.

quinta-feira, março 06, 2014

Cachorro Consciente e Imóvel.


Cachorro Consciente e Imóvel:  O texto a seguir é o relato do que sente um cachorro ao ser usado numa aula de medicina, onde é submetido a um terrível procedimento. Um dia antes, ele foi deixado ali, preso numa gaiola, numa sala escura, por todos os lados, outras gaiolas, com outros animais. No silêncio, ele fica acordado, presa de expectativa, Já cansou de latir, uivar, e agora apenas espera pelo que não sabe, nem pode prever. Foi trazido de algum lugar (um Centro de Controle de Zoonoses da prefeitura), depois de ter sido apanhado pela carrocinha, era só mais um cão que vivia solto nas ruas. Sem lar, sem nome, esteve próximo da execução no CCZ, mas enfim alguém se apropriou dele. 

Uma faculdade, uma das muitas faculdades de medicina que ainda usam animais.  O tempo passa,  vez ou outra, um ruído próximo outro animal se move ou suspira. Com fome, arrepiado (é frio, o depósito), o cão mantém-se quieto, enroscado em si mesmo. Os olhos varrem o escuro, mas sabe que adiante estão as grades. Então, um som um filete de luz surge ao rés do chão. E uma porta se abre, um homem vestido com uniforme azul entra na sala, enquanto animais acordam e começam a latir. O cão na gaiola se levanta e, não sendo bravo, aperta os olhos para acompanhar o movimento. 

Vê as grades se abrirem, é seguro por mãos firmes e comprimido junto ao peito. De repente está no meio da luz,  o contato do uniforme o esquenta, as mãos têm delicadeza. O homem tranca o depósito, os latidos dos animais ficam distantes. Cruzam um corredor de paredes brancas e janelas gradeadas. Cruzam outra porta e, no momento seguinte, o cão vê-se entre uma dezena de pessoas. São rapazes e moças, vestidos com jalecos brancos – alguns parecem tensos. Farejando o ar, o cão percebe medo e o coração bate mais forte. Há um clima tenso e todos o seguem com o olhar. 

No silêncio da sala, um homem maduro, também de jaleco, toma-o das mãos do primeiro homem e diz alguma coisa, o tom soa tranqüilo.  Sozinho o cão busca em redor, numa janela, o começo da manhã um pátio, pessoas, carros parando. O coração batendo, ouve o professor falar aos estudantes, alvo de olhares, sente a tensão crescer, mas nem todos estão tensos. O silêncio continua grande, entre cada palavra do homem de branco. Não há tanta delicadeza agora as mãos apertam seus rins, algo assim como ser pego com pouca atenção. 

Chega o momento em que o homem pára de falar e dois rapazes acercam-se do cão. Pares de mãos colocam-no sobre uma mesa  de costas sobre o frio alumínio. Os jovens mantêm-no nesta posição, enquanto o professor toma cada uma das patas e estende, amarrando com barbante. O cão vê tudo de cabeça para baixo. No crânio, a pressão da mesa, o frio nas orelhas e no dorso. Tenta se mover, mas as pernas estão esticadas para fora, quanto mais luta, mais forte é a pressão nos pulsos. Sentindo o ar, percebe a tensão, agora dominante,  agora com o coração batendo muito rápido. 

Sem ver a janela, o cão escuta o homem falar, palavras que não entende, avisos que não entende e instruções que não entende. Se pudesse entender, saberia que tratam da importância do conhecimento científico e da necessidade de observação imparcial do que será feito. Então, sente uma picada, acabam de lhe aplicar uma injeção. E é como se o corpo lhe escapasse, os músculos relaxando pouco a pouco, ele continua consciente, mas não pode mais se mover. O cão escuta um som metálico, uma caixa é colocada ao seu lado. Enquanto uma moça, de vinte e poucos anos, tira um objeto brilhante e o entrega ao homem de jaleco. 

O coração bate sob a pele, os pulmões respiram com rapidez e há uma ânsia de latir. A dor nos pulsos fica mais angustiante. Já não vê a janela, mas ouve ruídos, sons vindos de longe,  o cão olha em redor de si, até onde consegue vê frascos escuros e cartazes com desenhos (Anatomia Humana). Nesse momento, o grupo aproxima-se, fecha-se em torno dele, uma dezena de jalecos brancos e mais próximo, o professor. Então, sente uma dor aguda, quando então repentinamente começam a cortar sua barriga. O coração dispara, o cão tenta soltar-se, a dor fica insuportável, ele tenta bater as pernas, mas nada acontece.  Os pulsos estalam, o pescoço incha, os olhos ficam vermelhos e um gemido escapa pela boca inerte. Como queria ganir para desabafar a dor! 

O corpo quente diante de seus olhos debruça-se, o ventre arde e queima enquanto o bisturi avança. O cão grita, mas o som perde-se na garganta, não ouve um som, apenas as batidas surdas do coração. Ninguém fala, existe apenas a tensão contida, movendo a cabeça, vê jalecos amarelos (a visão se embaça), rostos rígidos e atentos. Os olhos não piscam, mas evitam os seus, sobre a mesa, o cão treme. Agora mal se percebe sua respiração, mas ainda está vivo. Um calor brota de si, escorre pelo corpo, empapa seu dorso, e o seu sangue jorrando. A mente nublada, os olhos escuros, mesmo assim ele sente o bisturi parar, e tambem sente mãos abrirem sua barriga. O corpo estremece, as pernas de afrouxam, enquanto suas as vísceras são manuseadas. O coração bate fraco, os olhos se fecham, a respiração diminui. Os jalecos se inclinam, uma voz fala no silêncio sem gemidos. Depois, com o cão ainda vivo, simplesmente fecham-no, para deixa-lo morrer de forma insensível e impiedosa. 

Alarmes, Trovões e Bombas Causam Terror nos Cachorros.

Alarmes, Trovões e Bombas Causam Terror nos Cachorros: Os cachorros pertencem à família dos canídeos, na qual integram também tanto as raposas e quanto os lobos. E esta família de eficientes predadores possui sentidos apurados, o que consequentemente os auxilio na captura de presas para obtenção de alimentos, como tambem na sua propria defesa e na proteção da matilha. E mesmo após a sua domesticação e de sucetivos cruzamentos, os cachorros preservaram em grande parte a habilidade dos seus sentidos, e apesar de não viverem mas em seu ambiente selvagem de origem, ainda possuem uma incrivel e aguçada capacidade sensorial.  E entre estes sentidos, a audição está entre os principais, mais apurados e desenvolvidos. 

Pois os cachorros tem uma percepção auditiva com capacidade para ouvir sons de alta frequência e de baixo volume, sons estes que são inaudiveis e imperceptiveis para o ouvido humano. O ouvido humano pode captar sons que estão numa faixa de vibração entre 20 e 20.000 ciclos por segundo, enquanto os cães, alcançam sons entre 18 e 40.000 ciclos por segundo. E atraves de suas orelhas direcionáveis, são capazes de se orientar e localizar com precisão a direção e a origem do som em seis centésimos de segundo, e este potencial auditivo, juntamente com outros sentidos, lhes permite seguir a pista e localizarem a presa com extrema facilidade e rapidez. São ainda capazes de ouvir a uma distância quatro vezes superior a do ser humano. E Esta capacidade auditiva, alem de aguçada  proporciona tambem aos cachorros a habilidade de  discernir com facilidade tons e palavras pronunciados pelas pessoas. 

E existem Vários motivos pelos quais o sentido da audição é tão evoluido e aguçado nos cachorros. A principio vem da sua propria necessidade natural de ter que caçar e tambem se defender e defender a matilha da ameaça de outros predadores, como já falamos. Devido à importância da audição, o seu cérebro privilegiou este sentido, pois os cãchorros que possuíam maior capacidade auditiva tinham uma maior capacidade tanto para caçar, como para se defender. Além disso, as suas orelhas são proporcionalmente grandes, moveis e de forma côncava, o que lhes permite captar com maior eficiencia as ondas sonoras e direciona-las diretamente para o tímpano.  

Muito embora possa parecer uma grande vantagem, existem casos em que esta sensibilidade traz problemas aos cachorros. Alarmes, trovões, ou outros ruídos demasiadamente altos são extremamente desagradáveis para cães. Diferentemente do que muitas pessoas pensam, não parece haver diferença na capacidade auditiva nas diversas raças de cães. Surpreendentemente cães com orelhas caídas ouvem tão bem quanto cães com orelhas pontiagudas, quer estejam com as orelhas relaxadas ou quando deitam, deixando descoberto o canal auditivo. A diferença entre as raças, entretanto, influi na possibilidade do cão nascer surdo. Muito embora possa acontecer com qualquer cão, a surdez parece ocorrer devido ao um problema genético ligado às cores branca e cinza da pelagem. 

Dálmatas são cães com grande incidência de surdez de nascença.  Mas os cães são capazes de superar este problema e compensam a falta de audição com o desenvolvimento de outros sentidos. Assim, parecem ter mais facilidade em interpretar a linguagem corporal do que cães que privilegiam a audição. Devido à grande capacidade auditiva, a melhor maneira de se comunicar com seu cão é usar da voz. Subir um tom é a forma ideal de chamar a atenção de um cachorro ou ainda de elogiá-lo. Tons mais baixos lembram grunhidos e soam como reprimenda. 

É o tom que sua mãe usou para chamar a atenção por um erro ou que o líder da matilha usa para informar que a sua atitude não agradou. Usar este tom, entretanto, pode ter um efeito negativo, pois muitas vezes deixam o cachorro nervoso, incapaz de prestar atenção e aprender o comportamento correto, provocando apenas medo e dúvida. Da mesma forma, gritos são contraproducentes. Chamam a atenção, mas provocam medo e angústia, impossibilitando o aprendizado. Como que nós, os cães se concentram e se aproximam para ouvir sussurros. Assim muitas vezes falar calmamente e com a voz baixa é a melhor forma de fazer com que seu cão preste atenção em você.
                           

Cachorros Ouvem Sons Inaudíveis e Imperceptiveis aos Humanos.


Cachorros Ouvem Sons Inaudíveis e Imperceptiveis aos Humanos:  Os cachorros pertencem à família dos canídeos, na qual integram também tanto as raposas e quanto os lobos. E esta família de eficientes predadores possui sentidos apurados, o que consequentemente os auxilio na captura de presas para obtenção de alimentos, como tambem na sua propria defesa e na proteção da matilha. E mesmo após a sua domesticação e de sucetivos cruzamentos, os cachorros preservaram em grande parte a habilidade dos seus sentidos, e apesar de não viverem mas em seu ambiente selvagem de origem, ainda possuem uma incrivel e aguçada capacidade sensorial.  E entre estes sentidos, a audição está entre os principais, mais apurados e desenvolvidos. 

Pois os cachorros tem uma percepção auditiva com capacidade para ouvir sons de alta frequência e de baixo volume, sons estes que são inaudiveis e imperceptiveis para o ouvido humano. O ouvido humano pode captar sons que estão numa faixa de vibração entre 20 e 20.000 ciclos por segundo, enquanto os cães, alcançam sons entre 18 e 40.000 ciclos por segundo. E atraves de suas orelhas direcionáveis, são capazes de se orientar e localizar com precisão a direção e a origem do som em seis centésimos de segundo, e este potencial auditivo, juntamente com outros sentidos, lhes permite seguir a pista e localizarem a presa com extrema facilidade e rapidez. São ainda capazes de ouvir a uma distância quatro vezes superior a do ser humano. E Esta capacidade auditiva, alem de aguçada  proporciona tambem aos cachorros a habilidade de  discernir com facilidade tons e palavras pronunciados pelas pessoas. 

E existem Vários motivos pelos quais o sentido da audição é tão evoluido e aguçado nos cachorros. A principio vem da sua propria necessidade natural de ter que caçar e tambem se defender e defender a matilha da ameaça de outros predadores, como já falamos. Devido à importância da audição, o seu cérebro privilegiou este sentido, pois os cãchorros que possuíam maior capacidade auditiva tinham uma maior capacidade tanto para caçar, como para se defender. Além disso, as suas orelhas são proporcionalmente grandes, moveis e de forma côncava, o que lhes permite captar com maior eficiencia as ondas sonoras e direciona-las diretamente para o tímpano.  

Muito embora possa parecer uma grande vantagem, existem casos em que esta sensibilidade traz problemas aos cachorros. Alarmes, trovões, ou outros ruídos demasiadamente altos são extremamente desagradáveis para cães. Diferentemente do que muitas pessoas pensam, não parece haver diferença na capacidade auditiva nas diversas raças de cães. Surpreendentemente cães com orelhas caídas ouvem tão bem quanto cães com orelhas pontiagudas, quer estejam com as orelhas relaxadas ou quando deitam, deixando descoberto o canal auditivo. A diferença entre as raças, entretanto, influi na possibilidade do cão nascer surdo. Muito embora possa acontecer com qualquer cão, a surdez parece ocorrer devido ao um problema genético ligado às cores branca e cinza da pelagem. 

Dálmatas são cães com grande incidência de surdez de nascença.  Mas os cães são capazes de superar este problema e compensam a falta de audição com o desenvolvimento de outros sentidos. Assim, parecem ter mais facilidade em interpretar a linguagem corporal do que cães que privilegiam a audição. Devido à grande capacidade auditiva, a melhor maneira de se comunicar com seu cão é usar da voz. Subir um tom é a forma ideal de chamar a atenção de um cachorro ou ainda de elogiá-lo. Tons mais baixos lembram grunhidos e soam como reprimenda. 

É o tom que sua mãe usou para chamar a atenção por um erro ou que o líder da matilha usa para informar que a sua atitude não agradou. Usar este tom, entretanto, pode ter um efeito negativo, pois muitas vezes deixam o animal nervoso, incapaz de prestar atenção e aprender o comportamento correto, provocando apenas medo e dúvida. Da mesma forma, gritos são contraproducentes. Chamam a atenção, mas provocam medo e angústia, impossibilitando o aprendizado. Como que nós, os cães se concentram e se aproximam para ouvir sussurros. Assim muitas vezes falar calmamente e com a voz baixa é a melhor forma de fazer com que seu cão preste atenção em você.
                           

Cachorros - Sons de Alta Frequência e de Baixo Volume.


Cachorros - Sons de Alta Frequência e de Baixo Volume: Os cachorros pertencem à família dos canídeos, na qual integram também tanto as raposas e quanto os lobos. E esta família de eficientes predadores possui sentidos apurados, o que consequentemente os auxilio na captura de presas para obtenção de alimentos, como tambem na sua propria defesa e na proteção da matilha. E mesmo após a sua domesticação e de sucetivos cruzamentos, os cachorros preservaram em grande parte a habilidade dos seus sentidos, e apesar de não viverem mas em seu ambiente selvagem de origem, ainda possuem uma incrivel e aguçada capacidade sensorial.  E entre estes sentidos, a audição está entre os principais, mais apurados e desenvolvidos. 

Pois os cachorros tem uma percepção auditiva com capacidade para ouvir sons de alta frequência e de baixo volume, sons estes que são inaudiveis e imperceptiveis para o ouvido humano. O ouvido humano pode captar sons que estão numa faixa de vibração entre 20 e 20.000 ciclos por segundo, enquanto os cães, alcançam sons entre 18 e 40.000 ciclos por segundo. E atraves de suas orelhas direcionáveis, são capazes de se orientar e localizar com precisão a direção e a origem do som em seis centésimos de segundo, e este potencial auditivo, juntamente com outros sentidos, lhes permite seguir a pista e localizarem a presa com extrema facilidade e rapidez. São ainda capazes de ouvir a uma distância quatro vezes superior a do ser humano. E Esta capacidade auditiva, alem de aguçada  proporciona tambem aos cachorros a habilidade de  discernir com facilidade tons e palavras pronunciados pelas pessoas. 

E existem Vários motivos pelos quais o sentido da audição é tão evoluido e aguçado nos cachorros. A principio vem da sua propria necessidade natural de ter que caçar e tambem se defender e defender a matilha da ameaça de outros predadores, como já falamos. Devido à importância da audição, o seu cérebro privilegiou este sentido, pois os cãchorros que possuíam maior capacidade auditiva tinham uma maior capacidade tanto para caçar, como para se defender. Além disso, as suas orelhas são proporcionalmente grandes, moveis e de forma côncava, o que lhes permite captar com maior eficiencia as ondas sonoras e direciona-las diretamente para o tímpano.  

Muito embora possa parecer uma grande vantagem, existem casos em que esta sensibilidade traz problemas aos cachorros. Alarmes, trovões, ou outros ruídos demasiadamente altos são extremamente desagradáveis para cães. Diferentemente do que muitas pessoas pensam, não parece haver diferença na capacidade auditiva nas diversas raças de cães. Surpreendentemente cães com orelhas caídas ouvem tão bem quanto cães com orelhas pontiagudas, quer estejam com as orelhas relaxadas ou quando deitam, deixando descoberto o canal auditivo. A diferença entre as raças, entretanto, influi na possibilidade do cão nascer surdo. Muito embora possa acontecer com qualquer cão, a surdez parece ocorrer devido ao um problema genético ligado às cores branca e cinza da pelagem. 

Dálmatas são cães com grande incidência de surdez de nascença.  Mas os cães são capazes de superar este problema e compensam a falta de audição com o desenvolvimento de outros sentidos. Assim, parecem ter mais facilidade em interpretar a linguagem corporal do que cães que privilegiam a audição. Devido à grande capacidade auditiva, a melhor maneira de se comunicar com seu cão é usar da voz. Subir um tom é a forma ideal de chamar a atenção de um cachorro ou ainda de elogiá-lo. Tons mais baixos lembram grunhidos e soam como reprimenda. 

É o tom que sua mãe usou para chamar a atenção por um erro ou que o líder da matilha usa para informar que a sua atitude não agradou. Usar este tom, entretanto, pode ter um efeito negativo, pois muitas vezes deixam o animal nervoso, incapaz de prestar atenção e aprender o comportamento correto, provocando apenas medo e dúvida. Da mesma forma, gritos são contraproducentes. Chamam a atenção, mas provocam medo e angústia, impossibilitando o aprendizado. Como que nós, os cães se concentram e se aproximam para ouvir sussurros. Assim muitas vezes falar calmamente e com a voz baixa é a melhor forma de fazer com que seu cão preste atenção em você.
                           

Cachorros Captam com maior Eficiência as Ondas Sonoras.


Cachorros Captam com maior Eficiência as Ondas Sonoras:  Os cachorros pertencem à família dos canídeos, na qual integram também tanto as raposas e quanto os lobos. E esta família de eficientes predadores possui sentidos apurados, o que consequentemente os auxilio na captura de presas para obtenção de alimentos, como tambem na sua propria defesa e na proteção da matilha. E mesmo após a sua domesticação e de sucetivos cruzamentos, os cachorros preservaram em grande parte a habilidade dos seus sentidos, e apesar de não viverem mas em seu ambiente selvagem de origem, ainda possuem uma incrivel e aguçada capacidade sensorial.  E entre estes sentidos, a audição está entre os principais, mais apurados e desenvolvidos. 

Pois os cachorros tem uma percepção auditiva com capacidade para ouvir sons de alta frequência e de baixo volume, sons estes que são inaudiveis e imperceptiveis para o ouvido humano. O ouvido humano pode captar sons que estão numa faixa de vibração entre 20 e 20.000 ciclos por segundo, enquanto os cães, alcançam sons entre 18 e 40.000 ciclos por segundo. E atraves de suas orelhas direcionáveis, são capazes de se orientar e localizar com precisão a direção e a origem do som em seis centésimos de segundo, e este potencial auditivo, juntamente com outros sentidos, lhes permite seguir a pista e localizarem a presa com extrema facilidade e rapidez. São ainda capazes de ouvir a uma distância quatro vezes superior a do ser humano. E Esta capacidade auditiva, alem de aguçada  proporciona tambem aos cachorros a habilidade de  discernir com facilidade tons e palavras pronunciados pelas pessoas. 

E existem Vários motivos pelos quais o sentido da audição é tão evoluido e aguçado nos cachorros. A principio vem da sua propria necessidade natural de ter que caçar e tambem se defender e defender a matilha da ameaça de outros predadores, como já falamos. Devido à importância da audição, o seu cérebro privilegiou este sentido, pois os cãchorros que possuíam maior capacidade auditiva tinham uma maior capacidade tanto para caçar, como para se defender. Além disso, as suas orelhas são proporcionalmente grandes, moveis e de forma côncava, o que lhes permite captar com maior eficiencia as ondas sonoras e direciona-las diretamente para o tímpano.  

Muito embora possa parecer uma grande vantagem, existem casos em que esta sensibilidade traz problemas aos cachorros. Alarmes, trovões, ou outros ruídos demasiadamente altos são extremamente desagradáveis para cães. Diferentemente do que muitas pessoas pensam, não parece haver diferença na capacidade auditiva nas diversas raças de cães. Surpreendentemente cães com orelhas caídas ouvem tão bem quanto cães com orelhas pontiagudas, quer estejam com as orelhas relaxadas ou quando deitam, deixando descoberto o canal auditivo. A diferença entre as raças, entretanto, influi na possibilidade do cão nascer surdo. Muito embora possa acontecer com qualquer cão, a surdez parece ocorrer devido ao um problema genético ligado às cores branca e cinza da pelagem. 

Dálmatas são cães com grande incidência de surdez de nascença.  Mas os cães são capazes de superar este problema e compensam a falta de audição com o desenvolvimento de outros sentidos. Assim, parecem ter mais facilidade em interpretar a linguagem corporal do que cães que privilegiam a audição. Devido à grande capacidade auditiva, a melhor maneira de se comunicar com seu cão é usar da voz. Subir um tom é a forma ideal de chamar a atenção de um cachorro ou ainda de elogiá-lo. Tons mais baixos lembram grunhidos e soam como reprimenda. 

É o tom que sua mãe usou para chamar a atenção por um erro ou que o líder da matilha usa para informar que a sua atitude não agradou. Usar este tom, entretanto, pode ter um efeito negativo, pois muitas vezes deixam o animal nervoso, incapaz de prestar atenção e aprender o comportamento correto, provocando apenas medo e dúvida. Da mesma forma, gritos são contraproducentes. Chamam a atenção, mas provocam medo e angústia, impossibilitando o aprendizado. Como que nós, os cães se concentram e se aproximam para ouvir sussurros. Assim muitas vezes falar calmamente e com a voz baixa é a melhor forma de fazer com que seu cão preste atenção em você.
                           

Cachorros - Sentido de Audição Evoluído.


Cachorros - Sentido de Audição Evoluído:  Os cachorros pertencem à família dos canídeos, na qual integram também tanto as raposas e quanto os lobos. E esta família de eficientes predadores possui sentidos apurados, o que consequentemente os auxilio na captura de presas para obtenção de alimentos, como tambem na sua propria defesa e na proteção da matilha. E mesmo após a sua domesticação e de sucetivos cruzamentos, os cachorros preservaram em grande parte a habilidade dos seus sentidos, e apesar de não viverem mas em seu ambiente selvagem de origem, ainda possuem uma incrivel e aguçada capacidade sensorial.  E entre estes sentidos, a audição está entre os principais, mais apurados e desenvolvidos. 

Pois os cachorros tem uma percepção auditiva com capacidade para ouvir sons de alta frequência e de baixo volume, sons estes que são inaudiveis e imperceptiveis para o ouvido humano. O ouvido humano pode captar sons que estão numa faixa de vibração entre 20 e 20.000 ciclos por segundo, enquanto os cães, alcançam sons entre 18 e 40.000 ciclos por segundo. E atraves de suas orelhas direcionáveis, são capazes de se orientar e localizar com precisão a direção e a origem do som em seis centésimos de segundo, e este potencial auditivo, juntamente com outros sentidos, lhes permite seguir a pista e localizarem a presa com extrema facilidade e rapidez. São ainda capazes de ouvir a uma distância quatro vezes superior a do ser humano. E Esta capacidade auditiva, alem de aguçada  proporciona tambem aos cachorros a habilidade de  discernir com facilidade tons e palavras pronunciados pelas pessoas. 

E existem Vários motivos pelos quais o sentido da audição é tão evoluido e aguçado nos cachorros. A principio vem da sua propria necessidade natural de ter que caçar e tambem se defender e defender a matilha da ameaça de outros predadores, como já falamos. Devido à importância da audição, o seu cérebro privilegiou este sentido, pois os cãchorros que possuíam maior capacidade auditiva tinham uma maior capacidade tanto para caçar, como para se defender. Além disso, as suas orelhas são proporcionalmente grandes, moveis e de forma côncava, o que lhes permite captar com maior eficiencia as ondas sonoras e direciona-las diretamente para o tímpano.  

Muito embora possa parecer uma grande vantagem, existem casos em que esta sensibilidade traz problemas aos cachorros. Alarmes, trovões, ou outros ruídos demasiadamente altos são extremamente desagradáveis para cães. Diferentemente do que muitas pessoas pensam, não parece haver diferença na capacidade auditiva nas diversas raças de cães. Surpreendentemente cães com orelhas caídas ouvem tão bem quanto cães com orelhas pontiagudas, quer estejam com as orelhas relaxadas ou quando deitam, deixando descoberto o canal auditivo. A diferença entre as raças, entretanto, influi na possibilidade do cão nascer surdo. Muito embora possa acontecer com qualquer cão, a surdez parece ocorrer devido ao um problema genético ligado às cores branca e cinza da pelagem. 

Dálmatas são cães com grande incidência de surdez de nascença.  Mas os cães são capazes de superar este problema e compensam a falta de audição com o desenvolvimento de outros sentidos. Assim, parecem ter mais facilidade em interpretar a linguagem corporal do que cães que privilegiam a audição. Devido à grande capacidade auditiva, a melhor maneira de se comunicar com seu cão é usar da voz. Subir um tom é a forma ideal de chamar a atenção de um cachorro ou ainda de elogiá-lo. Tons mais baixos lembram grunhidos e soam como reprimenda. 

É o tom que sua mãe usou para chamar a atenção por um erro ou que o líder da matilha usa para informar que a sua atitude não agradou. Usar este tom, entretanto, pode ter um efeito negativo, pois muitas vezes deixam o animal nervoso, incapaz de prestar atenção e aprender o comportamento correto, provocando apenas medo e dúvida. Da mesma forma, gritos são contraproducentes. Chamam a atenção, mas provocam medo e angústia, impossibilitando o aprendizado. Como que nós, os cães se concentram e se aproximam para ouvir sussurros. Assim muitas vezes falar calmamente e com a voz baixa é a melhor forma de fazer com que seu cão preste atenção em você.
                           

Cachorros tem Sensibilidade Auditiva Aguçada.


Cachorros tem Sensibilidade Auditiva Aguçada:  Os cachorros pertencem à família dos canídeos, na qual integram também tanto as raposas e quanto os lobos. E esta família de eficientes predadores possui sentidos apurados, o que consequentemente os auxilio na captura de presas para obtenção de alimentos, como tambem na sua propria defesa e na proteção da matilha. E mesmo após a sua domesticação e de sucetivos cruzamentos, os cachorros preservaram em grande parte a habilidade dos seus sentidos, e apesar de não viverem mas em seu ambiente selvagem de origem, ainda possuem uma incrivel e aguçada capacidade sensorial.  E entre estes sentidos, a audição está entre os principais, mais apurados e desenvolvidos.


Pois os cachorros tem uma percepção auditiva com capacidade para ouvir sons de alta frequência e de baixo volume, sons estes que são inaudiveis e imperceptiveis para o ouvido humano. O ouvido humano pode captar sons que estão numa faixa de vibração entre 20 e 20.000 ciclos por segundo, enquanto os cães, alcançam sons entre 18 e 40.000 ciclos por segundo. E atraves de suas orelhas direcionáveis, são capazes de se orientar e localizar com precisão a direção e a origem do som em seis centésimos de segundo, e este potencial auditivo, juntamente com outros sentidos, lhes permite seguir a pista e localizarem a presa com extrema facilidade e rapidez. São ainda capazes de ouvir a uma distância quatro vezes superior a do ser humano. E Esta capacidade auditiva, alem de aguçada  proporciona tambem aos cachorros a habilidade de  discernir com facilidade tons e palavras pronunciados pelas pessoas. 

E existem Vários motivos pelos quais o sentido da audição é tão evoluido e aguçado nos cachorros. A principio vem da sua propria necessidade natural de ter que caçar e tambem se defender e defender a matilha da ameaça de outros predadores, como já falamos. Devido à importância da audição, o seu cérebro privilegiou este sentido, pois os cãchorros que possuíam maior capacidade auditiva tinham uma maior capacidade tanto para caçar, como para se defender. Além disso, as suas orelhas são proporcionalmente grandes, moveis e de forma côncava, o que lhes permite captar com maior eficiencia as ondas sonoras e direciona-las diretamente para o tímpano.  

Muito embora possa parecer uma grande vantagem, existem casos em que esta sensibilidade traz problemas aos cachorros. Alarmes, trovões, ou outros ruídos demasiadamente altos são extremamente desagradáveis para cães. Diferentemente do que muitas pessoas pensam, não parece haver diferença na capacidade auditiva nas diversas raças de cães. Surpreendentemente cães com orelhas caídas ouvem tão bem quanto cães com orelhas pontiagudas, quer estejam com as orelhas relaxadas ou quando deitam, deixando descoberto o canal auditivo. A diferença entre as raças, entretanto, influi na possibilidade do cão nascer surdo. Muito embora possa acontecer com qualquer cão, a surdez parece ocorrer devido ao um problema genético ligado às cores branca e cinza da pelagem. 

Dálmatas são cães com grande incidência de surdez de nascença.  Mas os cães são capazes de superar este problema e compensam a falta de audição com o desenvolvimento de outros sentidos. Assim, parecem ter mais facilidade em interpretar a linguagem corporal do que cães que privilegiam a audição. Devido à grande capacidade auditiva, a melhor maneira de se comunicar com seu cão é usar da voz. Subir um tom é a forma ideal de chamar a atenção de um cachorro ou ainda de elogiá-lo. Tons mais baixos lembram grunhidos e soam como reprimenda. 

É o tom que sua mãe usou para chamar a atenção por um erro ou que o líder da matilha usa para informar que a sua atitude não agradou. Usar este tom, entretanto, pode ter um efeito negativo, pois muitas vezes deixam o animal nervoso, incapaz de prestar atenção e aprender o comportamento correto, provocando apenas medo e dúvida. Da mesma forma, gritos são contraproducentes. Chamam a atenção, mas provocam medo e angústia, impossibilitando o aprendizado. Como que nós, os cães se concentram e se aproximam para ouvir sussurros. Assim muitas vezes falar calmamente e com a voz baixa é a melhor forma de fazer com que seu cão preste atenção em você.

                           

Gritos Provocam Medo e Duvidas nos Cachorros.


Gritos Provocam Medo e Duvidas nos Cachorros:  Os cachorros pertencem à família dos canídeos, na qual integram também tanto as raposas e quanto os lobos. E esta família de eficientes predadores possui sentidos apurados, o que consequentemente os auxilio na captura de presas para obtenção de alimentos, como tambem na sua propria defesa e na proteção da matilha. E mesmo após a sua domesticação e de sucetivos cruzamentos, os cachorros preservaram em grande parte a habilidade dos seus sentidos, e apesar de não viverem mas em seu ambiente selvagem de origem, ainda possuem uma incrivel e aguçada capacidade sensorial.  E entre estes sentidos, a audição está entre os principais, mais apurados e desenvolvidos. 

Pois os cachorros tem uma percepção auditiva com capacidade para ouvir sons de alta frequência e de baixo volume, sons estes que são inaudiveis e imperceptiveis para o ouvido humano. O ouvido humano pode captar sons que estão numa faixa de vibração entre 20 e 20.000 ciclos por segundo, enquanto os cães, alcançam sons entre 18 e 40.000 ciclos por segundo. E atraves de suas orelhas direcionáveis, são capazes de se orientar e localizar com precisão a direção e a origem do som em seis centésimos de segundo, e este potencial auditivo, juntamente com outros sentidos, lhes permite seguir a pista e localizarem a presa com extrema facilidade e rapidez. São ainda capazes de ouvir a uma distância quatro vezes superior a do ser humano. E Esta capacidade auditiva, alem de aguçada  proporciona tambem aos cachorros a habilidade de  discernir com facilidade tons e palavras pronunciados pelas pessoas. 

E existem Vários motivos pelos quais o sentido da audição é tão evoluido e aguçado nos cachorros. A principio vem da sua propria necessidade natural de ter que caçar e tambem se defender e defender a matilha da ameaça de outros predadores, como já falamos. Devido à importância da audição, o seu cérebro privilegiou este sentido, pois os cãchorros que possuíam maior capacidade auditiva tinham uma maior capacidade tanto para caçar, como para se defender. Além disso, as suas orelhas são proporcionalmente grandes, moveis e de forma côncava, o que lhes permite captar com maior eficiencia as ondas sonoras e direciona-las diretamente para o tímpano.  

Muito embora possa parecer uma grande vantagem, existem casos em que esta sensibilidade traz problemas aos cachorros. Alarmes, trovões, ou outros ruídos demasiadamente altos são extremamente desagradáveis para cães. Diferentemente do que muitas pessoas pensam, não parece haver diferença na capacidade auditiva nas diversas raças de cães. Surpreendentemente cães com orelhas caídas ouvem tão bem quanto cães com orelhas pontiagudas, quer estejam com as orelhas relaxadas ou quando deitam, deixando descoberto o canal auditivo. A diferença entre as raças, entretanto, influi na possibilidade do cão nascer surdo. Muito embora possa acontecer com qualquer cão, a surdez parece ocorrer devido ao um problema genético ligado às cores branca e cinza da pelagem. 

Dálmatas são cães com grande incidência de surdez de nascença.  Mas os cães são capazes de superar este problema e compensam a falta de audição com o desenvolvimento de outros sentidos. Assim, parecem ter mais facilidade em interpretar a linguagem corporal do que cães que privilegiam a audição. Devido à grande capacidade auditiva, a melhor maneira de se comunicar com seu cão é usar da voz. Subir um tom é a forma ideal de chamar a atenção de um cachorro ou ainda de elogiá-lo. Tons mais baixos lembram grunhidos e soam como reprimenda. 

É o tom que sua mãe usou para chamar a atenção por um erro ou que o líder da matilha usa para informar que a sua atitude não agradou. Usar este tom, entretanto, pode ter um efeito negativo, pois muitas vezes deixam o animal nervoso, incapaz de prestar atenção e aprender o comportamento correto, provocando apenas medo e dúvida. Da mesma forma, gritos são contraproducentes. Chamam a atenção, mas provocam medo e angústia, impossibilitando o aprendizado. Como que nós, os cães se concentram e se aproximam para ouvir sussurros. Assim muitas vezes falar calmamente e com a voz baixa é a melhor forma de fazer com que seu cão preste atenção em você.
                           

Sons e Ruidos Altos são Desagradáveis aos Cachorros.


Sons e Ruídos Altos são Desagradáveis aos Cachorros:  Os cachorros pertencem à família dos canídeos, na qual integram também tanto as raposas e quanto os lobos. E esta família de eficientes predadores possui sentidos apurados, o que consequentemente os auxilio na captura de presas para obtenção de alimentos, como tambem na sua propria defesa e na proteção da matilha. E mesmo após a sua domesticação e de sucetivos cruzamentos, os cachorros preservaram em grande parte a habilidade dos seus sentidos, e apesar de não viverem mas em seu ambiente selvagem de origem, ainda possuem uma incrivel e aguçada capacidade sensorial.  E entre estes sentidos, a audição está entre os principais, mais apurados e desenvolvidos. 

Pois os cachorros tem uma percepção auditiva com capacidade para ouvir sons de alta frequência e de baixo volume, sons estes que são inaudiveis e imperceptiveis para o ouvido humano. O ouvido humano pode captar sons que estão numa faixa de vibração entre 20 e 20.000 ciclos por segundo, enquanto os cães, alcançam sons entre 18 e 40.000 ciclos por segundo. E atraves de suas orelhas direcionáveis, são capazes de se orientar e localizar com precisão a direção e a origem do som em seis centésimos de segundo, e este potencial auditivo, juntamente com outros sentidos, lhes permite seguir a pista e localizarem a presa com extrema facilidade e rapidez. São ainda capazes de ouvir a uma distância quatro vezes superior a do ser humano. E Esta capacidade auditiva, alem de aguçada  proporciona tambem aos cachorros a habilidade de  discernir com facilidade tons e palavras pronunciados pelas pessoas. 

E existem Vários motivos pelos quais o sentido da audição é tão evoluido e aguçado nos cachorros. A principio vem da sua propria necessidade natural de ter que caçar e tambem se defender e defender a matilha da ameaça de outros predadores, como já falamos. Devido à importância da audição, o seu cérebro privilegiou este sentido, pois os cãchorros que possuíam maior capacidade auditiva tinham uma maior capacidade tanto para caçar, como para se defender. Além disso, as suas orelhas são proporcionalmente grandes, moveis e de forma côncava, o que lhes permite captar com maior eficiencia as ondas sonoras e direciona-las diretamente para o tímpano.  

Muito embora possa parecer uma grande vantagem, existem casos em que esta sensibilidade traz problemas aos cachorros. Alarmes, trovões, ou outros ruídos demasiadamente altos são extremamente desagradáveis para cães. Diferentemente do que muitas pessoas pensam, não parece haver diferença na capacidade auditiva nas diversas raças de cães. Surpreendentemente cães com orelhas caídas ouvem tão bem quanto cães com orelhas pontiagudas, quer estejam com as orelhas relaxadas ou quando deitam, deixando descoberto o canal auditivo. A diferença entre as raças, entretanto, influi na possibilidade do cão nascer surdo. Muito embora possa acontecer com qualquer cão, a surdez parece ocorrer devido ao um problema genético ligado às cores branca e cinza da pelagem. 

Dálmatas são cães com grande incidência de surdez de nascença.  Mas os cães são capazes de superar este problema e compensam a falta de audição com o desenvolvimento de outros sentidos. Assim, parecem ter mais facilidade em interpretar a linguagem corporal do que cães que privilegiam a audição. Devido à grande capacidade auditiva, a melhor maneira de se comunicar com seu cão é usar da voz. Subir um tom é a forma ideal de chamar a atenção de um cachorro ou ainda de elogiá-lo. Tons mais baixos lembram grunhidos e soam como reprimenda. 

É o tom que sua mãe usou para chamar a atenção por um erro ou que o líder da matilha usa para informar que a sua atitude não agradou. Usar este tom, entretanto, pode ter um efeito negativo, pois muitas vezes deixam o animal nervoso, incapaz de prestar atenção e aprender o comportamento correto, provocando apenas medo e dúvida. Da mesma forma, gritos são contraproducentes. Chamam a atenção, mas provocam medo e angústia, impossibilitando o aprendizado. Como que nós, os cães se concentram e se aproximam para ouvir sussurros. Assim muitas vezes falar calmamente e com a voz baixa é a melhor forma de fazer com que seu cão preste atenção em você.
                           

Cachorros - Precisão na Direção e na Origem do Som.


Cachorros - Precisão na Direção e na Origem do Som: Os cachorros pertencem à família dos canídeos, na qual integram também tanto as raposas e quanto os lobos. E esta família de eficientes predadores possui sentidos apurados, o que consequentemente os auxilio na captura de presas para obtenção de alimentos, como tambem na sua propria defesa e na proteção da matilha. E mesmo após a sua domesticação e de sucetivos cruzamentos, os cachorros preservaram em grande parte a habilidade dos seus sentidos, e apesar de não viverem mas em seu ambiente selvagem de origem, ainda possuem uma incrivel e aguçada capacidade sensorial.  E entre estes sentidos, a audição está entre os principais, mais apurados e desenvolvidos. 

Pois os cachorros tem uma percepção auditiva com capacidade para ouvir sons de alta frequência e de baixo volume, sons estes que são inaudiveis e imperceptiveis para o ouvido humano. O ouvido humano pode captar sons que estão numa faixa de vibração entre 20 e 20.000 ciclos por segundo, enquanto os cães, alcançam sons entre 18 e 40.000 ciclos por segundo. E atraves de suas orelhas direcionáveis, são capazes de se orientar e localizar com precisão a direção e a origem do som em seis centésimos de segundo, e este potencial auditivo, juntamente com outros sentidos, lhes permite seguir a pista e localizarem a presa com extrema facilidade e rapidez. São ainda capazes de ouvir a uma distância quatro vezes superior a do ser humano. E esta capacidade auditiva, alem de aguçada  proporciona tambem aos cachorros a habilidade de  discernir com facilidade tons e palavras pronunciados pelas pessoas. 

E existem vários motivos pelos quais o sentido da audição é tão evoluido e aguçado nos cachorros. A principio vem da sua propria necessidade natural de ter que caçar e tambem se defender e defender a matilha da ameaça de outros predadores, como já falamos. Devido à importância da audição, o seu cérebro privilegiou este sentido, pois os cãchorros que possuíam maior capacidade auditiva tinham uma maior capacidade tanto para caçar, como para se defender. Além disso, as suas orelhas são proporcionalmente grandes, moveis e de forma côncava, o que lhes permite captar com maior eficiencia as ondas sonoras e direciona-las diretamente para o tímpano.  

Muito embora possa parecer uma grande vantagem, existem casos em que esta sensibilidade traz problemas aos cachorros. Alarmes, trovões, ou outros ruídos demasiadamente altos são extremamente desagradáveis para cães. Diferentemente do que muitas pessoas pensam, não parece haver diferença na capacidade auditiva nas diversas raças de cães. Surpreendentemente cães com orelhas caídas ouvem tão bem quanto cães com orelhas pontiagudas, quer estejam com as orelhas relaxadas ou quando deitam, deixando descoberto o canal auditivo. A diferença entre as raças, entretanto, influi na possibilidade do cão nascer surdo. Muito embora possa acontecer com qualquer cão, a surdez parece ocorrer devido ao um problema genético ligado às cores branca e cinza da pelagem. 

Dálmatas são cães com grande incidência de surdez de nascença.  Mas os cães são capazes de superar este problema e compensam a falta de audição com o desenvolvimento de outros sentidos. Assim, parecem ter mais facilidade em interpretar a linguagem corporal do que cães que privilegiam a audição. Devido à grande capacidade auditiva, a melhor maneira de se comunicar com seu cão é usar da voz. Subir um tom é a forma ideal de chamar a atenção de um cachorro ou ainda de elogiá-lo. Tons mais baixos lembram grunhidos e soam como reprimenda. 

É o tom que sua mãe usou para chamar a atenção por um erro ou que o líder da matilha usa para informar que a sua atitude não agradou. Usar este tom, entretanto, pode ter um efeito negativo, pois muitas vezes deixam o animal nervoso, incapaz de prestar atenção e aprender o comportamento correto, provocando apenas medo e dúvida. Da mesma forma, gritos são contraproducentes. Chamam a atenção, mas provocam medo e angústia, impossibilitando o aprendizado. Como que nós, os cães se concentram e se aproximam para ouvir sussurros. Assim muitas vezes falar calmamente e com a voz baixa é a melhor forma de fazer com que seu cão preste atenção em você.
                           

Importância da Audição - Cachorros.


Importância da Audição - Cachorros:  Os cachorros pertencem à família dos canídeos, na qual integram também tanto as raposas e quanto os lobos. E esta família de eficientes predadores possui sentidos apurados, o que consequentemente os auxilio na captura de presas para obtenção de alimentos, como tambem na sua propria defesa e na proteção da matilha. E mesmo após a sua domesticação e de sucetivos cruzamentos, os cachorros preservaram em grande parte a habilidade dos seus sentidos, e apesar de não viverem mas em seu ambiente selvagem de origem, ainda possuem uma incrivel e aguçada capacidade sensorial.  E entre estes sentidos, a audição está entre os principais, mais apurados e desenvolvidos. 

Pois os cachorros tem uma percepção auditiva com capacidade para ouvir sons de alta frequência e de baixo volume, sons estes que são inaudiveis e imperceptiveis para o ouvido humano. O ouvido humano pode captar sons que estão numa faixa de vibração entre 20 e 20.000 ciclos por segundo, enquanto os cães, alcançam sons entre 18 e 40.000 ciclos por segundo. E atraves de suas orelhas direcionáveis, são capazes de se orientar e localizar com precisão a direção e a origem do som em seis centésimos de segundo, e este potencial auditivo, juntamente com outros sentidos, lhes permite seguir a pista e localizarem a presa com extrema facilidade e rapidez. São ainda capazes de ouvir a uma distância quatro vezes superior a do ser humano. E Esta capacidade auditiva, alem de aguçada  proporciona tambem aos cachorros a habilidade de  discernir com facilidade tons e palavras pronunciados pelas pessoas. 

E existem Vários motivos pelos quais o sentido da audição é tão evoluido e aguçado nos cachorros. A principio vem da sua propria necessidade natural de ter que caçar e tambem se defender e defender a matilha da ameaça de outros predadores, como já falamos. Devido à importância da audição, o seu cérebro privilegiou este sentido, pois os cãchorros que possuíam maior capacidade auditiva tinham uma maior capacidade tanto para caçar, como para se defender. Além disso, as suas orelhas são proporcionalmente grandes, moveis e de forma côncava, o que lhes permite captar com maior eficiencia as ondas sonoras e direciona-las diretamente para o tímpano.  

Muito embora possa parecer uma grande vantagem, existem casos em que esta sensibilidade traz problemas aos cachorros. Alarmes, trovões, ou outros ruídos demasiadamente altos são extremamente desagradáveis para cães. Diferentemente do que muitas pessoas pensam, não parece haver diferença na capacidade auditiva nas diversas raças de cães. Surpreendentemente cães com orelhas caídas ouvem tão bem quanto cães com orelhas pontiagudas, quer estejam com as orelhas relaxadas ou quando deitam, deixando descoberto o canal auditivo. A diferença entre as raças, entretanto, influi na possibilidade do cão nascer surdo. Muito embora possa acontecer com qualquer cão, a surdez parece ocorrer devido ao um problema genético ligado às cores branca e cinza da pelagem. 

Dálmatas são cães com grande incidência de surdez de nascença.  Mas os cães são capazes de superar este problema e compensam a falta de audição com o desenvolvimento de outros sentidos. Assim, parecem ter mais facilidade em interpretar a linguagem corporal do que cães que privilegiam a audição. Devido à grande capacidade auditiva, a melhor maneira de se comunicar com seu cão é usar da voz. Subir um tom é a forma ideal de chamar a atenção de um cachorro ou ainda de elogiá-lo. Tons mais baixos lembram grunhidos e soam como reprimenda. 

É o tom que sua mãe usou para chamar a atenção por um erro ou que o líder da matilha usa para informar que a sua atitude não agradou. Usar este tom, entretanto, pode ter um efeito negativo, pois muitas vezes deixam o animal nervoso, incapaz de prestar atenção e aprender o comportamento correto, provocando apenas medo e dúvida. Da mesma forma, gritos são contraproducentes. Chamam a atenção, mas provocam medo e angústia, impossibilitando o aprendizado. Como que nós, os cães se concentram e se aproximam para ouvir sussurros. Assim muitas vezes falar calmamente e com a voz baixa é a melhor forma de fazer com que seu cão preste atenção em você.
                           

Cachorros - Orelhas Direcionáveis.


Cachorros - Orelhas Direcionáveis:  Os cachorros pertencem à família dos canídeos, na qual integram também tanto as raposas e quanto os lobos. E esta família de eficientes predadores possui sentidos apurados, o que consequentemente os auxilio na captura de presas para obtenção de alimentos, como tambem na sua propria defesa e na proteção da matilha. E mesmo após a sua domesticação e de sucetivos cruzamentos, os cachorros preservaram em grande parte a habilidade dos seus sentidos, e apesar de não viverem mas em seu ambiente selvagem de origem, ainda possuem uma incrivel e aguçada capacidade sensorial.  E entre estes sentidos, a audição está entre os principais, mais apurados e desenvolvidos. 

Pois os cachorros tem uma percepção auditiva com capacidade para ouvir sons de alta frequência e de baixo volume, sons estes que são inaudiveis e imperceptiveis para o ouvido humano. O ouvido humano pode captar sons que estão numa faixa de vibração entre 20 e 20.000 ciclos por segundo, enquanto os cães, alcançam sons entre 18 e 40.000 ciclos por segundo. E atraves de suas orelhas direcionáveis, são capazes de se orientar e localizar com precisão a direção e a origem do som em seis centésimos de segundo, e este potencial auditivo, juntamente com outros sentidos, lhes permite seguir a pista e localizarem a presa com extrema facilidade e rapidez. São ainda capazes de ouvir a uma distância quatro vezes superior a do ser humano. E Esta capacidade auditiva, alem de aguçada  proporciona tambem aos cachorros a habilidade de  discernir com facilidade tons e palavras pronunciados pelas pessoas. 

E existem Vários motivos pelos quais o sentido da audição é tão evoluido e aguçado nos cachorros. A principio vem da sua propria necessidade natural de ter que caçar e tambem se defender e defender a matilha da ameaça de outros predadores, como já falamos. Devido à importância da audição, o seu cérebro privilegiou este sentido, pois os cãchorros que possuíam maior capacidade auditiva tinham uma maior capacidade tanto para caçar, como para se defender. Além disso, as suas orelhas são proporcionalmente grandes, moveis e de forma côncava, o que lhes permite captar com maior eficiencia as ondas sonoras e direciona-las diretamente para o tímpano.  

Muito embora possa parecer uma grande vantagem, existem casos em que esta sensibilidade traz problemas aos cachorros. Alarmes, trovões, ou outros ruídos demasiadamente altos são extremamente desagradáveis para cães. Diferentemente do que muitas pessoas pensam, não parece haver diferença na capacidade auditiva nas diversas raças de cães. Surpreendentemente cães com orelhas caídas ouvem tão bem quanto cães com orelhas pontiagudas, quer estejam com as orelhas relaxadas ou quando deitam, deixando descoberto o canal auditivo. A diferença entre as raças, entretanto, influi na possibilidade do cão nascer surdo. Muito embora possa acontecer com qualquer cão, a surdez parece ocorrer devido ao um problema genético ligado às cores branca e cinza da pelagem. 

Dálmatas são cães com grande incidência de surdez de nascença.  Mas os cães são capazes de superar este problema e compensam a falta de audição com o desenvolvimento de outros sentidos. Assim, parecem ter mais facilidade em interpretar a linguagem corporal do que cães que privilegiam a audição. Devido à grande capacidade auditiva, a melhor maneira de se comunicar com seu cão é usar da voz. Subir um tom é a forma ideal de chamar a atenção de um cachorro ou ainda de elogiá-lo. Tons mais baixos lembram grunhidos e soam como reprimenda. 

É o tom que sua mãe usou para chamar a atenção por um erro ou que o líder da matilha usa para informar que a sua atitude não agradou. Usar este tom, entretanto, pode ter um efeito negativo, pois muitas vezes deixam o animal nervoso, incapaz de prestar atenção e aprender o comportamento correto, provocando apenas medo e dúvida. Da mesma forma, gritos são contraproducentes. Chamam a atenção, mas provocam medo e angústia, impossibilitando o aprendizado. Como que nós, os cães se concentram e se aproximam para ouvir sussurros. Assim muitas vezes falar calmamente e com a voz baixa é a melhor forma de fazer com que seu cão preste atenção em você.
                           

Capacidade Auditiva - Cachorros.


Capacidade Auditiva - Cachorros: Os cachorros pertencem à família dos canídeos, na qual integram também tanto as raposas e quanto os lobos. E esta família de eficientes predadores possui sentidos apurados, o que consequentemente os auxilio na captura de presas para obtenção de alimentos, como tambem na sua propria defesa e na proteção da matilha. E mesmo após a sua domesticação e de sucetivos cruzamentos, os cachorros preservaram em grande parte a habilidade dos seus sentidos, e apesar de não viverem mas em seu ambiente selvagem de origem, ainda possuem uma incrivel e aguçada capacidade sensorial.  E entre estes sentidos, a audição está entre os principais, mais apurados e desenvolvidos. 

Pois os cachorros tem uma percepção auditiva com capacidade para ouvir sons de alta frequência e de baixo volume, sons estes que são inaudiveis e imperceptiveis para o ouvido humano. O ouvido humano pode captar sons que estão numa faixa de vibração entre 20 e 20.000 ciclos por segundo, enquanto os cães, alcançam sons entre 18 e 40.000 ciclos por segundo. E atraves de suas orelhas direcionáveis, são capazes de se orientar e localizar com precisão a direção e a origem do som em seis centésimos de segundo, e este potencial auditivo, juntamente com outros sentidos, lhes permite seguir a pista e localizarem a presa com extrema facilidade e rapidez. São ainda capazes de ouvir a uma distância quatro vezes superior a do ser humano. E Esta capacidade auditiva, alem de aguçada  proporciona tambem aos cachorros a habilidade de  discernir com facilidade tons e palavras pronunciados pelas pessoas. 

E existem Vários motivos pelos quais o sentido da audição é tão evoluido e aguçado nos cachorros. A principio vem da sua propria necessidade natural de ter que caçar e tambem se defender e defender a matilha da ameaça de outros predadores, como já falamos. Devido à importância da audição, o seu cérebro privilegiou este sentido, pois os cãchorros que possuíam maior capacidade auditiva tinham uma maior capacidade tanto para caçar, como para se defender. Além disso, as suas orelhas são proporcionalmente grandes, moveis e de forma côncava, o que lhes permite captar com maior eficiencia as ondas sonoras e direciona-las diretamente para o tímpano.  

Muito embora possa parecer uma grande vantagem, existem casos em que esta sensibilidade traz problemas aos cachorros. Alarmes, trovões, ou outros ruídos demasiadamente altos são extremamente desagradáveis para cães. Diferentemente do que muitas pessoas pensam, não parece haver diferença na capacidade auditiva nas diversas raças de cães. Surpreendentemente cães com orelhas caídas ouvem tão bem quanto cães com orelhas pontiagudas, quer estejam com as orelhas relaxadas ou quando deitam, deixando descoberto o canal auditivo. A diferença entre as raças, entretanto, influi na possibilidade do cão nascer surdo. Muito embora possa acontecer com qualquer cão, a surdez parece ocorrer devido ao um problema genético ligado às cores branca e cinza da pelagem. 

Dálmatas são cães com grande incidência de surdez de nascença.  Mas os cães são capazes de superar este problema e compensam a falta de audição com o desenvolvimento de outros sentidos. Assim, parecem ter mais facilidade em interpretar a linguagem corporal do que cães que privilegiam a audição. Devido à grande capacidade auditiva, a melhor maneira de se comunicar com seu cão é usar da voz. Subir um tom é a forma ideal de chamar a atenção de um cachorro ou ainda de elogiá-lo. Tons mais baixos lembram grunhidos e soam como reprimenda. 

É o tom que sua mãe usou para chamar a atenção por um erro ou que o líder da matilha usa para informar que a sua atitude não agradou. Usar este tom, entretanto, pode ter um efeito negativo, pois muitas vezes deixam o animal nervoso, incapaz de prestar atenção e aprender o comportamento correto, provocando apenas medo e dúvida. Da mesma forma, gritos são contraproducentes. Chamam a atenção, mas provocam medo e angústia, impossibilitando o aprendizado. Como que nós, os cães se concentram e se aproximam para ouvir sussurros. Assim muitas vezes falar calmamente e com a voz baixa é a melhor forma de fazer com que seu cão preste atenção em você.
                           

Cachorros - Grande Poder de Audição.


Cachorros - Grande Poder de Audição: Os cachorros pertencem à família dos canídeos, na qual integram também tanto as raposas e quanto os lobos. E esta família de eficientes predadores possui sentidos apurados, o que consequentemente os auxilio na captura de presas para obtenção de alimentos, como tambem na sua propria defesa e na proteção da matilha. E mesmo após a sua domesticação e de sucetivos cruzamentos, os cachorros preservaram em grande parte a habilidade dos seus sentidos, e apesar de não viverem mas em seu ambiente selvagem de origem, ainda possuem uma incrivel e aguçada capacidade sensorial.  E entre estes sentidos, a audição está entre os principais, mais apurados e desenvolvidos. 

Pois os cachorros tem uma percepção auditiva com capacidade para ouvir sons de alta frequência e de baixo volume, sons estes que são inaudiveis e imperceptiveis para o ouvido humano. O ouvido humano pode captar sons que estão numa faixa de vibração entre 20 e 20.000 ciclos por segundo, enquanto os cães, alcançam sons entre 18 e 40.000 ciclos por segundo. E atraves de suas orelhas direcionáveis, são capazes de se orientar e localizar com precisão a direção e a origem do som em seis centésimos de segundo, e este potencial auditivo, juntamente com outros sentidos, lhes permite seguir a pista e localizarem a presa com extrema facilidade e rapidez. São ainda capazes de ouvir a uma distância quatro vezes superior a do ser humano. E Esta capacidade auditiva, alem de aguçada  proporciona tambem aos cachorros a habilidade de  discernir com facilidade tons e palavras pronunciados pelas pessoas. 

E existem Vários motivos pelos quais o sentido da audição é tão evoluido e aguçado nos cachorros. A principio vem da sua propria necessidade natural de ter que caçar e tambem se defender e defender a matilha da ameaça de outros predadores, como já falamos. Devido à importância da audição, o seu cérebro privilegiou este sentido, pois os cãchorros que possuíam maior capacidade auditiva tinham uma maior capacidade tanto para caçar, como para se defender. Além disso, as suas orelhas são proporcionalmente grandes, moveis e de forma côncava, o que lhes permite captar com maior eficiencia as ondas sonoras e direciona-las diretamente para o tímpano.  

Muito embora possa parecer uma grande vantagem, existem casos em que esta sensibilidade traz problemas aos cachorros. Alarmes, trovões, ou outros ruídos demasiadamente altos são extremamente desagradáveis para cães. Diferentemente do que muitas pessoas pensam, não parece haver diferença na capacidade auditiva nas diversas raças de cães. Surpreendentemente cães com orelhas caídas ouvem tão bem quanto cães com orelhas pontiagudas, quer estejam com as orelhas relaxadas ou quando deitam, deixando descoberto o canal auditivo. A diferença entre as raças, entretanto, influi na possibilidade do cão nascer surdo. Muito embora possa acontecer com qualquer cão, a surdez parece ocorrer devido ao um problema genético ligado às cores branca e cinza da pelagem. 

Dálmatas são cães com grande incidência de surdez de nascença.  Mas os cães são capazes de superar este problema e compensam a falta de audição com o desenvolvimento de outros sentidos. Assim, parecem ter mais facilidade em interpretar a linguagem corporal do que cães que privilegiam a audição. Devido à grande capacidade auditiva, a melhor maneira de se comunicar com seu cão é usar da voz. Subir um tom é a forma ideal de chamar a atenção de um cachorro ou ainda de elogiá-lo. Tons mais baixos lembram grunhidos e soam como reprimenda. 

É o tom que sua mãe usou para chamar a atenção por um erro ou que o líder da matilha usa para informar que a sua atitude não agradou. Usar este tom, entretanto, pode ter um efeito negativo, pois muitas vezes deixam o animal nervoso, incapaz de prestar atenção e aprender o comportamento correto, provocando apenas medo e dúvida. Da mesma forma, gritos são contraproducentes. Chamam a atenção, mas provocam medo e angústia, impossibilitando o aprendizado. Como que nós, os cães se concentram e se aproximam para ouvir sussurros. Assim muitas vezes falar calmamente e com a voz baixa é a melhor forma de fazer com que seu cão preste atenção em você.

Consequências no Organismo - Cachorros.


Consequências no Organismo - Cachorros: Muitos responsaveis por cachorros ou outros animais de estimação não querem que eles procriem, porem hesitam em castrá-los, por receio do procedimento cirúrgico ou porque muito se fala a respeito dos mitos sem fundamentos relacionados à castração, como o cachorro de guarda fica manso demais e perder a sua capacidade de vigiar e proteger a casa, e tambem passar a ter tendência a obesidade. E devido a falta de informação e orientação, os responsaveis pelos cachorros procuram uma alternativa a castração, e acabam fazendo a opção pelos anticoncepcionais para evitar a gestação em suas cadelas e gatas. 

Porem a grande maioria dos veterinarios, atentam para os riscos desta opção e absolutamente não recomendam esse tipo de medicamento, alertando para as sérias consequencias e efeitos calaterais que eles podem provocar no organismo e consequentemente na saúde dos animais. E estas graves reações e efeitos calaterais tanto podem ser causados por anticoncepcionais injetáveis como em comprimidos. E o seu uso, a medio prazo ou acima de um ano, pode ocasionar varias doenças e serios problemas de saúde como diabetes, infecção de útero, tumores de mama entre outros. 

Devido a todas estas graves consequencias provocada na saude dos cachorros provenientes do uso de anticoncepicionais, é que não se deve recomendar a sua utilização como um metodo contracepitivo  alternativa em substituição a castraçãoela. Pois o uso destes medicamentos, da origem a varios problemas e enfermidades que causam danos muitos graves a saude dos animais que os utilizam, e não são danos faceis de serem tratáveis. Pois doenças como Diabetes e Tumores de Mama. 

Pois alem de terem um alto custo financeiro os seus tratamentos tambem são complexos e trabalhosos. Sendo a castração, logicamente a melhor opção e alternativa, podendo se fazer este procedimento tanto em machos quanto em femeas, e sem duvida é o melhor e o mais indicado método anticoncepcional, para se evitar a gestação nas cadelas, sem comprometer ou prejudicar a sua saude, inclusive o procedimento cirurgico da castração sendo feito de maneira correta e adequada, ocasiona riscos minimos aos cachorros, e o seu resultado alem de evitar a procriação indesejada, ainda ajuda a preservar tanto a saude dos cachorros quanto das cadelas.                         

                                                                                                          

Cachorros - Tratamento de Alto Custo.


Cachorros - Tratamento de Alto Custo:  Muitos responsaveis por cachorros ou outros animais de estimação não querem que eles procriem, porem hesitam em castrá-los, por receio do procedimento cirúrgico ou porque muito se fala a respeito dos mitos sem fundamentos relacionados à castração, como o cachorro de guarda fica manso demais e perder a sua capacidade de vigiar e proteger a casa, e tambem passar a ter tendência a obesidade. E devido a falta de informação e orientação, os responsaveis pelos cachorros procuram uma alternativa a castração, e acabam fazendo a opção pelos anticoncepcionais para evitar a gestação em suas cadelas e gatas. 

Porem a grande maioria dos veterinarios, atentam para os riscos desta opção e absolutamente não recomendam esse tipo de medicamento, alertando para as sérias consequencias e efeitos calaterais que eles podem provocar no organismo e consequentemente na saúde dos animais. E estas graves reações e efeitos calaterais tanto podem ser causados por anticoncepcionais injetáveis como em comprimidos. E o seu uso, a medio prazo ou acima de um ano, pode ocasionar varias doenças e serios problemas de saúde como diabetes, infecção de útero, tumores de mama entre outros. 

Devido a todas estas graves consequencias provocada na saude dos cachorros provenientes do uso de anticoncepicionais, é que não se deve recomendar a sua utilização como um metodo contracepitivo  alternativa em substituição a castraçãoela. Pois o uso destes medicamentos, da origem a varios problemas e enfermidades que causam danos muitos graves a saude dos animais que os utilizam, e não são danos faceis de serem tratáveis. Pois doenças como Diabetes e Tumores de Mama. 

Pois alem de terem um alto custo financeiro os seus tratamentos tambem são complexos e trabalhosos. Sendo a castração, logicamente a melhor opção e alternativa, podendo se fazer este procedimento tanto em machos quanto em femeas, e sem duvida é o melhor e o mais indicado método anticoncepcional, para se evitar a gestação nas cadelas, sem comprometer ou prejudicar a sua saude, inclusive o procedimento cirurgico da castração sendo feito de maneira correta e adequada, ocasiona riscos minimos aos cachorros, e o seu resultado alem de evitar a procriação indesejada, ainda ajuda a preservar tanto a saude dos cachorros quanto das cadelas.                         

                                                                                                          

Cachorros - Infecção no Útero


Cachorros - Infecção no Útero:  Muitos responsáveis por cachorros ou outros animais de estimação não querem que eles procriem, porem hesitam em castrá-los, por receio do procedimento cirúrgico ou porque muito se fala a respeito dos mitos sem fundamentos relacionados à castração, como o cachorro de guarda fica manso demais e perder a sua capacidade de vigiar e proteger a casa, e tambem passar a ter tendência a obesidade. E devido a falta de informação e orientação, os responsáveis pelos cachorros procuram uma alternativa a castração, e acabam fazendo a opção pelos anticoncepcionais para evitar a gestação em suas cadelas e gatas. 

Porem a grande maioria dos veterinários, atentam para os riscos desta opção e absolutamente não recomendam esse tipo de medicamento, alertando para as sérias consequencias e efeitos calaterais que eles podem provocar no organismo e consequentemente na saúde dos animais. E estas graves reações e efeitos calaterais tanto podem ser causados por anticoncepcionais injetáveis como em comprimidos. E o seu uso, a médio prazo ou acima de um ano, pode ocasionar varias doenças e sérios problemas de saúde como diabetes, infecção de útero, tumores de mama entre outros. 

Devido a todas estas graves consequencias provocada na saude dos cachorros provenientes do uso de anticoncepicionais, é que não se deve recomendar a sua utilização como um metodo contracepitivo  alternativa em substituição a castração da cadela. Pois o uso destes medicamentos, da origem a varios problemas e enfermidades que causam danos muitos graves a saude dos animais que os utilizam, e não são danos faceis de serem tratáveis. Pois doenças como Diabetes e Tumores de Mama. 

Pois alem de terem um alto custo financeiro os seus tratamentos tambem são complexos e trabalhosos. Sendo a castração, logicamente a melhor opção e alternativa, podendo se fazer este procedimento tanto em machos quanto em femeas, e sem duvida é o melhor e o mais indicado método anticoncepcional, para se evitar a gestação nas cadelas, sem comprometer ou prejudicar a sua saude, inclusive o procedimento cirurgico da castração sendo feito de maneira correta e adequada, ocasiona riscos minimos aos cachorros, e o seu resultado alem de evitar a procriação indesejada, ainda ajuda a preservar tanto a saude dos cachorros quanto das cadelas.                         

                                                                                                          

Tumores de Mama - Cachorros.


Tumores de Mama - Cachorros: Muitos responsaveis por cachorros ou outros animais de estimação não querem que eles procriem, porem hesitam em castrá-los, por receio do procedimento cirúrgico ou porque muito se fala a respeito dos mitos sem fundamentos relacionados à castração, como o cachorro de guarda fica manso demais e perder a sua capacidade de vigiar e proteger a casa, e tambem passar a ter tendência a obesidade. E devido a falta de informação e orientação, os responsaveis pelos cachorros procuram uma alternativa a castração, e acabam fazendo a opção pelos anticoncepcionais para evitar a gestação em suas cadelas e gatas. 

Porem a grande maioria dos veterinarios, atentam para os riscos desta opção e absolutamente não recomendam esse tipo de medicamento, alertando para as sérias consequencias e efeitos calaterais que eles podem provocar no organismo e consequentemente na saúde dos animais. E estas graves reações e efeitos calaterais tanto podem ser causados por anticoncepcionais injetáveis como em comprimidos. E o seu uso, a medio prazo ou acima de um ano, pode ocasionar varias doenças e serios problemas de saúde como diabetes, infecção de útero, tumores de mama entre outros. 

Devido a todas estas graves consequencias provocada na saude dos cachorros provenientes do uso de anticoncepicionais, é que não se deve recomendar a sua utilização como um metodo contracepitivo  alternativa em substituição a castraçãoela. Pois o uso destes medicamentos, da origem a varios problemas e enfermidades que causam danos muitos graves a saude dos animais que os utilizam, e não são danos faceis de serem tratáveis. Pois doenças como Diabetes e Tumores de Mama. 

Pois alem de terem um alto custo financeiro os seus tratamentos tambem são complexos e trabalhosos. Sendo a castração, logicamente a melhor opção e alternativa, podendo se fazer este procedimento tanto em machos quanto em femeas, e sem duvida é o melhor e o mais indicado método anticoncepcional, para se evitar a gestação nas cadelas, sem comprometer ou prejudicar a sua saude, inclusive o procedimento cirurgico da castração sendo feito de maneira correta e adequada, ocasiona riscos minimos aos cachorros, e o seu resultado alem de evitar a procriação indesejada, ainda ajuda a preservar tanto a saude dos cachorros quanto das cadelas.                         

                                                                                                          

Cachorros - Efeitos Colaterais.


Cachorros - Efeitos Colaterais: Muitos responsáveis por cachorros ou outros animais de estimação não querem que eles procriem, porem hesitam em castrá-los, por receio do procedimento cirúrgico ou porque muito se fala a respeito dos mitos sem fundamentos relacionados à castração, como o cachorro de guarda fica manso demais e perder a sua capacidade de vigiar e proteger a casa, e tambem passar a ter tendência a obesidade. E devido a falta de informação e orientação, os responsaveis pelos cachorros procuram uma alternativa a castração, e acabam fazendo a opção pelos anticoncepcionais para evitar a gestação em suas cadelas e gatas. 

Porem a grande maioria dos veterinarios, atentam para os riscos desta opção e absolutamente não recomendam esse tipo de medicamento, alertando para as sérias consequencias e efeitos calaterais que eles podem provocar no organismo e consequentemente na saúde dos animais. E estas graves reações e efeitos calaterais tanto podem ser causados por anticoncepcionais injetáveis como em comprimidos. E o seu uso, a medio prazo ou acima de um ano, pode ocasionar varias doenças e serios problemas de saúde como diabetes, infecção de útero, tumores de mama entre outros. 

Devido a todas estas graves consequencias provocada na saude dos cachorros provenientes do uso de anticoncepicionais, é que não se deve recomendar a sua utilização como um metodo contracepitivo  alternativa em substituição a castraçãoela. Pois o uso destes medicamentos, da origem a varios problemas e enfermidades que causam danos muitos graves a saude dos animais que os utilizam, e não são danos faceis de serem tratáveis. Pois doenças como Diabetes e Tumores de Mama. 

Pois alem de terem um alto custo financeiro os seus tratamentos tambem são complexos e trabalhosos. Sendo a castração, logicamente a melhor opção e alternativa, podendo se fazer este procedimento tanto em machos quanto em femeas, e sem duvida é o melhor e o mais indicado método anticoncepcional, para se evitar a gestação nas cadelas, sem comprometer ou prejudicar a sua saude, inclusive o procedimento cirurgico da castração sendo feito de maneira correta e adequada, ocasiona riscos minimos aos cachorros, e o seu resultado alem de evitar a procriação indesejada, ainda ajuda a preservar tanto a saude dos cachorros quanto das cadelas.                         

                                                                                                          

Graves Reações nos Cachorros.


Graves Reações nos Cachorros:  Muitos responsáveis por cachorros ou outros animais de estimação não querem que eles procriem, porem hesitam em castrá-los, por receio do procedimento cirúrgico ou porque muito se fala a respeito dos mitos sem fundamentos relacionados à castração, como o cachorro de guarda fica manso demais e perder a sua capacidade de vigiar e proteger a casa, e tambem passar a ter tendência a obesidade. E devido a falta de informação e orientação, os responsaveis pelos cachorros procuram uma alternativa a castração, e acabam fazendo a opção pelos anticoncepcionais para evitar a gestação em suas cadelas e gatas. 

Porem a grande maioria dos veterinarios, atentam para os riscos desta opção e absolutamente não recomendam esse tipo de medicamento, alertando para as sérias consequencias e efeitos calaterais que eles podem provocar no organismo e consequentemente na saúde dos animais. E estas graves reações e efeitos calaterais tanto podem ser causados por anticoncepcionais injetáveis como em comprimidos. E o seu uso, a medio prazo ou acima de um ano, pode ocasionar varias doenças e serios problemas de saúde como diabetes, infecção de útero, tumores de mama entre outros. 

Devido a todas estas graves consequencias provocada na saude dos cachorros provenientes do uso de anticoncepicionais, é que não se deve recomendar a sua utilização como um metodo contracepitivo  alternativa em substituição a castraçãoela. Pois o uso destes medicamentos, da origem a varios problemas e enfermidades que causam danos muitos graves a saude dos animais que os utilizam, e não são danos faceis de serem tratáveis. Pois doenças como Diabetes e Tumores de Mama. 

Pois alem de terem um alto custo financeiro os seus tratamentos tambem são complexos e trabalhosos. Sendo a castração, logicamente a melhor opção e alternativa, podendo se fazer este procedimento tanto em machos quanto em femeas, e sem duvida é o melhor e o mais indicado método anticoncepcional, para se evitar a gestação nas cadelas, sem comprometer ou prejudicar a sua saude, inclusive o procedimento cirurgico da castração sendo feito de maneira correta e adequada, ocasiona riscos minimos aos cachorros, e o seu resultado alem de evitar a procriação indesejada, ainda ajuda a preservar tanto a saude dos cachorros quanto das cadelas.                         

                                                                                                          

Opção Absolutamente não Recomendada - Cachorros.


Opção Absolutamente não Recomendada - Cachorros:  Muitos responsaveis por cachorros ou outros animais de estimação não querem que eles procriem, porem hesitam em castrá-los, por receio do procedimento cirúrgico ou porque muito se fala a respeito dos mitos sem fundamentos relacionados à castração, como o cachorro de guarda fica manso demais e perder a sua capacidade de vigiar e proteger a casa, e tambem passar a ter tendência a obesidade. E devido a falta de informação e orientação, os responsaveis pelos cachorros procuram uma alternativa a castração, e acabam fazendo a opção pelos anticoncepcionais para evitar a gestação em suas cadelas e gatas. 

Porem a grande maioria dos veterinarios, atentam para os riscos desta opção e absolutamente não recomendam esse tipo de medicamento, alertando para as sérias consequencias e efeitos calaterais que eles podem provocar no organismo e consequentemente na saúde dos animais. E estas graves reações e efeitos calaterais tanto podem ser causados por anticoncepcionais injetáveis como em comprimidos. E o seu uso, a medio prazo ou acima de um ano, pode ocasionar varias doenças e serios problemas de saúde como diabetes, infecção de útero, tumores de mama entre outros. 

Devido a todas estas graves consequencias provocada na saude dos cachorros provenientes do uso de anticoncepicionais, é que não se deve recomendar a sua utilização como um metodo contracepitivo  alternativa em substituição a castraçãoela. Pois o uso destes medicamentos, da origem a varios problemas e enfermidades que causam danos muitos graves a saude dos animais que os utilizam, e não são danos faceis de serem tratáveis. Pois doenças como Diabetes e Tumores de Mama. 

Pois alem de terem um alto custo financeiro os seus tratamentos tambem são complexos e trabalhosos. Sendo a castração, logicamente a melhor opção e alternativa, podendo se fazer este procedimento tanto em machos quanto em femeas, e sem duvida é o melhor e o mais indicado método anticoncepcional, para se evitar a gestação nas cadelas, sem comprometer ou prejudicar a sua saude, inclusive o procedimento cirurgico da castração sendo feito de maneira correta e adequada, ocasiona riscos minimos aos cachorros, e o seu resultado alem de evitar a procriação indesejada, ainda ajuda a preservar tanto a saude dos cachorros quanto das cadelas.                         

                                                                                                          

Cachorros - Problemas e Enfermidades.


Cachorros - Problemas e Enfermidades: Muitos responsaveis por cachorros ou outros animais de estimação não querem que eles procriem, porem hesitam em castrá-los, por receio do procedimento cirúrgico ou porque muito se fala a respeito dos mitos sem fundamentos relacionados à castração, como o cachorro de guarda fica manso demais e perder a sua capacidade de vigiar e proteger a casa, e tambem passar a ter tendência a obesidade. E devido a falta de informação e orientação, os responsaveis pelos cachorros procuram uma alternativa a castração, e acabam fazendo a opção pelos anticoncepcionais para evitar a gestação em suas cadelas e gatas. 

Porem a grande maioria dos veterinarios, atentam para os riscos desta opção e absolutamente não recomendam esse tipo de medicamento, alertando para as sérias consequencias e efeitos calaterais que eles podem provocar no organismo e consequentemente na saúde dos animais. E estas graves reações e efeitos calaterais tanto podem ser causados por anticoncepcionais injetáveis como em comprimidos. E o seu uso, a medio prazo ou acima de um ano, pode ocasionar varias doenças e serios problemas de saúde como diabetes, infecção de útero, tumores de mama entre outros. 

Devido a todas estas graves consequencias provocada na saude dos cachorros provenientes do uso de anticoncepicionais, é que não se deve recomendar a sua utilização como um metodo contracepitivo  alternativa em substituição a castraçãoela. Pois o uso destes medicamentos, da origem a varios problemas e enfermidades que causam danos muitos graves a saude dos animais que os utilizam, e não são danos faceis de serem tratáveis. Pois doenças como Diabetes e Tumores de Mama. 

Pois alem de terem um alto custo financeiro os seus tratamentos tambem são complexos e trabalhosos. Sendo a castração, logicamente a melhor opção e alternativa, podendo se fazer este procedimento tanto em machos quanto em femeas, e sem duvida é o melhor e o mais indicado método anticoncepcional, para se evitar a gestação nas cadelas, sem comprometer ou prejudicar a sua saude, inclusive o procedimento cirurgico da castração sendo feito de maneira correta e adequada, ocasiona riscos minimos aos cachorros, e o seu resultado alem de evitar a procriação indesejada, ainda ajuda a preservar tanto a saude dos cachorros quanto das cadelas.                         

                                                                                                          

Prejudica a Saúde dos Cachorros.


Prejudica a Saúde dos Cachorros: Muitos responsaveis por cachorros ou outros animais de estimação não querem que eles procriem, porem hesitam em castrá-los, por receio do procedimento cirúrgico ou porque muito se fala a respeito dos mitos sem fundamentos relacionados à castração, como o cachorro de guarda fica manso demais e perder a sua capacidade de vigiar e proteger a casa, e tambem passar a ter tendência a obesidade. E devido a falta de informação e orientação, os responsaveis pelos cachorros procuram uma alternativa a castração, e acabam fazendo a opção pelos anticoncepcionais para evitar a gestação em suas cadelas e gatas. 

Porem a grande maioria dos veterinarios, atentam para os riscos desta opção e absolutamente não recomendam esse tipo de medicamento, alertando para as sérias consequencias e efeitos calaterais que eles podem provocar no organismo e consequentemente na saúde dos animais. E estas graves reações e efeitos calaterais tanto podem ser causados por anticoncepcionais injetáveis como em comprimidos. E o seu uso, a medio prazo ou acima de um ano, pode ocasionar varias doenças e serios problemas de saúde como diabetes, infecção de útero, tumores de mama entre outros. 

Devido a todas estas graves consequencias provocada na saude dos cachorros provenientes do uso de anticoncepicionais, é que não se deve recomendar a sua utilização como um metodo contracepitivo  alternativa em substituição a castraçãoela. Pois o uso destes medicamentos, da origem a varios problemas e enfermidades que causam danos muitos graves a saude dos animais que os utilizam, e não são danos faceis de serem tratáveis. Pois doenças como Diabetes e Tumores de Mama. 

Pois alem de terem um alto custo financeiro os seus tratamentos tambem são complexos e trabalhosos. Sendo a castração, logicamente a melhor opção e alternativa, podendo se fazer este procedimento tanto em machos quanto em femeas, e sem duvida é o melhor e o mais indicado método anticoncepcional, para se evitar a gestação nas cadelas, sem comprometer ou prejudicar a sua saude, inclusive o procedimento cirurgico da castração sendo feito de maneira correta e adequada, ocasiona riscos minimos aos cachorros, e o seu resultado alem de evitar a procriação indesejada, ainda ajuda a preservar tanto a saude dos cachorros quanto das cadelas.                         

                                                                                                          

COMPARTILHE A POSTAGEM.

.

.
.

Visualizações de página do mês passado