.

domingo, agosto 24, 2014

Pastoreio - Cachorros.



Pastoreio - Cachorros:   Já faz bastante tempo que os cachorros assumiram um lugar especial e de importância na vida do homem, seja como simples companheiro para caminhadas, seja como guardião de propriedades ou, ainda, utilizando-se de seus instintos ancestrais de caça para auxiliar eficientemente aos homens no pastoreio de seus rebanhos. Inclusive houve no decorrer do tempo, muitos aprimoramentos e muitas raças foram desenvolvidas e se mostraram muito aptas para atuar no trabalho com o rebanho, como o Collie, o Pastor de Sheatland, o Old English Sheepdog e, claro, o Pastor Alemão. No entanto, com o passar do tempo e com a tendência a serem utilizadas como cachorros de companhia ou guarda, muitas de suas qualidades e aptidões naturais de seus instintos primarios para o trabalho foram sendo disperdiçadas e ficando inativas.


Por outro lado, outras raças mantiveram-se na ‘ativa’ e por isso se destacam atualmente como excelentes cachorros de trabalho, como o Border Collie, que é um cachorro com uma imensa capacidade de trabalho, inclusive já intensamente testada e aprovadacomprovada, tanto no trabalho com ovelhas quanto com bois. E o Australian Cattle Dog, que é chamado também de Blue Heeler ou Red Heeler, de acordo com a variedade, e que é especialista no trabalho com rebanhos bovinos. A eficiência destes cachorros é diretamente proporcional à conservação do instinto de pastoreio de seus antepassados, os lobos, que na caça apartavam os membros mais fracos dos grupos de herbívoros e depois os caçavam e abatiam para se alimentarem.


E foi a através do estudo e da compreensão da forma como os cachorros e os lobos caçavam, que o homem pode iniciar a seleção dos exemplares que melhor se adaptavam a este estilo e, a partir deles, produziu raças com caracteristicas e qualidades especificas com o objetivo de que trabalhassem arrebanhando, conduzindo e, principalmente, não agredindo os rebanhos, já que o seu alimento já erá fornecido pelo homem. E no caso das raças pastoras, menos importante do que os padrões estéticos, as criações buscam produzir filhotes saudáveis e com um extremo potencial voltado para o trabalho. E a seleção dos reprodutores é feita basicamente levando-se em conta o histórico familiar de aptidão ao trabalho de pastoreio.


E o treinamento, que começa aos doze meses, consiste em se fazer um perfeito entrosamento e parceria com o cachorro, para que ele possa desempenhar o melhor trabalhe com a maxima eficiencia possivel. Porem, antes de se iniciar o trabalho com o rebanho, e isto se aplica para qualquer cachorro ou o rebanho, é fundamental que o cachorro não receba o adestramento básico de obediência tradicional. Antes disso, o cachorro vai ser submetido a alguns testes para vetificar suas aptidões de pastor e no máximo, será ensinado a atender alguns comandos basicos. Pois cada raça tem o seu proprio ‘estilo’ de pastoreio, no caso do Border, os exemplares têm como principal característica de trabalho o "trazer", ou seja, ele dá a volta e coloca naturalmente, o rebanho entre o proprio cachorro e o condutor.


Já no caso do Blue Heeler, a principal característica é de atuar como "empurrador", ou seja, ele se coloca naturalmente voltado para o rebanho e de costas para o condutor. E o perfeito e adequado adestramento, consiste em se colocar "comando" nos movimentos naturais destes cachorros para que, sob a ordem do condutor o cachorro leve o rebanho ao lugar desejado, não se importando se é empurrando o rebanho ou trazendo o rebanho. Sendo que os cachorros devem ser ensinados a executar os movimentos básicos, como cercar o rebanho no sentido horário e anti-horário, deitar, parar, andar, morder. Porem para que o cachorro execute corretamente cada um desses comandos, há a necessidade de um intensivo treinamento.


E não apenas do cachorro, mas também de seu condutor, já que é fundamental que ambos saibam exatamente o seu papel durante a jornada de trabalho. E como o tamanho do rebanho pode variar muito, já existe inclusive uma raça especializada em latir, no trabalho com grande rebanhos, para avisar aos animais da frente, que existem cachorros pastores trabalhando lá atrás. O cachorro de pastoreio pode ser encarado como um bom, barato e eficiente implemento agrícola, ou tambem, um otimo e indispensável funcionário que não falta ao serviço, não tem férias, não tem encargos sociais, não reclama e que ainda ama e é fidelissimo ao seu patrão.








Ataque de Cachorros.



Ataque de Cachorros: Quem convive diretamente com cachorros ou outros animais de estimação corre um risco potêncial e está sujeito a levar mordidas e arranhões. E geralmente pode ser algo superficial, leve e sem importância, ocorrido durante uma brincadeira e de forma involuntária. Porem se o cachorro atacar por agressividade ou reação à dor, a mordida pode ser consequentemente grave e vir a necessitar de cuidados. Pois a boca dos cachorros e gatos possui vários tipos de bactérias, assim como a dos proprios humanos, porem nos cachorros e nos gatos algumas destas bactérias são patogênicas, isto é, podem causar serias doenças. E se compararmos as consequências da mordedura de um cachorro e a de um gato. 


Veremos que as mordidas dos felinos têm uma chance dez vezes maior de causar infecção aos humanos que a dos cachorros. Isso porque os dentes dos gatos são bem mais afiados e, portanto, a mordedura é sempre mais profunda e difícil de ser totalmente desinfetada. E tambem a boca dos gatos também possui mais bactérias nocivas ao homem, como é o caso da Pasteurella, que causa infecções. Pois o fato dos gatos terem o hábito de lamber as patas faz com que os arranhões também sejam potencialmente perigosos, pois as unhas podem estar contaminadas por bactérias da saliva. E sempre que houver um acidente de mordedura causada por um cachorro ou gato em que haja arranhões ou sangramentos, é importante fazer a imediata desinfecção do local com água e sabão e, se possível, aplicar um antisséptico. 


E dependendo da profundidade e da gravidade da mordida, o médico pode prescrever antibióticos preventivamente. Inclsive costuma-se dizer que a saliva do cachorro é cicatrizante e algumas pessoas, acreditando nisso, acham que se um cachorro lamber uma ferida humana, ela cicatrizará mais rápido. Isso é um grande erro, pois o risco de contaminação por bactérias da boca do cachorro é muito maior do que qualquer poder cicatrizante que a saliva canina, supostamente, possa ter. Quanto à transmissão da raiva pela mordida ou arranhão, ela só acontecerá se o cachorro ou gato estiver infectado com o vírus. 


Porem como a maioria dos animais domésticos é vacinada anualmente, esse risco é mínimo. porem se uma pessoa for mordida por um cachorro ou gato desconhecido, o animal deve preferencialmente ficar por 10 dias em observação. E se isso não for possível, é aconselhavel e indicado que seja feito o tratamento preventivo da raiva no indivíduo que foi mordido. E geralmente uma mordida leve de um cachorro ou gato da propria casa, pode não ter qualquer consequência, como ocorre na maioria das vezes. Porém, pessoas com o sistema imunológico deprimido em decorrência de estar contaminado pela Aids, ou fazendo tratamento de câncer, ou pelo uso prolongado de cortisona, assim como idosos ou crianças muito pequenas, podem ter consequências mais graves e desenvolverem infecções generalizadas. 


A mordedura do gato pode causar vermelhidão, inchaço e dor local em poucas horas, e a infecção irá restringir-se ao local da mordida e regredir, o que ocorre na maior parte dos casos, ou progredir para sintomas generalizados com febre e mal estar, principalmente a ocorrência for em pessoas imunodeprimidas. E a mordedura do cachorro poderá causar o mesmo, mas a chance da infecção ocorrer é sempre menor, embora esta possibilidade nunca deva ser desprezada. Inclusive ter um cachorro, um gato ou qualquer outro animal de estimação. 


Normalmente não oferece risco algum à saúde humana, desde que obviamente sejam tomadas as medidas preventivas para se evitar acidentes. Como manter a vacinação anti-rábica rigorosamente em dia, desinfetar imediatamente toda eventual ocorrência de mordedura, e se evitar situações que possam levar a acidentes com mordidas. E isto significa basicamente, não arriscar-se acariciando, brincando ou principalmente provocando cachorros, mesmo de pessoas que sejam conhecidos, em que não se tenha absoluta certeza de que sejam cachorros confiaveis.







Amputações de Orelhas e Cauda - Cachorros.




Amputações de Orelhas e Cauda - Cachorros: O corte da cauda e das orelhas dos cachorros já era praticado antes mesmo das raças serem organizadas em clubes e possuírem um padrão oficial. E as justificativas para se realizar essas amputações eram de que serviam para minimizar as lesões e machucados em cachorros do tipo Bracos, Terries, Weimarers entre outros, decorrentes de sua intensa utilização na caça. Pois inclusive ferimentos neste local, podiam causar um grave e intenso sangramento. porem,os outros motivos, são de ordem puramente estética, que é para poder conferir um aspecto mais leve e compacto a algumas raças de trabalho, como a rottweilers, dobermans e boxersAmputações de Orelhas e Cauda - Cachorros. Amputações de Orelhas e Cauda - Cachorros.

 



Inclusive atualmente, o corte da cauda e das orelhas tem motivo apenas e unicamente estético, não estando ligado à nenhuma funcionalidade pratica que possa eventualmente conferir quaisquer beneficio ao cachorro. E felizmente, muitos países já aboliram a prática destas cirurgias com intuito meramente estético, inclusive o Brasil. Pois em 19 de março de 2008, o Conselho Federal de Medicina Veterinária do Brasil, proibiu os veterinários de realizarem o corte de orelha ou cordas vocais de cachorros para evitar que latam, assim como a amputação das garras dos gatos para que eles não "destruam os móveis". E a resolução diz que "Ficam proibidas as cirurgias consideradas desnecessárias ou que possam impedir a capacidade de expressão do comportamento natural da espécie. Amputações de Orelhas e Cauda - Cachorros. Amputações de Orelhas e Cauda - Cachorros.




Sendo permitidas apenas as cirurgias que atendam as indicações clínicas". E também a cirurgia de corte de cauda foi desaconselhada, porem ainda não foi proibida. E o padrão para o corte de cauda depende da raça, podendo ser bem curto ou amputado parcialmente. Inclusive a cauda é uma 'extensão' da coluna vertebral dos cachorros, sendo formada por várias pequenas vértebras. E apresenta inúmeras terminações nervosas, por isso é uma parte bastante importante e sensível do corpo do animal. Entretanto no Brasil ainda persiste este ato de mutilação inútil e cruel, que é feito somente para atender aos desejos de vaidade dos responsáveis pelos cachorros, que acabam sendo desnecessariamente mutilados.  Amputações de Orelhas e Cauda - Cachorros. Amputações de Orelhas e Cauda - Cachorros.




E já há muitos anos, a caudotomia passou a ser proibida em quase toda a Europa, por ser considerada uma cirurgia extremamente cruel para os cachorros, inclusive existem países que chegam a proibir a entrada de cachorros com cauda amputada em seu território. E a caudotomia é feita por volta de 3 dias de idade no filhote, embora o padrão de muitas raças recomende o corte, ela não é obrigatória. Podendo inclusive um cachorro com cauda íntegra, obter pedigree e participar perfeitamente de exposições. E também a cauda do cachorro é muito importante e muito utilizada por eles, como um efetivo meio de comunicação entre os próprios cachorros e também com outros animais. Amputações de Orelhas e Cauda - Cachorros. Amputações de Orelhas e Cauda - Cachorros.




Pois além de também ajudar no equilíbrio, através da posição da cauda, os cachorros conseguem demonstrar as suas intenções. Por exemplo, a cauda abaixada pode significar submissão ou medo, a cauda alta abanando de um lado para outro significa alegria, porem pode ter o sentido de agressividade ou dominância se o movimento for apenas leve, ou seja, através da cauda, o cachorro consegue expressar-se. Felizmente atualmente, já começa a haver uma conscientização entre os responsáveis, inclusive com muitos já optando por não fazer a caudotomia em seus cachorros, e reservando um filhote antecipadamente com o criador, e solicitando que o rabo não seja cortado. Inclusive há pessoas que, quando compram seu cachorro com o rabo curto. Amputações de Orelhas e Cauda - Cachorros. Amputações de Orelhas e Cauda - Cachorros.




E por desconhecimento acham até que "ele já nasceu assim", mas são raros os casos de cachorros que nascem com a cauda bem curta ou com a ausência dela. E é preciso analisar a real necessidade de amputar-se uma parte do corpo de um cachorro ou qualquer outro animal, pois se for apenas por motivo estético é algo totalmente questionável e até condenável. E mesmo que algumas raças de cachorros aparentemente possam parecer ficarem mais bonitos com a cauda mutilada, embora a beleza seja algo muito subjetivo para ser analisado. Trata-se de uma questão meramente cultural, pois já há o costume e o habito de se  ver muitas raças com o rabo cortado. E os mesmo cachorros, de cauda longa e natural, podem a principio até causar uma certa estranheza. Amputações de Orelhas e Cauda - Cachorros. Amputações de Orelhas e Cauda - Cachorros.




Porem a mutilação de cachorros puramente por motivos estéticos e de vaidade é algo inaceitável, em uma sociedade que quer se dizer civilizada. Entretanto existem casos onde há necessidade de que seja feita a amputação, como por exemplo quando o cachorro morde insistentemente a ponta do rabo, fere com frequência a extremidade ao bater em objetos, podendo consequentemente causar ferimentos e sangramentos crônicos, e dependendo da situação até tumores. Pois devemos sempre considerar e priorizar o bem-estar dos cachorros, antes de qualquer capricho ou vaidade estética, e principalmente saber respeitar o direito que os cachorros têm de poderem expressar-se e comunicar-se naturalmente conosco e com a sua própria espécie. Amputações de Orelhas e Cauda - Cachorros. Amputações de Orelhas e Cauda - Cachorros. Amputações de Orelhas e Cauda - Cachorros.






Amputações de Orelhas e Cauda - Cachorros. Amputações de Orelhas e Cauda - Cachorros.





COMPARTILHE A POSTAGEM.

.

.
.

Visualizações de página do mês passado