas degenerativas da medula, com diminuição dos reflexos, diminuição da sensibilidade vibratório, da propriocepção e oftalmoplegia, e tambem as dificuldades visuais podem ser agravadas pela retinopatia pigmentar também provocada pela falta de vitamina E. A vitamina E, mesmo consumida em alta dosagem não e tóxica, pode entretanto reduzir a absorção de outras vitaminas lipossoluveis e de minerais como o ferro. Somente utilize vitaminas com a prescrição e acompanhamento veterinário.   


quarta-feira, abril 18, 2012

Rações Populares - Cachorros.



Rações Populares - Cachorros: São rações que se encontram disponíveis no mercado, e que tem no preço o seu atrativo e principal fator de competividade, quando comparadas aos demais tipos de ração. Entretanto são formuladas com nutrientes de baixo valor biológico e sem a devida qualidade, contendo ingredientes como farelo de milho, farelo de soja, gluten e farelo de algodão. Que possuem um nível inferior de proteínas e carboidratos, e também uma baixa digestibilidade.

Sendo que estes, não são alimentos adequados para o sistema digestivo de carnívoros como os cachorros, que necessitam de proteínas e carboidratos de de alto valor biológicos e de fácil digestibilidade. Apesar do preço bem competitivo, este não e o tipo de ração adequado e recomendado para ser fornecido aos cachorros, devido principalmente a baixa qualidade de seus principais nutrientes como proteínas e carboidratos e também a sua péssima digestibilidade.                        

Ossos - Cachorros.



Ossos - Cachorros: Os cachorros adoram qualquer tipo de osso, pois roer e um dos seus hábitos e passatempos prediletos, e se for um osso, o ato de roer fica irresistível. Entretanto oferecer ossos aos cachorros alem de não suprir as suas necessidades de cálcio, pois o cálcio assim ingerido e muito pouco assimilado pelo organismo. Tambem é muito perigoso, pois põem em risco a sua saúde, motivo pelo qual não se deve oferecer qualquer tipo de osso aos cachorros. Principalmente ossos de frango, mas também ossos de carneiro e costelas de porco.

Pois estes ossos podem formar lascas e pontas muito afiadas e ferir gravemente e ate perfurar o esófago, o estômago e o intestino dos cachorros. E estas lesões podem provocar serias hemorragias e infecções graves (peritonite), que podem evoluir e causar infecções generalizadas, podendo inclusive levar o cachorro ao óbito. Se tiver que oferecer ossos aos cachorros, faça a opção por ossos de boi,ou ossos artificiais de couro, que alem de não lhe causarem nenhum mal, tambem os distra-em e satisfazem a sua necessidade natural de roer, sem por em risco a sua saúde.

terça-feira, abril 17, 2012

Ossos/Sais Minerais - Cachorros.




Ossos/Sais Minerais - Cachorros: O cálcio e fósforo são minerais essenciais na alimentação dos cachorros e são fundamentais para um perfeito desenvolvimento dos ossos. Pois são estes minerais é que proporcionam rigidez e densidade aos ossos e dentes. Uma deficiência nutricional de cálcio e fósforo, principalmente durante os primeiro 12 meses de vida do cachorro, tem como consequencia ossos porosos e frágeis, e com possibilidades de ocorrer raquitismo inclusive com deformidades esqueléticas. Esta mal formação ósseo-esquelética, está relacionado principalmente com uma deficiência nutricional de cálcio e fósforo.

E resulta em ossos moles e deformados, pois eles não se calcificam e nem adquirem a rigidez necessaria. Além de cálcio e do fósforo, os ossos contém pequenas quantidades de magnésio, sódio,potássio, cloreto, fluoreto e micro-minerais. Atualmente há disponível no mercado rações balanceadas, e com todos os nutrientes necessários para um perfeito desenvolvimento ósseo dos cachorros. Somente utilize sais minerais ou suplementos alimentares com a devida prescrição e orientação veterinária.                       



Petiscos - Cachorros.



Petiscos - Cachorros: Existe uma grande diversidade de petiscos produzidos para cachorros e que são oferecidos nas lojas de animais ou pet-shops, que vão desde petiscos imitando o sabor de chocolate, refrigerantes, bifinhos, palitos, barra de cereais, donuts, panetones, biscoitos, ossinhos coloridos e snacks (salgadinhos) nacionais e importados. Entretanto o petisco feito para cachorros devem conter baixos teores de gordura, sal e açúcares.

Pois se forem oferecidos principalmente em excesso, causaram obesidade, alergias, diarreias e diversos outros problemas de saúde bucal, dermatologicos, gastro-intestinais e cardio-vasculares nos cachorros. Outro grande problema apresentado pelos petiscos é os cachorros se habituarem com o seu sabor agradável e deixarem de se alimentar com a ração, isso ocasiona-ra uma grave carência nutricional, principalmente em cachorros filhotes o que prejudica-ra o seu crescimento.

O petisco não deve nunca ser usado como um complemento alimentar, mas somente como um aperitivo ou agrado, pois as rações de qualidade são preparadas e balanceadas com matéria prima de alto valor biológico e possuem todos os nutrientes que os cachorros precisam. Quando for oferecer petiscos aos cachorros faça a opção por petiscos que tenham nenhum ou um reduzido teor de corantes, sal e gordura. E não ofereça constantemente, mas somente em situações especiais e esporádicas para que o petisco não possa interferir na alimentação completa e equilibrada que e fornecida através das rações aos cachorros. 

É muito agradável ver o cachorro saborear um petisco com satisfação, mas e importante lembrar que estas guloseimas em excesso vão deixá-lo mal nutrido e obeso, pode-se ate oferecer petiscos aos cachorro esporadicamente, mas nunca devemos deixar que o petisco substitua a refeição completa e balanceada, que somente uma ração de qualidade pode oferecer.

Biscoitos - Cachorros.



Biscoitos - Cachorros: Existe uma diversidade muito grande de biscoitos para cachorros disponíveis no mercado que vão desde remédios em forma de biscoitos com sabores variados de bacon, fígado, carne, frango e chocolate, biscoitos feitos de cogumelos do sol que são utilizados como suplemento alimentar, biscoitos crocantes que auxiliam na remoção de resíduos alimentares dos dentes e promovem a saúde oral dos cachorros, biscoitos vitaminados e inclusive tambem são bastante utilizados no treinamento de cachorros. Entretanto os biscoitos feito para cachorros, devem conter baixos teores de gordura, sal e açúcares, e mesmo assim se forem oferecidos principalmente em excesso, causaram obesidade, alergias, diarreias e diversos outros problemas dermatologicos, gastro-intestinais e cardio-vasculares nos cachorros. Outro grande problema apresentado pelos biscoitos, é os cachorros se habituarem com o seu sabor agradável e deixarem de se alimentar com a ração, isso ocasiona-ra uma grave carência nutricional, principalmente em cachorros filhotes, o que prejudica-ra o seu crescimento.

Pois os biscoitos, não devem nunca ser usados como um complemento alimentar, mas somente como um aperitivo ou agrado, pois as rações de qualidade são preparadas e balanceadas com matéria prima de alto valor biológico e possuem todos os nutrientes que os cachorros precisam. Quando for oferecer biscoitos aos cachorros, faça a opção por biscoitos que tenham pouco ou de preferência nenhum teor de corantes, sal e gordura. E não ofereça constantemente, mas somente em situações especiais e esporádicas, para que o biscoito não possa interferir na alimentação completa e equilibrada, que é fornecida através das rações aos cachorros.  É muito agradável ver o cachorro saborear um biscoito com satisfação, mas é importante lembrar que fornecer biscoitos em excesso vão deixá-lo mal nutrido e obeso, pode-se ate oferecer biscoitos aos cachorro esporadicamente, mas nunca devemos deixar que o biscoito substitua a refeição completa e balanceada, que somente uma ração de qualidade pode oferecer. Para maiores informações e esclarecimentos, consulte um veterinário.          

domingo, abril 15, 2012

Alimentos Proibidos - Cachorros.



Alimentos Proibidos - Cachorros: Existem diversos alimentos que podem intoxicar, causar mal estar e inclusive tambem causar o óbito nos cachorros. Relacionamos então os principais alimentos que comumente são causadores de intoxicações em cachorros. O chocolate, principalmente os mais amargos, podem causar taquicardia e problemas no sistema nervoso do cachorro. Doces e balas podem conter a substancia cylitol, que é muito perigosa para cachorros, podendo causar fraqueza, convulsões, problemas renais e hepáticos e inclusive a morte do cachorro.

Cebolas, a substancia n-propil presente na cebola é extremamente tóxica para os cachorros, e acarreta a quebra das células vermelhas, podendo causar urina com presença de sangue, fraqueza, taquicardia e respiração ofegante. Uvas e uvas passa, podem causar falência renal nos cachorros em um curto espaço de tempo (48 horas), podendo causar também problemas estomacais, vômitos e tambem a morte do cachorro. Sal, uma pequena quantidade de sal pode causar problemas graves nos cachorros como tremor, convulsão e inclusive a morte.

Ossos de aves, que são denominados ossos pneumáticos, e a ingestão desses ossos podem causar a perfuração do estômago do cachorro, pois estes ossos criam pontas afiadas, quando quebrados ao serem mastigados. Leite e produtos lácteos, cachorros quando adultos não tem enzimas no sistema digestivo suficientes para digerir o leite. Queijos, manteigas e outros produtos lácteos também podem provocar alergias estomacais e diarreias, existem disponíveis no mercado leites especiais para cachorros.

Caso o cachorro venha acidentalmente ingerir algum alimento tóxico ou inadequado, e comece a apresentar sinais de mal-estar, e manifestar sintomas como irritação, transtornos gástricos, alterações do ritmo cardíaco e respiratório. Ele deve ser levado imediatamente ao medico veterinário, e também não se deve dar leite, ou provocar o vomito nos cachorros ao se constatar a ocorrência de intoxicação, pois só agrava-rá a situação. O melhor e o mais indicado, é estimular o cachorro a beber bastante água, até a chegada do atendimento medico veterinário.



Açúcar - Cachorros.




Açúcar - Cachorros: O açúcar na alimentação dos cachorros ocasiona para estes vários problemas e inconvenientes, pois devido ao seu consumo, eles  terão o seu apetite inibido e diminuído, e não se alimentarão da forma correta, diminuindo e deixando de ingerir nutriêntes essênciais para a sua saúde, como proteinas, vitaminas e sais minerais . Pois o consumo do açúcar acaba causando muitas perturbações metabólicas e também acarretando o desenvolvimento de diversas doênças, como a diabetes entre outras, por isto é imprescindivel se evitar fornecer açúcar, mesmo que indiretamente na alimentação dos cachorros. Pois o açúcar presente nos alimentos, além de desencadear doênças e provocar obesidade, tambem estimula excessivamente o sistema nervoso e o coração dos cachorros.

Provocando um intenso aumento no trabalho muscular cardíaco, associado à uma grande estimulação do cérebro, ocasionando arritmias cardíacas graves, hiperatividade, aumento do volume urinário, ataxia, tremores e agitação, aumento da frequência dos batimentos cardíacos (taquicardia), aumento dos movimentos respiratórios (taquipnéia), hipertensão, aumento da temperatura corpórea. E este quadro complexo e problematico, pode  evoluir para o desenvolvimento de diabetes, o que vai acarretar em serias e graves consequências para a saúde e o bem estar dos cachorros.



sexta-feira, abril 13, 2012

Proteinas/Aminoacidos - Cachorros.



Proteínas/Aminoácidos - Cachorros: As proteínas possuem numerosas funções, formam as enzimas que catalisam as reações metabólicas digestivas e a assimilação de nutrientes, os hormônios que controlam os sistemas orgânicos e os anticorpos relacionados com o sistema imunológico. Além de serem componentes estruturais na formação e constituição dos tecidos musculares, tecidos conjuntivos, tendões, ligamentos, cartilagens e tambem do sistema  esquelético. As proteínas de alto valor biológico tem como caracteristica uma fácil digestibilidade e um balanço adequado de aminoácidos devendo conter todos os aminoácidos essenciais, garantindo todas as necessidades nutricionais e um bom funcionamento do organismo. As proteínas são formadas por 22 aminoácidos, e se a alimentação  fornecida ao cachorro tiver uma quantidade adequada de nitrogénio, os cachorros são capazes de produzir 12 aminoacidos, que são os aminoácidos não essenciais que podem ser fornecidos através da alimentação ou sintetizados no organismo. 

Já os outros 10 aminoácidos restantes não podem ser produzidos em quantidade suficiente para atender as demandas e necessidades nutricionais dos cachorros, principalmente na fase de crescimento devem então ser acrescentados a sua alimentação, por isso são chamados de essenciais. A deficiência de um aminoácido essencial prejudicará a formação da sequência de aminoácidos que estrutura a proteína, impedindo a síntese completa da mesma. A capacidade da dieta em fornecer aminoácidos em quantidades adequadas para atender as necessidades diárias está diretamente relacionada às fontes proteicas utilizadas nos alimentos, aos parâmetros de digestibilidade da proteína e balanço de aminoácidos presente na composição estrutural das mesmas. A ausência ou a ingestão inadequada de qualquer um desses aminoácidos resulta em perda de peso e falhas no crescimento. 

E a necessidades de aminoácidos apesar de serem imprencindiveis na fase de crescimento ocorrem em todas as fases da vida dos cachorros, por isso devem estar presentes na alimentação e serem utilizados não somente por cachorros em fase de crescimento, mas tambem por cachorros adultos, cadelas em gestação e lactação e cachorros idosos. O que muda nessas fases é a quantidade necessária de aminoácidos, que pode ser atendida de forma adequada seguindo-se as recomendações do veterinário. O organismo tem capacidade de sintetizar novas proteínas a partir de aminoácidos, desde que todos os aminoácidos necessários estejam disponíveis nas células,  na realidade o organismo não tem uma necessidade específica de proteínas, o que existe é uma necessidade de aminoácidos e nitrogénio, que são os componentes unitários das proteínas. E as proteínas são a principal fonte de nitrogénio do organismo, pois o nitrogénio é essencial para a síntese dos aminoácidos não essenciais e outras moléculas necessárias ao funcionamento do organismo. 

Outra função importante das proteínas na alimentação é dar sabor as mesmas, normalmente quando a quantidade de proteínas é aumentada, aumenta a palatibilidade e a aceitação do alimento. O grau a partir do qual o cachorro é capaz de usar as proteínas da dieta como fonte de aminoácidos e nitrogénio é influenciado pela digestibilidade e pela qualidade da proteína incluída na alimentação. As proteínas que têm uma digestibilidade elevada e contêm todos os aminoácidos essenciais nas proporções adequadas relativamente às suas necessidades, são consideradas proteínas de alta qualidade, e quanto maior a qualidade das proteínas na alimentação, menor a quantidade que o cachorro necessita para suprir as suas necessidades de aminoácidos essenciais.

Aminoácidos Não Essenciais – alanina, aspargina, aspartato, cisteína,
glutamato, glutamina, glicina, hidrolisina, hidroxiprolina, prolina,
serina, tirosina.

Aminoácidos Essenciais – arginina, histidina, isoleucina, leucina,
lisina, metionina, fenilalanina, triptofano, trionina, valina.

As proteínas de origem animal são as que apresentam proteínas de alta qualidade, e por serem facilmente digeridas pelos cachorros maior e o seu valor. A inclusão de subprodutos como o milho e a soja diminuem a qualidade da proteína, uma vez que muitos destes produtos não são digeridos pelos cachorros, e não tendo portanto qualquer valor nutricional. O milho frequentemente encontrado nas rações é deficiente em lisina e triptofano que são aminoácidos essenciais e devido a isto não e considerado um produto com proteínas de elevada qualidade. Outro vegetal muito encontrado nas rações é a soja, a soja por não ser digerida no intestino dos cachorros pode provocar flatulência e diarreias, porque as bactérias do intestino ao digerirem os açucares da soja produzem gás e aumentam a absorção de água. Por outro lado a soja crua, contém fitatos que diminuem a absorção de outros nutrientes. Não utilize suplementos alimentares (aminoacidos) na alimentação de seu cachorro, sem a prescrição e  acompanhamento veterinario. 

Leite Artificial - Cachorros.



Leite Artificial - Cachorros: O melhor para os cachorros filhotes, é que consumam o leite da cadela genitora até o trigésimo dia de vida no mínimo . Porem devido a algumas circunstancias, como abandono, enfermidade, leite insuficiente ou o óbito da cadela, isto nem sempre e possível, fazendo com que o responsável substitua ou complemente o leite da cadela genitora. A melhor, e mais pratica alternativa que se encontra no mercado e o leite artificial em pó, que tem uma composição especifico para cachorros filhotes lactantes. E o leite artificial deve ser fornecido principalmente aos cachorros recem nascidos no mínimo a cada 30 minutos, inclusive a noite devido ao seu desenvolvimento acelerado dos filhotes nesta fase. E após alguns dias pode-se aumentar gradativamente este prazo. 

Entretanto somente depois de 7 dias, é que se pode suspender o fornecimento de leite a noite, e aumentar o intervalo para 2 horas, e somente no horário diurno. No momento da amamentação dos filhotes, eles devem estar com a barriga para baixo, e com a cabeça confortavelmente inclinada para cima, para que não ocorra entrada de líquidos nos pulmões. E também não se deve fornecer leite de vaca aos cachorros lactantes, pois pode ocasionar grave deficiência nutricional e diarreias cronicas. Porque o leite de vaca, possui bem menos proteínas e gorduras e muito mais lactose que o leite das cadelas. Os cachorros lactantes, assimilam grande quantidade de suas calorias retirando da gordura do leite das cadelas, e também o leite das cadelas possuem pouquissima lactose. Devido a isto não se pode oferecer leite de vaca aos cachorros filhotes, pois o leite de vaca possui muita lactose e pouca gordura.


                                 Tabela Comparativa: 
               Leite de cadela                      Leite de vaca
      Água         77,2%                                87,6%        
      Gordura    43%                                   30,6%        
      Lactose     15,4%                                37,9%        
      Cálcio       1,23%                                0,97%        
      Fósforo     0,96%                                0,77%       
      Energia      1260                                     610         

Os filhotes somente começam a se alimentar parcialmente sozinhos a partir do 15º dia de vida, mas ainda precisam de mamadeira pelo menos duas vezes as dia. Nesta fase, o ideal é fornecer a papa de desmame que também e encontrada no mercado, e após 20 dias os filhotes começam a se alimentar sem o uso da mamadeira. Podendo então se introduzir a ração umidecida, e apenas quando os dentes estiverem desenvolvidos é que se deve fornecer a ração seca. 

Existem algumas receitas feitas com leite de vaca acrescido com outros ingredientes, entretanto alem de serem pouco praticas e muito perecíveis. Também não possuem nutrientes com a qualidade e na quantidade que os cachorros lactentes necessitam, podendo causar também carência nutricional, atraso no desenvolvimento e enfraquecimento do sistema imunológico. Devido a isto, o recomendavel é que somente se utilize leite artificial especifico para a alimentação de cachorros lactantes. Consulte o veterinário para maiores esclarecimentos e orientações. 



Papas Desmame - Cachorros.



Papas Desmame - Cachorros: De um correto processo de desmame depende a boa saúde e o bom desenvolvimento do cachorro na vida adulta. E durante essa fase, é muito importante uma alimentação adequada que permita uma perfeita transição do leite materno para uma alimentação sólida. E a papa de desmame fornece uma alimentação concentrada muito rica em proteínas, gorduras, minerais e vitaminas que os cachorros precisam, o que lhes proporciona um excelente desenvolvimento. O desmame se define como o momento de transição da amamentação para a alimentação semi-sólida e sólida, e se configura um período delicado que necessita de bastante atenção. Neste mesmo período, o cachorro se mostra mais ativo se interessando mais pelo ambiente a sua volta e  necessitando de uma quantidade maior de energia para seu crescimento. A produção de leite da cadela também começa a declinar a partir da 3ª ou 4ª semana após o parto (quando ocorre o pico de lactação). 

Sendo assim, o ideal é iniciar o desmame por volta da quarta semana de vida, oferecendo a papa de desmame aos filhotes progressivamente e a medida que eles forem diminuindo as mamadas e ingerindo uma maior quantidade de papa de desmame vão adaptando-se gradativamente a alimentação sólida. A frequência de alimentação varia conforme a idade dos filhotes, antes de 90 dias são 5 refeições diárias, a  partir dos 90 dias, 4 refeições, e dos 6 meses a 1 ano, 3 refeições diárias. A transição suave do leite materno para o alimento sólido é essencial para que o cachorro mantenha sua saúde e se adapte com prazer a essa nova alimentação. A papa de desmame é o alimento mais adequado, completo e balanceado  satisfazendo integralmente as necessidades nutricionais dos filhotes no delicado processo de desmame e nesta importante fase de seu desenvolvimento. 




quinta-feira, abril 12, 2012

Rações Umidas - Cachorros.




Cachorros - Rações Umidas: As rações umidas são embaladas em latas e possuem uma consistencia muito macia, que e a consistencia ideal para cachorros filhotes pós-lactantes, cachorros idosos ou debilitados possuem também um melhor paladar com um sabor mais atrativo para os cachorros quando comparadas as rações secas.  Sendo inclusive indicadas para cachorros que estejam enjoados de rações secas, misturando-se a ração umida a ração seca ou oferecendo a ração umida integralmente. Entretanto as rações umidas apresentam algumas desvantagens em relação as rações secas, pois possuem um alto teor de agua, e o cachorro precisa comer uma quantidade maior de ração para poder assimilar o mesmo quantitativo de energia, proteínas e minerais que teria com uma ração seca.

Possuindo também mais gordura em sua formulação e um alto nível de sal e açúcar e consequentemente um maior valor calórico, e depois de aberta deve ser consumida rapidamente, pois perdem a umidade e são muito perecíveis.  E também não tem a mesma capacidade auto-limpante realizada pelas rações secas nos dentes dos cachorros, deixando muitos resíduos alimentares na boca e nos dentes dos cachorros.  Sendo então a ração umida recomendada para a alimentação de cachorros em fases ou situações especiais e temporárias como filhotes em fase de desmame, cachorros idosos com dificuldades mastigatorias, cachorros desnutridos, enjoados, doentes ou em situação pós-cirúrgica. E nos casos em que a ração umida seja  fornecida de forma constante como para os cachorros idosos que possuem dificuldades mastigatorias, ela deve ser fornecida de maneira controlada e tomando-se todas as precauções necessárias.                                                                                        



Rações Femêas Lactantes - Cachorros.



Rações Femêas Lactantes - Cachorros: A utilização de uma ração especifica para auxiliar a cadela durante todo o período critico do seu processo de gestação e amamentação é de fundamental importância. Tanto para a saúde e o desenvolvimento perfeito dos filhotes, como para proporcionar a fêmea gestante lactante uma alimentação de qualidade balanceada e com nutrientes de alto valor bilogico e nutricional, que permita a cadela alimentar os filhotes e suprir as necessidades nutrícionais de seu próprio organismo. A produção de leite é uma das etapas que apresentam maiores necessidades nutricionais,  e é imprescindivel o fornecimento de uma ração de qualidade, completa e balanceada, para a gestação e o desenvolvimento dos filhotes e para proporcionar a nutrição de que a fêmea precisa durante o período de gestação e lactação. 

A necessidade de leite dos filhotes que estão mamando continuará a aumentar durante cerca de 20 a 30 dias, consequentemente as necessidades de alimento da fêmea aumentaram também durante este período,  e no pico da lactação a ingestão de alimento da fêmea pode ser duas a quatro vezes maior do que sua ingestão de alimento normal. A mesma dieta utilizada durante o período de gestação pode ser dada durante a lactação,  a fim de manter um bom estado corporal e fornecer amplas quantidades de leite aos seus filhotes, as fêmeas lactantes devem receber todo o alimento que quiserem. Uma cadela em gestação engorda mais durante as últimas quatro semanas antes do nascimento dos filhotes, e alimentação excessiva no início da gestação pode levar a obesidade e consequentemente a problemas no parto. 

Normalmente a quantidade de comida oferecida a uma cadela gestante deve aumentar entre 10% e 15% por semana da quinta semana ate o nascimento dos filhotes,  próximo ao parto ela deve estar comendo cerca de 50% a mais do que comia antes da gestacão.  À medida em que os filhotes começam a comer mais alimento sólido, a necessidade de produção de leite da fêmea diminui,  e normalmente os filhotes são desmamados entre seis e oito semanas de idade.  E na época do desmame, o consumo de alimento pela fêmea deve ser de menos de 50% acima do de sua  alimentação normal, e deve ir diminuído gradualmente ate atingir a quantidade normal. 

As rações recomendadas para serem utilizadas por fêmeas no período de gestação e amamentação, e que possuem uma otima qualidade nutricional e com ingredientes como proteínas, carboidratos complexos, vitaminas e sais minerais de alto valor biológico.  São as rações do tipo super premium filhotes, pois este é o tipo de ração que apresenta uma melhor qualidade, digestibilidade e quantidade percentual de proteína animal, cálcio e vários outros minerais e vitaminas que são fundamentais durante todo o processo de gestação e lactação, proporcionando todos os nutrientes necessários tanto para a cadela quanto para os filhotes. Para maiores informações e orientações consulte um veterinário.    

Rações de Desmame - Cachorros.



Rações de Desmame - Cachorros: De um correto processo de desmame depende a boa saúde e o bom desenvolvimento do cachorro na vida adulta. Durante essa fase, é muito importante uma alimentação adequada, que permita uma perfeita transição do leite materno para uma alimentação sólida. E a ração de desmame é a melhor opção, pois fornece uma alimentação concentrada muito rica em proteínas, gorduras, minerais e vitaminas que os cachorros precisam para um excelente desenvolvimento. Pois o desmame é definido, como o momento de transição da amamentação para a alimentação semi-sólida e sólida, e se configura um período delicado que necessita de bastante atenção. Neste mesmo período, o cachorro se mostra mais ativo se interessando mais pelo ambiente a sua volta e  necessitando de uma quantidade maior de energia para seu crescimento. 

E inclusive tambem a produção do leite da cadela também começa a declinar a partir da 3ª ou 4ª semana após o parto (quando ocorre o pico de lactação). Sendo assim, o ideal é iniciar o desmame por volta da quarta semana de vida dos filhotes, oferecendo-os a ração de desmame, inicialmente de forma semi-umida ou em papinhas. E progressivamente, os filhotes vão diminuindo as mamadas e ingerindo uma maior quantidade de alimento sólido, e adaptando-se gradativamente a alimentação sólida.  E a frequência da alimentação varia conforme a idade dos filhotes, antes de 90 dias são 5 refeições diárias, a  partir dos 90 dias, 4 refeições, e dos 6 meses a 1 ano, 3 refeições diárias. Pois a transição suave do leite materno para o alimento sólido, é essencial para que o cachorro mantenha sua saúde e se adapte com prazer a essa nova alimentação. E a ração de desmame, é o alimento mais adequado, completo e balanceado, satisfazendo integralmente as necessidades nutricionais dos filhotes no delicado processo de desmame, e nesta importante fase de seu desenvolvimento. 
                                                                                         

Rações Lighit - Cachorros.



Rações Lighit - Cachorros: A ração lighit é indicada para os cachorros que possuem ou são pré-dispostos a terem problemas de obesidade, pois este excesso de gordura corporal pode ser extremamente prejudicial à sua saúde e à sua longevidade. E a alimentação inadequada pode fazer com que o cachorro desenvolva a obesidade prematuramente, o que é perigoso para seu desenvolvimento e o predispõe à obesidade na fase adulta. A ração lighit auxilia positivamente na retenção do ganho excessivo de peso e pode ser oferecida aos cachorros a partir de um ano de idade, possuindo teor de gordura reduzido e baixa quantidade de calorias, favorecendo na formação da massa muscular magra e atuando efetivamente no controle da obesidade.

Tendo em sua formulação ingredientes específicos como a L-Carnitina, nutriente que auxilia na queima de gordura. e são balanceadas para atendenderem completamente as necessidades nutricionais dos cachorros, não sendo necessário a utilização de nenhum tipo de suplementação. Pesquisas sobre nutrição canina indicam que o excesso de peso pode causar, também além de obesidade, doenças articulares, cardíacas e dermatologicas, pois a obesidade diminui de forma significativa a qualidade de vida dos cachorros e inevitavelmente também compromete a sua expectativa de vida. São muitas as consequências negativas do excesso de peso sobre a saúde dos cachorros.

A sobrecarga nas estruturas articulares e a dificuldade respiratória são as mais evidentes, causando ainda mais sobrepeso por dificultarem a locomoção e o exercício. Alterações metabólicas afetam o sistema circulatório, fígado e inclusive as células imunológicas, e em termos comportamentais cachorros com excesso de peso tendem a ser mais ansiosos e impacientes, e com o tempo, esses cachorros entram em um ciclo vicioso, que distancia cada vez mais o consumo do gasto calórico, agravando a obesidade e diminuindo a sua qualidade de vida. O cuidado com os cachorros acima do peso deve ser redobrado, sobretudo na alimentação, seja por pré-disposição genética para a obesidade ou mesmo por uma rotina de pouca atividade física.

E a opção pelo uso da ração light que possui um baixo teor calórico e ingredientes que atuam na queima da gordura e uma excelente alternativa para auxiliar no controle obesidade. A escolha da utilização da ração lighit é essencial no controle do peso do cachorro, e foi criada especialmente para proporcionar uma alimentação saudável e leve aos cachorros obesos, ou que tenham tendência a obesidade. Entretanto tão importante quanto a atenção à alimentação especial que os cachorros com obesidade necessitam e também evitar o seu sedentarismo.





domingo, abril 08, 2012

Cachorros - Cuidados na Alimentação.



Cachorros - Cuidados na Alimentação: A alimentação é um dos fatores mais importantes para se garantir uma perfeita saúde para os cachorros, pois os nutrientes dos alimentos não atuam somente como fornecedor de energia e repositor celular através dos carboidratos e aminoácidos (proteínas) e tambem os sais minerais e as vitaminas. Pois tambem fortalecem o seu sistema imunológico e consequentemente prevenindo e evitando que os cachorros fiquem suscetiveis e vulneráveis a contraírem doenças ou infecções oportunistas. Entretanto, muitas vezes este aspecto tão importante e fundamental para a saúde dos cachorros que é a alimentação, é relevado e negligenciado pelos responsáveis, o que posteriormente acaba refletindo negativamente na saúde e consequentemente na qualidade de vida e na longevidade do cachorro. 

E devido a alimentação ter uma influencia tão significativa na saúde dos cachorros, de aos mesmos somente rações ou alimentos de boa qualidade. e evite oferecer comida caseira ou resto de comida, pois mesmo que sejam bem preparadas, elas não possuem todos os nutrientes necessários a dieta dos cachorro, que uma ração de boa qualidade pode fornecer e proporcionar aos cachorros. Inclusive, em relação as rações, ofereça somente rações fabricadas por Empresas idôneas e renomadas. Cuidado com produtos. Evite as rações de marcas desconhecidos e/ou muito baratos. Pois Geralmente não são rações de boa qualidade, e alem de não fornecerem os nutrientes necessários ainda possuem um percentual muito grande de corantes e conservantes em sua formulação. o que consequentemente causa grandes danos a saúde dos cachorros a médio e longo prazo. 

E tambem de Preferência as rações do tipo seca, em relação as rações umidas que são vendidas em latas ou as semi-úmidos que possui uma consistencia mais macia. pois mesmo que as rações umidas e semi-umidas sejam mais saborosas para os cachorros, as rações secas são melhores, pois tem menos conservantes e são mais completos nutricionalmente e tambem ajudam na limpeza e higienização dos dentes e consequentemente na prevenção de doenças e problemas bucais, principalmente o tártaro. Elimine as rações da vasilha que não foram consumidos no mesmo dia pelo cachorro, e no caso das rações semi-úmidos, estas devem ser consumidos na mesma hora, e o restante deve ser eliminado. e as latas já abertas devem ser consumidas de preferência no mesmo dia, e tambem não se deve deixar na geladeira por mais que 2 dias. 

Se possível, preferencialmente Coloque a ração para o cachorro somente na hora de sua alimentação. procure orientar E Criar no mesmo o hábito de se alimentar em horários determinados. Divida o intervalo das refeições em 2 vezes ao dia para cachorros adultos, No caso de filhotes de 2 a 4 meses, deve-se mudar este espaçamento para 4 vezes ao dia e em 3 vezes para filhotes de 4 a 8 meses. De preferência tambem em comprar rações em embalagens fechadas, pois possuem a sua pureza e integridade garantidas e tambem se conservam melhor que as rações que são vendidas por quilo (à granel).Existem tambem vários tipos e qualidade de rações, pois alem das rações secas, umidas e semi umidas, há as rações apropriadas para o biótipo do cachorro (tamanho/porte), a sua faixa etária ( filhote/adulto/idoso), rações especificas, terapêuticas entre outras. 

Variando tambem na sua qualidade que pode ser ração popular ou standard, ração premium ou super premium etc... Ou seja, os cachorros filhotes devem comer rações para filhotes, e os cachorros adultos devem comer rações para adultos, deve-se então fornecer respectivamente a ração apropriada a cada cachorro especificadamente. Evite tambem dar doces, ou outras guloseimas (pipocas, sorvetes, pizzas etc) para o cachorros. Existem disponíveis no mercado vendidos em pet shops ou supermercados, snacks ou petiscos que são apropriados para os cachorros. 

De Preferência aos que sejam tambem funcionais, ou sejam, aqueles que ajudam a previnir o tártaro, a melhorar o hálito ou diminuir o odor das fezes. do que aqueles que são simples petiscos sem funcionalidade.Não dê tambem ossos de galinha, ou qualquer outro tipo de osso que possa soltar lascas, para o cachorro, pois as pontas e lascas destes ossos podem perfurar o seu sistema digestivo e feri-lo gravemente. Se possível tambem, Não o alimente o cachorro muito tarde da noite, e principalmente tambem não brinque ou agite o cachorro logo após as suas refeições, pois pode causar problemas digestivos e tambem a grave torção de estômago.Faça tambem a limpeza das vasilhas de agua e comida diariamente, e troque e forneça agua fresca diversas vezes ao dia.

sexta-feira, abril 06, 2012

Pelos/Alimentação - Cachorros.



Pelos/Alimentação - Cachorros: Uma alimentação completa e balanceada, é fundamental para que os pelos do cachorro tenham uma boa aparência e sejam saudáveis. E uma alimentação com ingredientes de alto valor biológico, e que tenha todos os nutriêntes necessários para o desenvolvimento e a saúde dos cachorros, e tem uma grande importância e é essencial para a manutenção de pelos fortes, brilhantes e saudáveis. E entre estes nutriêntes, podemos citar a vitamina A, vitamina que é considerada a protetora dos epitélios, proporcionando aos pelos dos cachorros um maior brilho e uma maior resistência. O Zinco, que é um elemento fundamental, e um mineral essêncial, e que tem uma ação muito positiva sobre a saúde capilar (pelos) e cutânea (pele) dos cachorros. 

A Metionina, é um aminoácido importante no bom desenvolvimento da pelagem, sendo formador e constituinte da pele e pêlos, proporcionando uma pele saudavel e pêlos brilhantes e resistentes. E tambem auxilia na  maciez da pelagem,  possuindo ainda uma ação antiinflamátoria sistêmica, evita o ressecamento da pele, e tem uma função essêncial na regeneração e na formação de epiderme, derme e mucosas. Participando ativamente na  proteção, na reposição e na integridade dos pêlo e da pele. A metionina  que juntamente com outros aminoácidos sulfurados, cisteína e cistina, é essêncial ao desenvolvimento da epiderme e da derme, para os cachorros  em qualquer fase da sua vida.                     

quinta-feira, abril 05, 2012

Rações Semi - Umidas / Cachorros.



Rações Semi-Umidas / Cachorros: As rações semi-umidas são embaladas em pacotes plásticos, e de forma semelhante as rações umidas também possuem uma consistencia bastante macia, e a diferença básica entre a ração semi-umida e a umida e o percentual de agua, que na ração umida e de 80% e na semi-umida e de aproximadamente 20%.  E igualmente as rações umidas também são indicadas para serem oferecidas a cachorros filhotes pós-lactantes, cachorros idosos ou debilitados possuindo também um melhor sabor quando comparadas as rações secas. 

Sendo inclusive indicadas para cachorros que estejam enjoados de rações secas, misturando-se a ração semi-umida a ração seca ou oferecendo a ração semi-umida integralmente. Entretanto as rações semi-umidas apresentam as mesmas desvantagens das rações umidas quando comparadas as rações secas, pois possuem um alto teor de agua (20%), e o cachorro precisa comer uma quantidade maior de ração semi-umida para poder assimilar o mesmo quantitativo de energia, proteínas e minerais que teria com uma ração seca.  Possuindo também mais gordura em sua formulação e um alto nível de sal e açúcar, e consequentemente um maior valor calórico, e depois de aberta deve ser consumida rapidamente, pois perdem a umidade rapidamente e são muito perecíveis.

E também não tem a mesma capacidade auto-limpante realizada pelas rações secas nos dentes dos cachorros, deixando muitos resíduos alimentares na sua boca e nos seus dentes.  Sendo então a ração semi-umida, recomendada para a alimentação de cachorros em fases ou situações especiais e temporárias como filhotes em fase de desmame, cachorros idosos com dificuldades mastigatorias, cachorros desnutridos, enjoados, doentes ou em situação pós-cirúrgica. E nos casos em que a ração semi-umida seja  fornecida de forma constante como para os cachorros idosos que possuem dificuldades mastigatorias, ela deve ser fornecida de maneira controlada e tomando-se todas as precauções necessárias.                        

quarta-feira, abril 04, 2012

Rações Super Premium - Cachorros.



Rações Super Premium - Cachorroas: As rações super premium são desenvolvidas com estudos avançados baseados em pesquisas de alta tecnologia, visando proporcionar o melhor rendimento da alimentação aos cachorros no que se refere à sua saúde, pelagem, energia, crescimento e volume fecal. As matérias primas são as de melhor qualidade e de grande absorção, proporcionando inclusive um prolongamento considerável na expectativa de vida dos cachorros. E são balanceadas com composição de alto valor biológico, apresentando ingredientes de otima qualidade.

Contendo proteína 100% animal o que facilita a digestão e absorção de nutrientes. Pois devido a maior digestibilidade a absorção e utilização da proteína de carne animal é muito melhor do que das proteínas vegetais, e quanto melhor a digestibilidade mais fácil é a assimilação. Utilizam também conservantes naturais e não empregam em sua formulação corantes e palatabilizantes que são substâncias químicas e artificiais que deixam a ração com melhor aparência e com sabor mais apreciado pelos cachorros.

A ração super-premium é mais concentrada, possuindo teor de proteína mais elevado e proporcionando uma maior saciedade alimentar ao cachorro, que fica satisfeito com uma porção menor de ração, e como a ração é muito bem absorvida, o volume de fezes produzido consequentemente é menor. Pois os cachorros alimentados com a ração super premium tendem a se satisfazer com menores quantidades de alimento, visto que grande parte da ração é absorvida pelo organismo.

As rações super premium são balanceadas com formulação especifica para suprirem as necessidades nutricionais de todas os bio-tipos. Condição salutar e atividades desenvolvidas pelos cachorros como faixa etária, porte, raças e nível de atividade. Os preços destas rações obviamente são mais elevados, entretanto deve-se fazer uma análise do custo-benefício uma vez que devido a qualidade nutricional superior e a maior saciedade proporcionada pela ração super premium a quantidade de ração ingerida pelo cachorro e bem menor que os demais tipos de ração. Para maiores informações e esclarecimentos, consulte um veterinário.

Rações Terapêuticas - Cachorros.


Rações Terapêuticas - Cachorros: As rações  especificas para uso terapêutico são preparadas e balanceadas com ingredientes especiais para auxiliar no tratamento e na prevenção de problemas de saúde geralmente crónicos apresentados pelos cachorros como obesidade, diabetes, problemas cardíacos, no sistema urinário, no sistema digestivo, no sistema renal, problemas alérgicos e dermatológicos. E a utilização de ração terapêutica somente deve ser feita com a prescrição e orientação veterinária, pois o uso da ração errada ou inadequada pode causar graves danos a saúde do cachorro. Para maiores esclarecimentos consulte um veterinário.                                                 

Rações Especificas - Cachorros.



Rações Especificas - Cachorros: As rações especificas, são direcionadas para uso em cachorros que apresentem doenças crônicas, e que seja necessário uma alimentação especial e diferenciada. Ou determinadas raças, com predisposição para problemas genéticos. E tambem para cachorros em periodo convalescente, ou que pratiquem atividades fisicas, ou sejam cachorros idosos e que necessitem de determinados nutrientes imprencindiveis a sua condição organica.  Existem disponíveis no mercado uma infinidade de qualidades e tipos de rações, que são a ração para desmame, ração para faixa etária, ração para tamanho ou porte, para determinadas raças e tambem para uso terapêutico.

As rações de desmame, são de consistência farinácea e são misturadas com água, para fazer um purê e substituir gradualmente o leite materno. As rações especificas são para uma determinada faixa etária, porte ou tamanho, e fazem a adequação genérica das necessidades nutricionais diárias. As rações especificas para raça são mais caras, pois são equilibradas nutricionalmente para a raça a que se destinam, visando prevenir o aparecimento de certas doenças, que lhe são características.

As rações de uso terapêutico são específicas para problemas da saúde do cachorro, tais como obesidade, diabetes, problemas cardíacos e outros, e devem ser utilizadas somente com orientação veterinária. Existem também rações apropriadas aos níveis de atividade do cachorro, como  cachorros farejadores, cachorros policiais, cachorros de busca e salvamento, cachorros atletas competidores. Pois estes, são cachorros que tem um gasto e uma necessidade de calorias e nutrientes, bem maior que um cachorro comum. Entretanto, somente utilize rações especificas com orientação de um medico veterinário.

domingo, abril 01, 2012

Rações/Cachorros Pequenos.



Rações/Cachorros Pequenos: Os cachorros de raças de pequeno porte têm mais predisposição à formação de placa bacteriana, tártaro e principalmente gordura corporal que cachorros de raças de maior porte. E as rações desenvolvidas especificamente de acordo com as necessidade nutritivas de cachorros adultos de raças de pequeno porte, ajudam também a reduzir a placa bacteriana, limitar a formação de tártaro e são um alimento completo e balanceado. Possuindo uma alta densidade energética, para poder suprir o metabolismo acelerado e a atividade intensa que geralmente são o comportamento padrão das raças de pequeno porte na faixa etária de 1 a 7 anos. 

E as rações para cachorros de pequeno porte, são constituídas por ingredientes de alta qualidade e digestibilidade, além do equilíbrio adequado entre seus nutrientes. Os cachorros adultos de raças pequenas, têm frequentemente quando comparados com os cachorros de raças maiores uma vida muito ativa, o que exige uma alimentação altamente energética. E a ração para cachorros de raças pequenas, foi especialmente desenvolvido para satisfazer esta necessidade especifica, e assim contém um percentual mais alta de carboidratos complexos juntamente com proteínas de origem animal com alto valor biológico para propocionar um ótimo abastecimento proteico e energético aos cachorros, e também o tamanho e a estrutura dos granulados, são adequados aos dentes e maxilares dos cães adultos de raças pequenas.

A manutenção do peso é uma preocupação constante em cachorros de pequeno porte, a incorporação de L – Carnitina auxilia na queima da gordura corporal facilitando sua utilização como fonte de energia, evitando o acumulo de gordura corporal. Cachorros de raça pequena merecem atenção e cuidados especiais,  pois  precisam de nutrientes específicos e na quantidade certa. As ração para raças pequenas foi desenvolvida especialmente para raças como Yorkshire, Maltês, Poodle Toy, Lhasa Apso, Dachshund, Schnauzer, Bichon Frise, Pinscher, Shitz.

COMPARTILHE A POSTAGEM.

.

.
.

Visualizações de página do mês passado