.

sexta-feira, maio 20, 2011

Sapsali - Cachorros.



Sapsali - Cachorros: O Sapsali que significa ‘cachorro que afasta os maus espíritos e infortunios’ em coreano, e está as três raças de cachorros mais tradicionais da Coreia, junto com Jindo e o Poongsan. Sendo que o primeiro registro desses cachorros aparece em um mural do período dos Três Reinos, que durou de 37 a.C. até 668 d.C. Entretanto a Sapsali é uma raça que quase foi extinta na Coréia, durante o período de décadas de ocupação japonesa na Coréia do Sul (1910-1945), quando então eram mortos por militares japoneses para a produção de casacos.  E é considerada como a mais leal das raças, inclusive há a existência de um memorial de 300 anos de idade, na região sudeste da Coreia do Sul.


Que conta a história de um aristocrata que tirou um cochilo à beira de um rio depois de ter bebido muito em uma festa. Enquanto o homem dormia, as brasas de seu cachimbo deram início a um incêndio, porem seu fiel sapsali pulou no rio e usou o pelo encharcado para apagar o fogo, conseguindo então salvar seu responsável, porem ao custo da sua própria vida. E a crença na lealdade dos cachorros da raça, combinada com seu temperamento gentil, fizeram da Sapsali uma raça perfeita para ser utilizada principalmente em terapias, inclusive a raça é utilizada com muito sucesso em hospitais desde 1999. Lee Dong-Hoon, um pesquisador da raça disse que a sua personalidade e tambem o seu tamanho.


Pois os Sapsali possuem entre 46 a 56 centímetros de altura, e pesam entre 16 e 26 quilos, caracteristicas estas que fazem dos Sapsalis os preferidos entre os pacientes de hospitais. E crianças que estão se recuperando de graves doenças, mostram grandes melhoras depois do contato com os animais, e principalmente com os Sapsalis, salienta Lee Dong-Hoon. Inclusive a raça Sapsali foi considerada como tesouro nacional na Coreia do Sul, a partir do início da década de 1990. Inclusive Ji-Hong e sua equipe de pesquisadores, começaram a coletar amostras de DNA de todos os cachorros da raça, com o intuito de eliminar características indesejadas para poder fortificar e estabilizar a raça.


E uma das características eliminadas, foi a presença de uma classe de vírus especialmente letal para os filhotes, que acompanhava a espécie desde a sua origem. Além disto, tambem foi preciso desenvolver vacinas mais eficientes, apesar das dificuldades para se manter um projeto desta envergadura e consequentemente tão dispendioso, e inicialmente sem nenhum financiamento. porem uma grande ajuda surgiu em 1992, quando então o governo da Coreia do Sul reconheceu os Sapsalis como tesouro nacional, e forneceu recursos para compra de alimentos e vacinas. Atualmente, Ja-Hong possui 500 cães de excelente capacidade reprodutiva, e existem mais de 1.200 espalhados em casas de famílias sul-coreanas.


Porem, quando iniciou sua missão quase que solitariamente ainda na década de 1960, o pai de Ji-Hong, que era um especialista em reprodução e criação de animais, construiu um canil para tentar proteger e preservar os últimos Sapsalis puro-sangue existentes na Coreia do Sul, que na época contavam com apenas 30 exemplares. Porem quando o jovem Ji-Hong voltou do seu doutorado nos Estados Unidos, 25 anos depois, restavam apenas oito Sapsalis. A ideia de que a raça pudesse desaparecer para sempre, motivou Ji-Hong a embarcar em uma missão para salvá-la, apesar da falta de recursos. “Meu pai me dizia que recuperar uma raça demandaria um capital que meu salário de professor universitário não aguentaria”, disse Ji-Hong.


E ele estava certo, pois o pesquisador teve que vender todos os bens familiares, inclusive uma grande e produtiva fazenda que havia herdado do seu pai. Inicialmente, Ji-Hong utilizou técnicas de reprodução para aumentar a população de cachorros de 50 para 100, e depois de cinco anos, já eram mais 500. E a missão que havia sido de uma forma solitária e heróica iniciada por seu pai a décadas atrás, havia finalmente conseguido alcançar o seu nobre proposito, que era salvar a raça Sapsali da eminente extinção, e coloca-la em uma posição de prestigio e grande destaque em seu pais de origem, a Coreia do Sul.






Cão Cantor da Nova Guiné - Cachorros.



Cão Cantor da Nova Guiné - Cachorros: O Cão Cantor da Nova Guiné (nome científico: Canis lupus hallstromi) é um tipo raro e antigo de canídeo primitivo que já habitou toda a ilha da Nova Guiné. O canídeo também conhecido popularmente como dingo-da-nova-guiné, cão-cantor, cão-das-terras-altas-da-nova-guiné, cão-selvagem-da-nova-guiné e cão-de-hallstrom, é relativamente pouco conhecido, quase nada se sabe sobre sua vida, estrutura social, status genético ou sobre o número de indivíduos selvagens ainda existentes. Pois todos os estudos foram feitos nos poucos indivíduos em cativeiro. Os cães-cantores-da-nova-guiné provavelmente foram levados à ilha pelos primeiros viajantes a chegar nela, milhares de anos atrás.



Livres para percorrer todo o território, e isolados do resto do mundo, desenvolveram-se sem influência de outros canídeos. A combinação do isolamento e do desenvolvimento a longo prazo produziu diversas características peculiares descobertas apenas nele. Atualmente, os cães-cantores-da-nova-guiné atuam como cachorros de companhia, como parte de um esforço de preservação da espécie focado em sua inteligência excepcional e suas capacidades físicas. Muitos são exibidos em competições caninas, nos quais são exibidos em sua condição natural, sem qualquer tipo de alterações ou cortes no pelo. Aparentado ao dingo australiano, permaneceu isolado de outros cachorros durante quase 6000 anos, tornando-as possivelmente o mais antigo dos cães párias.



O Cão Cantor da Nova Guiné é considerado um verdadeiro fóssil vivo de quatro patas, pois é altamente provável que seja o mais antigo tipo de cachorro pária, inclusive há indicios de que este cachorro já tenha existido na remota ilha de Nova Guiné, desde a Idade da Pedra. E que devido ao isolamento da ilha, apenas se ouviam falar e comentar sobre a existência de uma cachorro muito inteligente e tambem tão astuto quanto uma raposa, e que já existia na ilha a cerca de 6000 anos.  Inclusive é especulado que esteja relacionado com os antigos cachorros que descendem de lobos domesticados asiáticos que existiam há mais de 15000 anos atrás. Inclusive estes cachorros uivam como lobos, mas o que é único em seus uivos, é a sua capacidade de modular o tom.



Estas são as características típicas desta raça, que se acredita ser o mais antigo tipo de cão pária, esta raça é também conhecida por seu ladrar feroz e repetitivo. Pois emite longos uivos de unica nota, variando entretanto os tons de gritos e lamentos, recursos vocais estes que estão incluídos originalmente no repertório deste cachorro. Há supoições de que tenham se desenvolvido a partir de lobos, porem mas eles apresentam muitos comportamentos diferenciados e exclusivas da raça.  O Cão Lobo da Nova Guine foi reclassificado pela comunidade científica como Canis dingo fasmiliares ou Canis dingo lupos, e foi considerado como uma subespécie do Dingo.



Em estudos e análises de DNA realizadas no Cão Cantor da Nova Guine, verificou-se que sua diversidade é muito diferente e bastante singular, da forma como outras raças diferem umas das outra. Pois além do controle da modulação de seu uivando, estes cachorros tambem têm uma maneira diferente de expressar a sua sonoridade, bem diferentes dos lobos e coiotes. Inclusive tambem estes cachorros não vivem em bandos, e tem cio apenas uma vez por ano. E a sua flexibilidade corporal não é comum em outras raças, pois os Cão Cantores da Nova Guiné têm corpos extremamente flexíveis. Inclusive se a sua cabeça passou por uma abertura, o corpo tambem passa-rá com certeza, e tambem são capazes de saltar um muro de dois metros com extrema facilidade.



Pois é uma raça muito bem adaptada à vida na montanha, assim ele pode ser tão ágil como um gato, e tambem pode facilmente saltar e escalar uma cerca, especialmente se for um gamba ou um esquilo que estiver do outro lado. Os Cães Cantores da Nova Guiné são uma raça de tamanho pequeno para médio porte e com uma aparência de raposa, o seu revestimento de pelúcia na sua condição natural deu a este cachorro ágil e gracioso uma aparência elegante. E mede entre 14 à 15 cm nos ombros, tendo um peso médio de 25 quilos, possui a cabeça em forma de cunha, com um sulco raso que corre verticalmente a partir do ponto de destaque para a região occipital.



O focinho afila-se para o nariz preto, Inclusive quando o cachorro está cantando está sua caracteristica anatomica do encaixe dos labios transformar-se ligeiramente o som dos seus cantoscantos, dando a impressão de que o cachorro está constantemente sorrindo. E sua boca possui tambem um conjunto bastante potente e completo de dentes que se encontra em uma mordedura em tesoura e que são bem grandes para o tamanho do cachorro. Esta raça inclusive possui dentes bastante grandes, que é geralmente superior a 10% do comprimento do crânio é são usados para esmagar ossos e rasgar a carne, inclusive este tipo de dentes carnassials são vistos em canídeos selvagens.



Pequenos olhos escuros triangular com pálpebras pigmentadas e obliquos, dão ao Cão Cantor da Nova Guiné uma expressão maliciosa e astuta, e as cores variam de marrom escuro para amarelo escuro, mas se transformam em uma cor verde brilhante quando refletem a luz. Sua orelhas são triangulares, eretas e pequenas e tambem bem afastados. E possui uma pele elástica que cobre o pescoço longo e ligeiramente arqueado, porem não forma barbela, Tem um pelo duro, membros bem musculados e corpos flexíveis, as escápulas são bem inclinadas para trás, a linha superior é em nível. Peito profundo, que atinge o nível dos cotovelos e tambem tem costelas bem arqueadas.



Cauda que forma uma continuação da linha superior é longa alcançando os jarretes, grossa na base, a cauda é profusamente coberta de pêlos brancos ou bronzeados de cor clara. Em movimento ou quando o cão está em alerta, as formas de cauda são curvas como um ponto de interrogação, quando está portada sobre o dorso, e é dobrada sob o corpo quando o cachorro está estressado. Tem pelagem curta casal, a pelagem é densa, mas o subpêlo é visível através do revestimento de pelúcia superior. A médio e longo casaco vem em tons de vermelho e preto e castanho. Esta raça pode ter uma ponta preta revestimento exterior, bem como bege e manchas brancas.



E quanto o temperamento e a personalidade, o Cão Cantor da Nova Guine é praticamente considerado como um cachorro selvagem. O Cão Cantor da Nova Guiné  é uma raça que exige poucos cuidados e uma baixa manutenção. Inclusive a sua pelagem curta é praticamente auto-limpante, e o cachorro não precisa de uma escovação diária, porem certamente, precisa e gosta de ser tocado por seu responsável.  Embora a maioria dos cachorros tenham sido  criados inicialmente em cativeiro, onde seu instinto natural prevalece, porem, ele pode perfeitamente ser socializado e treinado para ser uma opção maravilhosa para a família.



Entretanto é um cachorro que faz uma ligação muito forte com a pessoa que escolheu como seu preferido, de tal modo que se for separado desta pessoa, pode entrar em profunda depressão. Pois este cachorro extremamente carinhoso e emotivo, não suporta se ausentar por muito tempo desta pessoa, poprem não considera o seu responsável como lider ou  mestre. Inclusive é um cachorro vai querer sempre estar em pé de igualdade com sua família, e que tambem não apreciam repreensões ásperas. Inclusive entre eles mesmos a distinção quanto a personalidade e ao comportamento, pois enquanto alguns cachorros se dão bem somente com crianças mais velhas, outros são famosos por serem extremamente gentis e protetores com crianças pequenas e bebes.



O Cão Cantor da Nova Guine inclusive tem um instinto de caça muito forte, pois em estado selvagem se alimenta de presas pequenas. E pode  até tolerar outros cachorros, mas será muito perigoso em relação a animais menores. Entretanto é um cachorro muito versátil, inclusive pode até ficar muito bem em  apartamentos ou em pequenas casas, principalmente por causa da sua estreita relação com sua família, seu nível de atividade vai depender do estilo de vida da família. Pois o Cão Cantor  pode se adaptar perfeitamente com responsáveis ativos, da mesma maneira que ele ficará satisfeito com uma caminhada diária, pois permanecer em silêncio no interior da casa durante todo o dia, mesmo se o seu responsável for menos ativo.
























Rampur - Cachorros.



Rampur - Cachorros:  A Rampur é uma das três raças de galgos da Índia que ainda restam, os outros são o Banjara e o Mahratta. E o seu nome foi herdado do estado indiano de Rampur, de onde muito provavelmente a raça é originária. Entretanto a origem exata desta raça foi perdido na obscuridade, pois a história precisa desta raça de caça é desconhecida, embora acredita-se que a raça foi desenvolvida no distrito de Rampur entre Nova Deli e Bareilly no norte da Índia. Um feudo entre a metrópole de Deli e Bareilly City, no estado norte da Índia. E há especulações que a raça possa ter em torno de cerca de 300 anos. Sendo uma raça antiga, sua história semelhante a outras raças antigas também foi perdido na névoa do tempo.





E tambem alguns historiadores acreditam que a raça foi desenvolvida a partir de caravanas da Pérsia, porque um Greyhound Rampur se assemelha muito a um hound árabe. Greyhound Norte da Índia, Hound Rampur, Rampuri e Rampuree, todos estes nomes se referem ao Rampur Greyhound, que é uma raça de cachorros que pertence à família sighthound. Sendo essencialmente um galgo indíano do subcontinente indiano, o Rampur pode tambem ser parente do Afegão, mas sua pelagem macia sugere um parentesco próximo com o Sloughi, inclusive a forma da raça foi consideravelmente alterada com a introdução de sangue de Greyhound no século XIX. Esta raça foi em torno de centenas de anos altamente valorizado, pela sua capacidade de controlar a população de chacais.





Pois a caça era o passatempo favorito na Índia durante a era dos marajas, e as raças de cachorros de caça foram desenvolvidos para atender a necessidade da aristocracia para caça nas condições climaticas e tambem de animais especificos do habitat indiano. E a Greyhound Rampuri é uma dessas raças, pois possui uma capacidade e aptidão para caça ,combinada com uma velocidade e uma resistência exepcionais. Pois o Rampur pode cobrir grandes distâncias e suportar com reservas longas horas de caça, mesmo em terrenos mais duros e sob clima extremamente quente da Índia. Devido a isto os Rampurs foram os companheiros de caça favoritos dos marajás, tendo a sua lendária capacidade como cachorros de caça comprovadas.





Pois são cachorros muito fortes e ágeis, com um incrível senso de equilíbrio e velocidade, podendo chegar e manter por um bom tempo uma velocidade de cerca de 60 quilômetros por hora, sendo inclusive apelidado de Greyhound do Oriente, e considerada a raça predileta dos marajás da Índia. Principalmente tambem, por serem cachorros muito ferozes, que não são intimidados por leões, tigres, leopardos ou panteras, porem caçam eficientemente tambem javalis, raposas, lebres e inclusive uma variedade de aves. E a raça de Galgos Rampur devido ao seu potencial para caça, e tambem a sua excelente visão é altamente valorizada na Índia. Inclusive eram considerados cachorros reais, pois eram considerados pela realeza, como um companheiro de caça ideal.





Entretanto estes cachorros de belos pelos lisos, foram usados originalmente para o controle de chacal, porem devido a sua capacidade para caçar, perseguir e abater um chacal, a sua habilidade excepcional foi logo descoberta. E a raça acabou ganhando a simpatia e o interesse da realeza indiana, e então os Galgos Rampur tornaram-se companheiros de caça inseparaveis dos marajás. Inclusive a raça Greyhound Rampur é considerada como uma importante e preciosa contribuição da Índia para as raças de cachorros com pedigree. Há uma outra teoria sobre a origem desta raça, da época em que a caça era o passatempo favorito da realeza. Inclusive Ahmed Ali Khan Bahadur Alteza Real e governante de Rampur era um ávido caçador.





E queria criar uma raça que pude-se ser utilizada para caçar javalis selvagens, então cruzou cachorros de caça nativa com Tazis, galgos afegãos e Inglês. O objetivo era a criação de uma raça poderosa e feroz, que poderia resistir a diversas condições climáticas da Índia e, mais importante, uma raça eqilibrada controlavel e obediente, uma raça que reune o caráter inabalável e feroz de seus ancestrais Tazi e afegãs, e da velocidade da Greyhound Inglês. Um cachorro que pude-se ter velocidade para acompanhar as mais rápidas de presas, e a coragem e a ferocidade para enfrentar os maiores e mais ferozes animais selvagens. Inclusive vários anos depois de seu desenvolvimento, a raça ganhou um grande número de seguidores.





E os cachorros não ficaram restritos a caçarem somente em seu lugar de origem, mas também em outras partes da Índia. Sendo que os comerciantes de Pathan levaram a raça cachorros para a Índia Central, e tambem para Rajputana Bengala. Porem a queda do poder dos marajás em 1947, causou o declínio da popularidade da raça, pois já não compensava manter estes cachorros de grande porte, pois a caça não mas proporcionava status social e nem era tão elegante, e acabou se tornando uma atividade restrita. E tambem na caça praticada pelos pobres para sua propria alimentação, manter estes cachorros tambem não seria prático nem viavel, devido ao custo elevado de sua manutenção.





Entretanto nos últimos anos e principalmente atualmente, a popularidade da raça voltou a subir. Entetanto raramente é visto fora da India, embora já tenham chegado alguns exemplares no Canadá. E quanto a sua aparência, a Greyhound Rampur é uma bela raça indiana, que possui uma estrutura óssea bem desenvolvida e corpo aerodinâmico, que sugere uma grande força, velocidade e uma imensa resistência, e tambem é um cachorro alto e elegante, com pernas longas retas. A Greyhound Rampur é conhecido pela sua velocidade e sentido de equilíbrio, inclusive estas características da raça foram atribuídos à longas pernas e os pés distintivos do cachorro.





Pois estes cachorro tem os pés em forma de arco, com membranas muito bem desenvolvidos entre os dedos, que são comparáveis aos pneus de um veículo todo o terreno. E os seus pés com as suas almofadas grossas e poderosas garras dão a sensação de um incrível equilíbrio, com a velocidade de um cachorro com a aderência de um gato. Os dedos muito flexíveis podem ser dobrados para trás, algo um pouco parecido com dedos humanos. Comparado a um Greyhound Inglês, o Greyhound Rampur tem uma cabeça mais amplo e substancial, com o crânio plano, o focinho estreito, longo e pontudo. E Quando os seus olhos refletem certas luzes na escuridão, tem um brilho exotico entre o verde e o amarelo.





Inclusive os seus olhos têm uma expressão inteligente, determinada e firme. Tem tambem uma aparência muito intimidadora, pois o pescoço longo e musculoso desta raça é amplo e arqueado, sendo o peito não muito largo, com costelas bem arqueadas, a altura da cintura fina e os quadris bem arqueadas dão ao cachorro uma aparência elegante. A cauda longa e fina que se afila até a ponta é feita de baixo para o chão com a ponta formando uma curva para cima. A pelagem curta dá a este cachorro a aparência de um cavalo recém aparado. Os cabelos grossos e com aprarencia espinhosa são muito finos e quase inexistentes, permitindo que a pele possa ser facilmente visto.





E as pelagens mais comuns são o cinza rato, fulvo tigrado, branco e preto, porem o Black ainda é a cor da pelagem mais preferida. Uma pelagem cinza e coloridas grizzle permitem que o cachorro completamente a misturar-se com a folhagem e pode ser uma vantagem quando eles estão a caça. O Rampur é uma raça poderosa, e tem suas principais caracteristicas e virtudes baseadoas em sua extraordinária visão, em sua velocidade e na sua força, pois é um caçador e perseguidor nato e instintivo. A Greyhound Rampuri é uma raça perfeitamente bela, a sua cabeça magnífica possui um stop pronunciado e olhos de cor clara, conferindo-lhe uma aparência distinta e bastante encantadora.





Inclusive não foi nomeado o galgo de Ouro do Oriente sem o devido merecimento, porem esta raça muito bonita, não é só admirada pela capacidade de caça excepcional, mas tambem por sua grande e independente personalidade. E quanto ao seu temperamento e personalidade, como um galgo clássico, o Rampur não é uma raça especificadamente indicada como um bom cachorro de companhia, e tambem é inadequada para viver em apartamentos ou casas pequenas, pois necessita de muito espaço para poder dissipar a sua grande energia. Entretanto o Rampur é uma raça que muito carinhosa e amiga, sendo inclusive ferozmente protetora de sua família, pois é um excelente cachorro de guarda.





Esta raça de caça constitui um vínculo estreito e extremamente leal com a sua família, porem ele tende a escolher um membro da família para ser a sua pessoa favorita. Uma vez que esta raça escolhe, pode-se ter certeza de ter um amigo eternamente fiel. E tambem é uma raça muito brincalhona, inclusive é uma escolha adequada para uma pessoa muito ativa, pois O cachorro será um companheiro sempre alegre principalmente das crianças, mas por causa de seu grande tamanho, sua interação com as mesmas devem ser sempre supervisionadas, pois ele pode simplesemnte brincando vir a machucar uma criança pequena.





A Rampur definitivamente precisa ser socializado, pois tem ama tendência natural de brigar com outros cachorros. E tambem por causa de seu elevado instinto de rapina, o Rampur seria perigoso para os animais menores.  E quanto aos cuidados, a Rampur é uma raça que exige poucos cuidados para a sua manutenção, pois o seu pelo é muito curto, pode inclusive passar um bom tempo sem nenhuma escovação. Sendo tambem esta raça geralmente muito saudável e livre de doenças genéticas, porem tem uma pequena  tendência percentual a desenvolver osteossarcoma. E sua expectativa de vida é de aproximadamente 15 anos.









Aprenda os Segredos dos Melhores Adestradores ...!

Finalmente! Você poderá adestrar e educar o seu cachorro, com apenas alguns treinamentos básicos, fáceis e de simples execução. 
E o seu cachorro irá lhe obedecer fielmente de uma forma facil e natural.

Você mesmo poderá ensiná-lo a deixar de destruir suas coisas, a latir só quando necessário, ou o melhor a fazer suas necessidades no lugar correto e ainda irão passear sem arrastar você junto...


























COMPARTILHE A POSTAGEM.

.

.
.

Visualizações de página do mês passado