.

terça-feira, junho 02, 2015

Cachorro do Artico.





Cachorro do Artico: O Malamute-do-Alasca é uma antiga e primitiva raça de cachorros nórdicos, e que foram selecionados pela propria natureza, pois conseguem facilmente sobreviver e trabalhar em um ritmo bastante intenso ao rigoroso e constante frio Ártico. E o seu nome deriva de uma tribo nativa chamada Mahlemuts do noroeste do Alasca que utilizavam esses cachorros para arrastar trenós, barcas da margem, de bancos de gelo e ajudar nas caçadas. E são cachorros magníficos, e com uma belissima e digna aparência de lobo, são atleticos, inteligentes, dóceis, leais, tranqüilos e muito equilibrados. Porem como cachorros tipicos do ártico, também possuem um grande grau de independência, pois muitas vezes, em meio a severas tempestades, são eles mesmos que decidem que caminho seguir.

E tambem são extremamente leais à família e dedicam-se a todos, sem exceção, sendo inclusive grande amigo das crianças. Entretanto são gentis com estranhos, não fazendo o tipo de cachorro de guarda, raramente latem, mas podem ser agressivos com outros cachorros. São excelentes cachorros de companhia e da família, não necessitam de muito espaço, porem precisam de saídas longas e freqüentes. Não gostam de ficar sozinhos e não suportam a solidão, principalmente os machos, e devido a sua força física, podem, involuntariamente, se tornarem perigosos se não forem bem educados. Pois o Malamute-do-Alasca possui a capacidade para arrastar em trenós cargas muito pesadas. São cachorros compactos e potentes, entretanto não possuem velocidade para competição como outras raças árticas menores.

E o seu corpo é forte e bem constituído, sua cabeça é larga e suas orelhas são eretas e cônicas, inseridas lateralmente. Possuem marcas ou máscara na cara, com marcações típicas brancas, e a cauda é densamente peluda é portada por cima das costas, como um arco. Os Malamutes são de diversas cores, mas em geral são cinzas ou pretos, com as devidas marcações em branco no ventre, parte dos membros, máscara e com um contorno nítido nas bordas das orelhas.A pelagem é grossa e espessa com subpêlos densos e lanosos, propícios para manter a temperatura corporal estável, criando uma barreira térmica em temperaturas mais frias, mas suportam muito bem as condições climáticas diversas.  Há trocas de pêlos duas vezes ao ano, com grandes quedas e necessidade de escovações.

Seus olhos são castanhos, e não se aceita a cor azul como em Huskys.Se comparado com o Husky Siberiano, nota-se que o Malamute-do-Alasca possui orelhas maiores, inseridas mais lentamente e o focinho mais alto. O Malamute também é um pouco maior que o Husky, tanto em altura quanto em espessura. E para uma maior estabilidade e força de tração, possui pés arredondados, enquanto seu primo, o Husky, que foi desenvolvido para puxar cargas mais leves, possui pés ovais para cansar menos e correr mais. E os seus olhos tambem são mais puxados e sua cauda em arco sobre o dorso, diferente do Husky Siberiano, que possui cauda em pincel. É provável que as duas raças possuam um antepassado comum, porém evoluíram em regiões diferentes do Ártico.








Nenhum comentário:

COMPARTILHE A POSTAGEM.

.

.
.

Visualizações de página do mês passado