.

sábado, setembro 06, 2014

Castração/Preconceitos - Cachorros.



Castração/Preconceitos - Cachorros: Existem muitos mitos e preconceitos infundados a respeito dos efeitos que a castração pode provocar nos cachorros. Com ideias pré-concebidas como por exemplo, de que os cachorros castrados tendem a engordar de forma excessiva após a castração, o que é uma inverdade e um exagero, pois o cachorro após a castração, realmente por ficar mais tranquilo e caseiro, tem consequentemente uma sensível diminuição nas suas atividades físicas, mas sem uma influencie tão significativa no peso corporal do cachorro, e para compensar esta diminuição no ritmo no ritmo, basta fazer mais exercícios, caminhar um pouco mais ou diminuir a quantidade de ração oferecida ao cachorro.

Fazem também um calculo errado e precipitado em relação aos custos da castração, com alegações do tipo "E caro, e eu não posso pagar!", outro engano, pois os custos para o procedimento de uma operação de castração, serão amplamente compensados por futuros custos como despesas com veterinários, alimentação, vacinas, etc. do cachorro e suas crias, e também posteriormente eventuais despesas com cirurgias e medicamentos decorrentes de doenças em cachorros não castrados como a Piometria entre outras. E atualmente, não tem nem o que se alegar, pois há várias clínicas que realizam castrações a preços reduzidos e também, inclusive facilitam o pagamento.

Outra desculpa comum, é de que “eu dou um jeito, e sempre arrumo pra quem dar os filhotes", entretanto ao invés de se tentar remediar, é muito mais simples e seguro se evitar. Pois uma fêmea pode ter até 10 filhotes por gestação, e que depois cresceram e terão outras crias, multiplicando geometricamente o problema. Então para quê deixar novos filhotes nascerem, se não há uma certeza ou segurança sobre seu futuro, pois se já não há responsáveis ou lares suficientes para os que já existem. Então fazer o que com os filhotes que ninguém quiser? E os futuros donos ou responsáveis, tratarão dos cachorros tão bem como você? Não se deve esquecer que muitas vezes um cachorro só é atraente enquanto é um filhote.

E mesmo que a pessoa prometa trata-lo bem, o cachorro pode muitas vazes vir a ser maltratado, negligenciado e até abandonado. E provavelmente se juntará a legião de cachorros abandonados nas ruas que passam por todo tipo de privação e sofrimento.  E também há um receio de que o cachorro perdera sua coragem e vivacidade, com argumentos como “Ele não tomará mais conta da casa.” No entanto, estes são receios e argumentos que não procedem, pois os cachorros castrados não perdem o seu instinto de proteger seu território. O que eles realmente perdem positivamente falando é o seu instinto de demarcar território, e consequentemente o costume de urinar em diversos lugares da casa.

Outra alegação comum sobre as fêmeas e de que “Mas ela precisa ter pelo menos uma cria”, ou também  porem ter uma cria não acrescenta nada de positivo a saúde da cadela, e sim mais problemas. Pois diversas pesquisas mostram que, quanto mais cedo for realizada a castração, menores as chances da fêmea desenvolver câncer de mama, e a castração também prevenirá o surgimento de Piometria, doença frequente em fêmeas adultas.



Ou também que “Eu estarei interferindo na natureza do cachorro”, não, o cachorro(a) não tem escolha quanto à natalidade, segue apenas o seu instinto. E e dever do dono ou responsável, intervir e prevenir nascimentos indesejados, agindo da maneira mais correta. O cachorro(a) será beneficiado e não subtraído de algo. Outro argumento comum, é a de que o "cachorro vai sofrer", absolutamente não, pois a cirurgia é feita sob efeito de anestesia geral, sendo portanto indolor para o cachorro. É também é relativamente simples e rápida, e com um pronto reestabelecimento, só precisando de alguns poucos cuidados no pós-operatório.

Cachorros com Roupa.



Cachorros com Roupa: A moda definitivamente chegou  ao mundo dos cachorros, pois existem  atualmente diversos tipos e modelos  de roupas especialmente confeccionados para eles. Desde  roupas para passeio, até modelos sociais e esportivos e com uma variedade infinita de cores.  Porem as roupas de cachorros antes estavam restritas a modelos voltadas para a proteção contra o frio, entretanto como houve muita evolução neste mercado, o que consequentemente aumentou muito a demanda por todos os tipos de roupas para cachorros, desde de proteção contra o frio ate modelos para passeio esportivo. Inclusive  já existem varias empresas especializadas e voltadas exclusivamente para a produção de roupas para cachorros, produzindo toda gama de modelos e cores. 

Porem mesmo com toda está tendência e demanda, não se deve insistir com os cachorros para que usem roupas obrigatoriamente, somente por questões de estética ou moda, o que pode lhes causar  um grande desconforto, mau estar e muita irritação. Pois deve-se lembrar que o cachorro tem uma natureza livre, e sequer tem conçiência do que venha a ser tudo isto. Então deve-se respeitar o sua opção e a sua personalidade, e caso ele não aceite usar a roupa, não se deve força-lo, e caso venha a aceitar, deixe que ele se acostume gradualmente com o seu uso, para só então as utilizar de forma plena e habitual nos cachorros. 

Cachorros - Proteção Imunológica.



Cachorros - Proteção Imunológica: O organismo dos cachorros esta a todo momento naturalmente exposto a agressão de bactérias, vírus, fungos e outras substâncias estranhas e possivelmente nocivas. Entretanto, para combater estas agressões o organismo dos cachorros é naturalmente equipado e dispõem do seu complexo sistema imunológico, que são um tipo de células específicas que se agrupam, e estão sempre alertas e prontas para defender o organismo contra infecções ou agentes estranhos. A função do sistema imunológico consiste a principio em reconhecer cada um dos tecidos, células, e proteínas do organismo para distingui-las de uma ampla variedade de agentes patogênicos e substâncias estranhas, para então combate-los, destrui-los e se opondo natural e automaticamente a sua presença no organismo dos cachorros. 

Neste processo, os linfócitos T, células pequenas que fazem parte dos glóbulos brancos sangüíneos ou leucócitos, têm grande importância. É por este motivo que os linfócitos estão sempre presentes em áreas com inflamação crônica, pois estão  exercendo a sua função imunológica, contudo o sistema imunologico pode casualmente ficar fragilizado e debilitado, deixando o organismo vulnerável e suscetível à agentes estranhos, infecções bacteriologicas, viroses, que podem evoluir para doenças mais sérias, como infecções generalizadas e até mesmo o câncer. E entre os fatores que podem desencadear problemas no sistema imunológico, pode-se citar doenças hereditarias, intoxicações, amamentação deficiente, alimentação desequilibrada entre outras.  

Um cachorro bem nutrido, que amamentou e se alimenta de forma completa e adequada, se nutrindo com uma ração de boa qualidade, está melhor preparado para enfrentar  infecções, agentes extranhos e outras doenças do que um cachorro mal nutrido, cuja alimentação é de má qualidade e consequentemente deficiente principalmente de proteinas, vitaminas e sais minerais que potencializam as defesas orgânicas. As principais vitaminas e minerais que atuam fortalecendo o sistema imunológico são as vitaminas A, C, E e ácido fólico e os minerais zinco e selênio. A seguir mostraremos quais são as principais funções imunológicas de cada um desses nutrientes, sendo que estes nutrientes estão presentes nas rações de boa qualidade. 

Vitamina A - Essa vitamina apresenta um papel muito importante na manutenção da integridade das membranas mucosas. Por isso, a sua deficiência no nosso organismo provoca uma redução do número de linfócitos T circulantes, aumentando a probabilidade de infecções bacterianas, virais ou parasitárias. 

Vitamina C - Essa vitamina antioxidante estimula a resistência às infecções através da atividade imunológica de leucócitos. Ela aumenta a produção dessas células de defesa, que tem efeito direto sobre bactérias e vírus, elevando a resistência a infecções. 

Vitamina E - Essa vitamina tem a capacidade de interagir com as vitaminas A e C e com o mineral selênio, agindo como antioxidante. Sua função primordial é proteger as membranas celulares contra substâncias tóxicas, radiação e os radicais livres que são liberados em qualquer reação química do organismo e podem causar sérios danos às estruturas das células, 

Ácido fólico - Essa vitamina é essencial para a formação dos leucócitos (glóbulos brancos) na medula óssea.

Zinco - Esse mineral atua na reparação dos tecidos e na cicatrização de ferimentos. Uma deficiência de zinco resulta em diversas doenças imunológicas; a deficiência grave causa linfopenia (grande diminuição do número de linfócitos). 

Selênio - Assim como a vitamina E, esse mineral possui grande capacidade antioxidante, ou seja, neutraliza a ação dos radicais livres   evitando o desencadeamento de algumas formas de câncer. 
Somente forneça vitaminas ou suplementos vitaminicos aos cachorros, com orientação veterinaria, e para maiores informações e esclarecimentos, consulte um veterinario.



COMPARTILHE A POSTAGEM.

.

.
.

Visualizações de página do mês passado

.COMO ACABAR COM AS PULGAS!