.

domingo, julho 20, 2014

São Tantas Emoções - Cachorros.




São Tantas Emoções - Cachorros: Segundo estudos de especialistas em comportamneto canino e de  Institutos de Ciências Biomédicas e Veterinaria. Os cachorros são capazes de sentir e interpretar as emoções humanas, inclusive houve a constatação pelos pesquisadores de que os cachorros tem a percepção, e podem assimilar as emoções de seus responsaveis. Isto em diversas situações e de forma imediata, mesmo que o responsavel não esteja interagindo com ele naquele exato momento.

De acordo com os estudos, os cachorros não copiam simplesmente as emoções que estão ao seu redor, mas tambem tem a percepção de presenti-las. Mesmo que não estejam participando, ou envolvidos diretamente com a situação que as ocasionou. Pois os cachorros podem ficar tão sentidos, aprensivos e tristes quanto uma criança quando criados em um ambiente familiar em que aconteçam brigas constantes. E podem inclusive pedir por ajuda a terceiros, no caso de presentirem situações de perigo ou emergências.

O que evidencia, um grande grau de percepção em relação a situação, e tambem um sentimento de proteção e empatia, para com o seu responsavel e familiares. E os cachorros tem um grau de percepção e sensibilidade tão apuradas, que conseguem distinguir, se os acontecimentos são simulados ou reais. Como por exemplo uma simulação de briga, ou o fingimento de um acidente ou um mal estar, pois não é fácil enganar um cachorro. Os cachorros podem a principio até ficaram confusos, mas logo concluem que aquela situação não passa de uma brincadeira, e ficam tranquilos.

Para os pesquisadores, isso acontece porque o cachorro tem a capacidade de sentir e interpretar, não somente as atitudes e movimentos corporais. Mas tambem outros sinais, como cheiro, respiração, sons e a tonalidade da voz. Ou seja, uma discussão real em voz alta, já põe o cachorro em alerta, e uma simulação de brigas, ele logo percebe que é uma brincadeira, e vai querer participar tambem. E inclusive os cachorros, que são utilizados em terapias com pacientes especiais ou idosos, acabão sendo afetados emocionalmente tanto pelo seu trabalho, quanto pelos proprios pacientes.


E de acordo com os estudiosos e especialistas, os cachorros são afetados pelas emoções humanas por serem descendentes dos lobos, que são caninos sociais, cooperativos e que sentem empatia pelos integrantes de sua familia ou do seu grupo. E a evolução do seu grau de integração com os humanos, e a consequente domesticação, teriam feito com que os cachorros conseguissem sincronizar as suas emoções com as emoções humanas. Outra razão tambem sugerida pelos estudiosos, teria sido a seleção e o aprimoramento artificial das raças. Que objetivou sempre, cachorros com caracteristicas especificas, que integrassem e se adequassem ao padrão, a rotina e ao tipo de vida das pessoas na sociedade humana.

Cachorros - Alimentos Perigosos.



Cachorros - Alimentos Perigosos: Existem diversos alimentos que podem intoxicar, causar mal estar e inclusive tambem causar o óbito nos cachorros. Relacionamos então os principais alimentos que comumente são causadores de intoxicações em cachorros. O chocolate, principalmente os mais amargos, podem causar taquicardia e problemas no sistema nervoso do cachorro. Doces e balas podem conter a substancia cylitol, que é muito perigosa para cachorros, podendo causar fraqueza, convulsões, problemas renais e hepáticos e inclusive a morte do cachorro.

Cebolas, a substancia n-propil presente na cebola é extremamente tóxica para os cachorros, e acarreta a quebra das células vermelhas, podendo causar urina com presença de sangue, fraqueza, taquicardia e respiração ofegante. Uvas e uvas passa, podem causar falência renal nos cachorros em um curto espaço de tempo (48 horas), podendo causar também problemas estomacais, vômitos e tambem a morte do cachorro. Sal, uma pequena quantidade de sal pode causar problemas graves nos cachorros como tremor, convulsão e inclusive a morte.

Ossos de aves, que são denominados ossos pneumáticos, e a ingestão desses ossos podem causar a perfuração do estômago do cachorro, pois estes ossos criam pontas afiadas, quando quebrados ao serem mastigados. Leite e produtos lácteos, cachorros quando adultos não tem enzimas no sistema digestivo suficientes para digerir o leite. Queijos, manteigas e outros produtos lácteos também podem provocar alergias estomacais e diarreias, existem disponíveis no mercado leites especiais para cachorros.

Caso o cachorro venha acidentalmente ingerir algum alimento tóxico ou inadequado, e comece a apresentar sinais de mal-estar, e manifestar sintomas como irritação, transtornos gástricos, alterações do ritmo cardíaco e respiratório. Ele deve ser levado imediatamente ao medico veterinário, e também não se deve dar leite, ou provocar o vomito nos cachorros ao se constatar a ocorrência de intoxicação, pois só agrava-rá a situação. O melhor e o mais indicado, é estimular o cachorro a beber bastante água, até a chegada do atendimento medico veterinário.


Cachorros - Doces.



Cachorros - Doces: O açúcar na alimentação dos cachorros ocasiona para estes vários problemas e inconvenientes, pois devido ao seu consumo, eles  terão o seu apetite inibido e diminuído, e não se alimentarão da forma correta, diminuindo e deixando de ingerir nutriêntes essênciais para a sua saúde, como proteinas, vitaminas e sais minerais . Pois o consumo do açúcar acaba causando muitas perturbações metabólicas e também acarretando o desenvolvimento de diversas doênças, como a diabetes entre outras, por isto é imprescindivel se evitar fornecer açúcar, mesmo que indiretamente na alimentação dos cachorros. Pois o açúcar presente nos alimentos, além de desencadear doênças e provocar obesidade, tambem estimula excessivamente o sistema nervoso e o coração dos cachorros.

Provocando um intenso aumento no trabalho muscular cardíaco, associado à uma grande estimulação do cérebro, ocasionando arritmias cardíacas graves, hiperatividade, aumento do volume urinário, ataxia, tremores e agitação, aumento da frequência dos batimentos cardíacos (taquicardia), aumento dos movimentos respiratórios (taquipnéia), hipertensão, aumento da temperatura corpórea. E este quadro complexo e problematico, pode  evoluir para o desenvolvimento de diabetes, o que vai acarretar em serias e graves consequências para a saúde e o bem estar dos cachorros.


Cachorros - Substituto do Leite.



Cachorros - Substituto do Leite: O melhor para os cachorros filhotes, é que consumam o leite da cadela genitora até o trigésimo dia de vida no mínimo . Porem devido a algumas circunstancias, como abandono, enfermidade, leite insuficiente ou o óbito da cadela, isto nem sempre e possível, fazendo com que o responsável substitua ou complemente o leite da cadela genitora. A melhor, e mais pratica alternativa que se encontra no mercado e o leite artificial em pó, que tem uma composição especifico para cachorros filhotes lactantes. E o leite artificial deve ser fornecido principalmente aos cachorros recem nascidos no mínimo a cada 30 minutos, inclusive a noite devido ao seu desenvolvimento acelerado dos filhotes nesta fase. E após alguns dias pode-se aumentar gradativamente este prazo. 

Entretanto somente depois de 7 dias, é que se pode suspender o fornecimento de leite a noite, e aumentar o intervalo para 2 horas, e somente no horário diurno. No momento da amamentação dos filhotes, eles devem estar com a barriga para baixo, e com a cabeça confortavelmente inclinada para cima, para que não ocorra entrada de líquidos nos pulmões. E também não se deve fornecer leite de vaca aos cachorros lactantes, pois pode ocasionar grave deficiência nutricional e diarreias cronicas. Porque o leite de vaca, possui bem menos proteínas e gorduras e muito mais lactose que o leite das cadelas. Os cachorros lactantes, assimilam grande quantidade de suas calorias retirando da gordura do leite das cadelas, e também o leite das cadelas possuem pouquissima lactose. Devido a isto não se pode oferecer leite de vaca aos cachorros filhotes, pois o leite de vaca possui muita lactose e pouca gordura.


                                 Tabela Comparativa: 
               Leite de cadela                      Leite de vaca
      Água         77,2%                                87,6%        
      Gordura    43%                                   30,6%        
      Lactose     15,4%                                37,9%        
      Cálcio       1,23%                                0,97%        
      Fósforo     0,96%                                0,77%       
      Energia      1260                                     610         

Os filhotes somente começam a se alimentar parcialmente sozinhos a partir do 15º dia de vida, mas ainda precisam de mamadeira pelo menos duas vezes as dia. Nesta fase, o ideal é fornecer a papa de desmame que também e encontrada no mercado, e após 20 dias os filhotes começam a se alimentar sem o uso da mamadeira. Podendo então se introduzir a ração umidecida, e apenas quando os dentes estiverem desenvolvidos é que se deve fornecer a ração seca. 

Existem algumas receitas feitas com leite de vaca acrescido com outros ingredientes, entretanto alem de serem pouco praticas e muito perecíveis. Também não possuem nutrientes com a qualidade e na quantidade que os cachorros lactentes necessitam, podendo causar também carência nutricional, atraso no desenvolvimento e enfraquecimento do sistema imunológico. Devido a isto, o recomendavel é que somente se utilize leite artificial especifico para a alimentação de cachorros lactantes. Consulte o veterinário para maiores esclarecimentos e orientações. 




COMPARTILHE A POSTAGEM.

.

.
.

Visualizações de página do mês passado