.

domingo, junho 15, 2014

Ano após Ano, Festa após Festa - Cachorros.


Ano após Ano, Festa após Festa - Cachorros: No mundo de hoje muito se fala sobre os direitos dos animais. Ficamos indignados com a crueldade das touradas. Enojados com a maneira desumana em que os cães são tratados na China ao serem preparados como iguaria. Revoltados com a desatinada enfermeira que matou a pancadas seu indefeso cãozinho.

Mas permitimos com total condescendência que nossos próprios animais, e os dos nossos vizinhos, sigam sendo torturados ano após ano, festa após festa.

Os fogos de artifício acompanham a humanidade há centenas de anos. Servem tradicionalmente para mostrar alegria aos mais distantes com belas imagens de luzes coloridas e, infelizmente, muito barulho e muito perigo.

É de se admirar que em pleno século 21 ainda se permita que a população manipule material tão perigoso. Pior, que as próprias autoridades organizem festas usando esses mesmos materiais.

Até parece que a quantidade imensa de acidentes mutilantes e muitas vezes fatais que vitimam tantas pessoas, adultos e crianças, não sejam dignas de atenção o por parte do Poder Público.

Todos os anos vemos incêndios, explosões em fábricas que destroem quarteirões inteiros e isso ainda não é motivo suficiente para banir os fogos de artifício da sociedade. Parece que impera uma cegueira coletiva nas pessoas que faz com que elas ainda achem que um gol ou uma festa junina ou de ano novo tenham de ser comemorados com explosões quase tão perigosas quanto as que se vêem numa guerra.

Após muito trabalho por parte de grupos de ativistas, vários países já conseguiram dar fim ao dantesco espetáculo público de tortura e assassinato de touros. Mesmo quando os defensores das touradas tentaram se respaldar no argumento de que se tratava de um espetáculo pertencente a antigas tradições culturais de seus povos, fonte de alegria e diversão por gerações.

Gostaria de poder dizer o mesmo sobre os fogos, que tal como as touradas é uma forma de tortura de animais. Só que os animais que sofrem não estão no meio da arena. Poucos sabem, ou se importam, que após a tradicional queima de fogos na praia no ano novo pássaros ficam surdos e desorientados pelas luzes e sons, são intoxicados pela fumaça e até mesmo atingidos pelos projéteis voadores. Os corpos só aparecem na praia no dia seguinte. E não são só os pássaros lá no céu que sofrem com os fogos.

Ponha-se por um momento no lugar de um animal com 40 vezes mais olfato e outras tantas vezes mais audição do que você e que não tem a menor noção de que hoje é dia de São João, ou o que o Brasil fez um gol ou que estão todos saudando o novo ano.

A explosão de fogos para o cão é simplesmente o terrível cheiro de algo queimando e um barulho absurdamente alto ferindo os seus ouvidos repetidamente por todos os lados sem sentido algum.

Todo e qualquer cão tem essa extrema sensibilidade aos odores e sons, não importando o temperamento, raça, idade ou educação. Todo cão sofre e se assusta com fogos. As reações é que variam. De simples medo e apreenção ao total estado de pânico. Cães com problemas de saúde e com tendências a ataque epilépticos entram em crise. Cães idosos tem paradas cardíacas. Cães presos em suas guias chegam a se enforcar na tentativa desesperada de fuga. Outros que se evadem de seus donos e acabam por se perder de suas casas, ou acabam atropelados ou pulam de lugares altos.

Mesmo os animais mais tranquilos e/ou destemidos sofrem. Mesmo que apenas se recolhendo em suas casinhas com os ouvidos ardendo em silêncio ou latindo e rosnando ao leo. Estes não nos causam tanta preocupação mas não podemos esquecer que também eles correm os mesmos riscos de saúde dos outros animais que são aparentemente mais sensíveis. Expostos muitas vezes a fumaça que pode provocar problemas respiratórios e ao estresse, acabam baixando sua imunidade permitindo que doenças se instalem independente do comportamento ou idade do animal.

É triste e até patético encontrar aqui e ali conselhos dos mais diversos para amenizar os problemas causados pelos fogos aos cães e seus donos.

“Manter o cão num ambiente tranquilo.” Como? Com paredes a prova de som? Em todos os dias de jogos? E se eu estou no meu trabalho e deixo o cachorro trancado? Por quanto tempo?

“Trancar portões e janelas”. Há relatos de animais que atravessaram janelas de vidro! Uma de minhas cadelas arrancou as próprias unhas arranhando uma porta !

“Não prender o animal em enforcadores”. Correto, o resultado é um cão enforcado!

“Ficar ao lado do animal durante o soltar dos fogos”. Esse conselho não é muito fácil de seguir se você tem muitos animais numa festa de virada de ano.

“Tratá-lo com tranquilizantes ou florais”. Já experimentei todos os possíveis e inimagináveis sem resultado algum no meu cachorro mais apavorado. O resultado é sempre um cachorro drogado e ainda desesperado.

“Adestramento de dessensibilização”. E esse então? O cão é acostumado a não se assustar enquanto é torturado com sons que ferem os seus ouvidos.

Mas não é só isso. O fato é que eu posso dar atenção e florais aos meus cachorros. Mas tenho certeza que a imensa maioria da população não pode. Ou por não ter dinheiro, informação ou por estar lá fora estourando fogos para comemorar a conquista do campeonato.

Que dizer da imensa população de animais que vivem nas ruas e não tem ninguém que lhes possa mitigar de maneira nenhuma o sofrimento? E não falo só dos cães, falo de todo animal, domestico ou silvestre que esteja perto de qualquer área onde se comemora alguma coisa com fogos. De um pobre passarinho no caminho de um rojão ou dos bichos num zoológico.

Porque então não começar uma campanha para acabar com essas sessões de tortura coletiva? Por que não acabar com esse costume bárbaro?

Já existem substitutos à altura, alguns muito melhores. Shows com aguas dançantes luminosas ao som de música, luzes de laser projetando imagens nos céus ou em edifícios e muito mais.

Ou então, porque não simplesmente pular e cantar? Gritar a plenos pulmões para comemorar o gol do seu time? Para quê tanto barulho? Para quê estourar fogos?

Estamos em guerra contra os nossos melhores amigos?

COMPARTILHE A POSTAGEM.

.

.
.

Visualizações de página do mês passado

.COMO ACABAR COM AS PULGAS!