sábado, março 10, 2012

Palavras - Cachorros.



Palavras - Cachorros: Qual é o responsável por um cachorro que não se alegra e se orgulha ao falar de sua inteligência? E para eles não é nenhum surpresa de que os cachorros tenham a capacidade mental de nos entender, assim como revelam diferentes pesquisas e estudos. Mas afinal, quantas palavras os cachorros conseguem entender? E será que os cachorros realmente conseguem entender quando falamos com eles? Ou perdemos nosso tempo falando praticamente sozinhos? Não tem nem o que se discutir sobre esta questão, pois a grande maioria dos cachorros compreende ao menos os comandos básicos, como ‘sente’, ‘fique’, ‘pegue'.

Contudo, se você tiver maior tempo disponível, dedicação e paciência, com certeza poderá ensinar ao seu cachorro muito mais do que cem palavras. Pois de acordo com especialistas e psicólogos, a inteligência canina sugere, que um cachorro treinado consegue reconhecer aproximadamente 160 palavras, sendo que há alguns que conseguem ter um vocabulário, tão extenso quanto o dos bebes humanos. Os animais naturalmente, e principalmente os cachorros possuem capacidade e potencial cerebral para compreender a linguagem humana e interpreta-la em suas próprias linguagens, que são incrivelmente complexas e profundas.

Sendo que podemos observa-la quando os cachorros reagem à certas palavras como por exemplo, ‘passear’ com o abano do rabo. E você já parou para pensar o que significa para os cachorros entender o som das palavras? Quando as crianças começam a aprender a linguagem, elas associam os sons aos objetos ou as ideias, isto é, uma criança ouve a palavra ‘mamadeira’ toda vez que lhe oferecem uma mamadeira, ela irá conectar o som da palavra com o objeto. Isso é o que também acontece com os cachorros, no entanto, eles não chegam ao próximo passo, que é falar. Como outro exemplo, temos uma criança que aprende uma nova palavra, por exemplo, lápis.

A qual logo é relacionada com o conceito de objeto de escrita que possui uma imensa variedade de tipos, havendo então a possibilidade de ocorrer um erro de interpretação e se confundir uma caneta com um lápis. Por outro lado, os cachorros provavelmente aprendem a palavra caneta como um som que cria uma resposta direta e automática, ou seja ‘me traga a caneta que você ganhará um premio ou um agrado’. Então, podemos afirmar que os cachorros entendem a linguagem humana? Isso vai depender da definição de linguagem, a qual é discutível, ou seja, a linguagem indica um processo de comunicação particular para a produção de certa reação.

Analisando-se desta forma, então eles realmente conseguem compreender a linguagem humana, mesmo que de uma forma bastante parcial e limitada. Contudo, se os cachorros não têm a capacidade de compreender a comunicação através de palavras como os humanos, assim como muitos afirmam, por que então eles parecem nos entender tão profundamente? De acordo com alguns estudos, os cachorros reconhecem os gestos dos humanos como pistas com maior eficiência do que outros animais, como por exemplo, os macacos de grande porte.

Desta forma, quando os cachorros parecem compreender nossas palavras, eles verdadeiramente estão atentos a nossa linguagem corporal ou ao nosso tom de voz. Mas isso não significa que você deva parar de conversar com amigo peludo, ou seja, particularmente os cachorros entendem sim os humanos, pois você pode estar conversando com ele sem realizar nenhum gesto ou linguagem corporal, e o cachorro fica concentrando te olhando fixamente, demonstrando que esta entendendo o recado.  De então, também a sua opinião sobre este assunto, participe e deixe seu comentário!

Cachorros - Pinsher Miniatura.



Cachorros - Pinsher Miniatura: O Pinscher Miniatura, também chamado de Zwergpinscher e Miniature Pinscher, é uma raça de cachorros de pequeno porte, originaria da Alemanha, Sabe-se que o Pinscher era encontrado nas florestas da Alemanha, há séculos, onde passou a ser criado. O verdadeiro movimento deu-se em 1895, com a fundação do Pinscher Clube Alemão, que redigiu o primeiro padrão da raça. Porem, há especulações de que o Pinscher tenha se originado do cruzamento do Italian Greyhound, com o pequeno Techel (o nosso conhecido "Salsichinha"). O Pinscher Miniatura possui uma pelagem curta e densa, e suas cores são sólidas e em várias tonalidades que vão do vermelho-acastanhado até vermelho cor de cervo, do preto com marcas vermelho-acastanhadas, marrom e preto com marcas marrons bem nítidas nas maçãs do rosto, focinho, acima dos olhos, no queixo e garganta, nos dois lados do antepeito, metatarso, pernas dianteiras, patas, face interna das pernas traseiras. 

Morfologicamente, são cachorros semelhantes ao Doberman, tendo ancestrais em comum, mas não sendo uma miniatura desta raça, como muitos pensam. O Pinscher tem somente um padrão de tamanho médio definido oficialmente que é de 25 a 30 cm de altura, da cernelha (região onde as espáduas se encontram) ao chão. Quando ele ultrapassa 30 cm de altura, ou quando não atinge 25 cm, está fora dos padrões, o que pode desclassificá-lo para competições. A cabeça do Pinscher também é menos alongada, e as orelhas são proporcionalmente maiores. É a menor raça de guarda classificada pela Federação Cinológica Internacional. Na Alemanha é encontrado com dois tipos de tamanho, o médio e o miniatura, porem no Brasil só existem os Pinscher Miniaturas. Há ainda outros tipos de Pinscher na Alemanha e nos Estados Unidos, o Afghan Pinscher, que surgiu do cruzamento do Griffon e Schauzer, que são conhecidos como grandes caçadores de ratos, e o Pinscher Manchester, de tamanho maior, que foi usado na criação da raça Dobermann. 

E apesar do tamanho reduzido o Pinscher Miniatura é classificado pela Federação Cinológica Internacional como um cão de guarda. Em exposição neste tipo de segmento ele desfila ao lado de Dobermans, Rottweillers, Boxers, etc. e uma curiosidade a respeito do Pinscher, é a de ser conhecida como a raça que inspirou o lobisomem do filme Harry Potter e o Prisioneiro de Azkabam. Alguns criadores optam por cortar parte das orelhas e o rabo dos Pinscher Miniatura ainda filhotes, prática cada vez mais condenada em todo o mundo, exceto Estados Unidos. inclusive a cirurgia estética em cachorros, que realmente é uma pratica condenável , que causa muita dor e sofrimento aos cachorros submetidos a mesma, é proibida em muitos países. Em boas condições de criação, com trato correto na sua saúde, higiene e alimentação, são bastante longe-vos, não raro ultrapassando os 15 anos de vida, e as crias normalmente variam de 3 a 6 filhotes.Os Pinschers Miniaturas, por serem pequenos, são uma boa opção para pessoas que moram em apartamentos. São inteligentes e leais, embora tenham o instinto de cão de guarda e apresentem a tendência a latir para estranhos. É necessário o cuidado na convivência com crianças, pelo tamanho reduzido do dos Pinschers, acidentes podem acontecer pelo contato brusco ou brincadeiras não super-visionadas. Os Pinschers, caso tenham que conviver com outros cachorros, precisam ser acostumados gradualmente para se evitar brigas, pois não obstante o seu tamanho reduzido e sua pouca força física, podem atacar cachorros muito maiores. Eles têm também, uma certa tendência a obesidade, e precisam de alimentação balanceada e controlada. Outra fragilidade é a sua propensão a acidentes, devido a sua ousadia combinada ao tamanho reduzido,. de maneira geral a raça é dotada de uma boa saúde e inteligência notável. 

E é um cachorro de grande mobilidade, ágil, de aspectos muito elegante. temerário e alerta, embora de caráter dócil, revela- se um ótimo guardião da casa, sendo muito desconfiado com estranhos. É um cachorro muito fiel ao dono, porem pouco sociável e agressivo com estranhos, e é destemido, não tendo medo de nada, nem de ninguém, apesar de seu diminuto tamanho. E por seu pequeno porte, e também por suas qualidade de guardião , é um cachorro que se adapta muito bem a apartamentos. Possuem uma audição bastante aguçada, podendo perceber com facilidade a aproximação de estranhos. Por esta razão é considerada excelente cão de guarda, pois apesar do seu tamanho, seu latido alerta o dono e consequentemente afugenta os estranhos. E além dessa qualidade é um cachorro fácil de se cuidar, e a pelagem lustrosa e curta dispensa maiores cuidados. 

Pois um banho mensal e duas vezes escovações semanais, já são o suficiente para mante-lo limpo e higienizado. No inverno, devido a seus pelos curtos, o Pinscher Miniatura sente muito frio. É aconselhável então deixa-lo dormir em lugares abrigados e com cobertores. Como ele é um cachorro, que tem como caracteristica ser destemido e agitado, comportamentos estes que podem aumentar muito seus batimentos cardíacos, deve-se evitar que ele fique muito agitado, pois tais atitudes, podem levá-lo a ter problemas cardíacos. E é de fundamental importantancia também, a aplicação de vacinas e vermifugos, que os protegera de varias doenças infecto-contagiosas, e são imprenscindiveis para manutenção de uma boa saúde. No mais, é uma raça muito fácil de ser criada, e devido a sua rusticidade e resistência, dificilmente fica doente.


COMPARTILHE A POSTAGEM.

COMPRE E RECEBA EM CASA! COM TODA COMODIDADE, SEGURANÇA E RAPIDEZ.

,

,

CURSO DE VIOLÃO: EBOOK + VIDEO AULAS - TOTALMENTE GRATIS!