terça-feira, maio 24, 2011

Chin Japonês - Cachorros.



Chin Japonês - Cachorros: O nome original da raça é Chin Japonês, porem tambem é chamado de Spaniel Japonês, inclusive o AKC nomeou-os oficialmente Chin japonês em 1977, antes eles eram conhecidos apenas como Spaniels Japoneses. O Chin Japonês é uma raça primordialmente conhecida como de companhia, pois foi "mimada" pela nobreza japonesa desde a Idade Média. Inclusive após a sua chegado à Europa no século XVI, foi presenteada à realeza, e ali também tornou-se o favorito das senhoras europeias. Prováveis descendendes dos Toy Spaniels, têm reputação de serem silenciosos, o que é considerado, principalmente nas grandes cidades como um comportamento ideal.





Sua cara achatada, como nos Griffons e nos Pugs, pode igualmente a estes resultar em problemas respiratórios, e sua longa pelagem tambem requer cuidados constantes. O Chin Japonês pode atingir os 5 kg, e tem o seu adestramento considerado mediano, o Chin Japonês teve origem praticamente simultaneamente na Coréia e no Japão. E a raça foi introduzida na Europa em 1700, e tornou-se famosa quando foi dada a rainha Vitória, como um presente pelo Comodoro Perry, depois que ele voltou do Japão em 1853. Eles são delicados Spaniels Japoneses com um rosto curto e largo, com um canal nasal extremamente curto e narinas muito abertas.





Ela tem um colar de pelagem grosso no pescoço até o peito, a pelagem é macia e em várias cores. Eles são basicamente cachorros de companhia e se acomodam muito bem em casa. As cores da pelagem variam e geralmente vêm em branco com manchas coloridas, normalmente preto, mas muitas vezes em vermelho, laranja e sable e tambem preto e branco. O Chin Japonês deve ter o nariz preto, enquanto os outros devem ter correspondência revestimento marcação cores, eles têm um corpo proporcional com o comprimento igualando a altura. A pelagem é macia, sedosa e com muita textura, e com uma cauda se enrolando nas costas. As pessoas geralmente preferem os cachorros de pequeno porte e tambem tranquilos e silenciosos para companhia.





Devido a estas qualidades e caracteristicas o Chin Japonês é procurado por muitos. Eles têm olhos salientes e amendoados, com uma forma expressiva e um olhar inteligente, têm um porte elegante, e apesar serem sempre ativos, não precisam de muito espaço ou quintal para correr, inclusive podem viver tranquila e perfeitamente em um pequeno apartamento. E na sua aparência, o Chin Japonês são os cachorros que parecem aristocraticos brinquedos animados, e se dividem em dois tipos, uma variedade menor de menos de 7 kg, e a outra que tem o seu peso superior à 7 kg. E tem altura aproximada entre 7 a 11 polegadas, eles são proporcionais em tamanho, com as pernas da frente em linha reta e possuem uma delicada ossatura.





Sua face é curta e larga com uma aparência delicada e elegante, a testa é redondo e tem uma paragem definido. O nariz é largo com narinas em forma aberta, com uma breve passagem nasal, tem protuberante escura, olhos amendoados com uma expressão inteligente. As mandíbulas se encaixam em um prognatismo, mas que porem mantem a simetricidade e o nível da arcaria dentaria. Eles possuem uma camada de pelos muito fina, retas e profusas, com uma juba espessa e com cobertura da garganta e no peito. E sua pelagem pode ser em diferentes cores como preto, branco com manchas de laranja, canela e sable. O Chin japonês tem uma visão “oriental”, com um focinho muito curto, arrebitado e os olhos com uma bem definida uma expressão de surpresa.





Tem uma cauda de penas, que possuem ondas na final, a cor do nariz depende da cor da pelagem, os exemplares preto e branco, geralmente tem o nariz preto, enquanto outros têm narizes semelhantes da marcação de cor. As orelhas são de cabeça para baixo com extremidades pontiagudas e bem coberta de pêlos. Eles têm uma marcha alta e elegante e com movimentos rápidos, a cauda mescla bem com a forma do cachorro. Eles tambem precisam de certos cuidados, pois são muitos sensíveis às mudanças de temperatura. E quanto a personalidade do Chin Japonês, eles tem a natureza de um gato, estão sempre alertas, são independentes e muito inteligentes.





Inclusive suas semelhanças com os gatos, podem ser vistas até em certos comportamentos, porque eles também usam as patas para lavarem seu rosto. É tambem são muito leais e carinhosos com seus responsáveis e para com toda a família, mas bastante reservados com estranhos. Eles ficam felizes e muito tranquilos num ambiente familiar. Entretanto apesar de extremamente gentis, não se ajustam facilmente e não são muito pacientes para com crianças pequenas, a menos que já estejam familiarizados com elas. Eles tambem são compatíveis e aceitam facilmente outras cachorros e animais de estimação diferentes. Eles tambem podem facilmente ser treinados e ensinados a realizar truques, pois eles são muito inteligentes e têm uma mente ágil.





Alem de ser uma raça delicada, elegante, e ter atitude natural alegre e brincalhona. E quanto a exigência de cuidados, a escovação diária é importante para manter o revestimento da pelagem bem conservado, inclusive às vezes, a escovação profissional é recomendável e necessária. pois pentear corretamente os emaranhados é importante para manter o pelo bem sedoso e limpo. E deve-se ter certos cuidados ao redor dos olhos, é tambem é muito importante tambem se verificar as orelhas para se prevenir e evitar infecção no ouvido. E o corte dos pelos é muito importante, e quando necessário, a utilização de shampoo neutro tambem é recomendado.





E as dobras da pele em torno das áreas faciais normalmente são armadilhas de umidade, que podem dar origem a infecções fúngicas se os cuidados necessários não forem providenciados. A limpeza com um pano úmido é recomendado para a higiene e asseio adequado, inclusive elas podem ser limpas com o cachorro não sentindo nenhum incomodo ou odor. E sobre a criação e a história da raça, há Uma teoria de que os antepassados do Chin Japonês vieram da Coréia para o Japão como um presente real, em 732 DC, e a raça foi posteriormente criada e desenvolvida no Japão, e a partir do século 18, passaram a ser exportadas. Entretanto o Chin Japonês pode ter tambem como ancestrais o Pug e o Pequinês.





Pois tem tambem como caracteristicas em comum a estas raças, feições delicadas com o rosto achatado e um olhar oriental. Há tambem trabalhos feitos pelo Professor Ludvic Von Schulmuth, que estudou as origens caninas a partir de esqueletos com mais de 10.000 anos, e fez uma árvore genealógica de toda a evolução dos cachorros Tibetanos. Assim, deu origem aos Spaniels Japoneses, Spaniels Tibetian e Pequineses. Outro ramo deu origem a raça Papillon e Chihuahua, enquanto a outra ramificação deu origem às raças de Shih Tzu e Pug. Enquanto uma outra teoria afirma que a raça foi levada para o Japão nos últimos 1500 anos, sendo originária do oeste da China. Outros afirmam que os monges japoneses descobriram estes cachorros 250 anos antes de serem adotados pelos coreanos.





Ela tem sido historicamente verificado que os marinheiros Português, enquanto em suas muitas viagens introduziram a raça na Europa durante a década de 1600. Estes marinheiros também presentearam alguns dos Chin Japoneses a então reinante rainha consorte do rei Carlos II de Inglaterra, Catarina de Bragança. O Comodoro Perry, um oficial naval americano, fez deste cachorro destaque na Europa em 1853, quando presenteou um par de Chin Japoneses para a Rainha Vitória, após a sua vinda ao Japão. Estes foram os primeiros presentes caninos à realeza, ele também ajudou a tornar-los popular nos EUA, quando o presidente tambem os recebeu como presentes dele. No entanto, em 1882 eles foram mostrados em Nova York e se espalharam por todo o mundo como ótimos cachorros de companhia.






Volpino Italiano - Cachorros.



Volpino Italiano - Cachorros: Volpino Italiano -  Volpino Italiano - Cachorros: Volpino Italiano - Volpino Italiano - Cachorros: Volpino Italiano - Cachorros: O Vulpino italiano, originalmente chamado Volpino italiano, é uma raça canina semelhante ao Lulu da Pomerânia, devido a suas aparências que lembram raposas. Ele foi desenvolvido na Itália no século XVII, porem é bem menos famoso que seu sósia da região Norte. Inclusive são bons também como cachorros de guarda, porem eram os cachorros de companhia favoritos das senhoras da Renascença, que os enfeitavam com pulseiras de marfim. De pelagem totalmente branca, é um canino pequeno que pode atingir em media 5 kgs, e tem o adestramento considerado facil.





O Italiano Volpino já existe há mais de mil anos, e a raça tem sido mantida pelas classes superiores, bem como tambem pelo classe media e trabalhadores comuns. Esse cachorro foi o favorito e prestou valiosos serviços à realeza, aos camponeses, aos artistas, aos comerciantes, ou seja uma raça nobre e rustica simultaneamente. Inclusive o Italiano Volpino usando coleiras com jóias eram os cachorros de companhia mimados de princesas e senhoras. No século 18, a mesma raça de cachorros mimados é comumente visto em Toscana e no Lácio, amarrados às carroças de comerciantes que viajam, guardando a mercadoria e alertando o comandante para potenciais ladrões.





E apesar do pequeno tamanho, estes cachorros ganharam o nome de Picoli Guardiani (o guardião), pois o seu dever éra o de despertar o sono de grandes mastins que guardavam o gado e a propriedade de agricultores italianos. O Italiano Volpino também foi usado por pastores e cabreiros italiano para proteger o rebanho. E sentado sobre uma almofada, um Italiano Volpino manteve a guarda para Michelangelo, enquanto o famoso artista pintava o teto da Capela Sistina. O Italiano é uma raça Volpino unicolor tipo spitz, e na Itália, onde a raça se originou, o nome da raça é traduzido como pequena raposa, pois a palavra lobo é lupo e Volpe é de raposa.





O Keesehond é conhecido como Lupino e Volpino na Itália, medindo entre 10 a 12 centímetros de altura e com um peso máximo de nove quilos, este pequeno cachorro branco ou vermelho profusamente revestido tem uma cauda espessa, olhos escuros e redondos coloridos que refletem um alerta e uma expressão viva. Um Italiano Volpino tem uma aparência elegante e bonita, mas esta não é a única razão pela qual esta raça de pequeno porte é altamente valorizada. Este pequeno cachorro é conhecido pela sua grande personalidade. E apesar de destemidos, sua gentileza, carinho e lealdade para com a família nunca pode ser posta em dúvida.





Um Italiano Volpino é gregário, curioso, brincalhão e extremamente protetor de sua família humana. Devido a estas qualidades, não se admira que esta raça tenha sido muito apreciado não só pelo homem comum, mas também pela realeza. E quanto a sua aparência, o Volpino Italiano é uma raça tipo Spitz pequeno, e o seu corpo é pequeno e compacto, aparenta ter um tamanho devido ao densa e longa pelagem de textura grossa. Inclusive este tipo de pelagem lhe da uma aparência atraente e muito perceptível. O cabelo no pescoço forma um amplo colar, e a pelagem que lhe cobre o corpo dá a impressão de que ele é envolvida por um casaco de pele.





E seus pelos semi-longos no crânio, esconde a base das orelhas, sendo que o pelo nas orelhas e no focinho é mais fino e lisa. Os posteriores são franjados com pelos longos, e a sua cauda é toda coberta com pelos. Esta raça tem uma cabeça em forma de pirâmide, um focinho curto e um nariz sempre úmido, na cor preta com narinas bem abertas. E seus olhos negros, têm aros íris ocre escuro, o que não só da impressão, mas como confirma a sua natureza alerta e vivaz. Suas orelhas são altas, curtas e bem definidos, e o seu pescoço, que está sempre na posição vertical. O seu corpo tem um formato quadrado e um dorso reto, com a cernelha ligeiramente levantada e um peito profundo, que desce ao nível dos cotovelos.





As sus costelas são bem arqueadas, o ventre é ligeiramente esgalgado. Um Italiano Volpino sempre carrega sua cauda enrolada sobre o dorso. E a personalidade da raça Volpino Italiano, é de raça muito enérgitica, alegre e brincalhona, inclusive é a escolha adequada para uma casa com crianças, pois é um companheiro maravilhoso das crianças. E tambem é um cachorro extremamente dedicado à família e conhecido por ter um grande instinto protetor. E apesar do seu pequeno porte, é tambem um otimo cachorro de guarda, pois tem uma desconfiança inerente dos estranhos, alem de ser muito territorial também. E devido a este seu temperamento e personalidade forte, a socialização e treinamento de obediência é imperativo para esta raça.





Pois o Volpino bem socializado, tolerará outros cachorros e tambem outros animais de estimação pequenos. Porem Volpiono Italiano, já foi considerado como um cachorro de senhoras, pois era mantido geralmente em boudoirs bem como nos palácios. Inclusive atualmente os Volpinos se adaptam muito bem em apartamentos ou em casas pequenas na cidade, e apesar de muito ativo dentro de casa, este cachorro não precisa realmente de um grande pátio para as suas necessidades de exercício. E quanto aos cuidados, apesar do cabelo é abundante e longo do Volpino, é bastante fácil de se manter, pois o revestimento vítreo, naturalmente, repele a sujeira, e executando uma escovação uma ou duas vezes por semana, manten-se o seu pelo em bom estado e evita-se a formação de esteira especialmente na cauda.





No entanto, esta raça passa por um período de mudança de pelo, os machos geralmente mudam a pelagem a cada 18 meses, e as fêmeas de 4 a 12 meses. E durante o período de mudança e perda de pelos, o cachorro tem que ser cuidadosamente escovado diariamente, para a remoção dos pêlos mortos. E tambem banhos freqüentes não são necessários para esta raça, pois podem causar queda excessiva de pelos. E banhos no cachorro a cada dois meses são o suficiente, porem a limpeza dos dentes deve ser feita à parte do seu processo de higienização e limpeza. E a história da raça Volpino Italiano é bastante longa, pois os cachorros do tipo Spitz acredita-se terem existido nas terras geladas do Norte durante a Idade da Pedra.





Estes cachorros foram domesticados e foram utilizados para puxar trenó, como cachorros de guarda e tambem companhia. Por causa da migração humana, os cachorros deste tipo spitz se espalharam para a Europa, Sibéria e América do Norte. Sendo que estes cachorros antigos tipo spitz se tornaram a base para o desenvolvimento do Spitz Alemão, o Keeshond e o Italiano e Holandês Volpino. Porem com o Volpino Italiano, a origem da raça não era conhecida, porem a existência da raça foi validada pelos fósseis bem preservados encontrados nas estacas de fundação de palafitas Europeias na região da atual Italia. Os antropólogos têm traçadas as amostras a 4000 a C.





Os exemplares encontrados datam mais de 5.000 anos tem cabeça de raposa, rabo encaracolado e orelhas eretas. E tambem gravuras encontrados na Grécia datando de 400 aC e 470 aC em cerâmicas e obras de arte retratavam cachorro tipo Spitz. Durante os tempos antigos, o Volpino Italiano se espalhou por toda a Itália e se tornou o favorito da realeza. Estes cachorros então eram vistos nos palácios e nas casas senhoriais. Se tornara tambem companheiros de senhoras durante o Império Romano, e até chegaram a usar pulseiras de marfim e colares de pedras preciosas, inclusive Cana-de Quirinale é um dos nomes alternativos desta raça.





Isso indica a forma como o Italiano Volpino era valorizado pela aristocracia e pelas pessoas poderosas da Itália. Quirinal, uma das notáveis sete colinas de Roma, é o local do Palácio do Quirinal, a casa e o escritório de papas e reis e agora está sendo usado pelo presidente da República da Itália. Em 1888, enquanto a rainha Victoria de Inglaterra estava de férias em Florença, Itália, ela ficou encantada com a beleza da raça, portanto, foi nomeado Florentino Spitz. Porem o Volpino Italiano, nunca foi reconhecido como uma raça nos EUA, embora a raça foi trazida para o novo mundo no início do século 20. Isto deve-se principalmente, pelo fato do Volpino ter sido intensamente cruzado com outras raças, inclusive especula-se que o esquimó americano seja descendente direto desta raça nativa da Italia.





O Italiano Volpino era uma raça altamente valorizada, porem apesar da popularidade da raça, não foi poupado dos altos e baixos sofrida por outras raças. Pois em meados do século 20, a sua população caiu drasticamente, e em 1965, apenas um punhado de Volpinos estavam registrados no Kennel Club Italiano (ENCI).  E após algum tempo, inclusive pensou-se que a raça já tinha sido extinto, pois havia  poucos exemplares registradas. O declínio da população foi atribuída à situação política do país, pois quando a monarquia foi abolida, os italianos perdem o interesse por cachorros, uma vez que associavam os cachorros com o rei e a realeza dos palácios. Outra razão é o fato de que quando esta raça foi levada para a Inglaterra, foi cruzado com Spitz Alemão.





Resultando em uma redução do tamanho da raça, e a nova raça que desenvolvida foi chamado Toy pomeranos, ficou sendo a favorita, em detrimento ao autentico Volpino Italiano. Em 1984, o ENCI iniciou programas que visavam promover e reviver as raças italiana. amostras restantes que estão em conformidade com o padrão foram obtidos a partir dos agricultores italianos. E estes exemplares se tornaram a base do programa de recuperação. O Italiano Volpino atualmente é desconhecido fora de sua pátria, sendo que hoje a raça é rara na Itália, mas os novos exemplares da raça, já estão sendo desenvolvidos e exibidos não só em Itália como em outros países europeus. E o Italiano Volpino está de uma forma progressiva e definitiva fazendo o seu  retorno como uma raça de extraordinária e de exelência.








Aprenda os Segredos dos Melhores Adestradores ...!

Finalmente! Você poderá adestrar e educar o seu cachorro, com apenas alguns treinamentos básicos, fáceis e de simples execução. 
E o seu cachorro irá lhe obedecer fielmente de uma forma facil e natural.

Você mesmo poderá ensiná-lo a deixar de destruir suas coisas, a latir só quando necessário, ou o melhor a fazer suas necessidades no lugar correto e ainda irão passear sem arrastar você junto...


COMPARTILHE A POSTAGEM.

COMPRE E RECEBA EM CASA! COM TODA COMODIDADE, SEGURANÇA E RAPIDEZ.

,

,

CURSO DE VIOLÃO: EBOOK + VIDEO AULAS - TOTALMENTE GRATIS!