.

sexta-feira, julho 20, 2012

Reumatismo - Cachorros.



Reumatismo - Cachorros: A origem e as causas das dores musculares ou afecções reumáticas nos cachorros podem ser em decorrência do desenvolvimento ou a presença de outras doenças, ou até pela propria faixa etária dos cachorros. Entretanto até hoje, os pesquisadores ainda não conseguiram definir e esclarecer cientificamente uma causa unica ou inicial do reumatismo em todas as suas formas agudas e crônicas, sendo considerado então como uma doença decorrente de diversas causas distintas, e que podem ser devido a mudanças bruscas de temperatura, devido a alérgias,e tambem devido a pre-existencia de outras doenças.  E alem de ter ocasionado por diversas origens. 

O reumatismo tambem se manifesta de diversas formas, pois existe um grande número de quadros clínicos relacionados entre si, pois todos eles manifestam de maneira semelhantes os sintomas principais do reumatismo, que são as dores e os edmas ou inflamações musculares. Podendo tambem se apresentar em um estado agudo ou crônico, sendo que no estado cronico as dores deslocam-se pelas articulações, manifestando-se de forma rápida e em partes distintas do organismo provocando dores e tumefações, que podem se manifestar com varios graus de intensidade e persitir tenazmente ou desaparecer tão rapidamente como chegaram, para voltarem a aparecer instanteanamente em outro local diferente. 

E estas manifestações ocorrem com maior preferência na musculatura, nas articulações ou nos nervos.  E conforme o tecido em que se apresenta a dor, pode se chamar o reumatismo de muscular, articular, ou nervoso. E as afecções reumaticas e as dores ou distúrbios musculares são problemas bastante comuns que acometem frequentemente os cachorros, estando entre as dores de maior incidência juntamente com as dores osseas e dores de ouvido. E podem inclusive serem muito debilitantes, especialmente em cachorros na faixa etária acima de sete anos ou idosos. Em geral, as dores acarretam um grande dificuldade ou até a incapacidade do cachorro em andar normalmente. 

O que provoca a necessidade de um perceptivel e considerável esforço por parte do mesmo para tentar amenizar as dores musculares ao se movimentar, devido principalmente aos musculos acometidos estarem constantemente muito inflamados, duros e tensos. E uma medicação especifica e adequada, prescrita por um veterinário pode ajudar a resolver ou melhorar em muito as dores musculares, eliminando-as ou aliviando consideravelmente a sua intensidade. Proporcionando um efeito analgesico, restabelecendo as funções do tecido muscular, diminuindo consequentemente a dor, a tensão e o desconforto muscular.

Permitindo que os musculos voltem a ficar mais maleaveis e flexiveis, e possibilitando uma mobilidade normal ao cachorro.  Entretanto, em muitos casos os medicamentos especificos prescritos pelos medicos veterinários  que geralmente são antiinflamatórios ou analgésicos, são pouco eficientes ou totalmente ineficazes ou mesmo sendo eficientes produzem grandes efeitos colaterais, principalmente quando se utilizam injeções de corticoteroides. e para os quais a intervenção cirúrgica não seria benéfica ou envolveria riscos associados com outras condições preexistentes.






Alimentação/Duvidas - Cachorros.



Alimentação/Duvidas - Cachorros: Qual a quantidade de ração que eu devo dar ao meu cachorro?
A quantidade de ração que você deve dar depende da ração que você está adotando. Em tese, quanto melhor a qualidade da ração, maior será o aproveitamento do cão e menor a quantidade necessária.
Todas as rações trazem nas embalagens as quantidades diárias recomendadas de acordo com o grau de atividade do cão e sua idade. Na dúvida, a melhor coisa é consultar o veterinário que cuida do seu cão e que conhece o tipo de atividade que você proporciona a ele.

Tenho um cachorro e um gato. O cão adora a ração do gato. Faz mal?
As necessidades nutricionais de cães e gatos são COMPLETAMENTE diferentes. Por isso existem alimentos diferentes. Não se deve substituir as rações em nenhum dos dois casos.

Posso deixar a ração o dia todo?
A não ser que não haja outra forma, é preferível estabelecer horários para as refeições. Estabelecendo horários fixos, além de você controlar a quantidade de comida ingerida pelo cão, você evita que outros animais e insetos contaminem a ração do seu cão.
O que nunca deve faltar ao seu cão é água limpa e fresca.

Quantas refeições eu devo dar para o meu cachorro?
O ideal para um cão adulto é que a porção diária de ração seja dividida em duas refeições. Lembrando sempre que no caso dos cães de guarda, a refeição deve ser evitada nos horários em que ele deve ´trabalhar´, uma vez que após as refeições o metabolismo tende a diminuir para que o organismo se ocupe da digestão.
Filhotes após o desmame devem comer de 3 a 4 vezes por dia.

Posso usar leite para amolecer a ração? É verdade que os cachorros não podem tomar leite?
Em primeiro lugar, a não ser que estejamos falando de filhotes em processo de desmame ou de cães idosos em que os dentes caíram, não há a menor necessidade de amolecer a ração. Amolecer a ração com água ou com leite faz com que ela em pouco tempo azede o que pode causar grandes diarréias ao cão.
Os cães não digerem bem o leite de vaca porque o leite de vaca é rico em lactose. Por isso, normalmente após o processo de desmame não há nenhuma recomendação para que leite faça parte da dieta do cão. E neste caso, estamos falando de qualquer leite: desnatado, gordo ou semi-desnatado.

Meu cachorro enjoou da ração. Posso trocar?
Poder, pode, mas é importantíssimo entender que, ao contrário de nós, que possuímos um aparelho digestivo capaz de digerir qualquer alimento, o aparelho digestivo do cão desenvolve uma flora intestinal específica para o tipo de alimento que ele está recebendo. Por isso, ao trocar a ração é importante fazer a adaptação paulatinamente, misturando a ração nova e a antiga em partes iguais e aos poucos ir deixando só a nova.
Caso a adaptação seja impossível, esteja preparado para enfrentar uma bela diarréia.

Até quando devo dar ração de filhote para o meu cachorro?
Normalmente para raças pequenas, considera-se adulto um cão de 12 meses. Em raças maiores este prazo vai até 18 meses. A troca de ração de filhote deve ser acompanhada e autorizada pelo veterinário, que é quem conhece o ciclo de desenvolvimento do seu cão.

Que outros alimentos posso dar para o meu cachorro?
De maneira geral, prefira sempre os petiscos e latinhas formuladas especialmente para cães. 
Frutas, exceto as cítricas, podem ser dadas com moderação e após consulta ao seu veterinário. O importante, sempre, é que o cão não troque o petisco pela refeição balanceada.

Posso dar restos de comida para os cachorro?
Não se deve dar restos de comida para cães. Especialmente diante da variedade de rações existentes.
Existem pessoas que, através de um programa alimentar balanceado, alimentam seus cães com a chamada Alimentação Natural, mas esse programa alimentar não tem nada a ver com dar restos de comida aos cães.

Meu cachorro está gordo. Como fazer para emagrecê-lo?
A primeira coisa é ter certeza se a quantidade que ele está comendo é adequada. 
Veja mais sobre obesidade e como emagrecer seu cachorro

   

COMPARTILHE A POSTAGEM.

.

.
.

Visualizações de página do mês passado

.COMO ACABAR COM AS PULGAS!