.

quinta-feira, outubro 28, 2010

Cachorros - Pelos/Sais Minerais.


Cachorros - Pelos/Sais Minerais: Os sais minerais tem uma importante influência nutricional na saúde, na resistência, no brilho e na aparência geral dos pelos dos cachorros. Pois quando há uma carência nutricional, principalmente de sais minerais, consequentemente pode ocorrer um enfraquecimento da raiz, perda do brilho e provavelmente uma queda de pelos. E esta queda de pelos não é fisiológica devido ao envelhecimento do cachorro, mas sim também em decorrencia de uma deficiência nutricional, que é a chamada queda patológica ou alopecia. E o mineral que é essêncial, e que tem uma ação muito positiva sobre a saúde capilar dos cachorros é o zinco, pois o zinco é um elemento fundamental, e está presente em todo o organismo, principalmente como um constituinte intracelular, está tambem envolvido nas atividades de mais de 300 metalo-enzimas, agindo como co-fator ou catalisador.


Nos cachorros os principais efeitos de sua deficiência estão relacionados com problemas de pele e de pêlos, e atua também como um agente antioxidante, prevenindo contra a formação de radicais livres e evitando assim danos oxidativos nas células e no DNA. E os sintomas típicos de deficiência de zinco por carência nutricional, ou por má absorção intestinal que é motivado principalmente pelo excesso de cálcio na alimentação, são a dermatite seborreica (caspa), perda de pelos e descamações na face, orelhas e patas. E a administração de suplementos de zinco, auxilia na eliminação destas carências nutricionais, e consequentemente na eliminação destes sintomas a curto prazo. Entretanto, somente utilize suplementos alimentares com prescrição e acompanhamento veterinário.

Postagens Relacionadas:









              

Cachorros - Pelos/Aminoacidos.


Cachorros - Pelos/Aminoácidos:  Entre as carências nutricionais que podem determinar a queda de pêlos nos cachorros, pode-se citar também a ausência na alimentação de determinados tipos de aminoácidos principalmente a metionina. Que são, como se fossem os tijolos que formam as moléculas de proteínas mais complexas, pois são fatores determinantes na proteção dos epitelios. E a sua falta, ou a sua quantidade insuficiente na alimentação dos cachorros, ocasiona por consequencia a perda do brilho, da resistência, com o ressecamento da pele e o aparecimento de quadros de seborreia, paraqueratose, e dermatites em geral, culminando consequentemente na queda dos pêlos. A metionina é um aminoácido sulfurado, formador de pontes de enxofre entre os polipeptídios constituintes de pele e de pêlos, dando-lhes resistência, diminuindo a queda de pêlos.


E sendo presença principalmente entre os  elementos envolvidos com a integridade da pele e da pelagem, auxiliando na manutenção do brilho e na maciez da pelagem, e possui ainda uma ação antiinflamatória sistémica, e tambem evita o ressecamento da pele, com uma função essêncial na regeneração e formação de epiderme, derme e mucosas. Sendo importante consequentemente, no bom desenvolvimento da pelagem, evitando a queda de pêlos e proporcionando pele e pêlos brilhantes e resistentes. E tambem Participa ativamente na proteção, reposição e integridade dos pêlos e da pele, prevenindo dermatites. A metionina que juntamente com outros aminoácidos sulfurados, cisteína e cistina, é essencial ao desenvolvimento da epiderme e da derme. para os cachorros em qualquer fase de sua vida. e suas melhores fontes naturais de origem animal são as carnes em geral, peixes, frutos do mar, ovos e leite, incluindo também especificadamente para os cachorros como fonte importante as rações de boa qualidade.

Cachorros - Pelos/Queda.



Cachorros - Pelos/Quedas: As quedas de pêlos nos cachorros podem ocorrer por diversos motivos, e um deles é a denominada queda fisiológica, que acontece naturalmente por envelhecimento do próprio pêlo ou de seu folículo (raiz), e assim esse pêlo vai sendo natural e seguidamente substituído por outros. Sendo que esta queda fisiológica, acontece normalmente no verão e não é localizada num único ponto da pelagem, mas sim de forma generalizada, e é uma queda rarefeita, e  com a  pelagem ficando apenas temporariamente rala ou menos densa. E há tambem a queda classificada como patológica (alopécia), que é a queda anormal, e que pode ter diversas causas, que podem ser doenças do próprio pêlo ou da pele do cachorro, como micoses, sarnas, eczemas. Podendo também ocorrer a queda de pelos de forma indireta, por carências nutricionais ou infecções, e entre as carências nutricionais que podem ocasionar a queda de pêlos, pode-se incluir a avitaminose A, pois a ausência da vitamina A, ou sua quantidade insuficiente na alimentação dos cachorros, pode acarretar a perda de seu brilho e resistência dos pelos, culminando até com a sua queda. 


E também a ausência ou a insuficiência de determinados aminoácidos e sais minerais na sua alimentação, podem tambem ter como consequência a queda de pêlos. Devido a origem da queda de pelos serem decorrentes de diferentes fatores, deve-se observar constantemente a pelagem dos cachorros,  pois caso a queda de pêlos seja  originada por parasitas (fungos, sarnas ou outros parasitas). Há a necessidade de que seja imediatamente tratada, e com auxilio veterinário, pois inclusive há o risco do parasita se alastrar, causando uma infestação,  podendo infectar outros cachorros ou ate mesmo as pessoas, podendo causar inclusive graves zoonoses, como a  micose tricofítica ou a sarna por Sarcoptis scabiei (Escabiose). Para maiores esclarecimentos e orientações, consulte um veterinário.

Cachorros - Pelos Sedosos.


Pelos Sedosos: Ha várias raças de cachorros que apresentam diversos tipos de pelagem, variando quanto à textura, densidade, e o comprimento dos pelos. E esta diversidade de raças, com seus respectivos tipos de pelos diferenciados é que pode-se distinguir e classificar de acordo com a pelagem dos cachorros. Pois existem cachorros com pelo longo, pelo curto e pelo longo, entretanto nestes grupos podemos destacar os cachorros com pelos longos, sedosos e sem ondulações. E textura deste tipo de pelagem, apresenta uma qualidade de pêlo sedoso e fino variando para um pêlo sedoso e um pouco mais grosso, que são pêlos mais sensíveis, que requerem, obviamente maiores cuidados tanto no manuseio (escovação e banho) quanto na escolha dos produtos a serem utilizados durante o banho e escovação dos cachorros . Entretanto os cachorros alem de receberem  um tratamento adequado quanto a escovação e a qualidade dos produtos utilizados na mesma, devem tambem receber uma alimentação completa e balanceada com proteinas, carboidratos, vitaminas e sais minerais, para que possam manter os seus pelos constantemente sedosos.

Cachorros - Pelos/Alimentação.



Cachorros - Pelos/Alimentação: Uma alimentação completa e balanceada, é fundamental para que os pelos do cachorro tenham uma boa aparência e sejam saudáveis. E uma alimentação com ingredientes de alto valor biológico, e que tenha todos os nutriêntes necessários para o desenvolvimento e a saúde dos cachorros, e tem uma grande importância e é essencial para a manutenção de pelos fortes, brilhantes e saudáveis. E entre estes nutriêntes, podemos citar a vitamina A, vitamina que é considerada a protetora dos epitélios, proporcionando aos pelos dos cachorros um maior brilho e uma maior resistência. O Zinco, que é um elemento fundamental, e um mineral essêncial, e que tem uma ação muito positiva sobre a saúde capilar (pelos) e cutânea (pele) dos cachorros. 


A Metionina, é um aminoácido importante no bom desenvolvimento da pelagem, sendo formador e constituinte da pele e pêlos, proporcionando uma pele saudavel e pêlos brilhantes e resistentes. E tambem auxilia na  maciez da pelagem,  possuindo ainda uma ação antiinflamátoria sistêmica, evita o ressecamento da pele, e tem uma função essêncial na regeneração e na formação de epiderme, derme e mucosas. Participando ativamente na  proteção, na reposição e na integridade dos pêlo e da pele. A metionina  que juntamente com outros aminoácidos sulfurados, cisteína e cistina, é essêncial ao desenvolvimento da epiderme e da derme, para os cachorros  em qualquer fase da sua vida.                                                                                                                                                                               

Cachorros - Pelos/Vitaminas.


Cachorros - Pelos/Vitaminas: As vitaminas são importantes para garantir uma pelagem brilhante e saudavel aos cachorros, e entre as vitaminas, a vitamina A é a mais importante sendo essencial para a manutenção de pelos fortes, brilhantes e saudaveis. Pois a vitamina A,  é considerada a vitamina protetora dos epitélios, proporcionando aos pelos do cachorro brilho e resistência, e as fontes naturais de vitamina A, alem de uma ração de boa qualidade, são o fígado e as frutas e verduras de cor amarelo/alaranjadas que contem betacarotenos que são transformados pelo fígado em retinol para suprirem o organismo. Entretanto o excesso de vitamina A pode ocasionar sintomas como pele seca, áspera e descamativa, ceratose folicular, dores ósseas e articulares, queda de pelos e inclusive graves lesões hepáticas. Somente faça uso de vitamina A, para o seu cachorro com prescrição e acompanhamento veterinario.

Cachorros - Pelos/Brilho.



Cachorros - Pelos/Brilho: Vários fatores podem influenciar na saúde, beleza e consequentemente no brilho da pelagem dos cachorros, principalmente fatores como heranças genéticas e tambem o desenvolvimento e o aprimoramento da raça. Pois a pelagem, em relação ao crescimento e ao brilho, tem tambem uma grande influência hereditária, poeque se os pais do cachorro tem pelagem densa e longa, os filhotes  deste casal, consequentemente também o terão. E outro fator importante tambem é em relação a alimentação, e deve-se oferecer ao cachorro uma ração de boa qualidade, pois uma ração de baixa qualidade é péssimo para a nutrição e a saude dos pelos, e consequentemente para o crescimento e o brilho da pelagem.  Já as rações de boa qualidade auxiliam no brilho, na maciez e deixam os pelos do cachorro mais saudáveis, inclusive porque a saúde dos pêlos são principalmente o reflexo do estado de saúde física e até psicológico dos cachorros. 


E uma pelagem em más condições, pode indicar problemas de saúde, sendo necessário a intervenção de um veterinário poderá diagnosticar e prescrever uma medicação e um tratamento adequado para o problema. Inclusive se o cachorro estiver com ectoparasitas (pulgas/carrapatos/acaros) e dermatite seborreica (caspa), ou se também não tiver sendo feita uma escovação correta, pois os cachorros de pelo curto devem ser escovados de 2 a 3 vezes por semana por pelo menos 5 minutos, e se o cachorro tiver a pelagem densa como os da raça Poodle, Golden, Lhasa Apso, Shit-Zu, Maltês entre outras, é recomendável se fazer a escovação diariamente. E todos estes fatores juntos, tem uma grande influencia e refletem diretamente na saude, na resistência, no crescimento, no brilho e consequentemente na beleza da pelagem dos cachorros.

Cachorros - Pelos/Escovação.



Cachorros - Pelos/Escovação: A escovação frequente nos cachorros alem de limpar, desembaraçar e melhorar o brilho, a macies e a saude dos pelos do cachorro, tambem ajuda a diminuir bastante o estresse causado por doenças, dores, em cachorros que são agressivos, em cachorros que tem medo de barulhos, em cachorros que têm medo ou não gostam de tomar banho, e também em cachorros que são hiperativos ou muito agitados. E tão importante quanto a freqüência com que se escova os cachorros, é saber introduzir este processo gradualmente, fazendo da escovação um habito prazeroso para o cachorro.



Os cachorros de pêlo longo precisam ser escovados preferencialmente todos os dias, e os de pêlo curto uma vez por semana, para auxiliar na eliminação dos pêlos mortos e tambem na diminuição dos pelos que ficam espalhados pelo ambiente. Devido a que naturalmente, os cachorros de pêlo curto soltam muito mais pêlo do que os cachorros de pêlo longo, além disso, o pêlo curto fica agarrado no tecido sendo portanto muito mais difícil de ser removido. E quanto ao local ideal para se fazer a escovação, deve ser um lugar preferencialmente que seja confortavel para ambos, e em uma posição em que o cachorro vá se sentir relaxado, e consequentemente ficar mais calmo e tranqüilo.


Para que se possa fazer uma escovação sem problemas e interrupções, facilitando e tornando todo o processo de escovação mais rapido e agradavel, tanto para quem estiver escovando quanto para o cachorro. E se o cachorro for calocado em cima de algum móvel, para que fique em uma altura mais confortável, para se evitar que o cachorro se acidente, caindo do móvel. Deve-se colocar então, um tapete de borracha antiderrapante embaixo do mesmo, e tambem o escovador deve de ter tudo o que for necerssario à mão, como a escova e todos os acessorios e produtos de higiene de quem estiver escovando o cachorro possa vir a precisar.



E quanto a escolha da escova apropriada para a escovação, depende do tipo de pelo do cachorro, pois geralmente os cachorros que possuem pêlo longo e sedoso devem usar uma escova do tipo rasqueadeira de aço.  Sendo que a característica desta escova é possuir, no lugar das cerdas, pequenos dentes de aço, bem finos, e com suas pontas dobradas que penetram fundo nos pêlos, e ajudam a desfazer os pelos embaraçados que se formam naturalmente. Se a escova for de boa qualidade, e a pessoa que estiver escovando o cachorro tiver o devido cuidado, as cerdas de aço não irão machucar a pele do cachorro, e tambem vão deixa-lo com os pêlos bem soltos, desembaraçados, e com uma otima aparência e brilho.



E as escovas tipo rasqueadeira de aço são indicadas para, Malteses, Yorkshires, Shih-Tzus, Lhasas Apso, Pastores de Shetland, Poodles, Bichons Frisé, Cockers Spaniel, Golden Retrievers, e até para os Terriers de pêlo mais longo e duro como os Westies, Schnauzers, e Scottish Terrier. E os cachorros de pêlos curtos e mais densos vão precisar mais da rasqueadeira de borracha, que auxilia na eliminação dos pêlos mortos, sem machucar a pele dos cachorros. Esta é a melhor escova para as raças Rottweilers, Labradores, Boxers, Pugs, Bulldogues, Leões da Rodésia, Beagles, Basset Hounds, Dachshunds, Pit Bulls e Weimaraner entre outros.


E para a escovação de cachorros idosos, que sentem desconforto com as escovas normais, ou filhotes que ainda ficam muito assustados, e cachorros arredios e agressivos, que não aceitam inicialmente uma escova comum, existe uma luva especial que tem pequenos dentes de borracha em um dos lados. E além de remover os pêlos mortos, esta luva escovadora/massageadora, é totalmente flexível e perfeita para escovar cachorros que sentem desconforto ou rejeitam as escovas tradicionais.
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                   

Cachorros - Pelos/Cuidados.





Cachorros - Pelos/Cuidados: Dependendo do tipo de raça, que pode ser uma raça de pelo longo ou curto, as exigências em relação ao tratamento do pelo serão diferentes. Geralmente as raças de pelo longo exigem um tratamento constante e prefenrencialmente diário, e o ato de escovar e pentear o cachorro não propicia somente o tratamento dos seus pelos, mas também massageia a pele dos cachorros. E os cachorros apreciam serem escovados, e adoram este momento de carinho e interação. E em relação aos banhos nos cachorros, não se deve dar banhos excessivos, pois destrói o filtro protector do pelo, o banho pode ser dado no mínimo, com um intervalo de 15 dias. 


E os produtos usados deverão ser apropriados para cada tipo de pelagem, e o secador tem de ser utilizado com atenção e cuidado, pois o calor em excesso pode queimar a pele e provocar lesões nas glândulas sebáceas. Cachorros com pelagem muito fina e longa precisam, além da utilização do  xampu, usarem também condicionadores, em casos de pelos muito secos, deve-se utilizar também cremes hidratantes. E o penteado a principio, deve ser feito preferencialmente com pente de metal, desfazendo os nós dos pelos com as mãos e com cuidado para não danifica-los, depois efetua-se uma escovação primeiramente contra o crescimento do pêlo e depois a favor. 


Este procedimento deve ser repetido por pelo menos duas vezes na semana, os cachorros de pêlo curto também necessitam de cuidados, pois contrariamente do se imagina de que não dão trabalho, e não soltam pelo na troca da pelagem são os que mais soltam pêlo morto. O banho pode ser dado no prazo normal mínimo de 15 dias,  e uma boa escovação auxilia bastante na eliminação dos pelos mortos. Não se pode ignorar que as verminoses também influenciam e refletem no brilho e textura dos pelos, então deve-se fazer um exame de fezes no cachorro a cada 6 meses, pois alem de evitar verminoses protegendo sua saúde, protege também as pessoas contra zoonoses causadas por determinadas verminoses. 


E ectoparasitas como como pulgas e carrapatos, também afetam negativamente o pelo dos cachorros, pois além de transmitirem doenças ocasionam também dermatites alérgicas e lesões de pele, que prejudicam em muito o pelo dos cachorros. Pois  um pêlo bem cuidado não tem influencia somente na estética, funciona também como um indicador da saúde do cachorro, entretanto manter o pêlo do cachorro em bom estado não é apenas uma questão estética, mas principalmente uma questão de saúde canina.  Alimentação, pode-se fazer uma associação  entre a alimentação adequada do cachorro e um pêlo saudável, pois a alimentação do cachorro reflete diretamente na resistência, no brilho e na maciez de seus pelos. 


A alimentação deve ter uma correcta proporção entre proteína e carboidratos, mas para o pêlo é sobretudo importante a presença dos óleos omega e vitamina E. Recomenda-se adicionar uma colher de azeite e um ovo cozido ao dia na ração dos cachorros para dar mais brilho aos seus pêlos. É a alimentação do cachorro que fornece os óleos que permitem proteger a pele e o pêlo e também as vitaminas necessárias, para que o pêlo cresça forte e com vitalidade, e qualquer deficiência alimentar vai-se manifestar através dos pelos do cachorro. Consulte um veterinário, para maiores orientações e esclarecimentos.

Cachorros - Doenças de Ouvidos/Otite.




Cachorros - Doenças de Ouvido/Otite: A otite a principio, é uma infecção inflamatoria no canal auditivo dos cachorros, e normalmente é causada por bactérias ou fungos, porem o acumulo de cera, o excesso de pêlos, poeira e sujeiras também podem vir a provocar está infecção. E a ocorrência da otite, geralmente é facilitada pela presença de elevada umidade nas orelhas, então é recomendável que sempre que se for dar banho no cachorro, deve-se limpar, e principalmente secar muito bem as suas orelhas. A otite também podem se originar  de outros problemas ou doenças, tais como alergias ou alterações hormonais, pois estas duas ocorrências, causam  alterações no ambiente do ouvido,  propiciando o desenvolvimento de bactérias ou fungos. 


A otite é de fácil tratamento em sua fase inicial, geralmente o veterinário prescreve  um antibiótico no caso de uma infecção por bactérias, ou antifúngico se a infecção for causada por fungos. Entretanto em muitas ocasiões, a otite é negligenciada tanto pelos responsaveis, que imaginam que o cachorro coçar constantemente as orelhas é algo normal, quanto pelos próprios veterinários, que não realizam os exames e os diagnósticos de forma completa e com precisão. Porém está doença infecciosa, gera muitos incômodos aos cachorros, e pode acarretar serias complicações, tornando-se um problema grave e crônico. E a otite pode ser caracterizada, como sendo parasitária, micótica, bacteriana ou eczematosa (causada por doenças alérgicas sistêmicas). 


Em alguns casos, o cachorro pode adquirir a infecção no proprio pet shop, durante o procedimento de banho e tosa, quando uma mesma pinça de limpeza da orelha é utilizada em um cachorro acometido pela doença, e depois em um saudável. Porém, na grande maioria das vezes, a doença ocorre pelo desenvolvimento da flora que vive no conduto auditivo, ou tambem em conseqüência de baixa resistência do organismo do cachorro, da permanência em ambientes propícios à aquisição da enfermidade (locais úmidos), ou o ouvido constantemente molhado. Os cachorros naturalmente tem predisposição ao desenvolvimento de microorganismos no sistema auditivo, principalmente os que tem orelhas grandes e caidas. 


Pois possuem o conduto auditivo muito comprido e curvo, o que o torna um lugar escuro, quente e úmido, propicio ao aparecimento e crescimento de fungos, bactérias e parasitas, principalmente em situações de banhos constantes, mas tambem e principalmente, por negligencia de seus responsaveis. E os cachorros  dão sinais de que estão com a doença, quando chacoalham demais a cabeça, ficam com ela pendente para um lado, coçam as orelhas a todo instante, e tambem não deixam que as pessoas as toquem. E outras manifestações caracteristicas da otite, são a presença de secreção no conduto auditivo, e um odor fétido nas orelhas. E há uma predisposição em algumas raças, para o desenvolvimento da otite, e cachorros de algumas raças específicas, costumam ter maior facilidade de serem acometidos por está infecção.. 


E geralmente, apresentam a doença em maior quantidade de vezes, raças de cachorros que tem como caracteristicas terem orelhas grandes, caidas e peludas, pois em cachorros com ouvidos com esté tipo de anatomia , o conduto auditivo recebe pouca luz e oxigênio. Além disto, os pelos tambem impedem a saída de cera, o que vem a favorecer o aparecemento e o desenvolvimento de germes. E entre as raças mais propícias a desenvolverem este problema em função de especificidades anatômicas estão, o Cocker Spaniels, o Shih-Tzu, o Lhaza Apso, o Yorkshire, o Poodle e o Golden Retriever, pois estatiticamente, 80% dos casos relatados de otite, são verificados em cachorros de raças com orelhas caídas. E a maior incidência da doença costuma ocorrer nos meses de verão, em que umidade e temperaturas altas são fatores propricios a sua manifestação, desenvolvimento e propagação 


E o tratamento da otite, depende basicamente do diagnóstico, podendo ser feito o procedimento do tratamento de forma tópico ou sistêmico, e para se certificar do medicamento correto a ser utilizado, principalmente em casos em que ocorre a reincidência da doença no cachorro, o veterinário precisa realizar a coleta de material, e fazer exames microscópios, para analisar e descobrir que tipos de agente são os causadores da doença. E posteriormente é necessário tambem, analisar e prescrever um antibiótico especifico, e que seja o mais adequado para o caso. E dependendo da situação o cachorro pode precisar ser submetido à um procedimento cirúrgico, mas a cirurgia é indicada geralmente para cachorros com a presença de otite estenosante. 


Que se desenvolve e manifesta em consequência das otites anteriores, que o cachorro teve no decorrer de sua vida, e que vai acarretando progressivamente o fechamento do conduto auditivo. E através da cirurgia é possível com uma percentagem positiva media de até 80% dos casos,  de se abrir e se conseguir desobstruir o conduto auditivo do cachorro, permitindo uma maior ventilação e maior luminosidade do local. E quando a otite é negligênciada, não sendo devidamente  tratada pelo responsável do cachorro, pode evoluir, e se agravar seriamente,  podendo se transformar, e passar para uma otite interna. Provocando o rompimento da membrana timpânica e afetando significadamente o equilíbrio do cachorro. 


Resultando em uma síndrome vestibular, e a ocorrência desta síndrome, acaba acarretando sintomas aparentes, como a cabeça do cachorro  pendendo para os lados, e com ele passando a andar em círculos. E além destes sintomas, o cachorro também   pode ter perda parcial ou total da audição, e se mesmo com a manifestação destes sintomas e agravantes o cachorro não tiver um tratamento adequado, a doença pode desenvolver infecções generalizadas, evoluindo e atingindo orgões vitais como o fígado, o coração e também o sistema nervoso, e levando consequentemente o cachorro ao óbito. 


COMPARTILHE A POSTAGEM.

.

.
.

Visualizações de página do mês passado

.COMO ACABAR COM AS PULGAS!