quarta-feira, setembro 03, 2014

Cachorros - Trichodectes canis.



Cachorros - Trichodectes canis: A infestação produzida pelos piolhos mastigadores que são da espécie (Trichodectes canis) igualmente como ocorre aos piolhos sugadores, também denomina-se pediculose. Entretanto a ação nociva parasitaria do piolho mastigador no tecido cutâneo e na saúde do cachorro parasitado é mais intensa, extensa e com maior gravidade. Pois alem de causar uma intensa irritação (Plurido) ao  se alimentarem de resíduos celulares da pele e dos pelos do cachorro acometido pela infestação, os piolhos mastigadores (Trichodectes Canis) assim como os piolhos sugadores transmitem igualmente a dermatite alérgica. E alem disto os piolhos mastigadores também  podem contaminar os cachorros com uma verminose intestinal transmitida pelo parasita Dipillidium caninum. Entretanto alguns cachorros são assintomaticos, não manifestando os sintomas provocados pelo acão parasitaria dos piolhos mastigadores, como uma intensa irritação, e uma grande descamação com lesões no tecido cutâneo.    



O tratamento feito para eliminação da infestação (Pediculose) provocada pelos piolhos do tipo mastigador, tem um procedimento semelhante ao aplicado para eliminação da pediculose provocada pelos piolhos do tipo sugadores. Deve-se primeiramente procurar orientação de um veterinário para um diagnóstico completo e preciso, devido a possíveis contaminações provocadas pelo parasita Dipillidium Caninum. No resto, todo o processo de tratamento é muito parecido. E consiste em aplicar medicamentos de uso externo como loções, xampus e sabonetes específicos, evitando-se igualmente como foi dito anteriormente o uso de ivermectina, devido aos seus graves efeitos colaterais, principalmente em determinadas raças que possuem alta sensibilidade a este medicamento. Deve-se também higienizar e desinfetar os objetos e os locais frequentados pelo cachorro, para que se possa eliminar também os ovos e larvas dos piolhos.                            

Criadores Ilegais - Cachorros.



Criadores Ilegais - Cachorros: Mesmo depois de tudo que já se sabe a respeito de criadores ilegais, abandono, super população de animais abandonados, maus tratos, centros de controle e zoonoses e abrigos que são verdadeiros depositos e campos de concentração, eutanazia em massa entre outras atrocidades. Entretanto mesmo assim, continua-se a se comercializar e a se comprar vidas, seja por status, por estar na moda, por causa do porte, do temperamento destemido, da cor da pelagem, do formato da orelha, do rabo, do focinho ou qualquer outra futilidade ou capricho. Então, para impedir ou amenizar este circulo vicioso e cruel que só gera sofrimento e abandono, ao menos antes de comprar um cachorro ou gato da raça de sua preferência, conheça a sua procedência e as suas matrizes, ou seja, os criadores e a mãe e o pai dos filhotes.


Porque entre os cachorros e gatos resgatados do sofrimento e do abandono uma grande maioria são provenientes de de criadores ilegais. Pois 99% dos cachorros e gatos vendidos através de jornais, em muitos pet shops das grandes cidades, agroveterinárias, praças e esquinas não são de criadores serios e conceituados. E são animais procriados sem nenhuma seleção criteriosa, e devido a isto na sua maioria são portadores de problemas genéticos, e quando não, são filhotes de pais que foram oriundos deste mesmo processo desumano de produção de filhotes em serie, ou seja são vitimas de criadores de fabricas de filhotes. E para entender como funciona uma fabrica de filhotes, tudo começa naqueles lindos filhotes de cachorros e gatos, fofíssimos, que ficam nas pet shops à venda, que inclusive são muito difíceis de resistir.


Porem basta uma rápida olhada em como essas lojas obtem estes filhotes, para se revelar um sistema na qual o preço que o consumidor paga pelo "cachorrinho na vitrine" é muito pouco perto do sofrimento a que são submetidos principalmente os reprodutores e as matrizes destes filhote. Pois aquele adorável filhotinho, provavelmente veio de uma "fábrica de filhotes", um lugar onde não se há nenhuma preucupação ou consideração para com as minimas condições de bem estar dos animais, ou controle algum sobre a sua reprodução. E não é difícil de se encontrar um lugar assim, pode ser um vizinho que tem uma cadela "linda" e quer acasalá-la para "ganhar dinheiro", resultando geralmente em filhotes que não têm nenhum controle genético, e que podem carregar algumas doença hereditárias e inerentes a raça.


E a propria cadela mãe que não tem direito a nenhum descanso, pois é colocada para acasalar em todos os cios, ou seja, duas vezes por ano. Algumas até permanecem trancafiadas, muitos sequer levam os animais ao veterinário, e a maioria dos animais sejam filhotes ou adultos, não são sequer socializados. E o triste e dramatico resultado disto, é que muitos filhotes acabam sendo abandonados depois de semanas ou meses, pois os seus responsáveis acabam ficando frustados e sem saber como lidar com o filhote que adquiriram, e consequentemente por conveniência, diga-se covardia e crueldade, os abandonandonam, aumentando ainda mais a população de animais abandonados nas ruas, tornando-os expostos a todo os tipos de sofrimento como maus-tratos, fome, frio e outros sofrimentos.


Entretanto não se sabe o que é pior, se o o sofrimento do abandono nas ruas ou o sofrimento que lhes é imposto e as condições em que os animais ficam confinados nestas verdadeiras "fabricas de filhotes". Pois são gaiolas minusculas feitas de madeira ou arame, sem as minimas condições de higiene, totalmente sujas e imundas, ou em carcaças de carros velhos e cabines de pick-ups ou simplesmente amarrados a uma corda. E como já foi dito anteriormente, as cadelas acasalam duas vezes ao ano e geralmente são sacrificadas ou abandonadas nas ruas quando não conseguem mais procriar e ter filhotes, e tambem tanto as cadelas e suas crias tambem sofrem de má nutrição.


E muitas não tem sequer um abrigo, e tambem não têm atendimento veterinário nenhum, e os filhotes inclusive geralmente são separados precocemente da mãe, para serem vendidos mais rapido, sendo então imediatamente colocados em gaiolas e levados às pet shops. E estas viagens podem ser de centenas de quilômetros em pick-ups, trailers, caminhões e até em aviões, sem nenhuma comida, água, ventilação, abrigo e espaço para se exercitar, inclusive muitos filhotes chegam a ficar superaquecidos e morrem de calor. E há até mesmo a possibilidade de um pet shop não adiquirir proposital e conciêntemente os animais  em fábricas de filhotes, porem há grandes chances de que compre de pessoas que têm ligação com essas fábricas, e acabam sem saber revendendo estes filhotes.


E os filhotes que sobrevivem às pessimas condições anti-higiênicas das "fábricas de filhotes" e ao sofrimento ocasionado pelo transporte até os pet shops, raramente tiveram contato amistoso e carinhoso com as pessoas, e conhecem muito pouco o contato com seres humanos, que tanto é necessário para se tornarem bons animais de estimação. Inclusive por não investirem o dinheiro necessario para fornecer uma alimentação adequada, tanto aos reprodutores, matrizes e filhotes, ou forneçe-lhes abrigo e cuidados veterinários, as fábricas de filhotes têm um lucro altíssimo. E tambem as condições não melhoram muito quando os filhotes chegam às pet shops, pois tambem são mantidos em pequenas gaiolas sem poderem fazer nenhum exercício, sem amor e contato humano.


E tendem em consequencia a desenvolverem comportamentos indesejáveis, como latir excessivamente ou se tornarem destrutivos e anti-sociais. Pois diferentemente de sociedades protetoras, as pet shops não se preocupam com o futuro dos filhotes, e a falta de leis nesse sentido permitem que as pet shops continuem a vender animais doentes, embora a polícia em raras ocasiões consiga fechar essas lojas quando se descobre e constata que os animais sofrem de abusos e maus-tratos. Enquanto isto as Fábricas de Filhotes e seus "corretores" seguem fazendo grandes negócios, mesmo com toda a exploração e o sofrimentos impostos aos animais, onde os cachorros não têm sequer um local decente ou uma minuscula cama para dormir, e nenhuma proteção contra o frio ou contra o calor.


Alguns possuem feridas que não foram medicadas, infecções na orelha e abscessos nas patas, e o confinamento e a solidão, muitas vezes, levam as cadelas a ficarem loucas. E existem milhares de "criadores" e de negociadores em todo o Brasil, o que gera um negocio milionario, as custas do martirio e do sofrimento de animais inocentes e indefesos. E no impulso consumista ditado pelo status de poder possuir um cachorro ou gato que esteja na  moda, muitas pessoas compram cachorros de determinadas raças por impulso e na maioria das vezes nem sequer se informam ou lêem a respeito desta raça, ou estão prontos para o compromisso e as responsabilidades de se ter um animal de estimação. Filmes como 101 Dálmatas e Beethoven, programas de TV como Frasier e comerciais como o do Taco Bell causaram um boom de popularidade de certas raças.


E, ainda, a grande maioria dos responsáveis não sabem sequer quais são os cuidados minimos necessários adequados a raça que eles comproram. Pois, já está constatado, que toda vez que Hollywood faz um filme com um cachorro de determinada raça, os cachorros daquela raça acabam virando verdadeiros "bibelos da moda" e os exemplares da raça, sofrem a consequencia deste modismo e acabam se dando mal". Pois quando aumenta a procura por determinada raça, as fábricas de filhote entram em ação e se concentram em produzir milhares de filhotes em serie daquela raça determinada. Mas, quando o Jack Russell Terrier não é nada parecido com o "Eddie" de Frasier ou o São Bernardo não age como o "Beethoven", os abrigos e CCZs acabam consequentemente ficando lotados de cachorros dessas raças, que foram abandonados cruel e covardemente por seus responsáveis.


Pois nas fábricas de filhotes, os cachorros são criados para quantidade, e não qualidade, então doenças genéticas e problemas de comportamento que passam de geração para geração são quase um padrão, sendo extremamente comuns nesse tipo de criação. E esta situação resulta em contas de veterinário altíssimas para as pessoas que compram esses cachorros, além de enorme probabilidade de se ter cachorros com desvios de comportamento e anti-sociais. E inclusive os treinadores afirmam que nessas fábricas não há a menor consideração a respeito do temperamento do cachorro, e no final, as pessoas os abandonam  por não corresponderem ao que queriam ou, simplesmente, os sacrificam, leia-se assassinam.


E devido as inspeções feitas pelo poder publico serem inadequadas, as fábricas de filhotes raramente são monitoradas pelo governo, pois inclusive não existem leis que a proíbam. Então cabe a nós mudarmos essa situação, para podermos acabar ou ao menos minimizar-mos o sofrimento que é infringido a estes pobres, inocentes e indefesos animais por este comercio insensivel, inescrupuloso, cruel e barbaro, simplemente tomando a atitude de não mais comprar-mos filhotes em pet shops. E tendo preferencia por uma raça em especial, adiquira os filhotes em criadores conceituados e serios, que tratam os seus animais com carinho, humanidade e respeito. Entretanto, se não houver preferência por nenhuma raça em especial, recomendamos a melhor opção, que é adotar um companheiro canino ou felino junto a milhares de cachorros e gatos abandonados.


No qual inclusive estão incluidos muitos exemplares de cachorros e gatos de raça, e que alem de estarem sofrendo por abandono, estão tambem na grande maioria dos CCZ na fila para serem sacrificados. Pois simplesmente se as pessoas se concientizarem e simplesmente não comprarem mas cachorros, gatos ou qualquer outro animal em pet shops, este cruel e criminoso comercio se extinguiria, pois sem as pet shops, as fábricas de filhotes tenderiam a desaparecer e em consequencia o sofrimento proporcionado por este cruel e barbaro comercio praticamente iria acabar. Pois o melhor lugar para se encontram um amigo animal seja ele cachorro ou gato, é em um abrigo, em feiras de adoção ou no CCZ da sua cidade. Pense seriamente nisto!






De: Luana Michels

Cirurgias e Experimentos - Cachorros.




Cirurgias e Experimentos - Cachorros: A utilização de animais ainda vivos em cirurgias e experimentos nos cursos de medicina, medicina veterinária, biologia, psicologia e odontologia, dentre outros, é uma prática ainda comum no Brasil. Pois cachorros, gatos e tambem outras espécies como cavalos, coelhos, camundongos entre outros são submetidos constantemente a cirurgias e testes, na maioria das vezes extremamente dolorosos, sob o pretexto de "ensino didático" ou "pesquisa científica". Os procedimentos são indescritíveis e é preciso ter coragem para conhecer detalhes e ver fotos dos animais submetidos a tamanha crueldade. E a procedência dos animais que são submetidos a toda está crueldade desnecessaria, e que lhes acomete um doloroso e indiscritivel sofrimento.

 

São geralmente vira-latas ou de cachorros ou gatos de raça, que foram abandonados por seus responsáveis ou encontrados vagando pelas ruas. E eles aguardam resignados pela hora do sacrifício nos centro de zoonoses, e muitos ainda são vendidos, em um comércio macabro por algumas prefeituras às universidades. Estressados e muito assustados, são enviados aos institutos de ensino para servirem de cobaias em aulas práticas. Alguns são operados e mortos em seguida, outros são colocados em canis ou gatis, em condições precárias, sem assistência adequada no pós-operatório (analgésicos, principalmente), onde ficam aguardando uma próxima cirurgia ou experimento, são submetidos a desumanos e brutais sofrimentos. 


Onde os animais são cegos, escaldado, eletrocutado, paralisados, queimados, enlouquecido e transformados em viciados em drogas entre outras situações extremamente dolorosas, desesperadoras e agonizantes. Sem contar tambem os experimentos, e são incontaveis as experiências, onde Animais são utilizados para testar uma ampla gama de substâncias, tais como herbicidas, tabaco, cosméticos, pomadas, sprays e diversas drogas. E cachorros são envenenados até a morte para testar a dosagem letal de produtos, tais como limpadores de forno. E muitas empresas fazem testes com animais que são alimentados à força, onde são injetadas uma quantidade excessiva de alimentos com um determinado percentual do produto testado. 


E onde chegam a morrer por hemorragia mais de 50% dos animais submetidos aos testes, no prazo de alguns dias.  E para testar alergia a detergentes e outros produtos domésticos, são pingados amostras nos olhos de coelhos e tambem esfregada na pele previamente raspada das cobaias, e tudo "em nome e pelo bem da ciência". Felizmente em muitos países da Europa e tambem nos Estados Unidos, os experimentos com animais, assim como o seu uso didático foi abolido. No Brasil, embora exista uma "lei que os proteja", os animais ainda continuam a ser intensamente utilizados, e submetidos a torturas indescritiveis. A lei 9.605, de 12 de fevereiro de 1998 (Meio ambiente e ecologia), é bem clara: "Incorre nas mesmas penas (detenção de 3 meses a um ano, e multa) quem realiza experiências dolorosas ou cruéis em animais vivos, ainda que para fins didáticos ou científicos, quando existirem recursos alternativos.". 


Embora existam muitas e variadas alternativas, inclusive já amplamente utilizadas em outros paises, Infelizmente no Brasil, para a grande maioria das universidades, pesquisadores e professores destas areas especificas é mais comodo, barato e mais "pragmatico e realista", se utilizar animais vivos, e afinal qual é o problema em submete-los a tamanha crueldade e sofrimento, afinal quem se importa, são só animais. Porem apesar de toda está cultura morbida e indiferença existentes no Brasil, felizmente a Faculdade de Medicina Veterinária da USP, está dando um belo e memoravel exemplo, e já não utiliza mas animais vivos em suas aulas de técnica cirúrgica. Em vez disso, utiliza cadáveres, especialmente preparados, de animais que tiveram morte natural em clínicas e hospitais veterinários. 


E os alunos também praticam cirurgias de castração em cães e gatos levados pelos proprietários. Isso sem falar na ampla utilizaçaõ de recursos substitutivos que envolvem modelos e manequins simuladores, filmes e vídeos interativos, simulação computadorizada e realidade virtual, provando as mentes medievais, atrazadas e primitivas que é possivel, que haja estudos e evolução cientifica com o uso respeitavel e digno de animais, sem a necessidade de submete-los a tratamentos experimentos crueis, desumanos, barbaros e primitivos. Então pare-mos já com está cultura morbida e com estas estas praticas abominaveis, covardes, crueis e sanguinárias. Pois se existem alternativas, não há razão para se continuar cometendo-se tamanha crueldade, tortura e sofrimento aos animais em aulas praticas, estudos e experimentos. 


Deve-mos Lutar para que seja banida a prática de vivissecção nas escolas de ensino e que seja de conhecimento público as empresas que utilizam animais como cobaias na indústria farmacêutica e cosmética, através de especificação no rótulo dos produtos. Assim, é possível o boicote às empresas que ainda se utilizam destas práticas abominaveis, sanguinárias e cruéis contra os animais. Pedimos desculpas pelo conteudo forte, cruel, desumano e até macabro das fotos apresentadas. Porem foi a forma que encontramos de mostrar a realidade dantesca e o terrivel e cruel sofrimento que é imposto aos inocentes e indefesos animais. Durante as aulas praticas nas universidades. 


Fazendo vivissecção em animais vivos, ou atrás de portas trancadas no mundo secreto dos laboratórios que fazem e promovem pesquisas da forma mais fria, desumana, cruel e sanguinária utilizando-se de animais, e sendo totalmente insensiveis aos sofrimentos que lhes infringidos , sob a hipocrita alegação, de que é tudo em prol da ciência e para o beneficio da humanidade.  Portanto uma imagem vale por mil palavras, e essas fotos mostram uma pequena parte da frieza, da desumanidade, da indignidade, da covardia e da crueldade com que são tratadas e sacrificadas estas pobres e vulneráveis criaturas, que nada podem fazer para se defender para evitar este dantesco e macabro destino.













COMPARTILHE A POSTAGEM.

COMPRE E RECEBA EM CASA! COM TODA COMODIDADE, SEGURANÇA E RAPIDEZ.

,

,

CURSO DE VIOLÃO: EBOOK + VIDEO AULAS - TOTALMENTE GRATIS!