.

quinta-feira, março 22, 2012

Raças Mais Inteligentes - Cachorros.



Raças Mais Inteligentes - Cachorros: De acordo com os estudiosos e especialistas no assunto, como S. Soren, autor do livro “A inteligência dos cachorros”, existem diferentes tipos de inteligência que são apresentadas e que podem ser avaliadas nos cachorros. Entre todas, três são as que mais se destacam, como a inteligência adaptativa, que é a capacidade que o cachorro tem de resolver problemas e de aprender.  A inteligencia instintiva, que e a capacidade que os cachorros desenvolvem de evoluir e se adaptar as circunstancias ambientais no decorrer do tempo.  E a inteligencia para o trabalho, que é a capacidade que o cachorro possui de entender e acatar as orientações para um determinado tipo de trabalho especifico. E entre as raças que conseguiram obter os melhores desempenhos em testes baseados nestes critérios e requisitos temos.             

Border Collie:
O Border Collie é um cachorro de personalidade voluntariosa, sendo bastante ativo, brincalhão e simpático e também muito dedicado ao trabalho, se adaptando facilmente aos mais diversos tipo de adestramento, entretanto é uma raça que não se adapta a apartamento, ou a ambientes fechados, e também não sendo recomendável, pois o Border precisa gastar sua energia, e se não o fizer certamente ficara muito nervoso e agitado.

Poodle:
O Poodle é um dos cachorros mais populares no mundo, sendo de origem francesa. E é considerado por especialistas, como um dos cachorros mais inteligentes. sendo capaz de aprender com extrema facilidade, caracteristica que juntamente com a fidelidade ao responsável o tornou muito apreciado em todo o mundo. Além dessas qualidades, deve-se também levar em consideração a sua beleza e originalidade. sendo um cachorro anatomicamente bem constituído. É um excelente companheiro. De aspecto inteligente, constantemente alerta e ativo. É notável a sua fidelidade, e aptidão para o adestramento, obediência, o que faz dele um otimo cachorro de companhia.

Pastor Alemão:
E uma raça que demonstra coragem, inteligência e combatividade. Além disso, são fortes, velozes, e particularmente resistentes às grandes caminhadas e à intempérie. O Pastor Alemão, é o mais conhecido cão pastor. É utilizado hoje em dia, principalmente como guardião e protetor, como auxiliar na luta contra o tráfico de entorpecentes, eficaz para resgate de pessoas feridas, guia de cegos, além de ser um companheiro insuperável. É, sem dúvida um cachorro muito inteligente. Gosta do trabalho, e aprende com muita facilidade. Um ótimo companheiro, o Pastor Alemão deve também demonstrar coragem e dureza, em defesa do dono e de seus bens. É vigilante, fiel e manso com as crianças e os outros animais. Diante de estranhos demonstra desembaraço, e segurança. O caráter é uma de suas qualidades mais importantes. Possui um sistema nervoso equilibrado, grande desenvoltura, vigilância, fidelidade, incorruptibilidade, e, além disso, coragem e engenho na defesa.

Golden Retriever:
Alegre, ágil, forte, de movimentos leves, expressão mansa e caráter dócil. Essas características resumem os principais traços deste belíssimo cachorro de caça, que adora aprender e está sempre pronto ao trabalho. É muito inteligente, obediente e está apto a realizar as mais diversas funções.

Doberman:
Um elegante cachorro de trabalho e guarda, de andadura elástica e leve, capaz de cobrir terrenos extensos, especialmente apto a defesa e a guarda. Tem qualidades físicas e psíquicas fantásticas. É atento, obediente, muito fiel e de fácil adestramento devido à sua inteligência, à sua aptidão natural para a guarda, ao seu ótimo olfato, à sua vontade de trabalhar e à sua obediência. De constituição muito robusta, o Dobermann é muito resistente, suporta bem às intempéries e, em qualquer circunstância está disposto a sacrificar a própria vida para proteger o dono.

Shetland Sheepdog:
O Shetland Sheepdog, descendente do Collie Escocês Pêlo Duro ou do Yakki islandês, desenvolveu-se nas Ilhas Shetland, distante das costas da Escócia. Trazido para essas ilhas por navios baleeiros, cuidava de rebanhos de pequenas ovelhas nativas. A raça atingiu sua forma moderna no início deste século, quando sua exportação mundial teve início. Hoje, assemelha-se a seus primos da raça Collie, que têm um porte maior, mas não chega a crescer tanto. Atinge uma altura aproximada de 40 cm e tem pelagem longa, que exige trato frequente. Devido a suas antigas características como pastor, é ágil corredor e saltador, sendo também um animal de estimação obediente e dócil.

Labrador Retriever:
Retriever do Labrador, é uma das mais conhecidas raças de cachorro Notabiliza-se por sua amabilidade, inteligência e obediência. Devido a estas características, são frequentemente treinados para caça, de assistência, como cães-guia ou de serviço. A raça Labrador é uma das mais populares em todo o mundo, em especial nos Estados Unidos e Europa, e é um otimo cachorro de companhia.                                                                                        

Papillon:
Ele viveu sobre colos nobres das cortes europeias, como o de Maria Antonieta, Luís 14 e Madame de Pompadour. Foi retratado por mestres do calibre de Rembrandt, Boucher, Fragonard, Ticiano, Van Dyck, Watteau e West. Quais as razões para tanto prestígio? Para começar, o tamanho diminuto, fácil de carregar. Depois, a união do temperamento meigo e tranquilo com jeito garboso e diferenciado pelas orelhas em formato de asas de borboleta. Daí o nome Papillon, que em francês é borboleta. O Papillon sempre se destacou pelo desejo de agradar ao homem. Tanto que entre as raças pequenas só perde em obediência para o Poodle, Supõe-se que a raça tenha nascido da fusão do já extinto Spaniel Anão da Bélgica com algum cão de raízes orientais.  Sua primeira representação conhecida é do início do século 14, em afrescos de uma igreja de Assisi, na Itália, pintados por Giotto. Frequentou por cerca de duzentos anos as cortes europeias,  Lá tornou-se muito estimado e um dos seus símbolos,  perpetuadas por criadores belgas. A raça ganhou novo impulso na França, Bélgica e Inglaterra a partir da Primeira Guerra. É considerada oficialmente como franco-belga. O charme das orelhas levantadas fez o Papillon ser mais cobiçado que o Phalene, bastante raro no mundo.

Rottweiler:
As origens desta raça são remotas, e várias as hipóteses propostas. Os alemães asseguram que o Rottweiler é de criação absolutamente germânica, tendo a cidade de Rottweil como a origem do nome da raça. O Rottweiler teria, assim, se originado do Mastim do Tibet, que servia os romanos como guarda e para condução do gado. É um cão acima do tamanho médio, nem pesado nem leve. Não é alto, seu corpo é curto, compacto e robusto. Sua inteligência é notável, e sua devoção e dedicação ao trabalho são extraordinárias, assim como sua obediência, incorruptibilidade, sua força e sua tenacidade. O aspecto geral da raça demonstra, à primeira vista, espontaneidade e coragem. Seu olhar tranquilo denota suavidade e fidelidade absoluta. Seu caráter está isento de inquietação e nervosismo, não tem malícia, nem falsidade. Seus olhos, de tamanho médio e cor castanho-escuro expressam ternura e fidelidade. A pelagem do Rottweiler é curta, densa, de pêlo reto. Sem sub-pêlo no pescoço, e de tamanho mais longo somente nos membros anteriores, posteriores, e na cauda, enquanto no resto do corpo tem uma pelagem mais curta e bem aderente. A altura desejada, medida na cernelha, é de 60 à 68 cm. para os machos, e de 55 à 65 para as fêmeas, sempre em harmonia com a estrutura geral.

Australian Cattle Dog:
É um cachorro para trabalho com gado (pastoreiro), sendo largamente utilizado nas fazendas dos EUA, Austrália e Canadá. De temperamento calmo, porém desconfiado com estranhos, e muito apegado ao dono e sua morada, o Australian Cattle Dog pode ser o cachorro ideal para guarda de propriedades rurais, Vem sendo muito utilizado no Brasil por fazendeiros, devido a sua incansável vontade de trabalhar e também a sua obediência com o dono ou tratador. 

Nenhum comentário:

COMPARTILHE A POSTAGEM.

.

.
.

Visualizações de página do mês passado