.

sábado, outubro 25, 2014

Casa Nova - Cachorros.



Casa Nova - Cachorros: A mudança de casa geralmente é uma situação bastante complicada para os cachorros, pois se para os humanos esta adaptação à nova casa já é difícil, imagine só para um cachorro. Até porque eles não tem a compreensão humana, e não entendem o porquê que de uma hora para outra ele passou a morar num local completamente estranho, e com todas as referências que ele tinha como sede da matilha sumindo repentinamente. Inclusive ele não reconhece este novo espaço,e não sabe como este novo espaço será preenchido, onde ele pode e deve fazer as suas necessidades fisiológicas, onde dormir. 


Ele tambem não reconhece os seus novos barulhos e cheiros, ou seja, o cachorro fica completamente desorientado e perdido. Além disso, os cachorros tem tambem a capacidade de percebem toda a dificuldade inicial por que passam os seus responsáveis, e o estresse que tudo isso causa. E isto reforça ainda mais neles a ideia de que esta é uma situação estranha e de certa forma vulnerável. E por conta de tudo isto, para a maioria dos cachorros esta fase pode ser bastante traumática, e se o seu responsável não tiver um pouco de sensibilidade, a coisa pode se tornar ainda mais complicada. Sendo que o ideal nestes casos é com muita tranquilidade re-educar o cachorro da mesma forma que foi feito quando ele ainda era filhote. 


E mais uma vez temos aqui o responsável, tendo que exercer a liderança da matilha, e mostrando a ele como deve funcionar esta mesma matilha, porem em um novo local. E geralmente, a assimilação e o consequente novo aprendizado é muito mais rápido e simples, pois ele já passou por isso antes. E tambem a grande questão aqui é saber se o novo local é o mesmo tipo de imóvel, ou seja se foi de uma casa, para outra casa, ou de um apartamento para outro apartamento, ou de um apartamento para uma casa ou vice-versa. Pois quanto mais diferenças tiverem as duas situações, mais cuidados e paciência serão necessários para se poder ajudar o cachorro a se adaptar ao seu novo ambiente. Entretanto se este novo ambiente, seja ele casa ou apartamento, tiver um espaço bem menor que o ambiente anterior, deve-se prestar bastante atenção a este grande detalhe. 


Pois a situações que podem vir a se tornarem bastante problematicas,crônicas e até criticas. Pois raças de cachorros de grande porte, principalmente os mais novos, que estão com muita vitalidade, geralmente não se adaptam com facilidade em apartamentos. E com algumas excessôes, os cachorros mais velhos, que não tem tanta atividade e algumas raças, mesmo sendo de grande porte, porem calmas conseguem fazer esta transição com mais facilidade. Porem não espere que um labrador ainda novo e cheio de energia aos 2 anos acostume-se a não ter onde correr e desgastar sua energia, não irá demorar muito até que ele comece a roer os objetos e móveis do novo apartamento ou da nova casa para se distrair. Portanto se o espaço disponível do novo ambiente, seja ele casa ou apartamento, tiver um espaço menor para o cachorro. 


Deve-se fazer uma analise dimensional e racional, sobre se o cachorro consegui-rá se adaptar e suportar esta diminuição em seu novo ambiente e consequentemente em seu ritmo e nível de atividade, sem grandes sofrimentos, traumas ou depressões. Pois, dependendo de como o cachorro irá reagir e se adaptar a este novo ambiente, muitas vezes doa-lo para quem tenha mais espaço, pode ser o maior ato de amor que se pode fazer a este cachorro. Pois se antes o cachorro ficava o tempo todo do lado das pessoas, não espere que de um dia para o outro ele vá se acostumar a ficar sozinho o dia inteiro num quintal. Devido a isto, se deve fazer esta transição de forma lenta e gradual. 


Faça com que ele se acostume a ficar no quintal por 15 minutos sozinho, para então voltar para dentro de casa, depois 30 minutos, e assim sucessivamente, até que ele se acostume com o espaço de seu novo ambiente. Entretanto se ao contrário, o cachorro estava acostumado a ficar no quintal o tempo todo, e agora ele irá desfrutar da companhia de todos dentro de casa, ele provavelmente terá que ser ensinado a se comportar dentro de casa, pois provavelmente ele não sabe. E da mesma forma que nos demais itens, aqui também tudo dependerá do quão diferente será o novo ambiente em relação ao antigo. Se o ambiente for parecido, as coisas serão bem mais fáceis e simples. 


E se o cachorro já souber que ele deve-rá fazer suas necessidades fisiológicas no lugar que lhe for determinado, o único trabalho ai é só mostrar a ele o novo local. E se já moravam num apartamento, e o cachorro já estava acostumado a fazer suas necessidades na rua, então não haverá nem necessidade de adaptação a está questão, pois tudo continuará igual a situação anterior. Sendo que os problemas normalmente acontecem quando existe uma mudança no tipo de ambiente que o cachorro vivia, e o seu cotidiano acaba se modifica de forma muito acentuada. Normalmente os cachorros que moravam em casas têm muita dificuldade em se adaptar a só fazer suas necessidades quando seus responsáveis têm tempo de levá-los na rua. 


Pois na casa antiga eles faziam suas necessidades na hora em que tinham vontade, e isso nada tinha a ver com o seu responsável estar por perto ou não. Neste caso é preciso começar tudo novamente, e tentar educá-los a só fazerem suas necessidades na rua, porem a dificuldade aqui é proporcional à idade do cachorro. Pois quanto mais velho ele for, maior será a dificuldade dele em aprender os novos hábitos da casa. E não adianta achar que a culpa é do cachorro, pois não é, e também não é de seu responsável, pois simplesmente os cachorros não foram determinados geneticamente para mudarem de ambiente desta forma. E se não for possível conseguir que o cachorro só faça suas necessidades na rua, o melhor que se tem a fazer, é compreender, aceitar o fato e providenciar um “banheiro” para ele, inclusive jornais e caixas higiênicas, ajudam muito neste processo e dão ótimos resultados.  


E neste quesito, também os cachorros de grande porte perdem, pois fazem uma quantidade maior que os cachorros de pequeno porte, e dependendo do espaço, pode ser bastante inconveniente. E o local de dormir também é um ponto importante, e se o ambiente no qual ele vai dormir é semelhante ao que ele já dormia na casa antiga, não haverá muito problema. E de preferência deve-se colocar o cachorro para dormir no local escolhido já a partir da primeira noite. Inclusive tente colocar o máximo de brinquedos, ossinhos e paninhos que ele já tinha na casa antiga para que ele possa ficar mais familiarizado com o novo ambiente, sentido o seu próprio cheiro. 


Outra recomendação que tambem ajuda e o tranquiliza bastante é colocar lá algo como um pedaço de pano, com o seu próprio cheiro, no caso o cheiro do responsável pelo cachorro.  E basta esfregar um pano sobre o próprio corpo e coloca-lo junto às coisas do cachorro. E se o cachorro já estiver acostumado a dormir em uma caminha ou casinha, melhor. O simples fato de você colocar a casinha ou caminha em determinado local já será suficiente para ele entender onde deve-rá dormir. Se, no entanto, se há pretensão de se fazer alguma mudança nesta questão, será preciso ter um pouco mais de cuidado aqui. pois se seu o cachorro estava acostumado a dormir dentro de casa, e deve agora passar a dormir no quintal na nova casa, não se deve pensar que ele não estranhará tal diferença. 


Inclusive se ele for colocado para dormir no quintal repentinamente e sem nenhuma adaptação, na primeira noite ele ficará assustadíssimo. Deve-se portanto, se fazer este processo de transição gradualmente, e antes de se colocá-lo para dormir no quintal, deve-se primeiramente se esperar que ele se acostume com o novo ambiente como um todo. Pois se ele morava num apartamento, o fato de ter que ficar sozinho no quintal, pode parecer para o cachorro que ele está sendo abandonado, ou mesmo apartado dos demais. E como ele não consegue entender o motivo do exílio, ele reclama-rá e pedirá socorro da única maneira que sabe se expressar, que é latindo, esperando que o seu responsável apareça para salvá-lo. 


E para se evitar maiores problemas com a vizinhança, deve-se agir da forma certa, ou seja, tem que se acostumar gradualmente e em etapas o cachorro a habitar e dormir no quintal. Deve-se começar a deixar o cachorro a ficar alguns minutos sozinho no quintal, para que ele possa se habituar ao seu novo ambiente, e o ideal é que tambem se possa oferecer algum atrativo a ele. Como deixar no quintal um osso novo, ou algum brinquedo novo do tipo que ele gosta, pois desta forma ele ficará distraído, e não sentirá tanto o fato de estar sofrerá sozinho. E inclusive, de preferência só se deve aparecer por lá num momento em que ele estiver calmo, e jamais quando ele estiver latindo ou chorando. Pois a última coisa que se quer aqui, é que o cachorro se acostume a chorar e latir para te chamar a atenção de seu responsável.



E tambem cachorros que anteriormente moravam em casas e que se mudaram para apartamentos costumam sofrer muito com os novos barulhos com os quais eles passam a ter que conviver. E devido a isto há cachorros que acabam latindo sempre que os vizinhos chegam, ou saem de suas casas, e no caso de apartamentos, outros ainda não conseguem deixar de latir toda vez que escutam o barulho do elevador funcionando em seu andar. Sendo que nestes casos, é necessário tentar repreender e reprimir este tipo de comportamento nos cachorros, com muita orientação, educação e tambem com carinhos e agrados nos casos positivos, antes que os mesmos se tornem habituas e crônicos. De maneira geral este é o momento ideal para se promover mudanças na rotina do cachorro. Já que se está mudando de ambiente, pode-se aproveitar e também mudar os hábitos e o cotidiano do cachorro. Porém, é fundamental se ter muita paciência e compreensão, e saber principalmente que não existem milagres, pois para se promover tais mudanças deve-se fazer um trabalho de re-educação intenso.

















Nenhum comentário:

COMPARTILHE A POSTAGEM.

.

.
.

Visualizações de página do mês passado