.

sábado, maio 12, 2012

Ouvidos/Limpeza - Cachorros.



Ouvidos/Limpeza - Cachorros: É muito importante verificar os ouvidos do cachorro semanal ou quinzenalmente para manter a sua audição perfeita e os seus ouvidos limpos e arejados, pois limpar os seus ouvidos é fundamental para a saúde dos cachorros. E o próprio responsável pelo cachorro pode fazer este procedimento de limpeza. E este procedimento é bem simples, basta enrolar um chumaço de algodão no dedo indicador, embebido em uma pequena quantidade de ceruminolítico, que é um produto que dilui a cera, e que é encontrado facilmente em pet shops, e a um preço bem acessível. E evite enfiar objetos pontudos, como cotonetes ou pinças,  pois estes objetos podem causar graves danos ao conduto auditivo do cachorro.

E este produto, o ceruminolitico é apresentado em forma de loção, e contém substâncias emolientes e queratolíticas que agem solubilizando o cerúmen acumulado no conduto auditivo e no pavilhão auricular do ouvido dos cachorros. E vem com uma bula, que explica de maneira simples e objetiva a sua forma de  utilização, sendo melhor e mais seguro limpar os ouvidos do cachorro com este produto, do que álcool ou éter. Que podem causar uma grande irritação ou alergia, e tambem ocasionar uma seria infecção no ouvido do cachorro. Pois o conduto auditivo dos cachorro, é uma região de difícil  acesso e tambem extremamente sensível. Cachorros com orelhas eretas e semi-eretas, têm esta região do corpo mais arejada, portanto menos sujeita a juntar cerume e doenças como sarna, fungos, seborreia excessiva e micoses.

Problemas estes que além de incomodarem muito o cachorro, tambem causam dor, irritação, mau cheiro e mal estar. Já os cachorros com orelhas tombadas e compridas são mais suscetiveis a desenvolve-rem estes problemas, porque as suas orelhas encobrem o conduto auditivo, impedindo desta forma a sua ventilação. Cachorros como Poodles, Yorkshires e Terries em geral ainda possuem pelos ou penugens dentro do conduto auditivo, que devem ser removidos para que o local seja arejado. Uma observação e cuidado semanal, ajudam a evitar sérios problemas nos ouvidos do cachorro. Há diversas marcas de solução de limpeza de ouvidos no mercado. escolha a mais adequada para a raça do cachorro, e certifique-se de que o cachorro não é alérgico a nenhum dos componentes antes de utiliza-lo. Pingue de 2 a 8 gotas nos ouvidos do cachorro dependendo do seu tamanho, pois essa solução soltará o cerume que está preso dentro do conduto auditivo.

Tenha bastante cuidado, pois o conduto auditivo do ouvido e muito sensível e deve-se evitar toca-lo , e o cerume natural é uma proteção para o mesmo, portanto somente o seu excesso deve-rá ser removido pelo produto. E tambem existem algumas raças, que apresentam um certa quantidade de pêlos no interior do conduto auditivo. Contudo não é recomendável a retirado  dos pêlos, pois estes funcionam como uma protecção natural contra umidade. E é preferível, fazer o procedimento de aplicação do produto, no dia anterior ao banho. Para aproveitar, e se fazer uma higienização completa e se eliminar o mau cheiro, e os resíduos de cerume que serão removidas pelo sabonete ou shampoo após o enxague do banho. Para maiores informações e esclarecimentos consulte um veterinário.
               




Otite/Doenças de Ouvido - Cachorros.



Otite/Doenças de Ouvido - Cachorros: A otite a principio, é uma infecção inflamatoria no canal auditivo dos cachorros, e normalmente é causada por bactérias ou fungos, porem o acumulo de cera, o excesso de pêlos, poeira e sujeiras também podem vir a provocar está infecção. E a ocorrência da otite, geralmente é facilitada pela presença de elevada umidade nas orelhas, então é recomendável que sempre que se for dar banho no cachorro, deve-se limpar, e principalmente secar muito bem as suas orelhas. A otite também podem se originar  de outros problemas ou doenças, tais como alergias ou alterações hormonais, pois estas duas ocorrências, causam  alterações no ambiente do ouvido,  propiciando o desenvolvimento de bactérias ou fungos. 

A otite é de fácil tratamento em sua fase inicial, geralmente o veterinário prescreve  um antibiótico no caso de uma infecção por bactérias, ou antifúngico se a infecção for causada por fungos. Entretanto em muitas ocasiões, a otite é negligenciada tanto pelos responsaveis, que imaginam que o cachorro coçar constantemente as orelhas é algo normal, quanto pelos próprios veterinários, que não realizam os exames e os diagnósticos de forma completa e com precisão. Porém está doença infecciosa, gera muitos incômodos aos cachorros, e pode acarretar serias complicações, tornando-se um problema grave e crônico. E a otite pode ser caracterizada, como sendo parasitária, micótica, bacteriana ou eczematosa (causada por doenças alérgicas sistêmicas). 

Em alguns casos, o cachorro pode adquirir a infecção no proprio pet shop, durante o procedimento de banho e tosa, quando uma mesma pinça de limpeza da orelha é utilizada em um cachorro acometido pela doença, e depois em um saudável. Porém, na grande maioria das vezes, a doença ocorre pelo desenvolvimento da flora que vive no conduto auditivo, ou tambem em conseqüência de baixa resistência do organismo do cachorro, da permanência em ambientes propícios à aquisição da enfermidade (locais úmidos), ou o ouvido constantemente molhado. Os cachorros naturalmente tem predisposição ao desenvolvimento de microorganismos no sistema auditivo, principalmente os que tem orelhas grandes e caidas. 

Pois possuem o conduto auditivo muito comprido e curvo, o que o torna um lugar escuro, quente e úmido, propicio ao aparecimento e crescimento de fungos, bactérias e parasitas, principalmente em situações de banhos constantes, mas tambem e principalmente, por negligencia de seus responsaveis. E os cachorros  dão sinais de que estão com a doença, quando chacoalham demais a cabeça, ficam com ela pendente para um lado, coçam as orelhas a todo instante, e tambem não deixam que as pessoas as toquem. E outras manifestações caracteristicas da otite, são a presença de secreção no conduto auditivo, e um odor fétido nas orelhas. E há uma predisposição em algumas raças, para o desenvolvimento da otite, e cachorros de algumas raças específicas, costumam ter maior facilidade de serem acometidos por está infecção.. 

E geralmente, apresentam a doença em maior quantidade de vezes, raças de cachorros que tem como caracteristicas terem orelhas grandes, caidas e peludas, pois em cachorros com ouvidos com esté tipo de anatomia , o conduto auditivo recebe pouca luz e oxigênio. Além disto, os pelos tambem impedem a saída de cera, o que vem a favorecer o aparecemento e o desenvolvimento de germes. E entre as raças mais propícias a desenvolverem este problema em função de especificidades anatômicas estão, o Cocker Spaniels, o Shih-Tzu, o Lhaza Apso, o Yorkshire, o Poodle e o Golden Retriever, pois estatiticamente, 80% dos casos relatados de otite, são verificados em cachorros de raças com orelhas caídas. E a maior incidência da doença costuma ocorrer nos meses de verão, em que umidade e temperaturas altas são fatores propricios a sua manifestação, desenvolvimento e propagação 

E o tratamento da otite, depende basicamente do diagnóstico, podendo ser feito o procedimento do tratamento de forma tópico ou sistêmico, e para se certificar do medicamento correto a ser utilizado, principalmente em casos em que ocorre a reincidência da doença no cachorro, o veterinário precisa realizar a coleta de material, e fazer exames microscópios, para analisar e descobrir que tipos de agente são os causadores da doença. E posteriormente é necessário tambem, analisar e prescrever um antibiótico especifico, e que seja o mais adequado para o caso. E dependendo da situação o cachorro pode precisar ser submetido à um procedimento cirúrgico, mas a cirurgia é indicada geralmente para cachorros com a presença de otite estenosante. 

Que se desenvolve e manifesta em consequência das otites anteriores, que o cachorro teve no decorrer de sua vida, e que vai acarretando progressivamente o fechamento do conduto auditivo. E através da cirurgia é possível com uma percentagem positiva media de até 80% dos casos,  de se abrir e se conseguir desobstruir o conduto auditivo do cachorro, permitindo uma maior ventilação e maior luminosidade do local. E quando a otite é negligênciada, não sendo devidamente  tratada pelo responsável do cachorro, pode evoluir, e se agravar seriamente,  podendo se transformar, e passar para uma otite interna. Provocando o rompimento da membrana timpânica e afetando significadamente o equilíbrio do cachorro. 

Resultando em uma síndrome vestibular, e a ocorrência desta síndrome, acaba acarretando sintomas aparentes, como a cabeça do cachorro  pendendo para os lados, e com ele passando a andar em círculos. E além destes sintomas, o cachorro também   pode ter perda parcial ou total da audição, e se mesmo com a manifestação destes sintomas e agravantes o cachorro não tiver um tratamento adequado, a doença pode desenvolver infecções generalizadas, evoluindo e atingindo orgões vitais como o fígado, o coração e também o sistema nervoso, e levando consequentemente o cachorro ao óbito. 




Problemas/Doenças de Ouvido - Cachorros.



Problemas/Doenças de Ouvido - Cachorros: As doenças de ouvido nos cachorros são frequentes, mesmo não tendo o mesmo grau de incidência em todas as raças, pois há raças que tem uma maior predisposição para desenvolver estas doenças. E os cachorros com orelhas maiores e pendentes, têm uma maior propensão para manifestar doenças nesta região, principalmente devido ao ambiente úmido proporcionado pela própria anatomia de suas orelhas. E os cachorros com excesso de pêlos no interior das orelhas, também costumam ter uma maior sensibilidade a doenças nos ouvidos. E para se prevenir da ocorrência de doenças no ouvido dos cachorros, é muito importante se fazer uma higienização semanal em suas orelhas. 

Os sinais caracteristicos mais comuns indicando de que há problemas ou doenças nos ouvidos dos cachorros são,  odor desagradável com prurido (irritação) nas orelhas, inchaço com pele avermelhada nas orelhas e ouvidos, sangramento com acumulo e saída de cera amarelada ou escura, inclinação e movimentação da cabeça para um dos lados, sensibilidade ao toque e dor na região do ouvido, perda de equilíbrio e desorientação juntamente com alterações comportamentais como depressão e irritabilidade. E as principais doenças e problemas de ouvidos mais comuns nos cachorros são descritos abaixo. 

Otite externa, sendo que as infecções na região externa do canal auditivo dos cachorros são normalmente causadas por bactérias e fungos, mas a acumulação de cera, o excesso de pêlos e o acumulo de poeira e sujeiras também podem provocas estas infecções. A ocorrência de otite geralmente e facilitada pela presença de elevada umidade na orelha, então é recomendável que sempre que se for dar banho no cachorro, deve-se limpar e principalmente secar muito bem as suas orelhas. As otities também podem se originar  de outros problemas ou doenças como alergias ou alterações hormonais, estas duas ocorrências causam  alterações no ambiente do ouvido,  propiciando o desenvolvimento de bactérias e fungos.
As otites são de fácil tratamento em sua fase inicial, e geralmente o veterinário prescreve um antibiótico no caso de infecção por bactérias ou antifúngico se a infecção for causada por fungos. 

A Sarna de ouvido ou Sarna Otodécica, é uma parasitose causada por ácaros da espécie otodectes cynotis, que vivem na superfície da pele. E estes acaros provocam muito prurido (irritação) na região das orelhas, e também o aparecimento uma de grande quantidade de cera marrom escura dentro do ouvido, sendo que estes acaros habitam todo o conduto auditivo externo, inclusive a pele em volta deste.  A Sarna de Ouvido ou Otodécica é altamente contagiosa, entretanto acomete somente os animais. E a sarna de ouvido, se não for tratada principalmente com o auxilio veterinário, pode facilmente evoluir para uma otite, e o tratamento desta infecção consiste basicamente em o interior do ouvido ser inspecionado e limpo por um veterinário, que prescreverá a aplicação de um anti-parasitário no ouvido e na região das orelhas do cachorro.

Corpos estranhos, objectos estranhos tambem podem entrar nas orelhas dos cachorros e causar diversas infecções, sendo os objetos mais comuns a causarem estes problemas são pedaços de plantas, madeiras ou plásticos que dependendo do formato e do tamanho podem penetrar profundamente no ouvido, podendo inclusive ser complicado a sua retirada, por isto é recomendável inspecionar sempre as orelhas do cachorro.

Doenças hereditárias, existem varias doenças hereditárias que se manifestam aparecendo na região das orelhas dos cachorros, como  é o caso da Dermatomiosite, de inflamações dos músculos da pele, ou Seborreia. 

Lesões, a presença de um destes problemas ou doenças nos ouvidos dos cachorros, pode ser agravada com lesões produzidas pelos próprios cachorros durante o ato de se coçarem em busca de um alívio contra o prurido (irritação). E inclusive, coçar e balançar as orelhas pode causar danos irreparáveis, não é  raro surgirem graves hematomas na orelha, com grande acumulação de sangue devido ao bater das orelhas. Para maiores informações e esclarecimentos consulte um veterinário.
                                         

COMPARTILHE A POSTAGEM.

.

.
.

Visualizações de página do mês passado