.

domingo, fevereiro 26, 2012

Cachorros - Canis Municipais.



Cachorros - Canis Municipais: Tem sido muito frequentes os casos de maus-tratos para com os cachorros e outros animais, assim como os casos de abandono, negligência, indiferença e toda a espécie de atos que conduzem a consequências de flagrante desrespeito para com a vida principalmente dos cachorros, que devido a sua maior integração, proximidade e dependência para com as pessoas, e tambem pela sua capacidade de sentir e se emocionar com maior intensidade que outros animais de estimação, são os que mais sentem o trauma e a dor dos maus tratos e principalmente do abandono. E este tipo de atitude atroz e cruel é cometida frequentemente e em ritmo muito maior e mais rápido do que se imagina. Pois infelizmente, a uma legião de milhares de cachorros abandonados e carentes de tudo, largados e perdidos pelas ruas.

A espera de um simples gesto de carinho, de um pouco de alimento, ou de um lugar que os proteja de chuva e do frio. E esta realidade cruel e dantesca, só tem aumentado, principalmente se considerarmos a tendência crescente do número de recolhimentos de cachorros abandonados nas ruas que os canis municipais fazem, e que são mantidos nestes verdadeiros depósitos de cachorros, em condições miseráveis e indignas até chegar a hora do terrível destino que é a eutanásia, ou morte pelo abate.Em canis municipais do país encontram-se, não raras vezes, situações deploráveis de más condições de tratamento para com os cachorros, seja em questões mínimas e essenciais como a alimentação, higiene e espaço físico, pois é um numero muito acima da quantidade máxima aceitável de cachorros nesta situação deplorável e dividindo o mesmo espaço. e sentem o que qualquer um sentiria num lugar atroz, ameaçador e terrífico.

E os cachorros, são seres dotados de grande sensibilidade e também sentem ansiedade e, em um lugar abominável ,terrível e ameaçador onde os cachorros não têm o mínimo de atenção e carinho, eles pressentem que o destino que lhes aguarda é cruel. Sentem inclusive a ausência dos companheiros mais próximos que são levados para serem sacrificados, sentem o isolamento e a agonia de quando chegará a vez de tambem serem sacrificados, mais talves tambem nutram alguma esperança de poderem se salvar deste destino cruel e aterrador. Mas devido a incerteza que sentem, só lhes resta o desespero pois sabem que não tornarão a ver  seus companheiros que partiram, e a pessoa que os leva geralmente é fria e insensível, sem o menor gesto de carinho ou piedade para com eles. E os cachorros pressentem a fatalidade pelo faro, pelo tato, pela própria ausência de afeto.

Pois raramente recebem visitas e em seus pensamentos qualquer humano que seja diferente do habitual é um sinal de esperança, de salvação e liberdade. Mas tantas vezes essa esperança se torna vã, quando não vão com essa pessoa que está de passagem. E que por muitas vezes vai embora sem ficar com nenhum cachorro, pois de tão tristes e maltratados que estão, as pessoas acabam preferindo adquirir ou comprar um cachorro de melhor aparência e mais saudável em outro local.E tantas estes miseráveis e infelizes cachorros ladram sem parar, sendo-lhes apenas atirados indiferentemente os pratos de ração, e que por muitas vezes,nem os come, por estarem tristes e prostrados diante de sua cruel e inevitável realidade. Pois tal como as pessoas, os cachorros também tem sentimentos.

E sentem a frieza, e o vazio do ambiente, e sentem quando alguém os trata mal ou bem, ficam agradecidos com um simples gesto de afeto, mas sentem profundamente quando são ignorados e desprezados.E há muitas pessoas que trabalham nos abrigos de animais municipais , que até são sensíveis e se esforçam em dar condições, o mais dignas possíveis, aos cachorros até a chegada da hora fatal. Cuidam de seu agasalho, fazem-lhes gestos de carinho, demonstram piedade, e acompanham os cachorros até ao seu momento final, mas não tem o poder de mudar o triste e cruel destino que lhes é imposto. São impotentes para lutar contra um sistema legal que vigora em todos os abrigos municipais.  É que na realidade acabam funcionando como verdadeiros campo de concentração, para extermínio de cachorros que já foram vitimados anteriormente pelo abandono.

E agora recebem o golpe fatal do destino cruel que é a eutanásia. a não ser que alguém os adotem e os salvem deste destino aterrador. Infelizmente são poucas as pessoas que fazem está opção, preferindo comprar cachorros em pet-shops ou adquirir em outros locais e situações. Talves até porque desconheçam esta triste realidade e não tem as informações necessárias para saber da deplorável situação em que vivem os cachorros em um abrigo municipal. Que para piorar, inclusive, a grande maioria destes abrigos não revela sequer quantos cachorros tem em sua posse, e qual o estado deles, ou possuem registros de quantos foram adotados, demonstrando claramente que a cultura vigente e o propósito da existência destes abrigos é a captura para o posterior extermínio destes infelizes cachorros.

E não há a menor motivação e o mínimo interesse em promover a adoção dos cachorros ali reclusos ou "depositados" a espera do momento da execução. E os cachorros acabam refletindo este ambiente infernal, pesado e sinistro, demonstrando um abatimento e uma tristeza que estão explícitos em sua aparência. Sofrendo muitas vezes de emagrecimento súbito, de irritabilidade constante, de ansiedade extrema e até de fobias. E nestes casos os cachorros acabam ficando agressivos, pois é uma reação desesperada, porem impotente contra uma realidade cruel e inevitável. É está é umas das consequencias horríveis, entre tantas outras de efeito igualmente cruéis de se abandonar um cachorro nas ruas, e não afeta somente os cachorros. Mas tambem as pessoas e a sociedade em geral.

Pois enquanto não se parar os abandonos em massa e não se punir eficazmente as pessoas que abandonam e maltratam os cachorros e outros animais, a realidade nos abrigos municipais não mudara. E enquanto a lei do abate não for abolida, o destino dos cachorros capturados e confinados nos abrigos municipais não se alterará. É necessário mudar a cultura a mentalidade, denunciar atos de violência e de indiferença para com os cachorros e outros animais, pois isso viola claramente os Direitos Universais dos Animais, proclamados pela UNESCO!  Mas enquanto as próprias instituições publicas não mudarem as suas atitudes.

As proprias pessoas, ao verem os maus exemplos, irão achar que não fazem mal nenhum em largar abandonado o seu cachorro nas ruas., ou até amarrado a um poste, ou jogado em caixas de papelão no lixo. E tantos outros casos que se poderiam descrever, e que revelam a indiferença e a covardia das pessoas para com os cachorros e outros animais. E o mais dramatico, é que os cachorros são seres dotados de grande sensibilidade e emoção, e o trauma do abandono, é algo que os afeta profundamente e dramaticamente, sendo que muitos acabam não resistindo e acabam morrendo de malancolia. morrendo.  Por isto, nunca abandone o teu cachorro! E quando eventualmente pensar em adquirir um cachorro, não compre, adote um cachorro , de preferencia um que esteja num abrigo municipal. Pois alem de ser uma atitude extremamente gratificante, este cachorro lhe será fiel, amoroso e grato pelo resto da vida!


COMPARTILHE A POSTAGEM.

.

.
.

Visualizações de página do mês passado

.COMO ACABAR COM AS PULGAS!