quarta-feira, janeiro 25, 2012

Saúde - Cachorros.




Saúde - Cachorros: Há quem acredita que os cachorros nunca ficam doentes, e quando ficam tem a capacidade de se curar sozinhos. No entanto, quem pensa desta forma está redondamente enganado, pois assim como os humanos os cachorros também adoecem, e para resolver o problema na saúde do cachorro jamais pense em deixar que o tempo ou ele mesmo cuide deste problema. Não importa  qual seja a raça do cachorro, mesmo que seja um vira-latas é necessário que você leve-o ao médico veterinário para saber qual é o problema na saúde de seu cachorro. Mas como saber o momento de levar o cachorro no médico veterinário? Como saber se o cachorro está doente?

Pelo simples fato de que os cachorros não sabem falar, então o responsável pelo cachorro deverá estar atento a tudo, sendo que é possível realizar um exame de rotina, o qual é indicado realizá-lo diariamente ou quando notar que existe algo diferente com o cachorro, para assim certificar-se de que ele necessita de uma ajuda veterinária. No entanto, é de grande importância ressaltar que independente deste exame, o cachorro precisa visitar o médico veterinário periodicamente, ou seja, a cada seis meses para a realização da vacinação, entre outros procedimentos. Desta forma, veja as orientações para a principio visualmente você conseguir saber se o seu cachorro apresenta algum problema de saúde.

Olhos: Você deve começar a analisar o seu cachorro pelos olhos, os quais não devem conter secreção ou inchaço, devendo estar claros e brilhantes. Abaixando a pálpebra inferior é preciso que você veja se a parte interna está rosada, caso não esteja, saiba que pode ser sinal de anêmia. Verifique também se o seu cachorro conta com manchas brancas ou embaçamento na parte escura dos olhos.
Orelhas: É preciso que você examine tanto a parte interna quanto a parte externa, verificando se há ou não falhas ou crostas nos pelos, o que pode indicar a presença de sarna e de ácaros. É interessante lembrar que um ouvido sadio não sofre com odores e nem secreção, e ao notar um cheiro nada agradável ou algum tipo de secreção, é preciso limpar os ouvidos com medicamentos específicos, e com o auxílio de algodão.

Focinho: Normalmente, o focinho deve estar frio e úmido, sem secreção exceto em dias quentes, dias em que o cachorro pode normalmente transpirar pelo focinho. Algo que deve ser ressaltado é que muitos responsáveis acreditam que pelo fato do cachorro estar com o focinho quente e seco, significa que o mesmo está com febre, e isso não passa de engano, pois quando o cachorro está com febre, ele além de ter o focinho quente e seco sofre tambem com perda de apetite, por exemplo.
Boca: Levante os lábios e analise a boca por completa, verificando a gengiva, a qual deve estar com aparência rosada e sem palidez, caso contrário, este tambem poderá ser um sinal de anemia.

Pelagem: Veja se há falhas no pelo e se o seu cachorro se coça demasiadamente, e em caso da não presença de pulgas e carrapatos, estas falhas podem também ser causadas por sarnas.
Patas: Procure por parasitas nas patas, além de certificar de que não há machucados ou feridas, tanto na parte dorsal quanto na ventral, nas laterais e entre os dedos. 
Adotando estas praticas, e fazendo estes procedimentos simples e rápidos e de forma constante, você conseguirá prevenir e evitar diversos problemas de saúde em seu cachorro. 

COMPARTILHE A POSTAGEM.

Visualizações de página do mês passado

.COMPRE E RECEBA EM CASA! COM TODA COMODIDADE, SEGURANÇA E RAPIDEZ.

.COMPRE E RECEBA EM CASA! COM TODA COMODIDADE, SEGURANÇA E RAPIDEZ.
.

.

.
.