quinta-feira, dezembro 11, 2014

Velhos Cachorros.



Velhos Cachorros: Quando o Bill chegou, ele era um lindo e charmoso filhotinho de poodle, com pêlo espesso e macio, todo preto, e era tão bonito que rendia elogios por onde passava. Entretanto cerca de 10 anos depois, o mascote da família começou a dar sinais que não era mais o mesmo, não tinha mas aquela energia e vitalidade de antes.  Mesmo que aos olhos dos responsáveis, os cachorros nunca envelhecem, e os filhotes nunca crescem. No entanto, a realidade surgiu de repente, ao reverem uma foto antiga, o seu pêlo que era motivo de tanto orgulho, não exibia mais a mesma cor e brilho, as manchas ao redor dos olhos e os cílios também se tornaram totalmente grisalhos, e os indícios eram mais que evidentes, Bill estava envelhecendo.

E saber identificar os sinais que os cachorros apresentam nessa fase da vida, é estar consciente dos cuidados que devem ser tomados nesta fase vulnerável e delicada de sua vida, fase esta em que o cachorro precisa-rá de todo amor e carinho. Pois para os cachorros, os sinais do tempo do relógio da vida tem uma contagem diferente, sendo que no caso dos cachorros eles também são divididos pelo tamanho, os maiores são considerados idosos a partir dos 7 anos e os menores depois dos 9, e a senilidade pode aparecer a partir do nono ano. Porem velhice não é sinônimo de doença, mas pede uma maior atenção, e deve-se ficar atento, sempre que o cachorro sinalizar quando sente alguma dor ou desconforto. 

Os sintomas manifestados na velhice, e que são apontados como os mais comuns, são o cansaço, a tosse noturna, o emagrecimento sem causas aparentes, aumento na ingestão de líquidos e na produção de urina, dificuldades para defecar, diminuição da audição e visão, dificuldades em subir e descer escadas. E estes sintomas, são indicativos que podem camuflar doenças graves como diabetes, câncer e até Doença Articular Degenerativa (DAD). O cansaço, tosse noturna e intolerância ao exercício, podem ser indícios de uma alteração cardíaca, e o tratamento e a terapia são feitos a base de dieta, atividade fisica especifica, medicamentos, controladores de pressão e diuréticos.

O emagrecimento progressivo pode ser indicio de verminose, doença periodontal, diabetes, insuficiência renal, doenças metabólicas e infecciosas, e o tratamento é feito com soroterapia, alimentação parenteral e vitaminas. Muita sede e excesso de urina, podem ser indícios de Diabetes e/ou insuficiência renal, o tratamento é feito com uma dieta específica, insulinoterapia, e castração. E volumes internos, abcessos, verrugas, cistos, tumores e câncer, o tratamento é feito com quimioterapia, laserterapia e cirurgia.Dificuldade em defecar, obstrução intestinal, constipação, hérnias, problemas de coluna, neoplasias e vermes, tratamento é feito com cirurgias, alterações na dieta, enemas e medicamentos. Opacidade ocular, menor produção de lágrimas, secreção ocular crônica e "olhos vermelhos" catarata, tratamento feito com cirurgias, e colirios específicos

Diminuição da audição, otites e surdez, tratamento feito a base de medicamentos. Dificuldade em locomover-se, andar enrijecido e problemas nas articulações, tratamento a base de Condroitina, antiinflamatórios especificos, acupuntura, homeopatia, fisioterapia e deve-se também evitar-se escadas. Aumento de peso, obesidade, tratamento a base de dieta com ração específica e fisioterapia Mau-hálito, perda de dentes, dificuldade mastigatória e acúmulo de tártaro, doença periodontal, tratamento com remoção cirúrgica, limpeza periodíca com escovação e produtos comestíveis E um simples exame de sangue e urina pode diagnosticar problemas nos rins, fígado e diabetes, já a insuficiência cardíaca pode ser detectada com auscultação, eletrocardiogramas e radiografias.

Reveja também o tipo de ração fornecida, inclusive existem no mercado muitas opções de rações especificas para cachorros idosos. Uma nutrição adequada fortalece o organismo e a saúde do cachorro, controla o seu peso evitando a obesidade e impede a formação de tártaro. E este problema bucal que é o principal causador de mau-hálito nos cachorros, e pode levar a perda de seus dentes e também facilita a entrada de bactérias em sua corrente sanguínea, causando problemas cardíacos e renais. Então evite fornecer ao seu cachorro, alimentos que facilitem o acumulo de resíduos na sua gengiva e nos seus dentes, de preferência por oferecer ração, e evite dar comida caseira ao cachorro, pois ela deixa muitos resíduos.

E escove os dentes do cachorro ao menos uma vez por semana, e a limpeza e remoção do tártaro deve ser feita anualmente no veterinário. E além de contar com os remédios tradicionais, atualmente os peludos dispõem também de tratamentos alternativos. Como a acupuntura e a homeopatia, que retardam o aparecimento de enfermidades e aliviam as dores, aumentando o bem-estar e a qualidade de vida dos cachorros. A acupuntura ajuda no tratamento de problemas articulares, e os colírios homeopáticos podem diminuir a progressão de processos oftálmicos senis etc...

Entretanto esgotadas todas as possibilidades de cura e tratamento de uma enfermidade, que compromete a qualidade de vida do cachorro, juntos o responsavel e veterinário devem decidir o que fazer. E esta decisão de extrema responsabilidade e nada simples, feita sempre com o devido acompanhamento médico veterinário, pode significar a última demonstração de amor ao querido companheiro, que é o procedimento da eutanásia. Pois qualquer sentimento de culpa deixa de existir, quando todas as possibilidades de tratamento foram levantadas, e esta é uma necessidade que se mostra absoluta, a eutanásia, que é uma palavra de origem grega, que significa Boa Morte.




COMPARTILHE A POSTAGEM.

Visualizações de página do mês passado

.COMPRE E RECEBA EM CASA! COM TODA COMODIDADE, SEGURANÇA E RAPIDEZ.

.COMPRE E RECEBA EM CASA! COM TODA COMODIDADE, SEGURANÇA E RAPIDEZ.
.

.

.
.