.

sábado, julho 19, 2014

Cachorros - Vermes.



Cachorros - Vermes: As verminoses, ao contrário do que muitas pessoas pensam, acometem os cachorros de todas as idades, ou seja podem parasitar os cachorros em todas as fases de sua vida, desde a fase de filhote lactante até idoso. Entretanto, a maioria das pessoas que possuem cachorros, não dão a devida importância a esta questão, ou sEja, somente buscam auxilio e orientação de um veterinário, e fazem utilização  de vermifugos específicos quando os cachorros ainda são novos ou filhotes. Sendo que a grande maioria das verminoses intestinais, e principalmente o parasita Dirofilaria Immitis, que é o responsável por uma verminose gravíssima e que muitas vezes é fatal ao cachorro. 

E que inclusive também é uma zoonose, apesar de não ser fatal para os seres humanos, e que é conhecida vulgarmente como verme do coração. Então como as verminoses acometem, e consequentemente parasitam os cachorros de todas as gerações, e em todas as fases da vida de filhote a cachorros idosos, deve-se ficar atento a qualquer sintoma caracteristico, e no minimo anualmente se fazer exames especificos nos cachorros. E inclusive, não somente o vulgarmente conhecido como "verme do coração", mas também as verminoses intestinais, podem não só causar diversas complicações na saúde dos cachorros, mas como também causar o seu próprio óbito.  

Creme para os Pelos - Cachorros.






Creme para Pelos - Cachorros: Existem disponíveis atualmente no mercado diversas marcas e tipos de xampus específicos para os cachorros. Como xampus antialérgicos, xampus antipulgas, xampus carrapaticidas, xampus clareadores, xampus para pelos curtos, xampus para pelos longos, xampus com condicionadores, xampus com perfumes, xampus 2em1, xampus 3em1. Entretanto, somente se pode utilizar xampus antipulgas ou xampus anticarrapatos, em cachorros com idade igual ou superior a 6 meses. E também não se deve utilizar xampus para uso em pessoas, nos cachorros porque possuem um PH diferente, e podem causar alergias e dermatite seborreica (caspa) nos cachorros.  Inclusive tambem somente utilize produtos de higiene, limpeza ou medicamentos veterinários nos cachorros, com a prescrição e acompanhamento veterinário. 

Espaço do Cachorro.




Espaço do Cachorro: O espaço em que o cachorro escolhe para dormir é muito mais do que simplesmente um local que proporcione conforto e comodidade para ele. É um espaço, em que ele quer se sentir seguro, protegido, tranquilo e absoluto, ou seja é o seu espaço, é o local em que ele domina e possui uma estabilidade territorial, sem ter que ficar vulnerável e suscetivel a chamarem sua atenção por subir no sofá, ou entrar ou deitar no chão da casa do seu responsável. 

Entretanto geralmente a casa do cachorro não apresenta um grau de conforto adequado, ou esta localizada em um local sujeito a intempéries. Pois o cachorro, ate por uma questão de aumentar a sua auto-estima e melhorar a sua auto-confiança e sua estabilidade emocional, precisa de um cantinho exclusivo que seja só seu, e que lhe proporcione conforto, segurança e proteção, principalmente se o cachorro dormir sozinho no quintal da casa. 

E uma cama confortável e aconchegante pode oferecer tudo isto ao cachorro, existem no mercado camas de cachorros de vários tipos redondas, quadradas, ovais, grossas, finas e também replicas de camas e sofás. E confeccionadas com diversos materiais como plástico, tecido, vime e recheadas com espuma, com flocos ou la acrílica. E ao se escolher o modelo de cama para o cachorro, deve-se levar em consideração não só o formato ou a cor da cama, mas também é muito importante o tamanho de cama adequado ao tamanho do cachorro, onde ele possa ter espaço para se espreguiçar com toda comodidade e segurança.   

Cachorros - Tipos de Correntes.






Cachorros - Tipos de Correntes: As Correntes para Cachorros são disponíveis no mercado em 08 tamanhos diferentes que variam na espessura do arame (07-1,2 a 00-3,5mm), entretanto mantendo sempre a medida do comprimento padrão de 150cm. E estes diferentes tamanhos, são divididos em uma numeração que vai do 00 até o 07, e abrangem praticamente cachorros de todos os portes e tamanhos. Desde de o tamanho Mini, Pequeno, Médio, Grande até o Gigante. E geralmente são fabricadas em aço carbono, e com acabamento niquelado. Entretanto recomendamos o uso da corrente somente para passeios, inclusive deve-se evitar manter o cachorro preso a corrente por um tempo prolongado ou de forma fixa, pois contraria a própria natureza sociável, dinâmica e inteligente dos cachorros, alem de lhes causar grandes sofrimentos, como tambem problemas de saúde e psico-emocionais.  

Cortar Unhas - Cachorros.



Cortar Unhas - Cachorros: As unhas dos cachorros são naturalmente desgastadas pela própria movimentação destes no piso do seu ambiente, principalmente se o piso for de cimento ou terra, ou tambem por passeios na rua e com o consequente atrito de suas unhas com o asfalto, calçada de cimento ou terra. A exceção são os cachorros que vivem de forma sedentária, devido a estarem presos por correntes, ou os que vivem em locais que tenham piso liso como cerâmica, madeiras ou azulejos e também apartamentos. Estes cachorros devido a estas condições ambientais, onde há pouco atrito das unhas com o solo, não conseguem desgastar naturalmente as suas unhas. E as unhas ao crescerem excessivamente, causam ferimentos nos cachorros e até dores com o próprio movimento natural de suas patas, sendo necessário então que se apare as mesmas, e de preferência com uma lixa especifica para unhas de cachorros.

Deve-se lixar as unhas no sentido diagonal, desgastando-as o suficiente apenas para que não incomodem ou machuquem o cachorro em sua movimentação, entretanto tendo todo cuidado para não atingir a parte da unha que tem vasos sanguíneos e terminações nervosas, o que pode causar uma grande dor e um grande sangramento nos cachorros. Pois as unhas dos cachorros, possuem em seu interior a partir da base até a metade de seu comprimento tecido vivo, que é chamado de leito da unha ou vulgarmente de sabugo. E por isto também que não é recomendável a utilização de cortadores específicos tipo guilhotina ou alicate, pois há um risco muito grande de atingir-se o leito da unha (tecido vivo) causando muita dor e hemorragia no cachorro, estes instrumentos devem ser preferencialmente utilizados por profissionais da área. Em alguns cachorros, há ainda a existência do quinto dedo que se denomina ergot, e que se localiza na parte interna das patas anteriores e posteriores, podendo ser duplos ou unitários. E estes dedos tambem possuem unhas, e que devido a sua localização não sofrem atrito, e consequentemente crescem ilimitadamente, podendo causar lesões no corpo do cachorro, sendo então, necessario tambem lixa-las. 




Cachorros - Higienização Bucal.



Cachorros - Higienização Bucal: As pastas de dente para os cachorros são especificas e apresentam caracteristicas próprias quando comparadas as pastas de dente utilizadas pelas pessoas, pois há substanciais contidas nestas pastas de dente que são prejudiciais a saúde dos cachorros. Como Carbonato, Lauril Sulfato de Sodio, Sorbitol e principalmente o Flúor, que tem tendência a se acumular no organismo. E quando em grande quantidade é extremamente tóxico, podendo causar nos cachorros doenças e sintomas como salivação excessiva, náuseas, vómitos, diarreias, dores abdominais, irritação e ulçeras gástricas. Devido a todas estas contra-indicações e sintomas adversos não se deve utilizar creme dental humano em cachorros.



Inclusive pela própria tendência natural dos cachorros em engolir a pasta de dente utilizada na escovação. o que tende a aumentar o acumulo e agravar a intoxicação por flúor no seu organismo. Há no mercado pastas de dente com composição especifica para cachorros. E que são elaboradas com substanciais que não afetam e não são prejudiciais a sua saúde. Nos cachorros é rara a ocorrência de cáries, principalmente por sua dieta conter pouca ou nenhuma açúcar, devido a isto o flúor não se faz necessário, podendo então ser totalmente dispensado. A pasta de dente canina e utilizada para higienização bucal do cachorro, mais sua função principal e na prevenção do tártaro, evitando a sua formação e o seu acumulo na arcaria dentaria dos cachorros.

Tipos e Modelos de Guias - Cachorros.



Tipos e Modelos de Guias  - Cachorros: Existe disponível no mercado diversos tipos e modelos de guia retratil nacionais e importados, e ao  optar por escolher este acessório para o cachorro deve-se considerar principalmente sua raça, seu porte e sua idade. Inclusive, na verdade o guia retratil mais adequado para o cachorro, não é o mais sofisticado, mais sim aquele mais simples, confortável e seguro, e as guias retrateis com cordão de corda, de couro ou nylon e com carretel interno giratório de boa qualidade e robusto são as mais indicadas. Pois guias retrates com cordões elásticos ou com amortecedores, apenas amortecem o impacto e estimulam o cachorro a puxar, guias retrates com cordões grossos, pesadas e com metais não são práticas, e são desconfortáveis para o condutor e para o cachorro. 

E tambem os cordões das guia retrateis, devem ser leve e resistente, mas tambem compatíveis com o tamanho do cachorro. E para permitir uma maior movimentação do cachorro,  utilize uma guia retratil com cordão longo de ate 15 metros de nylon, corda ou algodão. Deve-se também ter cuidados e ficar atento, quando da utilização de guias retrateis. pois não se pode deixar que os cachorros acostumem-se a puxar livremente o cordão. E é muito comum os cachorros tentarem puxar os seus condutores, caso isto ocorra pare imediatamente, e trave o cordão do guia retratil. E somente volte a andar quando o cordão do  guia retratil estiver frouxo novamente, com isso se inverte-ra a expectativa do cachorro, pois ao puxar ele vai parar o passeio. 

E tambem, nunca deixe uma criança no comando do guia retratil, principalmente em caso de raças de cachorros de medio ou grade porte.  Pois cachorros não tem por habito obedecer crianças, por considerarem-nas hierarquicamente abaixo deles, e como muitas vezes são mais fortes que elas, podem arrastá-las facilmente. Deve-se também ficar atento a situações que podem atrair e irritar aos cachorros  na rua como gatos, outros cachorros e ate crianças e idosos, e antecipar-se ao movimento deles de arrancar em disparada. 



Segurando e controlando com mais firmeza a guia retratil, desta forma quando o cachorro tentar arrancar sentirá que será impedido. E um guia retrátil de qualidade, com cabo emborrachado, cordão longo, travamento eficaz e com um mecanismo que mantenha o cordão da guia sempre esticada, é uma otima opção. Tomando-se as precauções e cuidados necessários, quando da utilização do guia retratil para passear com o cachorro sem se preocupar com sua correria ou agitação. Pois o guia retratil proporciona uma segurança ideal e o perfeito controle do cachorro em qualquer lugar ou situação.

COMPARTILHE A POSTAGEM.

.

.
.

Visualizações de página do mês passado