sexta-feira, janeiro 13, 2012

Pelos/Cuidados - Cachorros.



Pelos/Cuidados - Cachorros: Dependendo do tipo de raça, que pode ser uma raça de pelo longo ou curto, as exigências em relação ao tratamento do pelo serão diferentes. Geralmente as raças de pelo longo exigem um tratamento constante e prefenrencialmente diário, e o ato de escovar e pentear o cachorro não propicia somente o tratamento dos seus pelos, mas também massageia a pele dos cachorros. E os cachorros apreciam serem escovados, e adoram este momento de carinho e interação. E em relação aos banhos nos cachorros, não se deve dar banhos excessivos, pois destrói o filtro protector do pelo, o banho pode ser dado no mínimo, com um intervalo de 15 dias.

E os produtos usados deverão ser apropriados para cada tipo de pelagem, e o secador tem de ser utilizado com atenção e cuidado, pois o calor em excesso pode queimar a pele e provocar lesões nas glândulas sebáceas. Cachorros com pelagem muito fina e longa precisam, além da utilização do  xampu, usarem também condicionadores, em casos de pelos muito secos, deve-se utilizar também cremes hidratantes. E o penteado a principio, deve ser feito preferencialmente com pente de metal, desfazendo os nós dos pelos com as mãos e com cuidado para não danifica-los, depois efetua-se uma escovação primeiramente contra o crescimento do pêlo e depois a favor.

Este procedimento deve ser repetido por pelo menos duas vezes na semana, os cachorros de pêlo curto também necessitam de cuidados, pois contrariamente do se imagina de que não dão trabalho, e não soltam pelo na troca da pelagem são os que mais soltam pêlo morto. O banho pode ser dado no prazo normal mínimo de 15 dias,  e uma boa escovação auxilia bastante na eliminação dos pelos mortos. Não se pode ignorar que as verminoses também influenciam e refletem no brilho e textura dos pelos, então deve-se fazer um exame de fezes no cachorro a cada 6 meses, pois alem de evitar verminoses protegendo sua saúde, protege também as pessoas contra zoonoses causadas por determinadas verminoses.

E ectoparasitas como como pulgas e carrapatos, também afetam negativamente o pelo dos cachorros, pois além de transmitirem doenças ocasionam também dermatites alérgicas e lesões de pele, que prejudicam em muito o pelo dos cachorros. Pois  um pêlo bem cuidado não tem influencia somente na estética, funciona também como um indicador da saúde do cachorro, entretanto manter o pêlo do cachorro em bom estado não é apenas uma questão estética, mas principalmente uma questão de saúde canina.  Alimentação, pode-se fazer uma associação  entre a alimentação adequada do cachorro e um pêlo saudável, pois a alimentação do cachorro reflete diretamente na resistência, no brilho e na maciez de seus pelos.

A alimentação deve ter uma correcta proporção entre proteína e carboidratos, mas para o pêlo é sobretudo importante a presença dos óleos omega e vitamina E. Recomenda-se adicionar uma colher de azeite e um ovo cozido ao dia na ração dos cachorros para dar mais brilho aos seus pêlos. É a alimentação do cachorro que fornece os óleos que permitem proteger a pele e o pêlo e também as vitaminas necessárias, para que o pêlo cresça forte e com vitalidade, e qualquer deficiência alimentar vai-se manifestar através dos pelos do cachorro. Consulte um veterinário, para maiores orientações e esclarecimentos.

COMPARTILHE A POSTAGEM.

COMPRE E RECEBA EM CASA! COM TODA COMODIDADE, SEGURANÇA E RAPIDEZ.

,

,

CURSO DE VIOLÃO: EBOOK + VIDEO AULAS - TOTALMENTE GRATIS!