.

domingo, outubro 12, 2014

Desmame dos Cachorrinhos.



Desmame dos Cachorrinhos - Desmame: O período de desmame dos cachorros filhotes e muito importante pois influencia significadamente a sua saúde e o seu desenvolvimento durante a sua vida adulta. Durante essa fase, é essencial o fornecimento de uma alimentação adequada que proporcione uma perfeita transição do leite materno para a alimentação sólida. E esta alimentação deverá fornecer proteínas, gorduras, minerais e vitaminas de forma concentrada e de alto valor biológico para que os cachorros possam ter um excelente desenvolvimento. 


O desmame é uma fase critica de transição da amamentação para a alimentação sólida, sendo então um período delicado que necessita de todo cuidado e atenção possíveis. Durante este período, o filhote fica mais ativo se interando mais com o ambiente ao redor e necessita então de uma quantidade maior de alimentos para sua alimentação passe a se adequar ao seu rápido crescimento. E o melhor prazo para se iniciar o desmame é a partir da quarta semana de vida dos filhotes, sendo este inclusive o período onde a produção de leite da cadela começa a declinar, logo após a ocorrência do pico da amamentação. 


Deve-se começar inicialmente oferecendo papinha e ração de desmame aos filhotes e progressivamente eles vão ingerindo uma maior quantidade de alimento sólido e adaptando-se de forma suave e gradativamente a alimentação sólida. A frequência de alimentação varia conforme a idade dos filhotes, antes de 90 dias são 5 refeições diárias, a partir dos 90 dias, 4 refeições, e dos 6 meses a 1 ano, 3 refeições diárias.. E durante este processo o alimento mais adequado balanceado e completo é uma boa ração de desmame pois satisfaz perfeitamente as necessidades nutricionais dos filhotes nesta delicada e importante fase de seu desenvolvimento. 



Cachorros no Cio.



Cachorros no Cio: A ocorrência de cio nos cachorros, acontece somente nas cadelas pois somente elas entram no cio, porque os machos estão sempre aptos e prontos para cruzar. E as cadelas atingem a sua maturidade sexual em media entre os seis a sete meses de idade, tendo posteriormente repetição destes ciclos em um prazo aproximado que varia de seis em seis meses. E normalmente, com envelhecimento das cadelas, o intervalo de tempo entre estes ciclos tendem a se alongar, porem as cadelas têm cio até o final da sua vida.


E o cio tem uma duração que varia entre  18 a 21 dias, entretanto a fêmea só aceita a cobertura do macho somente durante alguns dias, normalmente após a metade do período. A primeira fase do cio pode ser observada pelo inchaço dos lábios da vulva. ocorrendo também um  sangramento que vai de leve a moderado, porem algumas cadelas não apresentam sangramento durante o cio. Nas fêmeas que apresentam esta caracteristica, que se denomina cio seco é difícil identificar o momento da ocorrência de cio e isso pode se tornar um problema com serias consequências.


Pois acasalamentos indesejáveis poderão acontecer, em cadelas mais velhas e comum também a ocorrência de cio seco. E na segunda metade do cio, há uma diminuição significativa no sangramento com as cadelas permitindo a monta e o acasalamento com os machos . Os machos podem detectar o odor das fêmeas no cio a uma grande distância, um feromônio é eliminado junto com a urina das cadelas nessa fase, e é este feromônio que exala o odor que atrai os machos. E o final  do cio é notado pela diminuição evidente da região genital e durante este período é quando a fêmea passa a rejeitar o macho.


E para se evitar que a cadela fique prenhe durante o período do cio,  não se pode permitir que ela tenha contato com machos, principalmente do 7o. ao 15o. dia e no final do cio. A  castração é uma excelente opção para se evitar definitivamente o cio e a gestação nas cadelas. pois após a castração as fêmeas não terão mas o inconveniente do cio e também o risco de acasalamentos indesejáveis.  E evite também o uso de anticoncepcionais, pois é um método que apresenta varias contra indicações, e o sua utilização acarreta vários problemas de saúde as cadelas. Para maiores informações e esclarecimentos, consulte um veterinário.  

Companhia de Cachorros.



Companhia de Cachorros: Um cachorro de companhia, é naturalmente designado para proporcionar ao seu responsável, somente companhia e especificamente como um cachorro doméstico, e não tendo que desenvolver outras funções como cachorro de guarda ou vigia. Entretanto porém alguns cachorro que desenvolvem perfeitamente a função de guarda e vigia, apesar do porte, também podem ser utilizados como cachorros de companhia. Como os Retrievers, os Rottweiler e os Pastores Belga e Alemão, que possuem um temperamento tranquilo, sendo bastante sociaveis e tendo muita fidelidade, ao seu responsável e a seus familiares. Os cachorros de companhia, normalmente são de porte pequeno e possuem um temperamento dócil, sendo muito alegres e brincalhões.


E existem diversas raças, que possuem estes prê-requisitos físicos e comportamentais, como caracteristicas. E as principais raças que são utilizadas e se destacam como cachorros de companhia são o YorkShire, Maltês, Pug, Bulldog Francês, Poodle Toy e Miniatura, Yorkshire Terrier, Chihuahua, Pequinês, Lhasa Apso, Maltês, Bichon Frise, Miniatura Pinscher, Lulu da Pomerânia, e Shih Tzu entre outros. Com suas origens genéticas, originadas geralmente, do aprimoramento seletivo das caracteristicas especificas proporcionadas por estas raças. Os cachorros de companhia, foram sendo aprimorados ao longo do tempo, para serem perfeitos no desempenho da função especifica. Que é de servirem de companhia, a seus responsáveis e também a seus familiares.


E normalmente os cachorros de companhia tem como caracteristicas principais serem inteligentes e dóceis, terem o porte pequeno e também serem extremamente fies e dedicados a seus responsáveis e familiares. Porem deve-se observar também o tipo de pelagem dos cachorros, pois cachorros de pêlos curtos exigem menos cuidados do que os que possuem pêlos longos, como escovações constantes e até diárias e tosas frequentes. Nas raças que exigem tosa (Poodles, Cockers, Fox Terrier pêlo duro, Schnauzer, etc..), ela deve ser feita no mínimo a cada 2 meses. E também em regiões onde as temperaturas altas prevalecem na maior parte do ano, recomenda-se também optar por raças de pelagem curta. E não se deve adquirir uma raça de cachorro se baseando em modismos.


Pois a escolha, deve ser feita baseado em questões como espaço e tempo disponíveis, se é casa ou apartamento, clima, crianças e outros critérios. Porque baseando-se em modismos, pode-se cometer erros como colocar um Labrador num apartamento, ou comprar um Husky Siberiano mesmo morando numa cidade de clima quente o ano todo. E independente da raça, para tornar o cachorro dócil e alegre, tem muito a ver com a maneiro que se cria o mesmo. Pois sua personalidade, se forma até os seis meses, e as experiências positivas que tiver, o acompanharão por toda a vida. Ou seja, para se ter um cachorro fiel, companheiro, saudável e feliz, não o isole, deixe-o ter contato com os amigos e demais familiares. Assim ele se desenvolve-ra plenamente, tanto a sua emoção, quanto a sua própria percepção e inteligência, se tornando um companheiro fiel e dedicado a todos.




COMPARTILHE A POSTAGEM.

.

.
.

Visualizações de página do mês passado

.COMO ACABAR COM AS PULGAS!