.

quinta-feira, setembro 18, 2014

Cachorros - Vitaminas Antioxidantes.




Cachorros - Vitaminas Antioxidantes:  A vitamina E ou tocoferol, é uma vitamina lipossolúvel e os tocoferóis agem como antioxidantes, protegendo as células dos efeitos nocivos das substâncias tóxicas, principalmente dos radicais livres. e também tem uma influencia positiva na prevenção e tratamento da arteriosclerose, das inflamações articulares e das complicações do diabete por bloquearem as modificações oxidativas das lipoproteínas de baixa densidade.  Em cachorros a carência de vitamina E, pode provocar alterações neurológicas degenerativas da medula, com diminuição dos reflexos, diminuição da sensibilidade vibratório, da propriocepção e oftalmoplegia, e tambem as dificuldades visuais podem ser agravadas pela retinopatia pigmentar também provocada pela falta de vitamina E. A vitamina E, mesmo consumida em alta dosagem não e tóxica, pode entretanto reduzir a absorção de outras vitaminas lipossoluveis e de minerais como o ferro. Somente utilize vitaminas com a prescrição e acompanhamento veterinário.   

Alimentos Tóxicos - Cachorros.



Alimentos Tóxicos - Cachorros: Existem diversos alimentos que podem intoxicar, causar mal estar e inclusive tambem causar o óbito nos cachorros. Relacionamos então os principais alimentos que comumente são causadores de intoxicações em cachorros. O chocolate, principalmente os mais amargos, podem causar taquicardia e problemas no sistema nervoso do cachorro. Doces e balas podem conter a substancia cylitol, que é muito perigosa para cachorros, podendo causar fraqueza, convulsões, problemas renais e hepáticos e inclusive a morte do cachorro.


Cebolas, a substancia n-propil presente na cebola é extremamente tóxica para os cachorros, e acarreta a quebra das células vermelhas, podendo causar urina com presença de sangue, fraqueza, taquicardia e respiração ofegante. Uvas e uvas passa, podem causar falência renal nos cachorros em um curto espaço de tempo (48 horas), podendo causar também problemas estomacais, vômitos e tambem a morte do cachorro. Sal, uma pequena quantidade de sal pode causar problemas graves nos cachorros como tremor, convulsão e inclusive a morte.


Ossos de aves, que são denominados ossos pneumáticos, e a ingestão desses ossos podem causar a perfuração do estômago do cachorro, pois estes ossos criam pontas afiadas, quando quebrados ao serem mastigados. Leite e produtos lácteos, cachorros quando adultos não tem enzimas no sistema digestivo suficientes para digerir o leite. Queijos, manteigas e outros produtos lácteos também podem provocar alergias estomacais e diarreias, existem disponíveis no mercado leites especiais para cachorros.



Caso o cachorro venha acidentalmente ingerir algum alimento tóxico ou inadequado, e comece a apresentar sinais de mal-estar, e manifestar sintomas como irritação, transtornos gástricos, alterações do ritmo cardíaco e respiratório. Ele deve ser levado imediatamente ao medico veterinário, e também não se deve dar leite, ou provocar o vomito nos cachorros ao se constatar a ocorrência de intoxicação, pois só agrava-rá a situação. O melhor e o mais indicado, é estimular o cachorro a beber bastante água, até a chegada do atendimento medico veterinário.















Tártaro nos Dentes - Cachorros.



Tártaro nos Dentes - Cachorros: O tártaro  pode ocasionar sérios problemas de saúde bucal, inclusive desencadeando infecções que se disseminam e podem atingir orgões vitais dos cachorros. E também afeta as gengivas, dando inicio a gengivite, e tambem promove o aparecimento de doenças periodentais que são doenças que atingem os tecidos que revestem, sustentam e envolvem a base dos dentes e ligamentos periodônticos. E o acúmulo de alimentos e bactérias na boca e nos dentes dos cachorros, ocasionam  o desenvolvimento da placa bacteriana e consequentemente a formação do cálculo dentário, mais conhecido como tártaro, e o tártaro é um problema bucal que acomete com maior frequência os cachorros de raças de pequeno porte. 


Principalmente as raças Yorkshire, Dachshund, Poodles que têm uma maior predisposição para desenvolverem esta anomalia. E as doenças bucais periodentais, desencadeadas pelo tártaro podem se disseminar através da circulação sanguínea, se alastrando para  órgãos vitais dos cachorros como o coração, o fígado, os rins e articulações, prejudicando a saúde e diminuindo a sua expectativa de vida. E a melhor forma de prevenirmos, o acumulo de placas bacterianas e o desenvolvimento de tártaros, é através da higienização preventiva bucal nos cachorros. E o tratamento para o tártaro geralmente é feito com uma limpeza através de um aparelho de ultra-som, no qual remove-se todas as placas bacterianas e cálculos dentários (tártaro) com total  segurança através de vibrações. Consulte um veterinário para maiores informações e orientações. 

COMPARTILHE A POSTAGEM.

.

.
.

Visualizações de página do mês passado

.COMO ACABAR COM AS PULGAS!