.

terça-feira, março 15, 2011

Fraturas - Cachorros.




Fraturas - Cachorros: Os acidentes que ocasionam fraturas em cachorros são em grande parte decorrentes de atropelamentos, e geralmente atingem com maior frequência as suas pernas, sendo inclusive também esta a principal causa da ida e da internação de cachorros no setor de ortopedia veterinária. 

Entretanto há várias formas e alternativas para o tratamento e a recuperação destas fraturas. E todas tem por objetivo restabelecer  a união óssea da melhor e da mais rápida forma possível, e tendo como propósito a recuperação e a preservação da rigidez óssea e da funcionalidade normal das articulações e tecidos moles próximos, como os músculos e tendões. 

E a maioria das fraturas sem muita gravidade, se consolidam de forma rápida e geralmente sem deixar sêquelas. Em consequência principalmente devido ao correto atendimento inicial, e também a utilização adequada de métodos de tratamento e imobilização.

Entretanto dependendo da extensão e da gravidade da fratura, a consolidação óssea pode ocorrer de forma demorada - ou em determinadas situações, e mesmo com todo atendimento e procedimentos adequados, pode nem vir a acontecer esta consolidação. 

Pois a consolidação óssea decorrente de uma fratura, envolve consequentemente uma sucessão de situações. Que evoluem desde o trauma da fratura propriamente dita, a formação do hematoma, a iniciação do atendimento e tratamento médico - veterinário e ortopédico. 

E com todos os procedimentos de reposicionamento ou se necessário até de reconstituição óssea através de enxertos e cirurgias para a fixação de pinos e parafusos, e sua consequente imobilização, para o posterior processo de consolidação e cicatrização óssea. 

E deve-se ter certos cuidados quanto aos procedimentos para se prestar o socorro inicial, e se cuidar de forma apropriada de um cachorro que apresente os sintomas característicos de suspeita de fraturas em que não se saibam as causas, ou fraturas decorrentes de acidentes conhecidos e recentes. 

No caso de suspeita de fratura sem causa conhecida, deve-se observar a existência de hematomas ou inchaços, perna deformada ou que não consiga se apoiar no chão. Inclusive em muitos casos, os cachorros até conseguem tolerar o incomodo provocado pela presença da fratura, somente reagindo e demonstrando dor quando a perna fraturada é manipulada ou toca no chão. 

Então, nestes casos, se necessário, contenha o cachorro e amarre a sua boca ou ponha uma focinheira no mesmo. E comece fazendo um exame visual e vá tocando cuidadosamente o membro com suspeita de fratura.  Em consequência o cachorro normalmente vai reagir imediatamente ao toque, demonstrando a intensídade e o local exato da origem da dor. 

Faça então uma tala, preferêncíalmente com ripas de madeira ou papelão grosso, e prenda ao membro fraturado com tiras de tecido ou gaze e amarre as tiras com firmeza, porem sem apertar demasiadamente, para que não venha a prejudicar a circulação sanguínea. Pois o objetivo da tala, é somente de imobilizar temporária e provísoriamente o membro fraturado, até a chegada do cachorro acidentado ao atendimento médico veterinário. 

E no caso de uma fratura decorrente de um acidente recente e conhecido, deve-se se aproximar do cachorro de uma maneira cuidadosa e tranquila, e também falando com o mesmo em um tom de voz suave, e depois passe lentamente uma coleira com corrente pelo seu pescoço e prenda-o. 

Fixando a corrente de uma maneira que o cachorro não consiga mover a cabeça, e se possível também ponha uma focinheira no mesmo - para uma maior proteção. depois Examine a perna com cuidado e suavemente, e localize o local do trauma, verificando se é fratura fechada, sem lesão na pele ou fratura exposta, que é o tipo de fratura mais grave, em que o osso fraturado rasga a pele, e como o próprio nome já diz, fica exposto. 

Nesta situação, se possível, lave bem o ferimento com água limpa, e depois cubra-o com um curativo estéril ou um pano limpo. Porem se o ferimento for muito grave, e o membro fraturado estiver muito deformado - ou se o cachorro estiver demonstrando muita dor, não tente fazer limpeza, curativos ou tala. Somente envôlva suavemente o membro fraturado, com uma toalha grande e limpa, e leve urgentemente o cachorro para o atendimento médico veterinário.

                                 
 


















































COMPARTILHE A POSTAGEM.

.

.
.

Visualizações de página do mês passado

.COMO ACABAR COM AS PULGAS!