.

terça-feira, fevereiro 18, 2014

Sabonetes pra Cachorros.

Sabonetes pra Cachorros: Existem no mercado atualmente diversos tipos de sabonetes para cachorros, que vão desde sabonetes medicinais e antiparasitários, ate sabonetes artezanais. Que são  sabonetes antissepticos, sabonetes anti-seborreicos, anti-sarnas, anti-carrapatos, anti-pulgas, anti-fungos, perfumados e higienicos. E são apresentados na forma liquida ou em barras, e usam na sua formulação materiais como enxofre, glicerina, côco e também substanciais anti-alergicas e parasiticidas. E os sabonetes de enxofre e de côco, são indicados para higienizaçao da pele e dos pelos dos cachorros, e os de glicerina são específicos para proporcionarem brilho e macies aos pelos, já os sabonetes nêutros são preferencialmente usados em filhotes, devido aos mesmos terem a pele mais sensível . E caso seja necessário fazer uso de sabonetes medicinais ou parasiticidas, consulte antes um veterinário devido aos efeitos colaterais causados nos cachorros, pelas substâncias toxicas contidas nestes sabonetes.

Coleiras Scalibor para Cachorros.

Coleiras Scalibor para Cachorros: A Coleira Scalibor é o primeiro produto que consegue proteger os cachorros simultaneamente contra os flebótomos, as moscas e os carrapatos com uma alta eficácia. E imediatamente após a sua colocação no pescoço do cachorro, já começa a liberação do seu princípio ativo, que é a Deltametrina, e está poderosa e eficiente substância, que entretanto não é toxica para os cachorros, se distribui de forma rápida e uniforme pela pele do mesmo até atingir todo o corpo. E ao contrário do que ocorre com outras coleiras tradicionais, a liberação do princípio ativo da coleira Scalibor não se faz por evaporação, evitando-se assim perdas do princípio ativo e odores desagradáveis, além é claro, de conferir maior eficácia.

Utilizaçao: Ao retirar a coleira do sachê, remova o pó, em excesso na superfície da coleira, com um guardanapo de papel ou pano úmido, e ao colocar a Coleira Scalibor  no cachorro, deixe um espaço (folga) de 2 dedos entre o pescoço e a coleira, e para uma máxima eficácia, recomenda-se limpar a coleira com um pano úmido, pelo menos uma vez ao mês. A Coleira Scalibor necessita de 2 a 3 semanas para atingir a sua eficácia máxima, este período de tempo corresponde ao necessário para que a Deltametrina (o princípio ativo da Scalibor®) se espalhe por todo o corpo do cachorro. Entretanto caso a colocação da coleira, eventualmente venha gerar alguma reação alérgica, aconselha-se a remoção temporária da mesma por um periodo de uma semana, ou até que os sinais da alergia desapareçam. Porem se após a recolocação da Coleira Scalibor, a reação alérgica persistir, retire a Coleira Scalibor e avise ao médico veterinário.

A coleira Scalibor possui duas apresentações:
Para cães grandes: 65 cm
Para cães pequenos: 48 cm
A tecnologia exclusiva e inovadora de Scalibor:
A Coleira Scalibor possui um processo de liberação patenteado que permite que o seu princípio ativo, a Deltametrina, se distribua diretamente sobre a pele do cachorro, evitando perdas por evaporação. Ou seja, a Deltametrina se espalha na oleosidade natural da pele e do pelo do cachorro promovendo portanto uma capa protetora que recobre todo o corpo do animal.
A Coleira Scalibor protege toda a superfície do corpo do cachorro.
A Deltametrina distribui-se pela oleosidade da pele.
A coleira Scalibor possui eficácia superior a 90%.

A Coleira Scalibor garante alta proteção contra as picadas dos flebótomos transmissores da Leishmaniose, sendo o indice de proteção considerado excelente contra as picadas de flebótomos durante os 6 meses seguintes à colocação da Coleira Scalibor.
Proteção contra os carrapatos:
Os resultados de provas de eficácia contra Rhipicephalus sanguineus tambem sao considerados excelentes.
E a Coleira Scalibor, é um produto muito seguro para o cachorro e para toda a família, e o princípio ativo da Scalibor, a Deltametrina, demonstrou ser um dos componentes mais seguros de todas as moléculas utilizadas em produtos antiparasitários.

Segurança para o cão:
Em estudos de segurança efetuados com a Coleira Scalibor e com o seu princípio ativo, comprovou-se que estes são extremamente seguros para o cachorro, mesmo se ingeridos acidentamente, e tambem a absorção da Deltametrina pela pele é praticamente nula.
Segurança para a família
Tal como os cachorros, os humanos apresentam uma alta tolerância a este princípio ativo, portanto, também para os humanos, este produto é muito seguro.

Bula:
Composição
Principio Ativo: Deltametrina.
Indicações
Para o controle e prevenção de infestações causadas pelo carrapato Rhipicephalus sanguineus e a pulga Ctenocephalides felis, que acometem os cachorros.
Para o controle dos mosquitos da família Phlebotomidae (Phlebotomus e Lutzomyia), vetores da Leishmaniose.
Para o controle de moscas como Stomoxys calcitrans e Musca domestica, comumente encontrados em ambientes onde vivem os cachorros.
Colocar a coleira em volta do pescoço do cachorro, regular o tamanho, para evitar que a coleira fique larga ou apertada e afivelar. Se houver sobra, corte a ponta, mas ou menos 5 cm após a fivela.
Cuidados e precauções
Evitar o contato da coleira com a pele e mucosas do corpo humano.
Manter fora do alcance de crianças e animais domésticos.
Não usar a coleira em cachorros com menos de 3 meses de idade.
Se houver ingestão acidental da substancia da coleira pelo cachorro, são observados os seguintes sintomas: incoordenação motora e aumento da salivação, que são reversíveis em 48 horas. Se necessário, o antídoto é o Diazepan.
Poderá ocorrer uma reação local de sensibilização individual e transitória.
Frequência de utilização
A coleira foi desenvolvida para promover uma lenta liberação do princípio ativo. Ao se colocar a coleira, nas primeiras 2-3 semanas, ocorrerá uma lenta diminuição das infestações, com aumento da eficácia após esse período, auxiliando no controle de carrapatos e  pulgas e prevenindo contra moscas e mosquitos por até 4 meses.
A coleira pode ser utilizada continuamente sem problemas, e não é necessário retirar a coleira para dar banhos nos animais e nem durante os períodos de chuvas.
Somente utilize medicamentos ou parasiticidas com prescriçao e acompanhamento veterinario. Fonte:Intervet/Scalibur.

Corticoides Injetáveis para Cachorros.

Corticoides Injetáveis para Cachorros: As doenças alérgicas, são causadas por substâncias denomidas Alergenos, que causam um desequilíbrio no sistema imunológico, e que podem a principio ser provocadas por qualquer substancia em que haja uma super sensibilidade do cachorro a mesma. E que vão desde insetos como pulga e acaros, tecidos, grama, terra, poeira, pólen, frutas e uma infinidade de substancias que normalmente seriam absolutamente inofensivas para a grande maioria dos cachorros. Entretanto o contato, ou simplesmente o odor emanado por estas substancias, provoca uma reação alérgica no organismo do cachorro sensível as mesmas ativando de maneira intensa e descontrolada o seu sistema imunológico, e ocasionando inflamações e irritações alérgicas (prurido) diversas. E os medicamento mais utilizados para o tratamento deste tipo de alergias são os Corticoides (Cortisona/Glicocorticoides) de uso tópico (pomadas), oral (comprimidos) ou injetaveis. 

Entretanto o uso continuo destes medicamentos causa graves efeitos colaterais no organismo dos cachorros a médio e longo prazos, e deve-se administra-los de forma controlada e criteriosa e com uma diminuição progressiva da dose ou aplicação. Pois o cortisol endógeno, que é produzido pelo próprio organismo do cachorro, e que tem um efeito altamente benéfico no metabolismo do mesmo, tem a sua produção inibida devido a diminuição da capacidade das grandulas adrenais em produzirem o cortisol endógeno. Ou até mesmo a total inatividade e atrofia destas grandulas cessando totalmente a produção de cortisona endógena, e muitas vezes de forma irreverssivel. O que é causado pelo uso de Corticoides, que utilizam na sua formulação o cortisol exógeno, que é sintético e interfere e altera negativamente o funcionamento das grandulas adrenais. Efeitos estes que são muito ampliados quando se utilizam os Corticoides Injetaveis, que a curto prazo apresentam um resultado excelente, melhorando em todos os aspectos a saúde e a aparência dos cachorros. 

Entretanto estes efeitos são temporários, e num curto espaço de tempo faz-se necessário a aplicação de novas injeções e com doses cada vez maiores, fato que se torna cronico, e que somente anula os efeitos causados pela alergia no organismo, sem entretanto cessar e curar a sua causa. E que causa gravíssimos efeitos colaterais no organismo do cachorro tratado, e podendo inclusive serem estes efeitos irreverssiveis. Portanto é preferível, caso seja necessário a utilização de Corticoides, a opção pelos que sejam de uso oral ou tópico, por serem estes menos tóxicos, e apresentarem menos efeitos colaterais que os Corticoides Injetaveis. Entretanto, somente utilize medicamentos com prescrição e acompanhamento veterinário. 

Zoonose Dirofilariose.

Zoonose Dirofilariose:  A doença Dirofilariose Canina em sua variável Zoonose Dirofilariose, não apresenta a mesma gravidade ou sintomas manifestados por está mesma doença nos cachorros.. Inclusive na grande maioria dos casos a Zoonose Dirofilariose é assintomatica, e a pessoa somente descobre os resquícios da doença em forma de pequenos nódulos benignos residuais, ocasionalmente ao fazer exames para detecção de outras enfermidades. E mesmo as pessoas que desenvolvem a doença e manifestam os sintomas, em ambos os casos tanto a doença quanto os sintomas são sem gravidade e de fácil tratamento e cura, e dificilmente apresentando gravidade ou complicações mais serias. Pois nos seres humanos o parasita Dirofilaeia Immitis, não consegue dar sequência e completar totalmente o seu ciclo de vida, e também a sua ação invasiva no organismo das pessoas não tem a gravidade e nem o grau de disseminação devastadora por vários orgões como ocorre com a Dirofilariose Canina que acomete os cachorros. 

Vitaminas para Cachorros.

Vitamina para Cachorros: As vitaminas são chamadas de micronutrientes por comporem a dieta dos cachorros em quantidades de miligramas /microgramas por dia. Esta denominação serve para diferencialos dos macronutrientes que são os carboidratos, proteínas e as gorduras, e que são necessários em quantidades significativas na dieta diária dos cachorros. Os macronutrientes são imprencidiveis em grandes quantidades por fornecerem energia e aminoácidos(proteínas) para o organismo. Diferentemente das vitaminas que são necessárias em pequenas quantidades. 

Mas entretanto participam de várias etapas do ciclo metabólico e da assimilação dos macronutrientes para a manutenção do crescimento e do funcionamento perfeito do organismo do cachorro. E as vitaminas são divididas em duas categorias, que são as vitaminas hidrossolúveis (solúveis em água), e as lipossolúveis (solúveis em gorduras). As vitaminas hidrossolúveis são a tiamina (vitamina B1), riboflavina (vitamina B2), ácido nicotínico, ácido pantotênico, piridoxina (vitamina B6), biotina, ácido fólico, cianocobalamina (vitamina B12) e ácido ascórbico (vitamina C). E as  vitaminas lipossolúveis são as A, D, E e K, que são substâncias oleosas e  não solúveis em  água. 

COMPARTILHE A POSTAGEM.

.

.
.

Visualizações de página do mês passado