.

segunda-feira, novembro 10, 2014

Cachorros - Carrapatos Causam Doenças.



Cachorros - Carrapatos Causam Doenças: O carrapato, é um ectoparasita hematofago, que alem de ter entre suas vitimas animais como cachorros, gatos, bovinos, equinos e até galinhas , também pode parasitar e transmitir doenças para os seres humanos. Mas entretanto a importância que é dada a tal fator, isto é, aos carrapatos e suas doenças, ainda é muito limitada. Pois as doenças infecciosas transmitidas pelos carrapatos, precisam  ser vistas através de uma ótica mais seria, e no Brasil a questão relacionada às doenças humanas transmitidas pelos carrapatos, e mesmo a existências de algumas delas, ainda carece de que seja dada a importância devida.

E precisam ser analisadas, e trabalhadas de uma forma mais abrangente e com maior eficiência.
E entre os agentes causadores das doenças humanas transmitidas pelos carrapatos temos:
-Bactérias: erlíquias (erliquiose granulocítica e erliquiose monócita), bacilos Gram-negativos (tularemia), borréias (doenças de Lyme, frebe), riquétsias (frebers maculosas).
-Vírus: febre hemorrágica do Congo-Criméia, encefalite, febre hemorrágica de Omsk, febre transmitida por carrapatos colorado, encefalite louping ill, encefalite Langat.
-Protozoários: babesiose.

Em todo mundo, existem aproximadamente 850 espécies de carrapatos, onde todos possuem características semelhantes, como artrópodes aracnídeos, ectoparasitas de vertebrados terrestres. Dentre estas espécies, 680 delas pertencem à família ixodidae e 170 a família agarsidae, desta forma, os carrapatos são mais do que simples vetores de doenças, ao quais agem como reservatórios, transmitindo a infecção para sua progênie através de via transovariana. Pois os carrapatos são os principais vetores de doenças animais, perdendo apenas para os mosquitos como transmissor de doenças humanas. E o seu potencial de transmitir doenças é amplo, devido a sua voracidade, a sua grande resistência ao meio externo, e a sua longevidade.

E também a capacidade de transmissão transovariana, e a manutenção da transmissão das doenças contam com períodos indeterminados. Pois o controle e o extermínio deste ectoparasita é dificultado por suas próprias caracteristicas, que são a sua grande voracidade e a diversidade de suas vitimas, sua grande capacidade reprodutiva e tambem sua grande resistência ao meio ambiente. No entanto, no Brasil, o seu grande potencial vem sendo desconsiderado, já que a única doença humana considerada como transmitida pelo carrapato é a febre maculosa brasileira.

E os tipos de carrapatos que tem maior incidência, e o que também podem parasitar os seres humanos, são  o carrapato de cavalo ou carrapato estrela, o carrapato de boi, o carrapato de galinha, e que tem como habitat normalmente as regiões rurais, e o carrapato vermelho do cão encontrado normalmente nas grandes regiões urbanas, mas também com grande ocorrência nas áreas rurais. Caso haja algum acidente envolvendo a ocorrência de picadas de carrapatos, deve-se procurar auxilio medico imediato, para um diagnóstico, e caso seja necessário, proceder com as providências devidas, como exames e medicação. 





Cuide de seu Cachorro.



Cuide de seu Cachorro: A quantidade de pessoas que desejam ter um cachorro em casa é muito grande, não importando a finalidade. Mas é importante ressaltar que ter um cachorro demanda tempo, cuidados, atenção e muito mais, fatores que infelizmente muitos donos de cachorros se esquecem. E independente do cachorro que você pretenda ter em casa, seja ele um cachorro de raça ou um vira-latas, todos necessitam de alimento, de água fresca, sentem dor e principalmente, necessitam de carinho e amor, sentimentos estes os quais ele terá sempre por você.


Desta forma, se você está interessado em adquirir um cachorro e não possui o tempo necessário para cuidar do mesmo, nem pense em adquiri-lo apenas para trancá-lo no fundo do quintal e assim dizer a todos que você possui um cachorro. Lembre-se de que um cachorro ou qualquer outro animal é uma vida, a qual necessita de cuidados básicos para viver com saúde e com bem-estar. Assim como as pessoas, os cachorros também adoecem e precisam ir ao médico veterinário para a realização de um diagnóstico e para identificar a enfermidade, para que seja realizado o melhor tratamento para a cura da mesma.

Desta forma, eles também precisam de cuidados especiais redobrados durante a presença de uma doênça, e necessitam de medicamento e tudo mais. Por este motivo, caso você não queira gastar dinheiro com eventuais problemas de saúde de seu cachorro, saiba que o melhor é você adquirir um bicho de pelúcia ou até mesmo criar um bichinho virtual, os quais não proporcionam nenhum tipo de gasto. Não adquira um cachorro para maltratar, pois você pode não ter conciência ou perceber, mas deixar um cachorro sem uma moradia digna e sem alimento é considerado maus tratos, é o que diz a Lei 9.695 de 1998.


A partir desta Lei, quando denunciado, o responsável pelo animal que é vitima de maus tratos poderá responder por crime pagando multa ou até mesmo ser preso, sendo que se houver a morte do animal, a pena pode ser multiplicada. Não seja como muitos donos de cachorros despreparados e sem responsabilidade, ou seja, não adquira um cachorro se você não tem a certeza de que conseguirá cuidar dele, pois o filhote cresce e deixa de ser fofinho e bonitinho e depois perde a graça. E abandoná-los na rua alem de ser uma crueldade e uma covardia também é considerado crime, e muito mais do que crime, é desumano.

Então, pense muito bem antes de ter ou não um cachorro ou qualquer outro animal de estimação. Pois a finalidade deste post não é te desanimar e fazer com que você não tenha um cachorro em casa, mas sim chamar a sua atenção para a posse responsavel, e mostrar que um cachorro ou qualquer outro animal, não são objetos e assim como as pessoas tem sentimentos, e necessitam tambem de atenção e cuidados para poderem viver de forma saudavel e feliz. E diferentemente dos humanos, eles dependem de alguém, e este alguém é você.








Cachorros Geriatricos



Cachorros Geriatricos: Quando o Bill chegou, ele era um lindo e charmoso filhotinho de poodle, com pêlo espesso e macio, todo preto, e era tão bonito que rendia elogios por onde passava. Entretanto cerca de 10 anos depois, o mascote da família começou a dar sinais que não era mais o mesmo, não tinha mas aquela energia e vitalidade de antes.  Mesmo que aos olhos dos responsáveis, os cachorros nunca envelhecem, e os filhotes nunca crescem. No entanto, a realidade surgiu de repente, ao reverem uma foto antiga, o seu pêlo que era motivo de tanto orgulho, não exibia mais a mesma cor e brilho, as manchas ao redor dos olhos e os cílios também se tornaram totalmente grisalhos, e os indícios eram mais que evidentes, Bill estava envelhecendo.

E saber identificar os sinais que os cachorros apresentam nessa fase da vida, é estar consciente dos cuidados que devem ser tomados nesta fase vulnerável e delicada de sua vida, fase esta em que o cachorro precisa-rá de todo amor e carinho. Pois para os cachorros, os sinais do tempo do relógio da vida tem uma contagem diferente, sendo que no caso dos cachorros eles também são divididos pelo tamanho, os maiores são considerados idosos a partir dos 7 anos e os menores depois dos 9, e a senilidade pode aparecer a partir do nono ano. Porem velhice não é sinônimo de doença, mas pede uma maior atenção, e deve-se ficar atento, sempre que o cachorro sinalizar quando sente alguma dor ou desconforto. 

Os sintomas manifestados na velhice, e que são apontados como os mais comuns, são o cansaço, a tosse noturna, o emagrecimento sem causas aparentes, aumento na ingestão de líquidos e na produção de urina, dificuldades para defecar, diminuição da audição e visão, dificuldades em subir e descer escadas. E estes sintomas, são indicativos que podem camuflar doenças graves como diabetes, câncer e até Doença Articular Degenerativa (DAD). O cansaço, tosse noturna e intolerância ao exercício, podem ser indícios de uma alteração cardíaca, e o tratamento e a terapia são feitos a base de dieta, atividade fisica especifica, medicamentos, controladores de pressão e diuréticos.

O emagrecimento progressivo pode ser indicio de verminose, doença periodontal, diabetes, insuficiência renal, doenças metabólicas e infecciosas, e o tratamento é feito com soroterapia, alimentação parenteral e vitaminas. Muita sede e excesso de urina, podem ser indícios de Diabetes e/ou insuficiência renal, o tratamento é feito com uma dieta específica, insulinoterapia, e castração. E volumes internos, abcessos, verrugas, cistos, tumores e câncer, o tratamento é feito com quimioterapia, laserterapia e cirurgia.Dificuldade em defecar, obstrução intestinal, constipação, hérnias, problemas de coluna, neoplasias e vermes, tratamento é feito com cirurgias, alterações na dieta, enemas e medicamentos. Opacidade ocular, menor produção de lágrimas, secreção ocular crônica e "olhos vermelhos" catarata, tratamento feito com cirurgias, e colirios específicos

Diminuição da audição, otites e surdez, tratamento feito a base de medicamentos. Dificuldade em locomover-se, andar enrijecido e problemas nas articulações, tratamento a base de Condroitina, antiinflamatórios especificos, acupuntura, homeopatia, fisioterapia e deve-se também evitar-se escadas. Aumento de peso, obesidade, tratamento a base de dieta com ração específica e fisioterapia Mau-hálito, perda de dentes, dificuldade mastigatória e acúmulo de tártaro, doença periodontal, tratamento com remoção cirúrgica, limpeza periodíca com escovação e produtos comestíveis E um simples exame de sangue e urina pode diagnosticar problemas nos rins, fígado e diabetes, já a insuficiência cardíaca pode ser detectada com auscultação, eletrocardiogramas e radiografias.

Reveja também o tipo de ração fornecida, inclusive existem no mercado muitas opções de rações especificas para cachorros idosos. Uma nutrição adequada fortalece o organismo e a saúde do cachorro, controla o seu peso evitando a obesidade e impede a formação de tártaro. E este problema bucal que é o principal causador de mau-hálito nos cachorros, e pode levar a perda de seus dentes e também facilita a entrada de bactérias em sua corrente sanguínea, causando problemas cardíacos e renais. Então evite fornecer ao seu cachorro, alimentos que facilitem o acumulo de resíduos na sua gengiva e nos seus dentes, de preferência por oferecer ração, e evite dar comida caseira ao cachorro, pois ela deixa muitos resíduos.

E escove os dentes do cachorro ao menos uma vez por semana, e a limpeza e remoção do tártaro deve ser feita anualmente no veterinário. E além de contar com os remédios tradicionais, atualmente os peludos dispõem também de tratamentos alternativos. Como a acupuntura e a homeopatia, que retardam o aparecimento de enfermidades e aliviam as dores, aumentando o bem-estar e a qualidade de vida dos cachorros. A acupuntura ajuda no tratamento de problemas articulares, e os colírios homeopáticos podem diminuir a progressão de processos oftálmicos senis etc...

Entretanto esgotadas todas as possibilidades de cura e tratamento de uma enfermidade, que compromete a qualidade de vida do cachorro, juntos o responsavel e veterinário devem decidir o que fazer. E esta decisão de extrema responsabilidade e nada simples, feita sempre com o devido acompanhamento médico veterinário, pode significar a última demonstração de amor ao querido companheiro, que é o procedimento da eutanásia. Pois qualquer sentimento de culpa deixa de existir, quando todas as possibilidades de tratamento foram levantadas, e esta é uma necessidade que se mostra absoluta, a eutanásia, que é uma palavra de origem grega, que significa Boa Morte.





COMPARTILHE A POSTAGEM.

.

.
.

Visualizações de página do mês passado

.COMO ACABAR COM AS PULGAS!