segunda-feira, março 23, 2015

Negocios On-Line.

Parece que toda a gente anda atrás do segredo de como ter sucesso nos negócios online.
 
 
Pense nisto por um momento...
 
Você tem um plano.Um blog.Um produto.E uma página de captura que promove para a sua lista.
 
Você testou o seu blog com algum tráfego GRÁTIS.
 
O seu blog converte visitantes em leads e leads em clientes.
 
Você vendeu produtos atrás de produto para os seus clientes.
 
E você sabe que de certeza que o seu blog consegue transformar o seu tráfego em lucros.
 
Você sabe quantas visitas são precisas para obter uma venda.
 
Você sabe quanto visitante e lead gasta com você.
 
E você sabe exatamente quantos meses o seu orçamento para publicidade vai durar.
 
Você carrega no 'botão de acelerador de tráfego'...e as pessoas começam a chegar à sua página de captura à manadas.
 
Desta forma você estaria confortável em PAGAR por esse tráfego?
 
ESTE é o 'segredo'.
 
A marca de um empreendedor de sucesso é a capacidade de fazer JOGADAS calculadas, onde ele usa as probabilidades  a seu favor e mergulha de cabeça no seu destino.
 
Ele calcula bem antes de mergulhar.Porque uma vez que está dentro...ele está mesmo dentro.
 
Quando se pago por tráfego, só se pago quando se sabe que vai ganhar.E não um momento antes.
 
É por isso que se pode gastar sem medo, de forma lucida e estrategicamente milhares de dolares por mês em tráfego, pois é que se domina a internet...
 
Tem que se estar em todos os lados e lugares... nos emails, nas suas buscas online, no Facebook, no You-Tube, no Linkedin, nos blogs e em todos os lugares que as pessoas frequentam na Internet!
 
Entretanto é preciso Calcular com Cuidado cada passo desta estrategia.
 
E por isso temos que ter um o Blog que atraia principalmente tráfego grátis...
 
...com funis de vendas que transforma o tráfego em leads...
 
...e leads em clientes...
 
...pois os clientes representam Lucros/Comissões e Dinheiro para você...

 
...e e assim você pode carregar com força em tráfego pago...
 
...que gera também cada vez mais leads...multiplicando as suas comissões.
 
Agora... esta mensagem é só um lembrete...não é pressão.
 
Entretanto deve-se deixar sempre ibem claro, este negocio NÃO é para você se você não estiver disposto a trabalhar & acima de tudo APRENDER.
 
Se você analisou e está pronto para libertar o poder da Internet na sua vida, nos seus negócios...então não há mais tempo a perder,...Ajá e Faça Acontecer, comece o seu futuro hoje
 

 Tenha um dia fantástico,

 

Como Atrair Mais Visitantes para um Blog ou Site.


Como Atrair Mais Visitantes Para Um Blog Ou Site?

Todo profissional digital que trabalha com blogs sabe da importância de ter um tráfego qualificado para o seu blog e como esse tráfego por interferir diretamente no seu rendimento financeiro.Como Atrair Mais Visitantes Para Um Blog Ou Site?
Conseguir atrair mais e mais pessoas para um blog é um desafio muito grande, pois como sabemos todos os dias novos blogs surgem e junto com o surgimento desses blogs, vem também à concorrência, o que fará com que você possa perder um pouco a sua audiência ou até mesmo compartilhá-la.
Porém com isso, nem todos os fatores chegam a ser realmente um problema, pois em algumas situações a concorrência pode ser algo muito bom para o seu blog.

Como Atrair Mais Visitantes Para Um Blog Ou Site? Veja As Dicas:

Você estará aprendendo agora como conseguir atrair a maior quantidade de visitantes possíveis para o seu blog, para que assim tenha um tráfego de qualidade e também venha a obter o máximo de rentabilização.
Vamos lá!
Como Atrair Mais Visitantes Para Um Blog Ou Site

Utilizar técnicas de SEO

Uma das melhores técnicas utilizadas paraconseguir obter um tráfego qualificado e visitantes que realmente possuem interesse no seu negócio, é através de técnicas de SEO.
SEO, também conhecido como Seach Engine Optimization. ou melhor Otimização para Motores de Busca, consiste em você mostrar para o Google por exemplo, que o seu blog é referência em um determinado assunto e assim conseguir estar entre os primeiros resultados apresentados pelo buscador.
As técnicas de SEO atualmente são muito utilizadas por empreendedores digitais no desejo de sempre estarem bem rankeados nas palavras-chave em que o seu blog é destinado.
Para fazer o rankeamento do seu blog não é uma tarefa difícil. É importante que você conheça as técnicas base e comece a aplicá-las de forma gradativa, com isso você conseguirá ver novos visitantes chegando ao seu blog através dos motores.
Dica: Se o seu blog é criado no WordPress, existem plugins que auxiliarão e muito para conseguir um melhor rankeamento para o seu blog. Esses plugins só estão disponíveis para instalações profissionais, ou seja, de domínio próprio que não seja da WordPress.com. A instalação de tais plugins é simples e configuração também.

Guest Post e Link Building

A estratégia de Guest Post também quando utilizada de forma correta, apresenta excelentes resultados em atrair novos visitantes para o seu blog. Após a estratégia de utilização de técnicas de SEO, os Guest Posts são os mais indicados.
Essa estratégia consiste em você realizar postagens em blogs que trabalham no mesmo nicho que o seu, com o intuito de atrair parte do tráfego do blog para se tornar sua audiência.
Além do conseguir um tráfego também qualificado, você também estará fazendo uso do Link Building, ou seja, estará deixando um link do seu blog em outro blog, e isso perante os motores de busca é bom, sabe por quê?
Para o Google, por exemplo, um blog que possui direcionamento de outro blog ou site, ou até mesmo portais e lojas virtuais, é considerado uma referência, já que alguém está deixando de ficar com o tráfego e está encaminhando para você.
Com isso, é subentendido pelo buscador que o seu blog é referenciado no assunto, e consequentemente o seu blog também estará ganhando um melhor rankeamento através das buscas, vindo assim a estar em um melhor posicionamento, afinal, se você é indicado por alguém, isso quer dizer que você é bom!

Publicações em grupos de redes sociais

As redes sociais também tem sido grandes aliadas para aqueles que querer atrair mais visitantes para o seu blog.
Com a possibilidade de criação de grupos, você não dependerá mais de alguém que tenha interesse no assunto que é tratado, vá até o seu blog.
Contra isso, os grupos já segmentam o mercado para a sua atuação, afinal, uma pessoa que não gosta de exercícios não participará de grupos em que o assunto relacionado seja esse. E isso é uma grande oportunidade de você conseguir levar pessoas realmente qualificadas para o seu blog.
Porém os grupos também são uma faca de dois gumes, pois da mesma forma que você pode se tornar uma referência, você também pode levar o seu blog à falência.
Para que isso não aconteça, sempre tenha muita atenção ao que irá postar, não realize postagens soltas, pois não será vista como uma colaboração do grupo e sim a promoção do seu negócio.
Realize postagens que venham a agregar conteúdo para o grupo e assim deixe o link do seu blog. Se o seu conteúdo for realmente interessante e relevante para o público, certamente muitos se tornarão visitantes fiéis.

Página do Facebook

Já fazendo um direcionamento ao Facebook, essa rede social ainda favorece aos empreendimentos, pois existe a possibilidade de você criar páginas, onde pessoas interessadas poderão te seguir e assim conseguir obter conteúdo seu na sua própria time line.
Para que constantemente tenha pessoas seguindo sua página, gere conteúdos relevantes, porém também é importante o engajamento, ou seja, você terá que encontrar formas dos seus seguidores participarem das suas postagens, através de comentários e compartilhamentos.
Procure além de conteúdos informativos, deixar mensagens em imagens de incentivo, superação, motivação, enfim, tudo o que possa assim gerar um maior compartilhamento e também aumentar a quantidade de fãs da sua página.

Anúncios Patrocinados

Ainda existem as formas pagas de conseguir atrair novos visitantes para o seu blog. Essa modalidade também pode ser aplicada ao Facebook, onde você pode criar anúncios da existência do seu blog.
Ao criar os seus anúncios, você pode segmentá-los de forma que somente as pessoas que se enquadram no perfil do seu público podem visualizar o seu anúncio, vindo assim a estar na vitrine para somente quem realmente tem interesse.
Nos anúncios, em colaboração à divulgação do seu blog, você pode direcioná-lo à uma página de captura, que também facilitará na sua captação de contatos, sendo esses também visitantes do seu blog, que se tornarão assíduos através do relacionamento que for gerado por ti durante o envio de e-mails através de um serviço deautoresponder. 

Conclusão: Como Atrair Mais Visitantes Para Um Blog Ou Site

Obtenha o máximo da performance do tráfego orgânico para assim conseguir atrair o máximo possível de visitantes qualificados para o seu blog. Com isso você passará a se tornar uma referência no mercado, já que estará bem rankeado nos motores de busca e também conseguirá alcançar altas lucratividades no mercado digital.
 

                   ...


Como ter Artigos nas Primeira Pagina do Google.

...

Como ter artigos na primeira pagina do Google

Quando um blog é criado, logo queremos que ele tenha sucesso. Como tudo na internet, desejamos rapidez e agilidade.Como ter artigos na primeira pagina do Google.
É preciso aprender a trilhar o caminho, antes de chegar até a faixa de campeão.
O sucesso na rede é fruto de merecimento. Sorte não é a palavra certa para definir os grandes empreendedores da web. Trabalho, competência e aprimoramento regem os resultados na internet.
Se você está em busca de otimização para suas postagens, então você já está começando a trilhar o caminho certo. É preciso ir atrás de informação para obter o êxito estimado.
Vou começar essa lista de dicas te abrindo os olhos. Esqueça a ideia de que na internet você não vai trabalhar e ganhará dinheiro.
É preciso “ralar” muito antes de alcançar a primeira página do maior buscador on-line do mundo.
Técnica, informação, bom senso e criatividade são algumas das características que você precisa ter. É possível desenvolvê-las com o tempo, mas a base deve estar presente desde o seu primeiro artigo.
A experiência faz diferença. Como quase tudo na vida, primeiro você errará antes de acertar. É como aprender qualquer ofício, só o treino leva à perfeição. Então vamos lá! Conheça as 8 dicas para ter artigos na primeira página do Google.

Como ter artigos na primeira pagina do Google dicas e estratégias!

Como ter artigos na primeira pagina do Google

8 dicas para ter artigos na primeira página do Google.

Estrutura em primeiro lugar

Você acha que um blog feio, mal arrumado e com layout incompreensível vai ser possuir um artigo em destaque?
Antes mesmo de começar a escrever, você precisa arrumar a sua estrutura.
Como tudo na vida, o início é a base. Primeiro dê atenção à cara do seu blog. Arrume-o, cuide, faça mudanças, encontre um bom tema e capriche nos detalhes. A primeira impressão é a que fica.

Tenha um nicho bem definido

Quando você quer saber todas as notícias e informações gerais sobre o mundo, não entra em um blog.
Você procura um portal de qualidade para se manter informado.
Os blogs de sucesso, são os que conhecem o publico com que tem contato. Antes do começar a escrever você precisa definir quem vai ler o seu texto. Não adianta falar de “como passar batom” em um blog sobre mecânica. Defina o nicho que você vai atuar.

Titulo e subtítulos

O Google “escaneia” seus títulos e subtítulos para classificar o tema do texto. Esse é um sistema básico desse buscador e para ter sucesso você deve respeitá-lo.
Além de um título claro e preciso, você deve sempre criar um subtítulo que resuma, em poucas palavras, o conteúdo do texto. Além de facilitar a leitura de seus visitantes, você terá uma vantagem na colocação do seu artigo.

Tenha conhecimento e informação relevante

Você ainda estaria lendo esse texto se não houvesse algo de útil nele? Até que ponto você iria lendo uma notícia que só enrola, escreve, faz rodeios e não te agrega nada de relevante?
Para escrever um artigo que fique entre os primeiros do Google, você deve saber o que vai digitar. Escolha pautas onde o seu conhecimento prévio seja usado. Pesquise e estude sempre antes de começar um texto.

SEO – Sempre em uso

O SEO significa Search Engine Optimization uma tradução adequada seria “Otimização do sistema de busca”. Isso quer dizer que o seu site poderá sofrer uma otimização para ser encontrado.
Veja, as empresas físicas usam artifícios para ser encontradas por seus clientes. Exemplo: uma doceria tem o nome “Doce sensação”, na placa em frente à sua porta tem o desenho de um doce, as cores são escolhidas para dar sensação de fome e em sua vitrine existem muitos doces exibidos.
Se você está com vontade de comer uma sobremesa e vê essas “dicas”, logo percebe que aquele comércio é uma doceria. Isso te faz entrar e comprar, correto?
Como a visão e a percepção não são possíveis na internet, a pista para você encontrar o que procura está nas palavras. É como encontrar a doceria ideal através de um conjunto de termos.
O SEO trabalha justamente isso. Você aprende a escolher e trabalhar as palavras-chave. Elas vão levar o internauta a te encontrar através da digitação na página dos buscadores. Em especial o Google.
Se você vai escrever sobre “esportes”, precisa trabalhar esse termo para que ele suba à primeira página do Google. Não adianta apenas escrever “esporte” várias vezes. É preciso entender o conceito de SEO e aplica-lo com precisão.

Técnicas diversas de Marketing Digital

Sim, o SEO é importantíssimo, mas ele não faz tudo sozinho. Você precisa aplicar outras técnicas do Marketing Digital para que o seu artigo apareça na primeira página do Google.
Não dá pra esmiuçar todas apenas neste texto, mas posso afirmar que, quanto mais você estudar sobre Marketing Digital, mais conteúdo você vai ter para aprimorar seus textos. As técnicas estão disponíveis, você só precisa ir atrás da qualificação.

Links e conexões

Quanto mais a internet apontar para o seu texto, mas ele subirá no ranking do Google. É bem simples, se você é visto, comentado e compartilhado, tem mais chances de aparecer entre os primeiros.
Isso não o conecta diretamente às redes sociais, embora essas tenham papel importante nos links e conexões necessários. Contar com outros blogs parceiros, fazer propagandas, divulgar e ser citado também são opções de grande valor.

Edição e correção

Para finalizar nossa lista, vamos também detalhar o que deve ser corrigido após o termino do texto. Se você já usou as técnicas descritas acima, deve saber que no final sempre deve haver o arremate.
Na internet antes da leitura, há a visualização do texto. A estrutura de um artigo faz toda diferença quando decidimos se vale a pena ler. Por isso o Google usa algumas ferramentas que determinam se aquele texto será ou não bem visto.
Na hora de editar e corrigir o seu artigo atente-se para algumas questões: textos não muito curtos (acima de 500 palavras preferencialmente), textos não muito longos (ninguém quer perder tempo lendo uma informação de mais de 1200 palavras), parágrafos pequenos, uso de marcadores ou bullet points, informações claras, imagens (quando houver) de boa qualidade, linguagem um pra um e bom português.
Se você finalizar o seu texto com esses cuidados, as técnicas acima serão valorizadas e será muito mais fácil chegar à primeira página do Google. Lembre-se: não adianta ter pressa, o treino constante desses métodos te levará à perfeição.


Como Conseguir Tráfego de Qualidade para um Blog.

Como Conseguir Tráfego De Qualidade Para Um Blog

ferramenta utilizada por todos, desde crianças até os idosos. Abrir um blog também está bastante fácil: qualquer pessoa pode ter o seu.
Um domínio não custa mais de 30 reais por ano e hospedagem pode ser encontrada por 15 reais por mês. Logo, o investimento é muito baixo e vale a pena se divertir por um preço tão baixo.
No entanto, conseguir visitas não é tão fácil assim. Você pode escrever o melhor conteúdo do Mundo, mas se não trabalhar com eficiência em SEO e publicidade, ninguém o lerá!
Esta é a triste verdade. Existem mais de 600 mil blogs brasileiros, a concorrência é alta e para se destacar é preciso trabalhar nisso.
Para facilitar o ganho de visitas, algumas pessoas inteligentes desenvolveram sites chamados Agregadores de Conteúdo. Nele, os blogueiros podem mandar seus links, alguns são indexados e seus artigos ganham visibilidade, sendo bastante clicados já no dia seguinte. “Que ótimo, Jônatas! Farei isso.”. Apesar de parecer ótimo, ele não é!

Como Conseguir Tráfego De Qualidade Para Um Blog

Os agregadores trazem visitas, mas todos são de baixíssima qualidade, a taxa de rejeição é alta, você não ganha seguidores e também não lucrará com vendas ou leads.
Mais importante do que ter visitantes, é tê-los de maneira segmentada, que venha a se tornar um leitor fiel do seu trabalho.
Como Conseguir Tráfego De Qualidade Para Um Blog

5 passos parar ter tráfego de qualidade no blog

Ter visitas de qualidade não é uma tarefa fácil e também não é rápido. Quem pensa em ter um público fiel de mil pessoas, por exemplo, precisa trabalhar bastante e deixar que o tempo exerça o seu papel.
Indexar nas primeiras páginas do Google demora um tempo, bem como a quantidade de artigos influencia na conquista de fãs, pois eles terão muito mais material para ler, assim gostarão ainda mais do seu trabalho.
Abaixo estão 5 passos simples e eficazes para conquistar um tráfego de qualidade no seu blog. Confira!

1# – Faça guest post

Um bom caminho para conquistar um tráfego do seu nicho é fazendo artigos para publicação em blogs da mesma área que você. Entre em contato com blogs que atuam no mesmo segmento que você e veja se há alguma oportunidade de fazer um artigo como convidado, dizendo sobre algo inédito e que seja totalmente autoral, além de nunca ter sido publicado.
- Aprenda a Atrair Muitas Visitas Das Redes Sociais!
É importante cogitar a hipótese e dizer que fará do jeito que a pessoa quiser. Cada blog tem o seu diferencial e padrão de qualidade, portanto, os artigos precisam se encaixar com a linha editorial da pessoa, de modo a satisfazer seu público leitor.
Um guest post não é fazer publicidade do seu blog, mas, sim, escrever sobre algum assunto que seja comum em ambos e, no final (ou começo), escrever quem é você e de onde é.

2# – Trabalhe com um único assunto

Muitos blogueiros iniciam seus trabalhos na internet, e, bastante empolgados, tentam abraçar o mundo. “Eu gosto de saúde, futebol, beleza, moda e informática.
Vou criar um blog de variedades.”. Não há problema nenhum em criar um blog deste tipo, mas para ter tráfego de qualidade, que se torne seu leitor fiel e assine seu Feed de notícias, é bastante complicado.
Imagine que você assinou o RSS de um blog desse tipo, porque gostou de um artigo sobre o Manchester United. No dia seguinte, receberá por email um texto sobre depilação, e na semana seguinte, sobre o novo pacote Office. Quais são as chances de você parar de segui-lo? Altas, pois você receberá um monte de assunto misturado.
Além disso, para conseguir ter acessos de maneira compcta pelo Google, o melhor é abordar diversos assuntos de um nicho pequeno, assim terá praticamente um monopólio e todos que quiserem se informar sobre aquilo serão teus seguidores fiéis.

3# – Escreva artigos de qualidade

Este passo não é novidade nenhuma, mas é sempre bom lembrar que para ter tráfego de qualidade, é necessário escrever artigos de qualidade.
Há alguns anos, bastava um artigo ser totalmente otimizado para buscas que ele figurava na primeira página em pouco tempo. Hoje, com o Google atualizando seus robôs com bastante frequência, escrever pensando apenas em SEO é um erro; todo artigo precisar ser bom!
É necessario agregar valor e uma coisa é certa: quanto maior, mais o Google gosta.
Grandes artigos tendem a conquistar melhores posições, pois o maior site de buscas do Mundo entende que ele tem mais qualidade. Desta forma, com artigos excelentes e bem localizados nas pesquisas, maiores as chances de conseguir um tráfego de qualidade.

4# – Crie um diferencial para o blog

Para conseguir um bom público e sempre acessos de pessoas interessadas em ler ou ver seu conteúdo, é importante fazer o que ninguém faz ou tentar abranger ao máximo todas as ferramentas da internet.
Uma boa maneira de conseguir leitores mais fiéis é oferecendo um livro virtual gratuitamente (como eu faço aqui no Rei Da Renda). Após lerem seu infoproduto e gostarem, poderão recomendar para outras pessoas ou dizer bem de você na internet.
Outra forma legal de conseguir tráfego é apostando em criação de vídeos. Muitas pessoas não têm paciência para ficar lendo artigos extensos, logo, criar vídeos e colocar no Youtube é uma maneira inteligente de conseguir tráfego daquela plataforma e ainda ganhar dinheiro com publicidade em vídeos.

5# – Crie uma página no Facebook

Pensar em conquistar tráfego e ganhar dinheiro esquecendo do Facebook é impensável, atualmente. Esta rede social é capaz de trazer muitos acessos de qualidade, além de ser uma ferramenta poderosa para sempre reciclar artigos, ou seja, levar visitas para aqueles textos mais antigos.
Sabendo utilizar com inteligência o Facebook Ads e divulgação em páginas parceiras, é possível ter um bom tráfego e adicionar ainda mais qualidade em visitas junto com o Google.
Além disso, muitas enquetes e promoções têm melhores resultados nesta plataforma do que no blog em específico.
Sabendo aproveitar a viralidade do Facebook, o número de visitas aumentará com o tempo, sendo ainda mais rápido do que a indexação no mecanismo de busca, deixando seu blog sempre bem visitado.

Conclusão

Conseguir tráfego de qualidade para seu blog não é fácil, mas não é um bicho de 7 cabeças, embora muitos pensem dessa maneira. É possível sim conseguir um bom numero de tráfego, mas o trabalho deve ser feito corretamente.
Hoje o Facebook é um dos locais onde existe o maior numero de pessoas interagindo, e o melhor, estão sedentas por informação, não seria bom se aproveitar disso?
Conheça o Tráfego Social Massivo e aprenda a tirar melhor proveito da Rede Social que mais cresce no mundo! No entanto, não se esqueça do velho e bom SEO!

E você, sabe como conseguir tráfego de qualidade para um blog? Deixe seu comentário com sua opinião.




Quanto Tempo Leva para Ganhar Dinheiro com um Blog?

Autoria.

Quanto Tempo Leva Para Ganhar Dinheiro Com Um Blog?

Enquanto, antigamente, blogs serviam como diários para as pessoas escreverem o que bem entendiam, hoje ele é uma ótima fonte de renda para homens e mulheres que trabalham profissionalmente, com foco e planejamento.Quanto tempo leva para ganhar dinheiro com um blog?
No entanto, muitos novatos que ingressam neste mundo logo se perguntam sobrequanto tempo leva para ganhar dinheiro com blog. Esta é uma dúvida que paira na mente de muitas pessoas, mas a resposta é muito relativa.
O tempo necessário para ganhar dinheiro com um projeto vai depender da abordagem a qual você vai ter. Blogs são diferentes, com ideais diferentes e metas diferentes, portanto o tempo também é distinto entre um e outro.
Além disso, depende muito da dedicação de cada um, ou seja, a forma que você administra seu negócio influencia diretamente nos resultados do mesmo, mas o mais importante é nunca desistir!
Um blog é uma excelente ferramenta para ganhar dinheiro na internet, mas não é do dia para noite que isso irá acontecer. 

Quanto Tempo Leva Para Ganhar Dinheiro Com Um Blog?

Depois que você tem a noção correta do potencial que o mesmo tem, passará a ter uma visão diferente do negócio. Ao decorrer do artigo passarei algumas dicas para ajudá-lo a ter o melhor desempenho com um blog. Continue lendo para entender melhor.
Quanto Tempo Leva Para Ganhar Dinheiro Com Um Blog

Em quanto tempo vou ganhar dinheiro com meu blog?

Para respondermos esta pergunta, primeiramente vamos dividir o termo “ganhar dinheiro” em 3 prazos: curto, médio e longo. Cada um deles oferece uma fonte de renda, e, é claro, quanto mais tempo, melhor. No entanto, é possível ganhar dinheiro na internet com pouco tempo, sim.
No entanto, é importante ter paciência com seu projeto no inicio, além de estar consciente que é necessário um aprendizado continuo para desenvolver um negócio duradouro na internet e profissional.
Você verá abaixo como extrair o máximo de renda em cada período, fazendo assim um planejamento onde você mistura um pouco de cada para ter benefícios tanto do curto como do longo prazo.
E aí? Está pronto para viver de internet? Confira!

Curto Prazo

Ao abrir um blog, você pode desde já começar a ganhar dinheiro. Em curto prazo, o fluxo de visitas será baixo, mas se for de qualidade, você pode começar a rentabilizar. Veja abaixo três formas de lucrar em pouco tempo de trabalho!

1# – Blogs de nicho

Ao planejar seu blog, você vai pensar: “Vou abrir um de turismo.”. Porém, turismo é muito abrangente; é necessário deixar mais restrito, como, por exemplo, abrir um blog para falar da cidade de Caldas Novas.
Assim, a concorrência será menor e você poderá monopolizar todos os acessos que existir relacionados a tal. Além disso, poderá vender passagens e livros relacionados ao tema.
É lógico que você também deve usar o Google Adsense nesses blogs, pois é muito rentável. Para otimizar ainda mais seus ganhos convido você a conhecer o Segredos do Adsense, onde descobrirá várias técnicas secretas para aumentar e muito seus ganhos.

2# – Lista de e-mails

Caso você já tenha uma lista de e-mails, melhor ainda. Basta disparar mensagens utilizando o Auto Responder sobre seu novo blog e todos passarão a conhecer.
Caso não tenha, poderá começar a criar desde já, e como o blog tem pouca concorrência, as chances de fidelizar visitantes é bem maior.

3# – Oferecer serviços

O meio mais rápido de ganhar dinheiro com um blog é oferecendo serviços por meio dele. Vamos supor que você seja um webdesigner. Poderá escrever sobre este trabalho, dar dicas e sugestões de forma que seus visitantes vejam que o blogueiro conhece do assunto para, então, contratá-lo.
Os artigos ainda captarão clientes vindos do Google, convertendo-os em mais clientes para você.

Médio Prazo

Levando um pouco mais de tempo do que o anterior, o médio prazo também é capaz de trazer bons retornos financeiros para os profissionais. Quem souber trabalhar corretamente com as dicas abaixo pode começar a ganhar dinheiro o suficiente para largar o emprego e viver da renda da internet.
Calma, não fique aflito! Dedique-se bastante e deixe que os resultados fluam naturalmente. Criar expectativas é muito ruim, melhor colocar os pés no chão e fazer um trabalho com foco e metas bem claras.
  • Veja Um Vídeo Bombástico E Comece A Ganhar Dinheiro!

1# – Long tail keywords

Quando pensamos em conquistar visitas em um curto ou médio período de tempo, temos que pensar nas palavras maiores. Elas são menos buscadas, mas também tem menos blogs que as abordam.
Caso você queira visitas em alguns meses de existência, a melhor maneira é trabalhando nestas palavras-chave, conhecidas por long tail keywords, ou palavras-chave de cauda longa.
Caso você tenha tempo para produzir bastante e escrever sobre vários termos assim, quando perceber terá um bom número de visitas segmentado.

2# – Nichos com alto CPC

Outra inteligente escolha e apostar em nichos com alta concorrência de anunciante e CPCs mais altos. Isso quer dizer que você deve escolher assuntos com custo por clique mais alto. Desta maneira, não precisará de 10 clicks para ganhar 1 real, mas ganhará este valor com apenas 1.
Esta é uma maneira de diminuir o tempo de lucrar e não precisar de tantas visitas. Mas cuidado com o assunto, pois muitos são monopolizados por empresas na primeira página do Google, como é o caso do nicho de Seguros, que paga muito bem, mas é extremamente difícil conquistar os primeiros resultados.

3# – Vender InfoProdutos

Para médio prazo, outra maneira de ganhar dinheiro é vendendo produtos que na minha opinião é a melhor forma de ganhar um bom dinheiro na internet.
Caso você tenha boa lábia ou seu produto seja realmente muito bom, um visitante pode ser um cliente, portanto não é necessário um grande fluxo de visitas.
Supondo que você tenha 10 visitas por dia e 1 visita dessa gere compra. Você ganhará 20 reais por dia, logo, 600 reais por mês, quase um salário mínimo com apenas 300 visitas mensais.
É possível de acontecer? Sim! No entanto, não pense que é fácil ter uma conversão assim. Você precisará ter um público bastante segmentado, ou seja, de muito interesse, para vender desta forma.
Para isso, recomendo o Clube Ganhar Dinheiro do Rogerio Job um profissional renomado na área com muitos  anos de experiência.  Por tanto, se você deseja ter sucesso com InfoProdutos esse é o melhor caminho.

Ganhar Dinheiro Com Um Blog Em Longo Prazo

Por fim, digo primeiramente que esta é a melhor escolha. Investir pensando no curto e médio prazo pode gerar muitos tombos, principalmente na motivação. Agora, planejar para, no mínimo, 1 ano, você terá muito mais chances de atingir seus objetivos.
Por tanto, tenha paciência com seu projeto, principalmente no quesito financeiro. Não pense em querer ganhar rios de dinheiro logo no início, dê tempo ao mesmo e você verá que futuramente estará ganhando um bom dinheiro e nem se dará conta disso.

Conclusão

O tempo que um blog leva para gerar dinheiro varia de pessoa para pessoa ou de nicho para nicho. Ao meu ver o tempo não importa, o mais importante é ter consciência que as coisas não acontecem por acaso, tudo depende do trabalho e dedicação.
O mais importante é analisar o que for melhor para você, um bom exemplo disso sou eu mesmo, pois já tentei fazer igual renomados marketers e confesso que não deu certo para mim. Por tanto, seja você mesmo e acredite em seu potencial e garanto que você se sairá bem.

E para você, quanto tempo leva para ganhar dinheiro com um blog? Deixe seu Comentário!

Muitas pessoas me perguntam como eu faço para ganhar dinheiro na internet, eu simplesmente respondo que é necessário fazer um curso que ensina o passo-a-passo para a pessoa começar a trabalhar pela internet e ganhar dinheiro e também se profissionalizar na área. 


Afiliados vs. Produtores: Qual é o melhor pra se começar um negócio online?



Afiliados vs. Produtores: Qual é o melhor pra se começar um negócio online?

Ahhh sim… A pergunta que não quer calar:
“Bruno… você acha pra um iniciante como eu começar como afiliado ou como produtor? Qual é o mais fácil e qual que dá pra ganhar mais dinheiro!?”
Se eu fosse contar quantas vezes já vi essa pergunta… Não foram poucas não. E por causa disso eu resolvi agora parar e escrever aqui um novo artigo pra ajudar você com isso.
(E também já estrear aqui o novo layout do site. Bacanão ele né não!? :-))
Então vamos lá Ó nobre cidadão!

Qual é melhor: Afiliado ou Produtor?

Esquerda ou direita? Tantas escolhas...
Esquerda ou direita? Tantas escolhas…
Pra eu explicar pra você melhor, vamos fazer uma pequena analogia. Uma analogia envolvendo – claro – o Zézinho.
Zézinho é um cara muito bacana. Trabalhador. Homem de família.
Mas Zézinho tem um problema: ele está sem dinheiro. E atolado em dívidas. E isso não é nada bom. Não. Ele precisa resolver isso. O que pode fazer Zézinho?
Então Zézinho, decide ir a cidade. Decide falar com alguns “experts” que seu primo, o Onofre, recomendou.
Ao falar com os ditos experts, eles recomendam que Zézinho tenha seu negócio. Mas o que pode Zézinho fazer? Ele não sabe muita coisa. Nasceu e viveu na roça desde a sua infância. Plantar e colher são as únicas 2 coisas que ele sabe fazer bem.

O que Zézinho pode fazer pra ganhar um dinheirinho pra pagar as contas no fim do mês?

Nosso Zezinho que além de fazendeiro, é modelo e sabe tira foto bem pra caramba! Talvez ele pegou umas dicas com o Polesso no Cara da Foto?
Nosso Zezinho que além de fazendeiro, é modelo e sabe tirar foto bem pra caramba! Talvez ele pegou umas dicas com o Polesso no Cara da Foto?
“Comece a sua fazenda então!”, recomendam os experts.
“Mas eu não tenho dinheiro pra comprar uma fazenda inteira!”, retruca Zézinho.
“Sem problemas. A gente tem uma ideia. Nós temos muita terra, e apesar de termos plantado já algumas sementes, não vamos ter gente suficiente pra fazer a colheita. Então você faz assim: você vai lá e usa ela como se fosse sua. Planta mais e colhe como se fosse SUA terra. Aí no fim do mês, a gente vende o que você colheu e dá pra você 50% do que a gente vender que você trouxer pra gente. Que tal!? Assim você pode começar AGORA mesmo. Ao invés de ter que esperar tempo até achar seu lugar!”
Zézinho fica maravilhado com a ideia. Não vê a hora de começar a trabalhar. Não vê a hora de contar pra Judite, sua esposa, que lhe espera tomando seu chá na varanda da sua casa admirando um céu tranquilo e sereno.
Zézinho então corre pra casa e conta as boas novidades:

“Nós vamos ficar ricos! E podemos começar amanhã mesmo!”

Zézinho explica sua ideia pra família e assim começam. No dia seguinte mesmo toda família se muda para a “sua” nova fazenda. E lá começam a trabalhar.
Se dedicam dia após dia, noite após noite, pra fazer daquela a MELHOR terra pra plantação do mundo! Escolhem os melhores grãos, estudam as melhores técnicas e realmente se dedicam de corpo e alma pra fazer aquela terra dar bons frutos!
E, pouco a pouco, os resultados começam a aparecer. Até porque muitas das sementes já tinham sido plantadas! Era só cuida delas direitinho e… puf! Presto!Lucro quase instantâneo!
Zézinho não consegue se contentar de tanta alegria pelos incríveis resultados esorte que teve de achar um negócio tão, mas TÃO bom!
E o seu trabalho é reconhecido claro! Quer dizer… na verdade os donos da lavoura que são reconhecidos. Reconhecidos como a mais produtiva e saudável lavoura do país! Mas ao menos eles dão os parabéns pro Zézinho todos os meses! Já é reconhecimento o suficiente pro nosso caro Zézinho.
O tempo segue e Zézinho continua lá. Colhendo e tendo ótimos resultados na sua pequena lavoura. Com isso, um dia, Zézinho resolve tomar um bom café na sua varanda, admirando aquele pasto bonito que vai de um lado pro outro, junto com o vento.
“Ahhh…”, pensa Zézinho, “as coisas realmente não poderiam estar melhores!”
Dinheiro entrando. Trabalho fácil. Segurança e tranquilidade. O que poderia dar errado!?

O inocente Zézinho mal sabia que ele podia perder tudo da noite pro dia…

Mas... mas... isso é seguro né!?
Mas… mas… isso é seguro né!?
Nessa hora, uma poeira, lá no fundo no horizonte, começa a levantar. Rodopiando pra cá e pra lá.
“Que será que é?”, pensa Zézinho.
Quando ele se dá conta, vê que é o carro do seu chefe que está vindo. Zézinho, claro, fica feliz. Afinal, geralmente quando seu chefe vem é para fazer seu pagamento ou para dizer obrigado por contar com sua ajuda para aparecer, de novo, como a melhor lavoura na revista Canto, Galo e Lavoura.
Seu chefe chega e sua cara não está como de costume. Estaria algo errado? Então imediatamente seu chefe começa a falar:
“Zézinho… obrigado por todo seu trabalho esses anos, mas infelizmente não poderemos mais continuar assim…”
“Ueh… mas por que não!? O patrão não gosta do meu trabalho!? Aconteceu algo?”, pergunta Zézinho, já assustado.
“Não não… Adoramos seu trabalho. Mas agora, e até graças a você, conseguimos financiamento suficiente pra comprar novas máquinas e vamos automatizar todas nossas lavouras. E por isso não poderemos mais ter você aqui.”
Zézinho discute e discute e argumenta e argumenta. Mas não adianta. A decisão foi tomada. Ele terá que sair de lá. Ele não vai conseguir competir com as máquinas.

Os piores pesadelos se tornam realidade

Por que alguém pintaria a parede com mãos assustadoras!? Não tem como não ter pesadelos assim!
Por que alguém pintaria a parede com mãos assustadoras!? Não tem como não ter pesadelos assim!
Zézinho agora está completamente perdido. Não sabe o que fazer. Como explicar isso pra sua mulher? E pra seus filhos? Como explicar que, da noite pro dia, tudo o que ele levou anos construindo foi tirado de suas mãos!?
Afinal, a lavoura em si, agora bem cuidada, é do seu patrão, e não dele. E essa ele não vai poder levar com ele.
Mas então de repente ele poderia vender seus serviços pra outras pessoas. Poderia ser uma boa ideia. Poderia. Mas quem é reconhecido na verdade é sempre seu patrão. Ele ninguém conhece.
O humor de Zézinho fica como o seu café esquecido ao seu lado: frio e sem graça.
Zézinho realmente não sabe o que fazer. Nunca pensou que isso fosse acontecer. Afinal, sempre trabalhou tão duro e arduamente por isso. Mas infelizmente essa é a realidade.
Zézinho não vê outra opção. Quase entra em desespero em saber que todo aquele esforço de anos… simplesmente evaporou.
Mas agora realmente não resta outra opção a não ser baixar a cabeça e começar de novo. Do zero.

O que o Zézinho tem em comum com 95% dos afiliados hoje

Conseguiu ver alguma semelhança com o nosso tema aqui? Afiliados vs. Produtores? A semelhança dentro do nosso tema geral aqui de como se ganhar dinheiro trabalhando em casa, seja como afiliado ou como produtor?
Não? Ou acha que eu estou exagerando um pouco? Talvez sim, talvez não. Mas deixa então eu contar outra história (essa é rápida) pra deixar ainda mais claro:
Muito tempo atrás eu trabalhava como afiliados. De diversos produtos e sites. Um deles era o Mercado Merd@ Livre (um lugar ridículo que acham que vender livros e cursos piratas está “Dentro das nossas normas”).
Muy bien. Mercado livre.
Eu tinha um que outro produto vendendo por lá. Nada demais. Até gerava uma renda razoável. Não tinha o que reclamar. Até que um dia – e muito parecido com a história do nosso querido Zézinhozinho – eu recebi um email. O email era basicamente assim:
“Olá afiliado! Decidimos cancelar o programa de afiliados do Mercado Livre. Passar bem. Au revoir!
Sim! Em francês e tudo!
Não, brincadeira. O francês foi meu adendo :)
Mas foi exatamente assim que aconteceu.

Bastou um email pra muita gente perder tudo o que tinha feito durante anos!

Correr o risco de se trabalhar com o laptop do lado da piscina eu até aceito... mas de perder tudo da noite pro dia não dá!
Correr o risco de se trabalhar com o laptop do lado da piscina eu até aceito… mas de perder tudo da noite pro dia não dá!
Eu não dependia tanto do Mercado Livre para as coisas que tinha. Bem pouco na verdade. Agora, pergunto a você:
Que situação eu estaria se eu estivesse dependendo sim do Mercado Livre pros meus ganhos?
Pra financiar minha vida? Como minha única fonte de renda? Pra sustentar a minha família?
Não estaria em uma situação nada boa, você não acha?
Esse é um dos problemas de se trabalhar exclusivamente como afiliado: seuCONTROLE é zero! Ou praticamente zero.
controle-seu-madruga
“Seu controle é baixo… Baixo? Na verdade seu controle é MUITO baixo… Muito baixo?? Na verdade eu diria extremamente baixo eu só não te dou outra porque…”
E essa é só uma das desvantagens. Depois mais abaixo faço uma lista de prós e contras de se trabalhar como afiliado e como produtor. Assim você conseguirá ver melhor as vantagens e desvantagens de cada um para decidir o que é melhor pra você.
Agora, imagina você, monta todo seu negócio baseado como afiliado e, de repente como eu fiz. decide viajar o mundo. Sei lá… Ficar 1 ano na Ásia viajando e conhecendo alguns lugares fantásticos.
Passagem comprada, tudo certo. Você checa seus rendimentos e tudo está indo bem – a viagem vai acontecer! “Yey!”, pensa você.
Chegando lá, você recebe o exato mesmo email – ou algo muito parecido – com o que eu falei acima:
“Olá! Não teremos mais programa de afiliados para nosso produto. Passar bem. A Direção.”
uma-direcao
“Você está FORA meu amigo! Obrigado. Atenciosamente, A Direção
Ou as vezes não é algo TÃO catastrófico assim, mas que ainda assim dói. Quer um exemplo? Que tal…
“A comissão trocou de 50% pra 25%.” Talvez você até já tenha recebido um email assim do Hotmart não? Não que seja culpa deles. Mas são eles que mandam o email.
Olha… não sei você, mas eu não gostaria NADA de perder 50% do que você ganhava assim da noite pro dia. Não seria nada legal.
E a sua viagem, como fica? E se alguém depende de você, como fica? Seu fluxo de caixa? Especialmente se você não tem muitas reservas?
Consegue entender o verdadeiro pesadelo que isso pode ser?

Mas então por que tantas pessoas recomendam afiliados?

Muito simples – por causa de uma simples promessa mais antiga que andar pra trás:
Promessa de dinheiro fácil com pouco trabalho.
Agora, não se engane:
Nem tudo que reluz é ouro.
A história não é beeeem assim. Há certos poréns que eu acho que você deve saber antes de tomar qualquer decisão.
Além de saber sobre eles, vamos também olhar as vantagens e desvantagens de se trabalhar como afiliado. E também alguns outros fatos que pouca gente se dá conta/comenta na hora de falar dessa discussão de afiliados vs. produtores.
Uma das maiores promessas de se trabalhar como afiliado é a promessa de dinheiro fácil, rápido e sem esforço. Tudo trabalhando de casa. Ou quase isso. Quase uma pílula mágica eu diria não é!?
O que “até” – com belas aspas – pode ser verdade. Até um ponto. Porque a verdade é que 90% das vezes os ganhos de afiliados e produtores acontecem assim:
ganhos-afiliado-produtor
Nada como um belo gráfico para esclarecer o que estamos falando não é mesmo!?
Isso é uma regra!? É uma LEI que obriga ser sempre assim!? Claro que não. Mas é o que eu vejo acontecer na maioria dos casos.
E esse gráfico não é difícil explicar porque ele acontece assim. Depois na parte de vantagens e desvantagens vai ficar ainda mais claro. Mas basicamente, um dos pontos principais de se trabalhar como afiliado é o seguinte:
Você pode já imediatamente começar a promover e vender um produto. Ou seja: a cada venda, $$ e dindin pra você. Ótimo! Realmente isso é muito bom.
Produtor por outro lado não é beeeem assim. A pessoa tem que – teoricamente – criar o produto antes. Criar o funil. Criar uma sequência de emails e campanhas. Criar conteúdo. E a lista segue.
Claro, isso quem não sabe o que está fazendo. Porque a verdade é que não precisa de TUDO isso pra conseguir se vender como produtor. Na verdade, o fato é o seguinte:
Você não precisa nem de um produto pra vender alguma coisa.
Esse pode vir depois. Não vou ter tempo pra agora explicar como isso funciona. Mas se você quiser, deixa seu comentário aqui abaixo que eu faço um post especial explicando como eu acho a melhor maneira de começar um negócio hoje.
Continuando…
Então isso realmente pode ser uma vantagem. Palavra-chave: PODE. Porque não significa necessariamente que vai ser.
São muitos outros fatores que entram nessa equação que as pessoas não falam. E o problema é que eles só aparecem depois de um tempo. Não imediatamente. E por isso é difícil identificar e vê-los.
Agora, será que então nunca vale a pena trabalhar ou começar como afiliado nesse tal mundo cibernético!?
Não. A verdade é que…

Há situações que vale SIM começar como afiliado

Nada como uma bela jovem olhando para o horizonte pra animar os ânimos não!?
Nada como uma bela jovem olhando para o horizonte pra animar os ânimos não!?
Até porque lembre-se de um fato pra lá de importante:
Eu tenho e trabalho com afiliados vendendo meus produtos!
Então eu não sou maluco suficiente de sair dizendo que eles estão errado… Que tudo o que eles estão fazendo é maluquice e etcetera e tal…
Não.
Mas ao mesmo tempo eu tenho que ser sincero em expor minha opinião e dizer o que eu realmente penso. Falar dos riscos, das vantagens e desvantagens de cada escolha.
Digo isso especialmente pra que você não ache que eu vou falar algo só porque eu trabalho sim como produtor. Trabalho como produtor porque ANTES me dei conta que era um caminho muito mais seguro; e não o contrário (começar a trabalhar como produtor pra depois achar argumentos defendendo minha posição.)
Mais sobre isso no final do artigo.
Mas continuando aqui, quais são então as situações onde vale SIM a pena trabalhar como afiliado?
Que bom que você perguntou Asdrubal (se o seu nome não é Asdrubal me desculpa. Foi um chute ruim.)
Aqui as situações que eu considero vantajoso começar como afiliado:
  • Pra testar um mercado: mercado ou nicho novo; você ainda não tem certeza se ele tem potencial ou não. E você não quer criar produto, funil, campanhas, anúncios, sistemas e tudo o mais o que for preciso… pra depois descobrir que não tem ninguém pra comprar o que você vende! Isso é muito no bueno. E aí que vale começar como afiliado: promover oferta de terceiros pra testar a aceitação.
  • Pra financiar a construção da sua lista: essa é uma técnica um pouco mais avançada que eu não recomendaria a iniciantes. Por que? Porque você tem que saber o que está fazendo. Mas se você sabe que seu mercado é bom e você quer sim construir um produto pra aquela área em específica, você vai precisar de audiência. Até, construir um produto só com base no que você acha que sabe é suicídio! É muito, mas MUITO mais fácil deixar as pessoas dizerem o que elas precisam… e você simplesmente construir isso! E pra isso afiliados pode servir: você pode usar oferta no seu funil pra que a construção da sua lista seja “de graça”. Ou até com leve lucro.
  • Quando você quer saciar sua sede de DDA de empreendedor: conhece essa? Comumente conhecida como Distúrbio de Déficit de Atenção de Empreendedor. É basicamente aquela maldita pulga atrás da orelha que faz as coisas perderem um pouco a graça depois que elas estão funcionando até certo nível. O que é muita, mas MUITA burrice. Porque o início é geralmente mais difícil. Depois que se conquistou um espaço, a melhor decisão é continuar investindo ali mais e mais. Sem desfocar. Sem trocar de mercado. Maaaaas… caso você queira, “brincar” como afiliado em outros mercados pode ser divertido.
Então esses são os 3 casos onde eu vejo que vale a pena você trabalhar como afiliado. Note que todas elas são somente meios pra um fim. Ou pra testar mercado, ou pra financiar construção da sua lista ou pra simplesmente atender sua vontade de empreendedor de ir xeretar onde não devia (eiiii, eu faço isso também!)

Vantagens e Desvantagens de Afiliados e Produtores

Vantagens e desvantagens de se trabalhar como afiliado e produtor
Vantagens e desvantagens de se trabalhar como afiliado e produtor
Mas vamos então aqui a lista tão comentada de quais são as vantagens e desvantagens de afiliados e produtores.
Começando com…

Afiliados

Vantagens

  • Mais fácil para começar: trabalhar como afiliado envolve menos complicações. Você basicamente precisa a aprender a fazer uma coisa bem: gerar tráfego. Quer dizer, isso trabalhando como afiliado de um jeito que eu não recomendo (conforme visto acima). Mas ainda assim é uma maneira que pode funcionar. Você não precisa aprender a integrar o pagamento, a criar produto… talvez nem a criar um site você precise aprender a criar (o que, de novo, eu não recomendo).
  • Retorno rápido inicial: como a gente viu naquela obra de arte logo acima (aka “meu gráfico mostrando os ganhos de um afiliado versus um produtor), as chances de um retorno mais rápido como afiliado são boas. Escolhe uma boa oferta de conversão comprovada e só se preocupa em mandar tráfego. SE… se… se tudo der certo, você pode ter uma boa chance de um retorno rápido.
  • Sistema mais simples de trabalhar: de novo, aqui as habilidade que você precisa aprender são limitadas. Escolher uma boa oferta (o que não é TÃO fácil como algumas pessoas acham que é) e manda tráfego feito um maluco! Se a oferta for boa e converter bem (e o seu pixel de tracking como afiliado também não se perder pelo caminho) é dinheiro na conta!
  • Menor barreira de entrada: pelos mesmos motivos acima, isso ajuda a uma entrada mais fácil no mercado online. Você não precisa tantos conhecimentos e parafernálias. Com alguns poucos bons ingredientes nessa receita, dá pra tirar sim uma receita bacana!

Desvantagens

E quais são então as desvantagens, os contras de se trabalhar como afiliado:
  • Sem controle: eu pessoalmente não quero dedicar meu tempo a criar um negócio que alguém, lá fora, em algum lugar, pode simplesmente, como um interruptor, desligar todo o meu negócio.
Lembra do que aconteceu com o Mercado Livre? É um caso extremo com certeza. Mas quantas vezes você já não viu alteração de comissão? Alteração de preço? Alteração de política? Quando não se tem controle, você fica muito mais exposto e…
  • Sem segurança: por todos fatos expostos acima e abaixo e do lado e do outro lado, você como afiliado pode acabar correndo mais risco do que o necessário. O que pode ser perigoso. De novo: eu pessoalmente não dormiria tranquilo sabendo que amanhã tudo o que eu fiz pode simplesmente desaparecer.
  • Menor ROI no longo prazo: isso não é uma regra por si só. Sim, há afiliados que ganham uma bela de uma boa bolada. Muita grana mesmo. Eu mesmo conheço alguns. Mas ainda assim, no longo prazo, produtores tem potencial MUITO maior de lucro por 2 simples fatos: eles controlam todo sistema e tem o melhor e mais importante ativo de qualquer negócio: o cliente.
  • Você não cria seu nome e identidade: assim como nosso amigo Zézinho, como afiliado você corre o risco de passar sua vida construindo a marca e o nome de outra pessoa. E não o seu.
  • Você não aprende sobre marketing: o fato de você não precisar aprender muita coisa trabalhar como afiliado é uma vantagem… mas também uma desvantagem! Por que?
Porque aí você acaba não empecilho uma das mais importantes habilidades para um empreendedor digital: marketing. Por que alguém compra? Por que alguémnão compra? Por que as pessoas agem como agem? Como eu influencio alguém?
Nota: essas habilidades não são só úteis pra se vender coisitas online. Elas servem também pra VIDA.
  • Em um geral, ninguém gosta de afiliados: duvida? Adwords não permite. Facebook se ainda permite, logo não vai. E provavelmente já não gosta. Empresas de mail marketing chegam a ter na sua política que links de afiliadosnão são permitidos. Por que isso? Simples:
Porque sabem que geralmente afiliados podem se esconder atrás de um link e mandar tráfego a milhão. Se fizerem spam, não são eles que são queimados; e sim o produtor ou talvez a empresa de mail marketing. Por sinal, nos EUA já teve muitoprodutor se ferrando porque os afiliados prometeram tudo e mais um pouco que, obviamente, o produtor não entregava. Se não controlado, essa pode ser uma desvantagem pro produtor.
  • Menor barreira de entrada: não, você não está lendo errado. Essa era sim uma vantagem. Agora uma desvantagem. Por que? Simples: porque assim como foi fácil pra você… vai ser fácil também pros outros entrarem! O que significa mais competição e mais pessoas com o mesmo acesso que você competindo pelo mesma fatia da torta. Se a barreira de entrada é maior, você tem menos competição e mais espaço pra abocanhar o mercado inteiro.
  • Você ganha quando alguém SAI/fica mais longe de você: essa é grande; DUVIDO… duvido você achar alguém que não tem “problema” com tráfego. Por que? Porque tráfego nunca é suficiente. Se eu tenho 1.000 visitas únicas por dia, agora eu quero 2.000! E depois 5.000! E depois 10.000! E assim vai! E não é nada fácil conseguir tráfego! Se você já tentou, você sabe disso. Só que isso fica ainda pior – você trabalhando como afiliado…

Você ganha dinheiro quando você EXPULSAalguém do seu site!

Isso. Não. Faz. Sentido.
Já é tão difícil conseguir tráfego e manter as pessoas… aí você vai tornar as coisas 2x… 3x… QUATRO VEZES mais difícil forçando que as pessoas saiam de perto de você… porque é assim que você ganha dinheiro!?
De novo:
Isso. Não. Faz. Sentido.
Eu prefiro que quanto mais perto a pessoa está, mais dinheiro eu ganhe. Que quanto mais eu trabalhar pra ela ficar comigo, me ajudar e me reconhecer como o mentor/tutor dela, que ela seja um cliente de maior valor pra mim.

Produtores

Ambiente de trabalho clássico de Empreendedores Digitais
Ambiente de trabalho clássico de Empreendedores Digitais
Mas visto isso, agora vamos ver as vantagens e desvantagens de se trabalhar como um produtor!

Vantagens

  • Maior controle e segurança: você é 100% dono do seu nariz. Você tem controle total e absoluto que acontece no seu negócio. Não que nada de catastrófico nunca vai acontecer com você – porque com certeza vai! Isso eu posso garantir! Mas ao menos você tem MUITO mais controle e segurança pra lidar com a situação. Fazer uma oferta diferente. Trocar preço. Fazer uma nova promoção quem sabe? E até porque você tem outra vantagem…
  • Você está construindo a SUA marca e o SEU nome: não a do Sr. Fulano de tal com seu produto; não. Você está construindo a SUA marca. O SEU nome. E não falo isso por ego ou algo assim; claro que é legal ser reconhecido por algo que você faz, mas esse não é o principal.
O principal é que podem tirar seu site do ar, podem tirar sua lista de você, podem banir sua conta, mas se você é produtor tem algo que absolutamente ninguémpode tirar de você: seu nome e sua marca. Você está tornando seu nome em umexcelente ativo pra sua vida.
Até, como conselho geral: se preocupe em muito mais em desenvolver sua marca e seu nome que o resto. Produtos vêm e vão. Campanhas também. Seu nome? Esse pode ser eterno.
  • Potencial a longo prazo maior e exponencial: como produto você tem potencial de ganho muito maior no longo prazo. Por que? Porque você agora não precisa começar lááá do zero pra fazer algo novo. Você vai ter já uma base de fãs e seguidores (se você fizer as coisas do jeito certo como eu recomendo). E pra esses você pode fazer novas ofertas. Curso avançado? Novo produto? Atualização? Outro produto? Não sei. Há mil e uma coisas que você como produtor pode fazer que um afiliado não pode.
  • Você aprende e entende marketing: eu sempre lia em livros tipo Pai Rico Pai Pobre que você deveria aprender a vender. Mas – por algum motivo – nunca tinha entendido bem porque. Hoje eu entendo. E como.
Você trabalhando como produtos vai fazer justamente isso: aprender sobre marketing e como vender. E não tem habilidade melhor pra se aprender nesse mundo. É ela a resposta para a verdadeira liberdade.
Sabendo de marketing e como vender, você pode perder TUDO amanhã… Você sabe exatamente como recuperar tudo. Bom, não é a toa que a grande maioria dos maiores empreendedores do mundo em algum ponto de suas vidas foram a falência… pra recuperar tudo e mais um pouco logo depois.
  • Você entende seu mercado e seu cliente: esse é junto com o de cima. Você aprende mais sobre marketing, seu mercado e seus cliente. Porque alguém compra o que compra. Porque alguém faz ou deixa de fazer algo. Como as emoções influenciam as decisões de uma pessoa. E isso torna você uma pessoa melhor também. Porque você se entende melhor. Algo que quando você só está pensando mecanicamente em “como conseguir mais tráfego” jamais vai ensinar pra você.
  • Maior barreira de entrada: como antes, esse é uma vantagem e uma desvantagem. Sim, o início pode ser um pouco mais difícil. Em compensação significa que há menos pessoas competindo pelo mesmo pedaço que você. E isso vale OURO!
  • Você ganha quando alguém fica mais perto de você: ao contrário dos afiliados, você ganha cada mais e mais cada vez que as pessoas ficam mais perto de você. E não quando você “POR FAVOR CLIQUE NESSE LINK E SAIA DESSE SITE AGORA PRA EU PAGAR MEU ALUGUEL”. A mentalidade – e os resultados – são completamente diferentes.

Desvantagens

Mas tudo são mar de rosas pra produtores?
Claro que não! Com certeza há desvantagens. Que vamos ver agora:
  • Maior barreira de entrada: como dito acima, sim, você tem alguns desafios adicionais pra começar. Mas hoje em dia eles são beeeeem pequenos. Se você está lendo isso aqui em um computador, você provavelmente já tem acesso a tudo o que você precisa pra criar um negócio de 7 dígitos anuais na internet. Sim, 7 dígitos (que são pelo menos R$ 1.000.000 caso você não conheça a expressão). Se você olhar, você vai ver que é bem fácil criar um negócio online hoje e que não precisam mais que 4 passos.
  • Precisa aprender um pouco mais: você vai precisar aprender sobre marketing, como criar um site, como colocar seu produto no ar, etc. E olha, talvez você seja como eu quando comecei a conhecer esse mundo e fale algo do tipo: “Mas eu não quero ter que criar nada!! Só quero ganhar uma grana na internet e trabalhar de casa!” Ótimo. Era o que eu queria também. E eu me assustava com a ideia de “criar” algo. Mas hoje eu vejo como é muito fácil.
  • Maior número de variáveis: como o de cima, aprender e mexer com mais coisas resulta nisso: mais coisas que podem quebrar. Simples assim.
  • Descobrir uma oferta que converta: isso para iniciantes é um dos grandes obstáculos: como saber se vale a pena ou não criar um produto em tal área. E se eu criar e não vender nada? É um risco que se corre. Mas ao menos você está aprendendo porque algo vendeu ou não. E isso vai vale OURO no futuro. Mas com certeza é um passo a mais que muitos encontram dificuldades.
Até no meu curso aqui eu comento sobre como eu pessoalmente faço pra tentar diminuir ao máximo o risco de se meter uma furada. Não é um método 100% comprovado, mas o mais humanamente perto disso.

Conclusão

Tudo que é bom uma hora acaba né não!?
Tudo que é bom uma hora acaba né não!?
Talvez você esteja pensando que eu vou querer defender ser produtor porque vou querer “vender meu peixe”. E isso até poderia ser verdade. Acho que eu pensaria a mesma coisa. Mas pra resolver proponho uma pergunta simples:
Qual você acha que veio antes: o fato de eu trabalhar como produtor ou eu acreditar que ser um produtor é o melhor caminho?
E mais:
Eu comecei minha jornada como empreendedor digital trabalhando como afiliado. Na verdade com Adsense e afiliados. E tive bons resultados com isso!
Até que… Até que… aconteceu o que eu falei no início desse post:
“Sua conta foi bloqueada.”
Tchau tchau.
“Ahhh Bruno… mas você deve ter abusado! Eu tenho certeza absoluta que vou fazer tudo certinho e isso nunca vai acontecer comigo!”
Claro que não vai.
Até acontecer.
E aí o que você faz? Vai arriscar?
E não estou dizendo que produtor não tem seus riscos. TÊM! E muitos! Mas de novo:
Ao menos eu tenho maior controle e segurança de como reagir os obstáculos que com certeza vão vir.
Se você olhar a vida e carreira de grandes empreendedores, dificilmente vai encontrar alguém que nunca teve nenhum problema. Nenhum empecilho. E de empreendedores digitais, difícil encontrar alguém que não teve alguma conta de alguma coisa bloqueada! Como diria Tony Robbins:
“As únicas pessoas que não tem problemas são aquelas no cemitério.”
Faz parte.
Enfim, espero que você entenda de verdade que eu não defendo ser produtor porque simplesmente é o que eu trabalho. É o que eu já acreditava antes de me tornar produtor. E isso faz toda diferença.

E agora o que fazer?

O que eu recomendo é que, se você está começando, você reflita sobre o que você leu antes de tomar qualquer decisão. Veja o que você acha que vale pra você e que tipo de risco você está disposto a correr.
Eu já tomei a minha decisão. E há muito tempo atrás. E fico feliz de saber que tantas outras pessoas se tornaram produtores e criaram seu produto próprio.
Depois, lembre-se de deixar seu comentário abaixo e participar da conversa!
Coloque sua opinião e vamos ver o que outras pessoas também acham desse tema!

COMPARTILHE A POSTAGEM.

COMPRE E RECEBA EM CASA! COM TODA COMODIDADE, SEGURANÇA E RAPIDEZ.

,

,

CURSO DE VIOLÃO: EBOOK + VIDEO AULAS - TOTALMENTE GRATIS!