.

quinta-feira, outubro 02, 2014

Cachorros - Tapetes Higiênicos.




Cachorros - Tapetes Higiênicos: Os tapetes sanitarios ajudam a manter o ambiente higienizado e livre dos odores de urina e de fezes, pois os tapetes higiênicos absorventes possuem uma alta capacidade de absorção, e um tamanho adequado que concilia higiene e praticidade para o cachorro, inclusive possuem tambem fitas plasticas adesivas, que facilitam a fixação do tapete no local determinado. E as fitas adesivas, já vem fixadas no tapete e aderem em qualquer superfície, sem deixar resíduos de cola ou papel, e os tapetes sanitários contem um atrativo odorifico canino que auxiliam no aprendizado e orientação do cachorro sobre o local correto de fazer as suas necessidades fisiologicas. 


E podem ser utilizados por filhotes e adultos, e por raças de médio e grande porte, devido ao seu alto poder de absorção, e o modo de utilização dos tapetes sanitários absorventes e bastante simples. A principio deve-se colocar o tapete em um local seco e distante da localização da agua, e da comida e tambem do local onde o cachorro decansa e dorme, e de forma automatico e naturalmente o proprio atrativo odorifico orienta-ra o cachorro sobre o local correto para que ele faça suas necessidades fisiologicas. Entretanto durante a fase de adaptação, caso o cachorro utilize outro local, apenas repreenda-o verbalmente com uma entonação maior de voz, simplesmente dizendo não! 

E inclusive não se deve bater no cachorro, pois está atitude só o deixa-ra mais confuso, e não trara nenhum beneficio ao processo de aprendizagem, e depois leve-o até o tapete higienico e diga simplesmente aqui!. E toda a vez que observa-lo fazendo o procedimento correto, faça-lhe um agrado, pois os cachorros aprendem muito mais rápido quando são agraciados e elogiados, do que quando são reprendidos ou levam uma bronca. E durante está fase de aprendizagem, alguns cachorros consegurm assimilar e aprender muito bem as orientações, no entanto outros tem um pouco mais de dificuldades. Porem estes comportamentos são normais, e  dependem de varios fatores, e tambem fazem parte da forma como os cachorros retém as suas experiências e elaboram o seu aprendizado. Portanto seja paciente e valorize mais os acertos, do que os erros do seu cachorro.                                                                                                                                                                                                                                                  

Tendas pra Cachorro.



Tendas pra Cachorro: As tendas para cachorros estão disponiveis no mercado em varios modelos e são a substituição provisoria ideal para as casas do cachorro, pois permite que se possa leva-la para passeios ou viagens e proporcionam bastante conforto para os cachorros, permitindo que mesmo fora do seu ambiente ele tenha o seu cantinho aconchegante para poder descansar ou dormir. E são super praticas e compactas, e cabem facilmente no porta-malas ou numa sacola de mão por ser facilmente desmontável e tambem transportavel. São impermeáveis, leves, fáceis de lavar, sendo disponíveis em diversas cores. E são geralmente confeccionadas em nylon, e possuem uma estrutura em perfil plástico resinado com alta resistência mecânica.






Cachorros - Evolução.



Cachorros - Evolução: A relação entre os seres humanos e os cachorros teve inicio a aproximadamente 15 mil anos, sendo os cachorros provalvemente os primeiros animais a serem domesticados pelos humanos. Existe uma diversidade muito grande de raças de cachorros, que vai desde a raça gigante do Dogue Alemão até o raça pequena do pequeno Chihuahua, entretanto apesar de todas as diferenças de tamanho, caracteristicas e persanalidade são todos pertencentes a uma única espécie.


Os cachorros são membros pertencentes a família Canidae ou canídeos, que são parte de um grupo maior chamado de ordem carnivora, que  inclui ursos, quatis, gatos e focas. Alguns fósseis mostram que a família Canidae derivou-se dos ancestrais comuns da ordem carnivora há aproximadamente 40 milhões de anos. Sendo a família Canidae subdividida em três subgrupos, que são os animais semelhantes às raposas, os animais semelhantes aos lobos e os canídeos sul-americanos.


Observando a diversidade de cachorros e canídeos selvagens, cientistas como Charles Darwin acharam que os diferentes tipos de cachorros deviam ser descendentes de diferentes tipos de canídeos selvagens. Entretanto, a análise do DNA mostra que cientificamente os cachorros são descendentes apenas dos lobos, e como os filhotes de lobos, os cachorros recém-nascidos são cegos, surdos e completamente dependentes de suas mães. Entretanto, a mudança das características de lobo para cachorro só pode ter acontecido muito lentamente.


Pois os lobos são relativamente uniformes em aparência, e levaria milhares ou até mesmo, milhões de anos para surgir esta grande diversidade, como há que existe entre os cachorros, além do mais, a descoberta de fósseis mostra que não faz muito tempo que os cachorros apareceram. E testes de DNA, indicam que os cachorros podem ter começado a se separar do lobos há 100 mil anos, e esse tempo é considerado relativamente recente em termos evolutivos. Ainda assim, podemos ver nos cachorros a diversidade física mais radical entre todas as espécies de mamíferos.


Há mais variação em tamanho, cor, tipo de pelagem e outros aspectos da aparência entre os cachorros, do que entre todas as outras espécies de canídeos ou mamiferos. A explicação sobre o processo de evolução do lobo para os cachorros, indica que alguns lobos se "auto-domesticaram", quando os homens deixaram de ser uma sociedade nômade para viver em aldeias, e criaram um novo nicho ecológico para os lobos das redondezas. O nicho tradicional dos lobos, é o de caçadores de herbívoros (comedores de plantas), como cervos e alces, e este nicho requer que os lobos sejam grandes, fortes, inventivos e capazes de aprender com exemplos.


Os humanos, vivendo em comunidade, produziam restos de comida e outros resíduos, o que representava uma fonte valiosa de alimentos para os animais. Os lobos, habitando proximo das pessoas, começaram a explorar a facilidade de obtenção destes alimentos, proporcionado por esta aproximação. Conseguiam então alimentos com maior facilidade e abundancia, e assim sobreviviam melhor, reproduziam-se mais e consequentemente tinham mais ninhadas. E o grupo de lobos, que permaneceu mais próximo dos homens, seguiu um caminho evolutivo diferente dos demais. Pois este grupo não precisava ser tão forte, rápido ou criativo quanto seus ancestrais, e na verdade ser pequeno era melhor, porque animais menores precisam de menos comida.


A característica principal para sobreviver nesse grupo era estar sempre proximo dos seres humanos, e este processo foi evoluindo, e sendo conduzido pela propria seleção natural. Estes no processo evolutivo se adaptaram, e quando os homens começaram a viver em aldeias ou comunidades, os lobos aproveitaram esta oportunidade para poder adquirir alimentos facilmente, como os restos de alimentos que sobravam dos homens. Já os lobos mais arredios, começavam a se afastar cada vez mais, separando assim a espécie em dois nichos bem distintos. E os que ficaram convivendo com o homem, foi adaptando-se de acordo com as necessidades e conduzido ao processo de adaptação junto aos seres humanos para a sua melhor sobrevivência. Onde os seus cruzamentos, viriam a originar está variedade imensa de raças de cachorros que existe hoje.

COMPARTILHE A POSTAGEM.

.

.
.

Visualizações de página do mês passado